A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

B OTULISMO ALIMENTAR E A TOXINA BOTULÍNICA. O QUE É O BOTULISMO ? É um tipo de intoxicação alimentar. Podem ocorrer também o botulismo com origem em feridas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "B OTULISMO ALIMENTAR E A TOXINA BOTULÍNICA. O QUE É O BOTULISMO ? É um tipo de intoxicação alimentar. Podem ocorrer também o botulismo com origem em feridas."— Transcrição da apresentação:

1 B OTULISMO ALIMENTAR E A TOXINA BOTULÍNICA

2 O QUE É O BOTULISMO ? É um tipo de intoxicação alimentar. Podem ocorrer também o botulismo com origem em feridas e colonização intestinal. É causado por uma potente neurotoxina de origem proteica. Seu principal produtor é o Clostridium botulinum.

3 É adquirida por meio de alimentos contaminados, principalmente em conservas. Em feridas, o contagio é feito através da exposição do ferimento ao agente causador. É uma doença grave e de rápida evolução, levando a óbito 30-60% dos casos.

4 A GENTE E TIOLÓGICO É um bacilo Gram-positivo. Anaeróbico obrigatório. Produtor de esporos encontrados com frequência no solo, legumes, verduras, frutas, sedimentos aquáticos e fezes humanas. Os esporos de Clostridium botulinum é um dos mais resistentes encontrado entre os agentes microbianos.

5 São descritos sete tipos de Clostridium botulinum, possuindo então sete tipos de neurotoxinas (A-G). São extremamente potentes, sendo necessários um grama de toxina para matar trinta milhões de camundongos. A dose letal da toxina tipo A em um homem de 70kg é igual a 0,09-0,15µg, por via intravenosa ou intramuscular, de 0,70-0,90µg por inalação, ou ainda de 70µg por via oral. Essa toxina perde sua atividade quando submetida a temperaturas elevadas.

6 Clostridium botulinum em microscopia eletrônica

7 Clostridium botulinum em microscopia de luz

8 PATOGENIA A toxina botulínica atinge a corrente sanguínea e é levada até os neurônios sensíveis. Não atingem o sistema nervoso central devido a barreira hematoencefálica, estando o paciente consciente durante a evolução do quadro. A toxina atua nas junções neuromusculares, provocando a paralisia funcional, porém sem a perda da sensibilidade.

9 MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS O período de incubação varia de doze horas a três dias, dependendo da quantidade de toxina que foi ingerida. A toxina atua nas sinapses dos nervos periféricos bloqueando a liberação da acetilcolina, provocando a paralisia muscular. A paralisia caracteriza-se primeiramente na área do bulbo, descendo para os músculos da cabeça, face, boca e garganta.

10 Os primeiros sintomas são: - Disfagia : dificuldade de deglutição - Diplopia: visão dupla. - Vômitos Podendo evoluir para: - Paralisia descendente dos membros. - Morte devido a falência dos músculos respiratórios.

11 B OTULISMO INFANTIL É a forma mais letal do botulismo. Bactérias crescem no trato gastrointestinal da criança e produzem a toxina. Crianças menores de um ano de idade são mais susceptíveis devido à imaturidade da flora intestinal.

12 O alimento mais comumente envolvido é o mel. Pesquisas microbiológicas em todo o mundo têm encontrado esporos de Clostridium botulinum entre 4 e 25% das amostras. Fonte: Imagens. Argentina, Esporos de Clostridium botulinum Fonte: Bermudéz (2007), Botulismo, Santa Elena Laboratórios S.A

13 O intestino infantil imaturo é colonizado, devido a: - Um elevado pH (falta de ácido biliar). - Falta de uma microbiota competidora. - Então a toxina botulínica é liberada e prontamente absorvida pela mucosa intestinal. O botulismo infantil é caracterizado por letargia, fraca sucção e choro, e até mesmo a apnéia. Porém o sintoma mais evidente é a letargia.

14

15 PROFILAXIA Esterilizar os potes de conserva antes da preparação. Acidez da conserva, não se desenvolve em pH < 4,6. Os esporos são muito resistentes ao calor, conservas não ácidas devem ser esterilizadas (121 C). Nas conservas de carne, o nitrito (200 mg/Kg) é utilizado como inibidor: salsichas, mortadelas, etc.

16 Ao comprar alimentos enlatados, observar as condições de higiene e de conservação da lata. Não utilizar mel nos alimentos das crianças. Limpeza da ferida contaminada com soro fisiológico.

17 TRATAMENTO Existem antitoxinas que visam a neutralização das toxinas A, B e E. A recuperação requer que as terminações nervosas se regenerem, ocorrendo então lentamente. Pode ocorrer também uma assistência respiratória prolongada.

18 T OXINA B OTULÍNICA

19 São conhecidos oito tipos de toxinas botulínicas sorologicamente distintas e altamente potentes (de A a G ). Tipo G: Admite-se estar relacionado com alguns casos de morte súbita

20 UTILIZAÇÃO DA TOXINA BOTULÍNICA Toxina botulínica do tipo A, é a mais potente e por isso a mais utilizada. Uso estético: Relaxamento de músculos faciais para a diminuição das rugas por desenervação química temporária.

21 UTILIZAÇÕES TERAPÊUTICAS Alguns exemplos de problemas a serem tratados com a toxina botulínica tipo A : -Espasmos distônicos. -Distonia cervical. -Distonia faríngea. -Cãibra. -Espasmo palpebral -Bruxismo. -Cefaléia -Torcicolo -Gagueira. -Tiques. -Lesões esportivas -Síndrome miofacial. - Tremores -Estrabismo.

22 UTILIZAÇÃO TERAPÊUTICA CONTRA ESPATICIDADE Uma condição clínica que caracteriza-se por: - Aumento do tônus muscular - Aumento dos reflexos miotáticos - Movimento muscular flexor exagerado - Espasmos musculares Causada por lesões nos neurônios superiores, que são comuns em: -Acidentes vasculares -Traumatismos cranianos, Traumatismos raquimedulares -Inflamações da medula

23 Caracterizada pela liberação excessiva de acetilcolina no entroncamento neuromuscular. Em uma unidade neuromuscular normal, um impulso nervoso dá início à liberação de acetilcolina, que faz com que o músculo se contraia.

24 A Toxina botulínica age seletivamente no final do nervo, inibindo a liberação de acetilcolina e provocando desenervação química reversível. O efeito da toxina inicia-se 48 a 72 horas após a aplicação e tem efeito máximo em 1 a 4 semanas. A duração é em média de seis semanas a seis meses podendo aumentar com sucessivas aplicações.

25 COMPLICAÇÕES E CONTRA- INDICAÇÕES Normalmente a toxina botulínica tipo A não apresenta complicações, porém, pode ocorrer reações. Como contra-indicações: infecções ou inflamações nos locais da aplicação, alergia a droga, gestantes ou lactentes, por falta de estudos a respeito O maior fator limitante do uso da toxina botulínica tipo A ainda é o preço das doses. Por ser elevado, não é acessível a todas as classes sociais.

26


Carregar ppt "B OTULISMO ALIMENTAR E A TOXINA BOTULÍNICA. O QUE É O BOTULISMO ? É um tipo de intoxicação alimentar. Podem ocorrer também o botulismo com origem em feridas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google