A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENCONTRO 3 ANALISANDO E SOLUCIONANDO PROBLEMAS. PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S1E3 COMPETÊNCIA Conhecer.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENCONTRO 3 ANALISANDO E SOLUCIONANDO PROBLEMAS. PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S1E3 COMPETÊNCIA Conhecer."— Transcrição da apresentação:

1 ENCONTRO 3 ANALISANDO E SOLUCIONANDO PROBLEMAS

2 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S1E3 COMPETÊNCIA Conhecer uma metodologia científica de solução de problemas. Descobrir alternativas para a avaliação das causas dos problemas e adotar soluções. Identificar um problema real da empresa rural que esteja interferindo nos resultados econômicos. Elaborar um plano de ação para corrigir a causa fundamental.

3 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S2E3 FUNDAMENTOS DA QUALIDADE Aprendizagem organizacional Pensamento sistêmico Cultura da inovação Orientação para processos e informações

4 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S3E3 R$ CAUSASCONSEQUÊNCIAS PROBLEMA é... o resultado indesejável de um processo ou trabalho. ?

5 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL FLORES E QUITUTES: UM SONHO PASSADO A LIMPO S4E3 A família Rohr: Paulo, Guiomar e Helda. A propriedade: Novo Três Passos, a 10 quilômetros de Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná, superfície de 15 hectares. Baixa renda. Produção: lavoura convencional com muitos problemas pelo clima e 5 vacas de leite. Muitas vezes faltou dinheiro e sobrou desespero Ou mudávamos nossa história, criando outras fontes de renda, ou não conseguiríamos mais nos manter no campo Guiomar.

6 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL FLORES E QUITUTES: UM SONHO PASSADO A LIMPO S4E3 Alternativa: atividade leiteira. -Buscaram informações e orientação técnica para ampliar o rebanho leiteiro; -Descobriram linhas de financiamento rural e adquiriram animais de linhagem genética mais produtiva; -Mudaram os processos de manejo do rebanho e pastagens a partir de orientações técnicas de órgãos públicos especializados; -Produziram queijos com parte do leite; -Investiram mais nas pastagens, a partir de orientações técnicas de manejo. Muitas vezes faltou dinheiro e sobrou desespero Ou mudávamos nossa história, criando outras fontes de renda, ou não conseguiríamos mais nos manter no campo Guiomar.

7 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL PASSO A PASSO PARA SOLUCIONAR UM PROBLEMA Etapa 1 - Identificação e seleção do problema Etapa 2 - Busca de informações sobre o problema selecionado Etapa 3 – Comparação de resultados Etapa 4 - Identificação das causas Etapa 5- Ordenação das causas Etapa 6 – Seleção das causas mais prováveis. Etapa 7 – Elaboração do plano de ações Etapa 8 – Execução das ações e verificação do resultado Etapa 9 – Padronização Etapa 10 – Conclusão S5E3

8 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S6E3 ETAPA 1 - IDENTIFICAÇÃO E SELEÇÃO DO PROBLEMA Como realizar? -Reúna todas as pessoas que trabalham na empresa; -Faça um levantamento dos problemas que estão ocorrendo e que afetam a qualidade; -Anote todos eles, sem julgar, criticar ou discordar de ninguém; -Selecione junto com o grupo o problema que, se solucionado, trouxer maiores resultados financeiros à empresa rural.

9 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S7E3 ETAPA 1 - IDENTIFICAÇÃO E SELEÇÃO DO PROBLEMA Exemplos: - Baixa renda na empresa rural; - Baixa rentabilidade na produção da lavoura; - Baixa produção de leite.

10 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S8E3 ETAPA 2 - BUSCA DE INFORMAÇÕES SOBRE O PROBLEMA SELECIONADO Como realizar? -O primeiro que você deve fazer nesta etapa é planejar a coleta de dados. Para isso deve responder as seguintes questões: O que queremos saber? O que vamos registrar? Como, por quem e a cada quanto tempo será feita a coleta de dados? -A coleta poderá ser feita utilizando registros ou realizando observações no local que ocorre o problema; -Logo, faça a coleta de dados.

11 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S9E3 ETAPA 2 - BUSCA DE INFORMAÇÕES SOBRE O PROBLEMA SELECIONADO Exemplo: PROBLEMA SELECIONADO: Baixa produção de leite. O que queremos saber? – Possíveis fatores responsáveis pela baixa produção. O que vamos pesquisar e registrar? Qualidade da água; Disponibilidade de alimento; Genética dos animais; Número de vacas em lactação; Número de vacas secas; Número de touros e terneiros; Produção de leite; Litros de leite por vaca por dia; Custo de produção; Preço de venda.

12 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S10E3 ETAPA 2 - BUSCA DE INFORMAÇÕES SOBRE O PROBLEMA SELECIONADO Como, por quem e a cada quanto tempo será feita a coleta? – A coleta de informações sobre produção, custo e preço de venda será feita pela proprietária, utilizando as planilhas de controle de produção dos últimos 3 meses. – Será feita uma análise da água e a avaliação genética dos animais com um técnico assim como uma revisão do manejo alimentar.

13 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S11E3 ETAPA 3 – COMPARAÇÃO DE RESULTADOS Compare, quantitativamente, a situação desejada com a situação obtida. Para isso pode utilizar como referência: -Os dados de benchmark da planilha de Levantamento de indicadores da qualidade – Parte II - AVALIAÇÃO DOS RESULTADOS – preenchida no Encontro 2; -Informações fornecidas pelo técnico; -Outras fontes oficiais de informação.

14 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S12E3 ETAPA 3 – COMPARAÇÃO DE RESULTADOS Exemplo: PROBLEMA SELECIONADO: Baixa produção de leite. Qualidade da água: a qualidade da água não é boa; Disponibilidade de alimento: o pasto não é abundante e não é utilizado suplemento; Genética dos animais: 5/8 HZ; InformaçãoMês 1Mês 2Mês 3Benchmark Número de vacas em lactação 544 Número de vacas secas 011 Número de touros e/ou terneiros 333 Número de bezerras 111 Produção de leite - litros/mês 1.350,00919,00748,00 Litros de leite por vaca por dia 9,007,666,23 12 Custo de produção – R$ 0,45 0,760,92 0,22 Preço de venda – R$ 0,570,67 0,69 0,65 Retorno da atividade 26,66%-11,84%-25,00%

15 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S13E3 ETAPA 4 - IDENTIFICAÇÃO DAS CAUSAS Neste momento devemos determinar por que ocorre o problema. Como realizar? Faça uma reunião com todos os colaboradores, discutam e anotem o maior número de causas possíveis para o problema – sem rodeios nem pré-julgamentos. Devem ser buscadas todas as prováveis causas que possam influenciar o não cumprimento da situação desejada: problema.

16 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S14E3 ETAPA 4 - IDENTIFICAÇÃO DAS CAUSAS Exemplo: PROBLEMA SELECIONADO: Baixa produção de leite. Poucas vacas leiteiras; O touro e os terneiros consomem e não produzem; Genética ruim; Pastagem ruim; Falta suplemento alimentar; A qualidade da água não é boa; As vacas produzem pouco leite; O custo de produção é alto; As pessoas não estão motivadas; Muita chuva; Geadas constantes; Falta informação; Falta uma estratégia.

17 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S15E3 ETAPA 5 - ORDENAÇÃO DAS CAUSAS

18 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S16E3 ETAPA 5 - ORDENAÇÃO DAS CAUSAS

19 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S17E3 ETAPA 5 - ORDENAÇÃO DAS CAUSAS

20 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S18E3 ETAPA 5 - VINCULAÇÃO DAS CAUSAS

21 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S19E3 Como realizar? 1.Identifique as causas mais prováveis; 2.Priorize as causas mais prováveis; 3.Caso ainda existam dúvidas selecione responsáveis para observar a(s) causa(s) priorizada(s). Estabeleça um prazo para avaliar os resultados; 4.Reúna o grupo e analisem em forma conjunta as informações coletadas; 5.Caso no exista relação, pode ser que a(s) causa(s) selecionada(s) ainda não seja(m) a fundamental. Retorne ao passo 1; 6.Se a(s) causa(s) trabalhada(s) realmente provoca(m) o problema vai para a próxima etapa (7). ETAPA 6 – SELEÇÃO DAS CAUSAS MAIS PROVÁVEIS

22 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S20E3 ETAPA 6 – SELEÇÃO CAUSAS MAIS PROVÁVEIS

23 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S21E3 ETAPA 7 – ELABORAÇÃO DO PLANO DE AÇÕES Como realizar? Definir qual vai ser a estratégia para solucionar o problema. Busque diferentes soluções, analise a eficácia e custo de cada uma e escolha a melhor; Elaborar um plano de ações para o bloqueio das causas. Determine os itens de controle e verificação ao longo das atividades. Causa a ser trabalhada: Meta: O que será feitoComoQuemQuando

24 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S22E3 ETAPA 7 – ELABORAÇÃO DO PLANO DE AÇÕES Causa a ser trabalhada: Vacas produzem pouco leite Meta: Aumentar a produção de leite para 14 LVD O que será feitoComoQuemQuando Descartar ou touros e terneirosAçouguePauloOntem Fazer acasalamento genéticoUtilizar sêmen de touro Holandês P.OTécnico A partir de 15/07 Medir o leite de cada vaca lactante Com a régua ou taro graduado, de 15 em 15 dias ou uma vez por mês, anotando individualmente a produtividade de cada vaca Guiomar A partir de 16/07 Piquetirar uma área de potreiro – 1,2 ha. Fazendo 4 divisórias com cerca elétricaPaulo Até 30/09 Fazer adubação do soloComprando adubo de aviário, através da prefeitura – 13m³/ha. Paulo3 ha.-30/09 5 ha.-Maio próx. Fazer pastoreio a noite Após a ordenha levar as vacas lactantes até um piquete de pastagem Guiomar A partir de 01/07 Suplementar a alimentaçãoCom volumosos: capim-elefante verde picado, cana-de-açúcar adicionada de 1% de uréia, silagem, feno ou forrageiras de inverno. Paulo A partir de 01/07 Melhorar a qualidade da águaDispor de bebedouros em locais adequados e utilizar água de fonte Paulo A partir de 01/07

25 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S23E3 Como realizar? Divulgue o plano de ações e fixe ele no painel da qualidade; Acompanhe a execução das ações ao longo do tempo no local em que estão sendo realizadas; Anote o que é feito e de que forma para logo poder documentar a nova rotina de trabalho. Colete os mesmos dados que foram utilizados na etapa 2 para verificar a efetividade da ação e o grau de redução dos resultados indesejáveis; Responda as seguintes perguntas: - A causa fundamental foi efetivamente encontrada e bloqueada?; - Ouve redução de custos?; Caso a resposta seja afirmativa documente e adote o novo procedimento – próxima etapa; Caso o problema persista, ou tenha surgido outro, todo o processo de análise e solução deve ser recomeçado, buscando melhorias. ETAPA 8 – EXECUÇÃO DAS AÇÕES E VERIFICAÇÃO DO RESULTADO

26 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S24E3 ETAPA 8 – EXECUÇÃO DAS AÇÕES E VERIFICAÇÃO DO RESULTADO InformaçãoJunhoJulhoAgostoBenchmark Número de vacas em lactação 555 Número de vacas secas 000 Número de touros e/ou terneiros 000 Número de bezerras 111 Produção de leite - litros/mês 1.350, , ,50 Litros de leite por vaca por dia 9,0010,0010,23 12 Custo de produção – R$ 0,40 0,36 0,22 Preço de venda – R$ 0,650,67 0,65 Retorno da atividade 62,50%86,00%80,00% RESULTADOS

27 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S25E3 Como realizar? Documente o novo procedimento; Capacite os colaboradores envolvidos no novo procedimento; Estabeleça um sistema de verificações periódicas e acompanhe as tarefas e os resultados. ATENÇÃO: Você aprenderá a elaborar um padrão no encontro 10: Padronização de processos. ETAPA 9 – PADRONIZAÇÃO

28 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S26E3 A busca da qualidade leva a um processo de melhoria contínua Como realizar? Após um prazo de acompanhamento que permita colher resultados, reúna todos os colaboradores e mostre as informações para eles. É importante que todos se sintam responsáveis e envolvidos com eles; Reavalie os problemas que ficaram pendentes e planeje a solução deles aplicando o método aprendido de análise e solução de problemas. ETAPA 10 – CONCLUSÃO

29 PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S27E3 EXEMPLO A produção melhorou muito, mas ainda temos que melhorar a genética, por tanto vamos a pegar uma linha de crédito e comprar vacas com mais H; O custo de produção pode ser melhorado, então vamos a fazer uma análise de custos; As vacas no sistema de piquetes se alimentam melhor, pelo qual vamos a fazer mais piquetes; Ainda a renda não é o suficiente pelo qual vamos a pesquisar outras atividades complementares. ETAPA 10 – CONCLUSÃO


Carregar ppt "ENCONTRO 3 ANALISANDO E SOLUCIONANDO PROBLEMAS. PROGRAMA SEBRAE DA QUALIDADE TOTAL RURAL – FASE 2 – GESTÃO DA QUALIDADE RURAL S1E3 COMPETÊNCIA Conhecer."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google