A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TEXTO ARGUMENTATIVO FUNÇÃO: Procurar convencer; Apresentar e defender uma tese, um ponto de vista; Quando polêmico, tomar partido contra ou a favor de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TEXTO ARGUMENTATIVO FUNÇÃO: Procurar convencer; Apresentar e defender uma tese, um ponto de vista; Quando polêmico, tomar partido contra ou a favor de."— Transcrição da apresentação:

1 TEXTO ARGUMENTATIVO FUNÇÃO: Procurar convencer; Apresentar e defender uma tese, um ponto de vista; Quando polêmico, tomar partido contra ou a favor de uma pessoa, grupo ou instituição e idéias. CARACTERÍSTICAS: Predomínio do presente do indicativo e/ou do pretérito; Desenvolve idéias e argumentos; Uso de oposições, antíteses; frases de tom categórico; O autor intervém em seu discurso com os pronomes eu ou nós.

2 Nosso direito ao lazer A TV apela para qualquer barbaridade quando se trata de competir pela audiência. 1. O lazer é essencial ao ser humano. No Brasil, é um direito previsto na Constituição Federal, no capítulo Dos Direitos Sociais (artigo 6º). E as emissoras de televisão manipulam esse direito, determinando o que vai entrar nas residenciais. Uma grande responsabilidade. Não está escrito expressamente na Constituição, mas é óbvio: temos o direito ao lazer sadio e construtivo, se possível instrutivo e educacional, e não precisamos nos sujeitar a cenas escatológicas, patológicas e vexatórias.

3 2. Não se argumente que as emissoras precisam baratear seus custos para sobreviver, porque, mesmo com gasto mínimo de produção, a programação poderia ser bem melhor. A população não está exercendo o direito de preferência pela qualidade: existe uma indução ao gosto pelo ruim, até por falta de opção.

4 3. A mesma Constituição que garante o direito ao lazer também proíbe a censura. Qualquer coisa que lembre os períodos de ditadura é, acertadamente, malvista. Mas alguma coisa precisa ser feita para melhorar a lamentável programação de nossos canais gratuitos. Deficientes físicos sendo explorados e ridicularizados no vídeo, mulheres nuas cobertas de sushis, humorismo racista, machista e ofensivo sob todos os pontos de vista, agressões verbais a pessoas gordas,, baixas, feias ou burras, aviltamento da sexualidade humana ou cenas que banalizam a violência e a criminalidade não podem ser veiculadas como se fossem inevitáveis para despertar o interesse público. Além do extremo mau gosto, o efeito produzido é comprovadamente pernicioso.

5 4. Por mais democrático que seja um país, não se pode admitir emissoras de televisão trabalhando sem critérios de respeito à dignidade humana. Isso sem falar dos telejornais, que dizem todos a mesma coisa e, não raro, aparecem com matérias encomendadas. Luiza Nagib Eluf Comando: Reveja a conclusão do texto. Você acha que há abusos por parte das emissoras não só de TV, como de rádio e publicações em relação ao sistema democrático?

6 Questões 1 - Em: O lazer é essencial ao ser humano, temos: a) – sujeito composto b) – verbo transitivo direto c) – verbo de ligação d) – verbo transitivo indireto

7 2 – E as emissoras de televisão manipulam esse direito, determinando o que vai entrar nas residências, temos: a) esse como pronome demonstrativo que resgata ser humano; b) esse como pronome demonstrativo que resgata essencial; c) esse como pronome demonstrativo que resgata lazer; d) esse como pronome demonstrativo que resgata Constituição Federal.

8 3 – Ainda sobre o escrito acima, o período inicia-se por: a) uma conjunção coordenada conclusiva b) uma conjunção coordenada adversativa c) uma conjunção coordenada explicativa d) uma conjunção coordenada aditiva

9 4) –... e não precisamos nos sujeitar a cenas escatológicas, patológicas e vexatórias., temos: a) duas paroxítonas terminadas em ditongo e uma proparoxítona ; b) duas proparoxítonas e uma paroxítona terminada em s; c) duas proparoxítonas e uma paroxítona terminada em ditongo crescente; d) uma proparoxítona e duas oxítonas.

10 5) – Não se argumente que as emissoras precisem baratear seus custos para sobreviver (...), o pronome possessivo grifado resgata: a) o advérbio de negação não; b) o pronome oblíquo se; c) o substantivo custos; d) o substantivo emissoras.

11 6) – A mesma Constituição que garante o direito ao lazer também proíbe a censura., o termo grifado é: a) pronome relativo com função de sujeito; b) conjunção subordinada; c) pronome relativo com função de objeto direto; d) pronome relativo com função de objeto indireto.

12 7) – No texto a função de linguagem utilizada foi: a) emotiva b) poética c) referencial d) apelativa ou conotativa e) metalinguística

13 8) – O gênero usado foi: a) argumentação b) carta c) diário d) narrativa e) poema

14 9) – Podemos dizer que o tema do texto é: a) O direito ao lazer, que é essencial ao ser humano b) A censura que deveria existir em relação à programação televisiva c) A TV que apela para qualquer barbaridade, quando se trata de competir pela audiência d) A responsabilidade da televisão na educação das pessoas.

15 10) – Reveja o último parágrafo. Que afirmação abaixo condiz com o texto? a) Os telejornais são bastante originais. b) Em geral, os telejornais apresentam matérias encomendadas. c) A democracia admite falta de critérios nas programações da TV. d) As pessoas têm o direito de assistirem ao que quiserem, sem censura de órgãos públicos.

16 A HORA DA RESPONSABILIDADE 1. Estudo feito pelo Ibope mostrou que a população apóia maior controle sobre redes de TV. Das 2 mil ouvidas, 1,5 mil (75%) defenderam mecanismos de controle externo das redes de Televisão para evitar programações consideradas constrangedoras ou prejudiciais às crianças e aos adolescentes, com a exposição a cenas de sexo e drogas. 2. Para 64% dos entrevistados, a classificação por idade e horário seria a solução. 3. Já 32% apóiam a censura, embora rejeitem o controle estatal.

17 4. Os telespectadores não encaram a TV como veículo inócuo: mais de 80% dos entrevistados acreditam que a Tv exerça forte influência na formação dos filhos. 5. A regulamentação ética deve partir da própria TV. A auto- regulamentação ética séria e responsável é a melhor defesa da liberdade. Comando: Analisando o resultado da pesquisa feita pelo IBOPE, veja como o público se posiciona a respeito dos programas abusivos da TV.


Carregar ppt "TEXTO ARGUMENTATIVO FUNÇÃO: Procurar convencer; Apresentar e defender uma tese, um ponto de vista; Quando polêmico, tomar partido contra ou a favor de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google