A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMPORTAMENTALISMO (BEHAVIORISMO) Disciplina: Psicologia Educacional Prof. Me. Edimar Roberto de Lima Sartoro

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMPORTAMENTALISMO (BEHAVIORISMO) Disciplina: Psicologia Educacional Prof. Me. Edimar Roberto de Lima Sartoro"— Transcrição da apresentação:

1 COMPORTAMENTALISMO (BEHAVIORISMO) Disciplina: Psicologia Educacional Prof. Me. Edimar Roberto de Lima Sartoro

2 Behaviorismo (behavior, comportamento - em inglês); Behaviorismo é o estudo do comportamento, o qual é tomado como um conjunto de reações dos organismos aos estímulos externos; O behaviorismo busca controlar e moldar o comportamento humano. Aprendizagem e desenvolvimento na abordagem behaviorista

3 Behaviorismo Skinner ( ) – um dos principais teóricos desta corrente, enfatiza que um organismo aprende quando seu comportamento é fortalecido por um reforço ou diminuído por uma punição (mas a frente vermos exemplos sobre isso).

4 Skinner defendia que só os comportamentos observáveis fossem aceitos como teorias científicas, pois esses podiam ser objeto de observação; O estudo do comportamento real e objetivo do homem, deu a Psicologia a cientificidade que os psicólogos da época vinham buscando, esse podia ser observado, quantificado e medido; Essas características eram fundamentais para que a Psicologia alcançasse status de ciência, rompendo definitivamente com a tradição filosófica.

5 Skinner constrói sua teoria baseada na aquisição de um comportamento por meio de um reforço ou sua eliminação; Assim: existem duas formas de reforço que são: o positivo o negativo Ambos os reforços têm a função de ensinar um determinado comportamento do indivíduo. (Sobre isso veremos exemplos mais a frente) Modelagem de um novo comportamento

6 Behaviorismo – Conceitos de Skinner Reforço: visa aumentar as chances de um comportamento acontecer novamente; Reforço positivo: aumentam as chances da ocorrência do comportamento em razão da apresentação de um estímulo agradável (recompensa); Exemplo: a criança que por ser caprichosa com seu cadernos, recebe elogios da professora. Esta criança manterá o capricho em seus cadernos para não deixar de ser elogiada pela professora – o elogio funciona como um reforço positivo, agradável. O elogio é a recompensa pelo esforço de manter bem cuidado o caderno.

7 Behaviorismo – Conceitos de Skinner Reforço negativo: aumentam as chances da ocorrência de um determinado comportamento em razão da retirada de um estímulo desagradável; Exemplo: Lucas não gosta mais de sua namorada, porém ele continua com ela, pois sabe que terá que enfrentar uma grande briga para rompe o namoro. Evitar a briga funciona como um reforço negativo. Reforço negativo por que a consequência é Lucas não entrar em contato com o estímulo (sua namorada começar uma grande briga).

8 No caso do reforço negativo, este consiste em associar um comportamento a uma emoção desagradável o que levará o sujeito a reduzir a ocorrência deste comportamento.

9 Behaviorismo – Conceitos de Skinner Punição: o comportamento emitido se torna menos provável em razão das consequências obtidas. Ou seja: a punição diminui as chances do comportamento se repetir em razão da apresentação de um estímulo desagradável. Ex: somos multados ao dirigirmos em velocidade acima da permitida. Isto é: a multa representa um estímulo desagradável – é uma punição.

10 A punição é diferente do reforço negativo. Em termos conceituais, a punição se refere a um desprazer (estímulo) que se faz presente após um determinado comportamento não pretendido por aquele que o realiza, enquanto que o reforço negativo se caracteriza pela ausência (retirada) do desprazer após a ocorrência de um comportamento pretendido por aquele que o promove. Skinner ilustra assim o aspecto anti-pedagógico da punição: "O pai reclama do filho até que cumpra uma tarefa: ao cumpri-la, o filho escapa às reclamações (reforçando o comportamento do pai)....Um professor ameaça seus alunos de castigos corporais ou de reprovação, até quem resolvam prestar atenção à aula; se obedecerem estarão afastando a ameaça de castigo (e reforçam seu emprego pelo professor). De um ou outra forma, o controle adverso intencional é o padrão de quase todo o ajustamento social - na ética, na religião, no governo, na economia, na educação, na psicoterapia e na vida familiar(Skinner, 1971, pp )Skinner, 1971, pp )

11 Conceito de Extinção Quando uma resposta ao estímulo é reforçada sua probabilidade aumenta, porém este aumento não é permanente. A operação de suspender o reforço é chamada de extinção. Ex: se as reuniões da escola em que você trabalha sempre começam atrazadas, seu comportamento de chegar no horário marcado, com o tempo, será extinto.

12 Behaviorismo – Conceitos de Skinner Modelagem: Modificação gradual de uma resposta por outra que seja mais apropriada ao sujeito através do reforçamento de outros padrões de comportamento que vão sendo sucessivamente adquiridos e aprimorados pelo indivíduo a partir da aprendizagem obtida, como andar, falar, dirigir, dançar, atravessar a rua, etc.

13 Behaviorismo – Conceitos de Skinner Generalização: Tendência de apresentarmos comportamentos semelhantes sempre que percebemos os estímulos como semelhantes. Ex: uma criança que aprende em casa que consegue o que quiser chorando e fazendo birra, é possível que ela venha a generalizar seu comportamento de birra em outros contextos, como na escola.

14 Behaviorismo e educação Na educação, o behaviorismo é um fator a ser considerado, uma vez que o comportamento dos alunos é uma resposta ao ambiente e nessa visão todo comportamento pode ser aprendido. Portanto, o professor deve construir um ambiente em que o comportamento correto do estudante seja reforçado.

15 Segundo Azevedo (2008) Skinner apontou alguns princípios importantes para um ensino de qualidade: 1- clareza sobre que comportamento se deseja ensinar e quais habilidades e conceitos que os alunos devem dominar; 2- a necessidade de ser apresentado reforçadores imediatamente após a emissão de um comportamento que se queira fortalecer; 3- o uso do princípio de subdividir o conhecimento em pequenos passos, o professor dá inicialmente o máximo de ajuda ao aluno e diminui gradualmente; 4- para aprendizagens mais complexas, deve-se ao mesmo tempo descrever cada passo necessário para a execução.

16 Existe também segundo Skinner o controle aversivo. Para Azevedo (2008) o ato de expor o aluno a constrangimento moral, crítica, retirada de privilégios, pode ser chamado de controle aversivo. Esses acontecimentos podem causar prejuízos no aprendizado, pois o aluno irá trabalhar, no inicio, para fugir da estimulação aversiva, no entanto com o tempo ele poderá descobrir outros meios de esquivar, como por exemplo, chegando atrasado, ou não prestando atenção, tornar-se agressivo e recusar a obedecer e ate mesmo abandonar os estudos quando adquirir o direito legal de fazê-lo.

17 Referências SKINNER,B. F. Ciência e Comportamento Humano. São Paulo: Editora da Univesidade de São Paulo, 1974.


Carregar ppt "COMPORTAMENTALISMO (BEHAVIORISMO) Disciplina: Psicologia Educacional Prof. Me. Edimar Roberto de Lima Sartoro"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google