A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O BEHAVIORISMO TEORIA COMPORTAMENTAL. HISTÓRIA Behavior = Comportamento; Comportamentalismo Teoria Comportamental Análise Experimental do Comportamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O BEHAVIORISMO TEORIA COMPORTAMENTAL. HISTÓRIA Behavior = Comportamento; Comportamentalismo Teoria Comportamental Análise Experimental do Comportamento."— Transcrição da apresentação:

1 O BEHAVIORISMO TEORIA COMPORTAMENTAL

2 HISTÓRIA Behavior = Comportamento; Comportamentalismo Teoria Comportamental Análise Experimental do Comportamento Análise do Comportamento; Fundador: John Watson ( ) Psicologia sem alma e sem mente Capacidade de prever e controlar

3 Comportamento = objeto da Psicologia; Observável, mensurável; Status de Ciência para a Psicologia; Postura funcionalista: estudar o comportamento em função de certas variáveis do meio; Estímulos levam o organismo a dar determinadas respostas – organismo se ajusta ao ambiente;

4 B. F. SKINNER ( ) Behaviorismo Radical – análise experimental do comportamento Teórico da aprendizagem; Contribuição: técnicas de modificação do comportamento em diversas áreas;

5 BEHAVIORISMO HOJE Comportamento não é ação isolada; Causas do comportamento não são explicações mentalistas; Comportamento é interação entre aquilo que o indivíduo faz e o ambiente onde o seu fazer acontece; Estuda interação indivíduo-ambiente R - S O homem é produto e produtor destas interações;

6 COMPORTAMENTO Atividades cognitivas, afetivas e motoras; Produto de seleção: 1. Filogênese – seleção natural, resultado da evolução da espécie; 2. Ontogênese – seleção de comportamentos, resultado da evolução individual; 3. Cultura – contingências sociais;

7 CONTINGÊNCIAS As condições sob as quais uma resposta (um comportamento) produz uma consequência; Elas descrevem qualquer relação e expressam a probabilidade condicionada que relaciona alguns eventos a outros;

8 BIOLÓGICOS FISIOLÓGICOS MÚLTIPLA CAUSAÇÃO O comportamento humano é função de diversos fatores: SOCIAIS CULTURAIS ECONÔMICOS ANTECEDENTES CONSQUENTE HISTÓRIA DE VIDA

9 PERSONALIDADE É a possibilidade de uma pessoa manifestar certas tendências comportamentais nas várias situações do cotidiano. São os padrões de hábitos e respostas condicionadas a vários estímulos; É possível esperar e até prever certos comportamentos das pessoas;

10 APRENDIZAGEM Processo de condicionamento de comportamentos; 1) Condicionamento Clássico 2) Condicionamento Operante

11 CONDICIONAMENTO CLÁSSICO Comportamento respondente: Respostas naturais a um estímulo natural;

12

13

14 Reflexos condicionados: Pareamente de estímulos; Experimento do fisiologista Pavlov; SALIVAÇÃO

15

16 CONDICIONAMENTO OPERANTE Todos os nossos comportamentos; Comportamentos modelados e mantidos no repertório de uma pessoa devidos às suas consequências; Aprendizagem = condicionamento; Aprendizagem = seleção de comportamentos por consequências; CONDICIONAR REFORÇOS

17 CONSEQUÊNCIAS REFORÇO Estímulo que se segue após uma resposta (comportamento) e que aumenta a probabilidade desta resposta voltar a ocorrer, em situações semelhantes; R S

18 REFORÇOS Positivo: aumenta a probabilidade do comportamento que o produz voltar a ocorrer – oferece alguma coisa Negativo: aumenta a probabilidade do comportamento que o remove voltar a ocorrer – retira algo indesejável

19 REFORÇOS Reforços Primários – valor de sobrevivência;

20 Reforços Secundários – estímulos anteriormente neutros, mas que ao longo do tempo e da cultura foram associados aos estímulos primários, e hoje atuam como recompensas;

21 O condicionamento operante é o que propicia a aprendizagem dos comportamentos; é a ação do organismo sobre o meio e o efeito resultante, no sentido de satisfazer-lhe alguma necessidade, ou seja, a relação que se estabelece entre uma AÇÃO e seu EFEITO. CONDICIONAMENTO OPERANTE

22 Resposta provoca alteração ambiental (conseqüência) retroage no sujeito e altera a probabilidade futura de ocorrência. Agimos ou operamos sobre o mundo em função das conseqüências criadas pela nossa ação. (Bock, 1999)

23 ESQUEMAS DE CONDICIONAMENTO CONTÍNUO: comportamento sempre é seguido de reforço; Aquisição de comportamentos. INTERMITENTE: comportamento ocasionalmente é seguido de reforço; Manutenção de comportamentos; Razão fixa, razão variável, intervalo variável e intervalo fixo.

24 1. RAZÃO FIXA: o reforço só é seguido após um número fixo de respostas; Ex: uma pessoa que recebe por uma quantidade X de trabalho realizado. 2. RAZÃO VARIÁVEL: o reforço é seguido após um número variável de respostas; Ex: jogos de azar, pescaria.

25 3. INTERVALO VARIÁVEL: o reforço é seguido após um tempo variável; Ex: telefone que toca um número X de vezes. 4. INTERVALO FIXO: o reforço é seguido após um tempo fixo; Ex: pagamento por mês, semana, etc.

26 FUGA E ESQUIVA (reforçamento negativo) FUGA: r esposta que termina um estímulo aversivo já em andamento; Ex: fugir da punição; ESQUIVA: r esposta elimina o estímulo aversivo antes dele ocorrer; Ex: não aparecer na reunião.

27 GENERALIZAÇÃO Comportamentos semelhantes frente a um conjunto de estímulos percebidos como semelhantes; Estímulo adquire controle sobre um comportamento devido ao reforço na presença de estímulos similares, mas diferentes; Educação Escolar.

28 DISCRIMINAÇÃO Inverso da generalização; Capacidade de perceber as diferenças entre os estímulos e responder diferentemente a eles; O estímulo adquire propriedade de discriminar a situação reforçadora; Discriminação e Aprendizagem Social.

29 EXTINÇÃO O comportamento deixa de ser consequenciado; Não há reforçadores positivos, nem negativos; O comportamento tende a diminuir sua frequência e até pode deixar de acontecer; Ex: discar um número e ninguém atender; mãe não dar atenção à birra dos filhos.

30 PUNIÇÃO Consequenciar um comportamento com estímulo aversivo; Ex: multas, castigos físicos e verbais; Remover um reforçador positivo; Ex: tirar o vídeogame, proibições; Supressão total do comportamento depende da história do condicionamento e da intensidade da punição; Questionamento às práticas punitivas; Punição x Aquisição de comportamentos adequados;

31 CONTROLE O ambiente exerce controle sobre nós? Comportamentos variam na frequência e forma sob estímulos diferentes (situações diferentes) comportamento sob controle de estímulos diferentes


Carregar ppt "O BEHAVIORISMO TEORIA COMPORTAMENTAL. HISTÓRIA Behavior = Comportamento; Comportamentalismo Teoria Comportamental Análise Experimental do Comportamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google