A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Roteiro dos Bandeirantes 2010. Santana de Parnaíba Santana de Parnaíba nasceu às margens do rio Tietê, durante a administração de Mem de Sá, terceiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Roteiro dos Bandeirantes 2010. Santana de Parnaíba Santana de Parnaíba nasceu às margens do rio Tietê, durante a administração de Mem de Sá, terceiro."— Transcrição da apresentação:

1 Roteiro dos Bandeirantes 2010

2

3

4 Santana de Parnaíba Santana de Parnaíba nasceu às margens do rio Tietê, durante a administração de Mem de Sá, terceiro governador-geral do Brasil. Há registros de que o primeiro a se instalar na região foi o português Manuel Fernandes Ramos, participante de uma expedição realizada em 1561 por Mem de Sá para explorar o sertão – no sentido Rio Tietê abaixo, em busca de ouro e metais preciosos. Estabeleceu-se no povoado, construindo uma fazenda e uma capela em louvor a Santo Antônio, mas sua estrutura precária não resistiu às constantes enchentes e acabou destruída. Posteriormente, seus herdeiros e sua mulher, Suzana Dias, resolveram erguer, em 1580, uma nova capela, desta vez em honra de SantAna.

5

6 Museu Casa do Anhangüera

7 Residência bandeirista urbana construída na segunda metade do século XVII, em taipa de pilão e taipa de mão, na qual, presume-se, residiu o bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva - O Anhangüera. É uma edificação típica das construções do século XVII, representando uma tradição urbana das primitivas moradas paulistas, que mantêm até hoje seu estilo original. Foi transformado no "Museu Histórico e Pedagógico Casa do Anhangüera" durante a semana comemorativa da criação da vila em 14 de novembro de 1962, possuindo grande valor arquitetônico e histórico. Tombada pelo IPHAN, em outubro de 1958, e pelo CONDEPHAAT, em maio de 1982.

8 Câmara Municipal de Santana de Parnaíba

9 Igreja Matriz Nossa Senhora Sant´Ana

10 Igreja Matriz É considerada o marco mais importante do município. De acordo com os registros históricos, em meados de 1560, foi erguida na cidade a primeira capela, dedicada a Santo Antônio. A pequena igreja era feita de pau-a-pique e coberta de folhagens. No ano de 1580, a segunda capela, dedicada a Sant'Ana, foi construída. Em 1610 uma terceira capela foi construída, também por André Fernandes, e, em 1625, foi elevada a Matriz, hoje conhecida como Paróquia de Sant'Ana. A edificação atual data de 1882, e seu estilo é eclético, possuindo piso em canela preta e altares que acompanham a liturgia. É tombada pelo CONDEPHAAT.

11 Itu Nos primeiros tempos, Itu (do indígena Itu-Guaçu ou Utu-Guaçu - que quer dizer cachoeira grande, e foi denominada em homenagem à cachoeira Salto de Itu) foi ponto de apoio e ligação para as expedições, por haver diversos caminhos terrestres e fluviais.cachoeira A cidade, bem como a região, começou a ser povoada no final do século XVI. Os colonos portugueses, como Domingos Fernandes e seus familiares, chegaram em Itu em 1604, quando construíram uma capela dedicada a Nossa Senhora da Candelária. A capela, que deu início ao povoado, foi inaugurada no dia 2 de fevereiro de Somente em 1657 chegou à vila, passando a ter poder administrativo local.

12

13 Igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária

14 Salto A região onde se insere a cidade de Salto está entre as primeiras no processo de penetração do território, desde a segunda metade do século XVI. Registros históricos dão conta da presença de uma aldeia dos índios guaianás ou guaianazes, do tronco Tupi-Guarani, nas imediações da cachoeira, à qual chamavam Ytu Guaçu, Salto Grande em língua nativa. Esses índios, assim como outros das margens do Tietê, foram repelidos ou aprisionados nas investidas das primeiras bandeiras paulistas, que os levaram para abastecer de mão-de-obra as roças nas vilas do planalto. Já no final do século XVII, o atual território de Salto era uma propriedade particular, o Sítio Cachoeira, parte de sesmaria da Capitania de São Vicente, adquirido pelo capitão Antônio Vieira Tavares (sobrinho do bandeirante Raposo Tavares) e de sua mulher, Maria Leite (filha de Borba Gato). O capitão obteve permisSão para construir e mandar benzer uma capela em seu sítio, que o livrasse de ir a Itu para assistir missa. A bênção do templo e a primeira celebração deram-se em 16 de junho de 1698, data que é considerada como a de Fundação da cidade de Salto. Por disposição testamentária, no ano de 1700, o casal fez a doação de suas terras, escravos e índios à Capela de Nossa Senhora do Monte Serrat. A localidade, com poucas casas e lavoura circundante, permaneceria por bom tempo na condição de bairro rural da vila de Itu. Apenas em 1889 tornou-se vila, separando-se de Itu.

15

16

17 Ponte Pênsil


Carregar ppt "Roteiro dos Bandeirantes 2010. Santana de Parnaíba Santana de Parnaíba nasceu às margens do rio Tietê, durante a administração de Mem de Sá, terceiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google