A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONFLITOS EUROPEUS. A questão basca: A região basca situa-se no norte da Espanha e no Sudoeste da França. É rica, industrializada e tem uma cultura própria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONFLITOS EUROPEUS. A questão basca: A região basca situa-se no norte da Espanha e no Sudoeste da França. É rica, industrializada e tem uma cultura própria."— Transcrição da apresentação:

1 CONFLITOS EUROPEUS

2 A questão basca: A região basca situa-se no norte da Espanha e no Sudoeste da França. É rica, industrializada e tem uma cultura própria. O povo basco luta pela independência desde o final dos anos 1950, quando se criou a Pátria Basca e Liberdade (ETA). O ETA atua cometendo atos terroristas tanto na Espanha quanto na França (onde a organização possui bases), pois seu objetivo é criar uma Pátria Basca totalmente independente. País Basco

3 O que é o País Basco? É um território que, apesar do nome, não é um país independente, mas uma área de 20 mil quilômetros quadrados entre a Espanha e a França onde vivem os bascos. Estabelecido ali há mais de 4 mil anos, esse povo conservou boa parte dos seus traços culturais originais, especialmente o nacionalismo e a língua, que não tem parentesco com nenhuma outra. "Ao longo de todo esse tempo, os bascos tiveram seu território ocupado por romanos, visigodos, mouros e francos. A Espanha e a França pegaram sua fatia por volta do século 15", afirma a historiadora Maria Guadalupe Pedrero-Sánchez, da Unesp de Assis (SP). No século 17, a demarcação definitiva das fronteiras dividiu de vez esse povo em dois Estados. "Na Espanha, onde estão 90% do território basco, a integração foi mais difícil que na França", diz o geógrafo André Martin, da Universidade de São Paulo (USP). (http://mundoestranho.abril.com.br/materia/o-que-e-o-pais-basco)

4 Durante a Guerra Civil Espanhola ( ), eles lutaram contra o general Francisco Franco, o líder nacionalista que implantou uma sangrenta ditadura. Em represália, o general acabou com a relativa autonomia política basca, alimentando ainda mais o nacionalismo daquele povo e fazendo surgir organizações terroristas que defendiam a criação de um Estado independente. O mais famoso desses grupos, o ETA (sigla de Euskadi Ta Askatasua, ou "pátria basca e liberdade"), apareceu em Ao longo das últimas quatro décadas, os terroristas organizaram atentados contra o governo central em nome da independência. Uma pequena trégua na luta aconteceu em 1978, com a promulgação de uma nova Constituição espanhola que favorecia a autonomia do País Basco. Desde 1980, a nação conta com um Parlamento próprio, mas ainda não tem território, o que alimenta os remanescentes do ETA a prosseguir com atentados em defesa da autonomia total da região basca. (http://mundoestranho.abril.com.br/materia/o-que-e-o-pais- basco)

5 DESAGREGAÇÃO DA IUGOSLÁVIA A federação Iugoslava representava um caldeirão de povos e religiões comandadas por Josep Bros Tito, mais conhecido como Marechal Tito. Era uma federação socialista instituída após a Segunda Guerra Mundial contando com seis repúblicas, sendo elas: - Eslovênia. -Croácia. -Bósnia-Herzegovina. -Montenegro. -Macedônia. -Sérvia. -Repúblicas autônomas: Voivódina e Kosovo. O mapa apresenta a divisão política da antiga Iugoslávia.

6 Em 1991, a Iugoslávia desagregou-se a partir da declaração de independência da Eslovênia, da Croácia, da Bósnia-Herzegóvina e da Macedônia. A antiga Iugoslávia passou a ser formada por duas repúblicas, Sérvia e Montenegro, e duas províncias autônomas, Voivódina e Kosovo.

7 Em 1999, a província de Kosovo, que havia perdido a autonomia, pede o separatismo. Em resposta, tropas sérvias invadem a região promovendo uma verdadeira limpeza étnica contra os kosovares da etnia albanesa. A OTAN promoveu a intervenção na região, o então presidente iugoslavo Slobodan Milosevic foi preso, e Kosovo passou a ser administrado pela ONU.

8 Em 2003, Sérvia e Montenegro promoveram a união de suas instituições, sobre os vestígios da antiga Iugoslávia, que passou a ser chamada de união Sérvia-Montenegro. Tal processo demonstrou-se ineficaz e, em 03 de junho de 2006, Montenegro declarou independência, convertendo-se, assim, em um novo Estado nos Balcãs, representando assim o desmantelamento definitivo da antiga Iugoslávia.

9 A guerra causou mais de 120 mil mortes. As perdas econômicas foram de bilhões de dólares com a destruição de fábricas, empresas, edifícios privados e públicos, aniquilação da produção e a falta de exportações para o desaparecido mercado comum. O custo da destruição na Sérvia chegou a mais de 17 bilhões de dólares, após o bombardeio da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em 1999, com o objetivo de terminar com a repressão do regime do ex-presidente Slobodan Milosevic ( ) contra os albaneses de Kosovo. Para mais informações sobre o assunto pesquise no site: _24.htm

10 BÉLGICA A Bélgica é uma federação formada por duas comunidades vivendo em duas regiões separadas. Uma delas é a comunidade flamenga, que tem como língua o holandês e vive em Flandres, região norte do país. O flamengos representam cerca de 60% da população. Os valões que usam o francês, representam aproximadamente 40% da população e vivem na Valônia. Tanto flandres quanto a Valônia são regiões bastante autônomas especialmente nas esferas da educação e da cultura.

11 A constituição de 1993 deu ainda mais autonomia a Flandres, á Valônia e a população da capital, Bruxelas (sede da União Europeia e da OTAN), onde tanto o holandês quanto o francês são falados. O país, com 10 milhões de habitantes, está dividido em três comunidades – determinadas por seus três idiomas oficiais (flamengo, francês e alemão) – e três regiões geográficas: Flandres, Valônia e Bruxelas.


Carregar ppt "CONFLITOS EUROPEUS. A questão basca: A região basca situa-se no norte da Espanha e no Sudoeste da França. É rica, industrializada e tem uma cultura própria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google