A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Teorias de Aprendizagem

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Teorias de Aprendizagem"— Transcrição da apresentação:

1 Teorias de Aprendizagem
Iolanda B. C. Cortelazzo

2 Teorias Associacionistas
Comportamentalismo -  Skinner Conexionismo - Thorndike  Intermediário Processamento de Informação - Gagné

3 Teorias Cognitivistas
Gestalt - Wertheimer Genétido-Cognitiva  - Piaget, Bruner Ausubel Genético-dialética - Vygostky, Bandura  Intermediário Aprendizagem Significativa – Novak

4 Teorias Humanistas Aprendizagem significante - Rogers  Andragogia: Educação de Adultos- Knowles Outras Teoria das Múltiplas Inteligências - Gardner Heutagogia - aprendizagem autodeterminada Stewart Hase

5 Associacionismo   As idéias se associam por semelhança e contigüidade e se reforçam por repetição.  As teorias associacionistas buscam na associação de idéias a explicação para a aprendizagem e dão ênfase nas experiências sensoriais. Duas correntes se destacam nas teorias de aprendizagem, o comportamentalismo e o conexionismo.

6 Comportamentalismo O comportamentalismo (behaviorism) é uma teoria objetiva que estuda o comportamento como fruto de necessidades e impulsos específicos. o homem visto como um organismo governado por estímulos externos. Análise das leis que relacionam os estímulos às suas  respostas e às suas conseqüências.

7 Comportamentalismo   "A educação, e de modo concreto o ensino, transforma-se numa tecnologia que prepara as contingências, as características do contexto e as peculiaridades de cada  situação e regula a administração de reforços" (Sacristán, 2000).

8 Comportamentalismo Aplica-se o poder do reforço  "sobre unidades simples de conduta", isto é, o comportamento é aos poucos modelado (condutismo, modelagem). A motivação é provocada pela concentração da atenção, pela estimulação do interesse.  As emoções  são consideradas irrelevantes.

9 Comportamentalismo enfatiza a aplicação das técnicas com eficácia;
desconsidera as variantes internas; desprezar a dinâmica da aprendizagem,  reduz-se a educação à ação da tecnologia educacional.

10 Comportamentalismo Aplicações na prática de ensino escolar a fim de promover um condicionamento de respostas operantes. programas de reforço, instrução programada, fichas de aula, máquinas de ensinar

11 Comportamentalismo Ao se enfatizar a aplicação das técnicas com eficácia, desconsiderar as variantes internas e desprezar a dinâmica da aprendizagem,  reduz-se a educação à ação da tecnologia educacional. Programas de reforço, instrução programada, fichas de aula, máquinas de ensinar são aplicações dessa teoria na prática de ensino escolar a fim de promover um condicionamento de respostas operantes.

12 Comportamentalismo A partir de constatações das diferenças entre o comportamento operante e o comportamento respondente, Skinner concentrou-se no controle das relações variáveis de entrada (estímulo, reforço e as contingências de reforço) e as variáveis de saída (respostas operantes e as respostas respondentes - reflexões involuntárias) . O condicionamento operante é o condicionado pela introdução de um reforço positivo após uma resposta esperada, isto é, "um aumento na freqüência da resposta que foi, recentemente, associada com um reforçador sob condições explicitas" (Moreira, 1999:52). 

13 Comportamentalismo A partir de constatações das diferenças entre o comportamento operante e o comportamento respondente, Skinner concentrou-se no controle das relações variáveis de entrada (estímulo, reforço e as contingências de reforço) e as variáveis de saída (respostas operantes e as respostas respondentes - reflexões involuntárias) . O condicionamento operante é o condicionado pela introdução de um reforço positivo após uma resposta esperada, isto é, "um aumento na freqüência da resposta que foi, recentemente, associada com um reforçador sob condições explicitas" (Moreira, 1999:52). 

14 Pavlov, Skinner, Thorndike Watson  são nomes importantes ligados à teoria comportamentalista.
Pavlov - Condicionamento clássico Skinner – Condicionamento operante Watson – Condutismo Thorndike - Conexionismo

15 Pavlov:  estabeleceu uma conexão entre estímulos ambientais neutros e as atividades fisiológicas. Condicionamento clássico leis de generalização, discriminação, inibição e extinção Watson: estudo do que o organismo faz e pode ser observável (conduta) Skinner: Condicionamento operante reforço positivo e negativo - fortalece a resposta castigo - debilita a  resposta, modela a conduta Thorndike: Conexionismo, lei de efeito

16 conexionismo uma teoria que considera a aquisição de um  hábito como uma tentativa de ensaio e erro, propõe três leis que caracterizam a aprendizagem. lei da prontidão - satisfação/aborrecimento lei do exercício -  prática, repetição lei do efeito - fortalecida/enfraquecida, recompensa/punição   A aprendizagem é vista  como umprocesso mecânico, como  uma associação de estímulos,  de resposta e reforço (Sacristán,2000).  "A aprendizagem é um processo e, em suas unidades mais primárias ou básicas , ocorre quando a pessoa, em virtude de determinadas experiências, que incluem necessáriamente inter-relaçòes com o contexto, produz novas respstas, modifica as existentes (...) ou quando o indivíduo estabelece novas relações entre sua atividade  e o ambiente do qual faz parte" (Del Rio, 1996:32) "... um processo cego e mecânico de associações de estímulos e respostas provocado e determinado pelas condições externas, ignorando a intervenção mediadora de variáveis referentes à estrutura interna " (Sacristán, 1999:29).  

17 conexionismo uma teoria que considera a aquisição de um  hábito como uma tentativa de ensaio e erro, propõe três leis que caracterizam a aprendizagem. lei da prontidão - satisfação/aborrecimento lei do exercício -  prática, repetição lei do efeito - fortalecida/enfraquecida, recompensa/punição  

18 Conexionismo A aprendizagem umprocesso mecânico,
uma associação de estímulos,  de resposta e reforço (Sacristán,2000). 

19 Conexionismo  "A aprendizagem é um processo e, em suas unidades mais primárias ou básicas , ocorre quando a pessoa, em virtude de determinadas experiências, que incluem necessáriamente inter-relaçòes com o contexto, produz novas respostas, modifica as existentes (...) ou quando o indivíduo estabelece novas relações entre sua atividade  e o ambiente do qual faz parte" (Del Rio, 1996:32)

20 conexionismo   "... um processo cego e mecânico de associações de estímulos e respostas provocado e determinado pelas condições externas, ignorando a intervenção mediadora de variáveis referentes à estrutura interna " (Sacristán, 1999:29).  

21 Conexionismo "... um processo cego e mecânico de associações de estímulos e respostas provocado e determinado pelas condições externas, ignorando a intervenção mediadora de variáveis referentes à estrutura interna " (Sacristán, 1999:29).  

22 Referências Del Rio, Maria José.  Comportamento e Aprendizagem: Aplicações Escolares. In Coll, Cesar, Palácio e  Jesus, Marchesi, Álvaro. Desenvolvimento Psicológico e Educação. Porto Alegre, Artes Médicas, 1996, Grohmann, Marcia Zampieri. A busca de uma visão mais integrada entre as teorias educacionais para adultos: diálogo entre os autores. Contrapontos - volume 7 - n. 1 - p Itajaí, jan/abr Disponível em https://www6.univali.br/seer/index.php/rc/article/viewFile/896/750 MOREIRA, M. A. Teorias de aprendizagem. São Paulo: EPU, 1999. SACRISTAN, J. G. E GOMEZ, A. I. Compreender e Transformar o Ensino. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

23 Links Associacionismo Comportamentalismo e conexionismo Aplicações práticas da teoria comportamentalista


Carregar ppt "Teorias de Aprendizagem"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google