A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO TEORIAS. Hildegard Peplau, enfermeira, médica e educadora, nasceu em 1° de Setembro de 1909, em Reading, Pensylvania. Em sua.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO TEORIAS. Hildegard Peplau, enfermeira, médica e educadora, nasceu em 1° de Setembro de 1909, em Reading, Pensylvania. Em sua."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO TEORIAS

2 Hildegard Peplau, enfermeira, médica e educadora, nasceu em 1° de Setembro de 1909, em Reading, Pensylvania. Em sua infância, presenciou a devastadora epidemia de gripe em Esta experiência pessoal influiu enormemente sua compreensão do impacto que tem a Enfermagem e a morte sobre as famílias. Líder mundial em enfermagem, conhecida como a enfermeira do Século, morreu em 17 de Março de 1999, aos 89 anos, em Sherman Oaks, Califórnia. Peplau é a única enfermeira que prestou serviços a Associação de Enfermeiras Americanas ( ANA ), como diretora executiva, e mais tarde como presidenta. Teoria de peplau

3 Também foi eleita para trabalhar durante dois períodos na Junta Diretiva do Conselho Internacional de Enfermeiras ( ICN ) Em 1997, recebeu a maior honra em enfermagem, o Prêmio Christiane Rumann, no Congresso Quadrienal da ICN

4 Em 1998, a Associação de Enfermeiras Americanas a colocou no Salão da Fama da ANA. Contribuição para evolução da Enfermagem A teoria de enfermagem de Peplau, o processo interpessoal, fundamentam-se em teorias de interação. Sua contribuição, no campo da enfermagem, dá-se nas áreas da prática clínica, na teoria e na pesquisa, trazendo acréscimos à base de conhecimentos em enfermagem.

5 Mente – Corpo: Sua teoria, desta maneira, cria uma visão singular de compreensão da relação enfermeiro- paciente. Peplau é reconhecida mundialmente como a Mãe da Enfermagem Psiquiátrica. Seu trabalho teórico e técnico conduziu ao desenvolvimento de um campo distinto de especialização: Enfermagem Psiquiátrica.

6 O primeiro livro de Peplau, "As relações interpessoais na enfermagem", foi terminado em 1948, porém só foi publicado quatro anos depois, pois naquele momento, foi considerado muito revolucionário que uma enfermeira publicasse um livro sem que um médico fosse co-autor.

7 O livro de Peplau tem sido amplamente acreditado com a transformação da Enfermagem, que passou de um grupo de trabalhadoras experientes, para ser uma profissão com grande desenvolvimento. Desde a publicação do trabalho de Peplau, o processo interpessoal tem sido integrado a educação e a prática da enfermagem, nos Estados Unidos e no exterior.

8 ATA DE SAÚDE MENTAL Por isto, o trabalho e a vida da doutora Peplau, produziram as maiores mudanças na prática da Enfermagem, depois de Florence Nightingale. Entre 1943 e 1945, Peplau sentou-se a mesa com muitos destes homens, para trabalhar na reestruturação do Sistema de Saúde Mental nos Estadas Unidos, de onde surgiu a Ata de Saúde Mental Nacional de 1946.

9 Trabalhou como professora da Faculdade de Enfermagem de Rutgers, entre 1954 e Ali, criou o primeiro programa de pós-graduação, com preparação de especialidades clinicas em Enfermagem Psiquiátrica.

10 Em suas apresentações e conferências para treinamento clinico, peplau lutou vigorosamente para que as enfermeiras tivessem maior educação assim pudessem dar um verdadeiro cuidado terapêutico aos pacientes.

11 ETAPAS: O núcleo desta teoria é o processo interpessoal que consiste nas fases de orientação, identificação, exploração e resolução. Este processo é influenciado pelas percepções individuais do paciente e do enfermeiro.

12 Relação interpessoal É um processo de reabilitação, não se pode trabalhar com percepções individuais, mas interdisciplinares e familiares. Foco: Relação interpessoal Enfermeiro/Cliente

13 Ambiente: Considera cultura e costumes do cliente no ambiente hospitalar Enfermagem: Processo interpessoal, significativo e terapêutico, onde o enfermeiro é capaz de reconhecer a necessidade de ajudar o cliente a reagir a ela.

14 Teoria de Roy Sister Callista Roy nasceu em 14 de outubro de 1939 em Los Angeles, Califórnia em Ela era um membro das Irmãs de José de Carondelet, então, em 1968, começou operacionalizar seu modelo de adaptação quando Saint Mary's College adapation adotou o quadro para a base filosófica do currículo de enfermagem.

15 ROY Ela publicou vários livros, capítulos e periódicos, e dado palestras e oficinas que destacam a sua teoria de enfermagem. Ela recebeu o National Fundador do Prêmio de Excelência na promoção Normas Profissionais de Enfermagem, em 1981, um doutoramento honorário da Humane Letters em 1984, e Doutorado honorário e do Leste Michigan University em 1986.

16 O modelo de Roy oferece uma classificação para estressores que podem afetar adaptação.Seu sistema concentra-se em comportamentos adaptativos e no conjunto de processos pelos quais uma pessoa se adapta ao ambiente estressores. É composto de suposições filosóficas, as classes de estímulos e mecanismos.

17 Sister Callista Roy desenvolveu o Modelo de Adaptação, em Este modelo é composto dos quatro domínio conceitos de pessoa, saúde, meio ambiente, e de enfermagem e seis etapa que envolve um processo de enfermagem.

18 Roy vê a pessoa como "um ser biopsicossocial em constante interação com um ambiente em mudança" (Rambo, 1984).

19 A pessoa é um processo aberto, que utiliza sistema adaptativo enfrentamento habilidades para lidar com estressores. Roy vê o ambiente como "todas as condições, circunstâncias e influências que circundam e afetam o desenvolvimento e o comportamento da pessoa"

20 Foco: Homem em adaptação Homem: Ser social, mental, espiritual e físico, afetado por estímulos do ambiente interno e externo Saúde: Capacidade do indivíduo para adaptar-se a mudanças no ambiente

21 Ambiente: Forças internas e externas em um estado de contínua mudança Enfermagem: Arte humanitária e ciência em expansão que manipula e modifica os estímulos de modo a promover e facilitar a capacidade adaptativa do homem

22 Teria de King King formou-se na base de enfermagem em 1945, formados a partir da St. John's Hospital of Nursing, em St. Louis. Mais tarde, ela obteve, em 1948 e 1957, respectivamente, a licenciatura em enfermagem e educação em enfermagem MS na St. Louis University.

23 Em 1961, seu doutorado em educação na Universidade de Columbia, em Nova Iorque. Ao longo de sua carreira ele teve várias posições: ensino, enfermagem e coordenação. Começou a desenvolver sua teoria, enquanto foi professora na Universidade Loyola.

24 Em 1971, publicou uma Teoria de Enfermagem: Conceitos gerais do comportamento humano, que se prolongou mais do que uma teoria, um quadro conceitual. Mais tarde, em 1981, aperfeiçoou e publicou suas idéias em "A Teoria de Enfermagem: Sistemas, Conceitos e Processos".

25 Propõe um quadro conceitual para sistemas abertos como a base de sua teoria. Trabalha os conceitos essenciais para a compreensão da enfermagem. A sua visão do processo de enfermagem, a ênfase em processos interpessoais. Baseado na sua teoria geral sobre a teoria de sistemas, a ciência do comportamento e do raciocínio dedutivo e indutivo. Uma crítica interna.

26 Pessoa: Ser social, emocional, racional, que percebe os efeitos de controle e de uma ação orientada para o tempo. Corrigir auto-conhecimento, participa nas decisões que afetam suas vidas e sua saúde e para aceitar ou recusar os cuidados de saúde.

27 Tem três necessidades básicas de saúde: Saúde e informação útil e oportuna. Cuidados para evitar doenças. Ajuda quando as exigências de auto não podem ser satisfeitas. Abrir sistema com três subsistemas: pessoal, interpessoal e social.

28 Saúde: descrita como um ciclo dinâmico do ciclo de vida. A doença é considerada como uma interferência na continuidade do ciclo de vida. Saúde é vista como adaptações aos estressores do ambiente interno e externo, ajustes são feitos através da otimização da utilização dos recursos para maximizar seu potencial para a vida.

29 Cenário: Não definido explicitamente, mas utiliza os termos ambiente interno e externo, na sua abordagem aos sistemas abertos. Pode ser interpretada como teoria de sistemas gerais de um sistema aberto com fronteiras permeáveis que permitem a troca de matéria, energia e informação.

30 King, tentando definir a teoria a partir da realização dos objetivos, com base nos conceitos de competências pessoais e interpessoais, incluindo a interação, percepção, comunicação, o papel de compromisso, o stress, o crescimento e desenvolvimento, tempo e espaço.

31 Foco: Cuidado do Ser Humano/Homem Homem: O indivíduo constitui sistemas abertos, em constante interação com seu meio ambiente.

32 Saúde: Experiências dinâmicas de vida de um ser humano que implicam ajustamentos contínuos a estressores, no ambiente interno e externo, através de uso adequado dos recursos próprios para alcançar o máximo potencial para a vida diária.

33 Enfermagem: Estabelecer relação interpessoal, intergrupal e social para alcançar objetivos de saúde ou ajustamento aos problemas de saúde do indivíduo


Carregar ppt "UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO TEORIAS. Hildegard Peplau, enfermeira, médica e educadora, nasceu em 1° de Setembro de 1909, em Reading, Pensylvania. Em sua."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google