A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ficha de Avaliação da Pós-Graduação em Saúde Coletiva triênio 2007-2009 Grupo de trabalho Ethel Leonor Noia Maciel Hillegonda Maria D. Novaes Paulo Capel.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ficha de Avaliação da Pós-Graduação em Saúde Coletiva triênio 2007-2009 Grupo de trabalho Ethel Leonor Noia Maciel Hillegonda Maria D. Novaes Paulo Capel."— Transcrição da apresentação:

1 Ficha de Avaliação da Pós-Graduação em Saúde Coletiva triênio Grupo de trabalho Ethel Leonor Noia Maciel Hillegonda Maria D. Novaes Paulo Capel Narvai Outubro de 2008

2 A avaliação dos PPG pode ser pensada em três componentes articulados correspondem aos quesitos da ficha de avaliação. A avaliação dos PPG pode ser pensada em três componentes articulados correspondem aos quesitos da ficha de avaliação. 1. Primeiro componente chamados pré-requisitos para funcionamento: - proposta do programa e as - características do corpo docente (15%) 1. Primeiro componente chamados pré-requisitos para funcionamento: - proposta do programa e as - características do corpo docente (15%) 2. Segundo componente resultados coberta pelos cinco indicadores que fazem parte do SIR (corresponde aos quesitos corpo discente e produção intelectual da ficha de avaliação (70%) 2. Segundo componente resultados coberta pelos cinco indicadores que fazem parte do SIR (corresponde aos quesitos corpo discente e produção intelectual da ficha de avaliação (70%) 3. Terceiro componente avaliação quali produtos não biblio (inserção social e qualidade da proposta do PPG (15%) 3. Terceiro componente avaliação quali produtos não biblio (inserção social e qualidade da proposta do PPG (15%) A avaliação da CAPES triênio

3 Nova Sistemática de Avaliação Análise das pré-condições de funcionamento: proposta do programa e corpo docente A avaliação da CAPES triênio Fonte: Barata, 2008

4 Nova Sistemática de Avaliação Análise das pré-condições de funcionamento: proposta do programa e corpo docente Classificação ANUAL preliminar com base em resultados: uso de 7 indicadores quantitativos gerados pelo Sistema de Indicadores de Resultados (SIR) A avaliação da CAPES triênio Fonte: Barata, 2008

5 Sistema de Indicadores de Resultados (SIR) 1. Orientações de teses e dissertações concluídas no período em relação ao corpo docente permanente 2. Participação de discentes autores na produção científica do programa 3. Qualidade das teses e dissertações (dos periódicos de publicação) 4. Distribuição de publicações qualificadas em relação ao corpo docente 5. Produção técnica 6. Publicações qualificadas do programa (per capita) 7. Inserção social e impacto do programa A avaliação da CAPES triênio Fonte: Barata, 2008

6 Nova Sistemática de Avaliação Análise das pré-condições de funcionamento: proposta do programa e corpo docente Classificação ANUAL preliminar com base em resultados: uso de 7 indicadores quantitativos gerados pelo Sistema de Indicadores de Resultados (SIR) Avaliação qualitativa TRIENAL, por pares: feita pela Comissão de Avaliação base: Ficha de Avaliação (5 quesitos) A avaliação da CAPES triênio Fonte: Barata, 2008

7 Mudanças na Ficha de Avaliação A avaliação da CAPES triênio Quesitos pesos Quesitos pesos pesos Fórum I - Proposta do programa 0 II – Corpo docente 30% III – Corpo discente 30% IV – Produção intelectual 30% V – Inserção social 10% VI - Atribuição de conceitos 6 e 7 Eliminatória % 15% 15% 35% 35% 30% 35% 35% 40% 10% 15% 15% ?? ?? 1 Se atingir conceito menor que 3

8 A avaliação da CAPES triênio Item 1 Coerência, consistência, abrangência e atualização das áreas de concentração, linhas de pesquisa e projetos em andamento; Indicador pesos Avaliar adequação, coerência e quantidade dos PP com as respectivas LP Avaliar adequação, coerência e quantidade das LP com as respectivas AC Avaliar adequação, coerência e quantidade de disciplinas oferecidas em relação às LP e AC Avaliar consistência ementas, assim como coerência e atualização das bibliografias Avaliar as presença de disciplinas de fundamentação metodológica Avaliar o planejamento do programa quanto a desenvolvimentos futuros 50% 1 Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente Quesito I - Proposta do programa 3 itens

9 A avaliação da CAPES triênio Item 2 Planejamento do programa com vistas a seu desenvolvimento futuro, contemplando os desafios internacionais da área na produção do conhecimento, Indicador pesos Item 2 Análise qualitativa 1 Adequação das propostas do programa às necessidades regionais Propostas para enfrentar os desafios da área tanto em relação à formação quanto à produção de conhecimentos Propostas de qualificação do corpo docente 30% 1 Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente Quesito I - Proposta do programa 3 itens

10 A avaliação da CAPES triênio Item 3 Infra-estrutura para ensino, pesquisa e extensão. Indicador pesos Análise qualitativa 1. Avaliar a existência, a adequação e a suficiência de: Laboratórios com condições para a realização das Teses e Dissertações Biblioteca que permita o acesso rápido às informações, com ênfase nos periódicos Recursos de informática disponíveis para alunos e docentes Recursos próprios para a realização de suas atividades, bem como a capacidade de captação de recursos para o desenvolvi- mento para suas atividades de pesquisa 20% Quesito I - Proposta do programa 3 itens 1 Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

11 Mudanças na Ficha de Avaliação A avaliação da CAPES triênio Quesitos pesos Quesitos pesos pesos Fórum I - Proposta do programa 0 II – Corpo docente 30% III – Corpo discente 30% IV – Produção intelectual 30% V – Inserção social 10% VI - Atribuição de conceitos 6 e 7 Eliminatória % 15% 35% 35% 30% 35% 35% 40% 10% 15% 15% ?? ?? 1 Se atingir conceito menor que 3

12 Quesito II – Corpo Docente: CAPES 20%, Fórum 15% 5 itens A avaliação da CAPES triênio % (Fórum 10% Item 1 pesos Formação (titulação, diversificação na origem de formação, aprimoramento e experiência, adequação à proposta do Programa) 15% (Fórum 10%) Indicador Análise qualitativa 1 - Verificar se todo o corpo docente é composto por doutores com formação ou atuação na área: Avaliar se as áreas de formação acadêmica e atuação dos docentes permanentes são adequadas à Proposta do Programa (AC, LP e PP) Avaliar se as áreas e a diversificação da formação do corpo docente é adequada e não endógena;· Avaliar o nível de experiência do corpo docente, inclusive sua projeção nacional e internacional Avaliar se o corpo docente tem atraído alunos para estágios pós-doutorais (quando aplicável) Bolsa Produtividade (será considerado um bônus para o programa) Percentual de docentes nas condições de visitantes em outras IES nacionais e internacionais, de consultores técnico- científicos de instituições públicas, privadas e órgãos de fomento; de pareceristas, corpo editorial e editor de periódicos especializados nacionais e internacionais 1 Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

13 A avaliação da CAPES triênio Item 2 pesos Adequação da dimensão, composição e dedicação do corpo docente permanente para o desenvolvimento das atividades de ensino, orientação. 25% Indicador Referencial para Análise Quantitativa 1 Proporção de docentes permanentes com atividades de ensino, pesquisa, orientação e formação de mestres e doutores: –MB – 80 % ou mais; –B – 70 a 79 %; –R – 60 a 69 %; –F – 50 a 59 % –D – menos de 50 %. Quesito II – Corpo Docente CAPES 20%, Fórum 15% 5 itens 1 Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

14 A avaliação da CAPES triênio Item 2 pesos Adequação da dimensão, composição e dedicação do corpo docente permanente para o desenvolvimento das atividades de ensino, orientação. 25% (Fórum item 2 + 3: 40%) Indicador Referencial para Análise Qualitativa 1 avaliar, quanto aos orientadores permanentes: o tipo e o nível de atuação nas atividades de ensino, pesquisa, e orientação, de publicação e de formação (M e D) a estabilidade, considerando o impacto gerado nas atividades de ensino, de pesquisa e de orientação de reduções, incorporações e substituições de docentes a adequação do percentual em tempo integral e com vínculo institucional (60% dos permanentes) participação equitativa na oferta das disciplinas que compõem a estrutura curricular do Programa avaliar, quanto aos orientadores colaboradores e docentes visitantes: o grau de dependência do programa dessa atuação (Não há limite para colaboradores e visitantes, mas a maioria das atividades de ensino, pesquisa e orientações deve estar a cargo de permanentes) Quesito II – Corpo Docente CAPES 20%, Fórum 15% 5 itens 1 Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

15 A avaliação da CAPES triênio Item 3 pesos Distribuição entre os docentes das atividades de orientação, pesquisa e ensino 25% Indicador Avaliar se todos ou a maioria os docentes participam das atividades de ensino, orientação e pesquisa de forma equilibrada. Quesito II – Corpo Docente CAPES 20%, Fórum 15% 5 itens Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

16 A avaliação da CAPES triênio Item 4 pesos Participação dos docentes nas atividades de ensino e pesquisa na Graduação ou na pós-graduação senso lato, com atenção tanto à repercussão que essas atividades possam ter sobre a formação de futuros ingressantes na PG quanto na formação de profissionais mais capacitados. 20% (Fórum 25%) Indicador Avaliar o nível de envolvimento do corpo docente com atividades de ensino, iniciação científica e orientação de trabalho de conclusão de curso em nível de graduação ou pós- graduação lato sensu. Obs: a inserção de estudantes de Iniciação Científica no Programa será muito valorizada. Quesito II – Corpo Docente CAPES 20%, Fórum 15% 5 itens Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

17 A avaliação da CAPES triênio Item 5 pesos Proporção do corpo docentes com importante captação de recursos para pesquisa (Agencias de Fomento, Bolsa de Produtividade, Financiamentos Internacionais, Convênios, etc) 15% (Fórum 25%) Indicador Avaliar capacidade do corpo docente do Programa captar recursos financeiros (agências de fomento à pesquisa; instituições pública e privada; indústrias ou similares) para a execução de projetos de pesquisa e de desenvolvimento Descrição dos projetos, fonte financiadora e valores obtidos durante o período da avaliação Avaliar adequação dos projetos à proposta do programa Proporção de docentes com bolsa de produtividade em pesquisa (Bônus) Quesito II – Corpo Docente CAPES 20%, Fórum 15% 5 itens Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

18 Mudanças na Ficha de Avaliação A avaliação da CAPES triênio Quesitos pesos Quesitos pesos pesos GT I - Proposta do programa 0 II – Corpo docente 30% III – Corpo discente 30% IV – Produção intelectual 30% V – Inserção social 10% VI - Atribuição de conceitos 6 e 7 Eliminatória % 15% 15% 35% 35% 30% 35% 35% 40% 10% 15% 15% ?? ?? 1 Se atingir conceito menor que 3

19 A avaliação da CAPES triênio Item 1 20% pesos Quantidade de teses e dissertações defendidas no período de avaliação em relação ao corpo docente permanente e à dimensão do corpo discente. 20% (Fórum: item 1+4: 30%) Indicador Avaliar a proporção de: teses e dissertações concluídas em relação ao corpo docente permanente titulações em relação à dimensão do corpo discente. Referenciais para Análise Quantitativa: Proporção de docentes permanentes com alunos titulados: MB – 80% ou mais; B – 60% a 79%; R – 40 a 59%; F/D – menos de 39%; Proporção de alunos titulados em relação à dimensão do corpo discente (considerar a variação CD no ano-triênio): MB – 30 % ou mais; B %; R %; F - 15 a 19%; D – menos de 15% Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente Quesito III – Corpo Discente CAPES 35%, Fórum 30% 4 itens

20 A avaliação da CAPES triênio Item 2 pesos Distribuição das orientações das teses e dissertações defendidas no período de avaliação em relação ao corpo docente permanente e à dimensão do corpo discente. 20% (Fórum: 15%) Indicador b) Análise qualitativa 1 · Avaliar a proporção entre o no. de orientandos e o no. de orientadores, bem como a distribuição eqüitativa (incluir os orientandos de outros Programas da mesma IES e de outras IES) · Observações: - A Grande Área de Saúde considera desejável que, em média, o programa contemple 5 orientandos por orientador - O número de orientandos deve ser compatível com a experiência, produção intelectual e disponibilidade do orientador 1 Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente Quesito III – Corpo Discente CAPES 35%, Fórum 30% 4 itens

21 A avaliação da CAPES triênio Item 3 pesos 0% Qualidade das teses e dissertações e da produção de discentes autores da pós- graduação e da graduação (no caso de IES com curso de graduação na área ou programa de IC) na produção científica do programa, aferida por publicações e outros indicadores pertinentes 50% (Fórum: 50%) Indicador Avaliar a proporção de discentes e egressos autores com publicações em relação à dimensão do corpo discente Avaliar a produção do corpo discente em eventos científicos: trabalhos apresentados, resumos em anais, etc. Qualificar a produção discente com base no qualis periódico, qualis livro e qualis eventos da área (índice=[número de publicações com autoria discente no triênio]/[número de Te/Diss concluídas no triênio]) § MB – 30% ou mais; § B – 25% a 29% ; § R – 20% a 24%; § F – 15% a 19%; § D – menos de 15%. Quesito III – Corpo Discente 35% 3 itens Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

22 A avaliação da CAPES triênio Item 4 Eficiência do programa na formação de mestres e doutores 0% 10% (Fórum: 10%) Indicador Avaliar: o tempo médio de titulação de bolsistas em nível de mestrado e do doutorado a existência de bolsas de doutorado sanduíche o fluxo de entrada e saída dos alunos no programa Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente Quesito III – Corpo Discente CAPES 35%, Fórum 30% 4 itens

23 Mudanças na Ficha de Avaliação A avaliação da CAPES triênio Quesitos pesos Quesitos pesos pesos Fórum I - Proposta do programa 0 II – Corpo docente 30% III – Corpo discente 30% IV – Produção intelectual 30% V – Inserção social 10% VI - Atribuição de conceitos 6 e 7 Eliminatória % 15% 15% 35% 35% 30% 35% 35% 40% 10% 15% 15% ?? ?? 1 Se atingir conceito menor que 3

24 Quesito IV – Produção Intelectual CAPES 35%, Fórum 40% 3 itens A avaliação da CAPES triênio Item 1 pesos – Produção qualificada (qualis periódico e qualis livro) do corpo docente permanente em relação à dimensão do corpo docente40% (Fórum: 40%) Indicador Referencial para análise quantitativa: NÚMERO TOTAL de publicações do PPG no triênio (cada produto deve ser contabilizado apenas 1 vez no programa, mesmo que tenha a autoria de mais de um docente). No numerador são somados os produtos e no denominador são considerados 80% dos permanentes. Critérios de qualificação baseados na ponderação obtida segundo o indexador adotado e em pontos de corte a serem estabelecidos. Durante a avaliação de acompanhamento será valorizada a tendência apresentada na produção em relação ao último triênio. Qual será a nova relação Conceito/Publicação ?

25 Quesito IV – Produção Intelectual CAPES 35%, Fórum 40% 3 itens A avaliação da CAPES triênio Item 2 pesos – Distribuição de publicações qualificadas em relação ao corpo docente do Programa 40% 40% (Fórum: 40%) Indicador pesos Referencial para análise quantitativa: Será contabilizada a produção de cada docente, sem descontar os artigos em co-autoria com outros docentes do programa. Estes produtos podem ser contabilizados na forma de artigos em periódicos, livros e capítulos de livros categorizados segundo os respectivos Qualis. Pelo menos 80% dos docentes devem alcançar detreminado patamar de pontuação compatível com o perfil de nota. Será valorizada a tendência apresentada na produção em relação ao último triênio. Qual será a nova relação Conceito/Publicação ?

26 Quesito IV – Produção Intelectual CAPES 35%, Fórum 40% 3 itens A avaliação da CAPES triênio Item 3 pesos – Produção técnica, patentes, produtos 20% 20% (Fórum: 20%) Neste item serão consideradas as produções técnicas do corpo docente permanente incluindo documentos elaborados para agências internacionais, instituições nacionais, estaduais e municipais relacionadas com a formulação, implementação e avaliação da política de saúde, desde que tenham sido publicadas em meio impresso ou eletrônico. Outras produções técnicas não bibliográficas serão consideradas no quesito inserção social. Os programas que por sua característica de composição do corpo docente não apresentarem este tipo de produção terão os pontos correspondentes redistribuídos pelos outros dois itens do quesito Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

27 Mudanças na Ficha de Avaliação A avaliação da CAPES triênio Quesitos pesos Quesitos pesos pesos GT I - Proposta do programa 0 II – Corpo docente 30% III – Corpo discente 30% IV – Produção intelectual 30% V – Inserção social 10% VI - Atribuição de conceitos 6 e 7 Eliminatória % 15% 15% 35% 35% 30% 35% 35% 40% 10% 15% 15% ?? ?? 1 Se atingir conceito menor que 3

28 Quesito V – Inserção social CAPES 15%, Fórum 15% 3 itens A avaliação da CAPES triênio Item 1 pesos - Inserção e impacto regional e (ou) nacional do PPG 30% (Fórum 40%) Indicador Análise qualitativa 1 Avaliar a inserção do Programa no contexto regional, nacional e internacional, observando suas atividades de extensão, convênios com entidades públicas e privadas Impacto educacional: contribuição ensino (fundamental, médio, técnico, graduação) com propostas inovadoras, materiais didáticos. Impacto social: formação de RH para a Administração Pública ou sociedade civil, contribuindo para o aprimoramento da gestão e uso da C&T Impacto cultural: RH e políticas culturais Impacto tecnológico/econômico: desenvolvimento micro- regional, regional e nacional, disseminação de conhecimentos e tecnologias. 1 Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

29 Quesito V – Inserção social CAPES 15%, Fórum 15% 3 itens A avaliação da CAPES triênio Item 2 -Integração e cooperacão com outros programas e centros de pesquisa da área com vistas ao desenvolvimento da pesquisa e PG 55% (Fórum 40%) Indicador Análise qualitativa 1 Avaliar a existência de atividades de cooperação e integração sistemáticos (ex. MINTER, DINTER, PROCAD, PQI ou outros convênios com outros PPG) observação: os PPGs podem figurar na condição de coordenador ou associado 1 Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

30 Quesito V – Inserção social CAPES 15%, Fórum 15% 3 itens A avaliação da CAPES triênio Item 3 -Visibilidade e transparên- cia do programa: a) pági- na WEB; e b) acesso a Tese/Dissertação 15% (Fórum 20%) Indicador Análise Qualitativa 1 Avaliar analisando as páginas WEB e as facilidades de acesso às bases on-line de teses e dissertações 1 Muito Bom, Bom, Regular, Fraco, Deficiente

31 Mudanças na Ficha de Avaliação A avaliação da CAPES triênio Quesitos pesos Quesitos pesos pesos GT I - Proposta do programa 0 II – Corpo docente 30% III – Corpo discente 30% IV – Produção intelectual 30% V – Inserção social 10% VI - Atribuição de conceitos 6 e 7 Eliminatória % 15% 15% 35% 35% 30% 35% 35% 40% 10% 15% 15% ?? ?? 1 Se atingir conceito menor que 3

32 Quesito VI – ATRIBUIÇÃO DE NOTAS 6 E 7 3 itens A avaliação da CAPES triênio Elegíveis: Programas que atendam aos critérios de excelência nos itens 4.1 e 4.2 do quesito IV – Produção intelectual Critérios: 1)Solidariedade: Os programas devem demonstrar sua ccoperação com programas com nota 3 ou 4 ou com gripos que ainda não têm curso de PG senso estrito 2)Nucleação: Os programas devem demonstrar a participação de egressos em atividades de ensino de graduação, pós-graduação e pesquisa em outras IES com menor grau de desenvolvimento 3)Liderança: Os programas devem demonstrar sua liderança na área em: atração de alunos de diferentes regiões e países, proporção de docentes participando em Comitês de agências de fomento nacionais e internacionais, proporção de docentes participandp em associações científicas nacionais e internacionais, participação de docentes em cargos relevantes para a política nacional em saúde, educação e C&T 4)Internacionalização do programa: Os programas devem demonstrar seu grau de internacionalização segundo critérios especificados (% professores visitantes, %´pós- doutorado, intercâmbios, eventos científicos, financiamentos, corpos editorias, associações e projetos de pesquisa internacionais

33 A avaliação da CAPES triênio Fonte: Barata, 2008 Nova Sistemática de Avaliação Conceitos Migra-se da idéia de média aritmética das notas dos quesitos para a idéia de perfil: Curso 5 nota cinco nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V)

34 A avaliação da CAPES triênio Fonte: Barata, 2008 Nova Sistemática de Avaliação Conceitos Migra-se da idéia de média aritmética das notas dos quesitos para a idéia de perfil: Curso 5 nota cinco nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 4 nota quatro nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V)

35 A avaliação da CAPES triênio Fonte: Barata, 2008 Nova Sistemática de Avaliação Conceitos Migra-se da idéia de média aritmética das notas dos quesitos para a idéia de perfil: Curso 5 nota cinco nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 4 nota quatro nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 3 nota três nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V)

36 A avaliação da CAPES triênio Fonte: Barata, 2008 Nova Sistemática de Avaliação Conceitos Migra-se da idéia de média aritmética das notas dos quesitos para a idéia de perfil: Curso 5 nota cinco nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 4 nota quatro nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 3 nota três nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 6 ou 7 nota cinco em todos os quesitos

37 A avaliação da CAPES triênio Fonte: Barata, 2008 Nova Sistemática de Avaliação Conceitos Migra-se da idéia de média aritmética das notas dos quesitos para a idéia de perfil: Curso 5 nota cinco nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 4 nota quatro nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 3 nota três nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 6 ou 7 nota cinco em todos os quesitos Corpo Discente Produção intelectual

38 A avaliação da CAPES triênio Fonte: Barata, 2008 Nova Sistemática de Avaliação Conceitos Migra-se da idéia de média aritmética das notas dos quesitos para a idéia de perfil: Curso 5 nota cinco nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V ) Curso 4 nota quatro nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 3 nota três nos quesitos III e IV e em pelo menos mais dois (Quesitos I, II ou V) Curso 6 ou 7 nota cinco em todos os quesitos Corpo Discente Produção intelectual Inserção Social Corpo Docente Proposta do Programa


Carregar ppt "Ficha de Avaliação da Pós-Graduação em Saúde Coletiva triênio 2007-2009 Grupo de trabalho Ethel Leonor Noia Maciel Hillegonda Maria D. Novaes Paulo Capel."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google