A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Unicamp. Importante Medida preventiva continua valendo: será proibido entrar nas salas de prova portando celulares. O candidato que for pego com celular.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Unicamp. Importante Medida preventiva continua valendo: será proibido entrar nas salas de prova portando celulares. O candidato que for pego com celular."— Transcrição da apresentação:

1 Unicamp

2 Importante Medida preventiva continua valendo: será proibido entrar nas salas de prova portando celulares. O candidato que for pego com celular (ainda que desligado e/ou sem bateria), durante a realização das provas, será eliminado do vestibular. No ano passado, 50 candidatos foram eliminados por descumprirem a regra. Fonte:

3 A prova procura reproduzir o funcionamento do discurso no mundo real. Para que um texto seja bem sucedido em seus propósitos, o autor deve ter uma experiência de leitura e delinear um projeto em função de um ou mais objetivos específicos, que deverão ser atingidos por meio da formulação escrita. A avaliação dos textos produzidos levará em conta as condições propostas na atividade: as propriedades do gênero, os participantes da interlocução, o propósito (tendo em vista o tema, a motivação e as instruções), a leitura e a articulação entre as partes do texto.

4 Assim, o candidato deve, no desenvolvimento das duas tarefas, atender a requerimentos relacionados: 1) ao gênero e à interlocução: o texto elaborado pelo candidato em cada uma das tarefas deve ser representativo do gênero solicitado e considerar os interlocutores nele implicados. 2) ao propósito: o candidato deve cumprir o propósito da tarefa que está sendo solicitada, observando o tema, a motivação e as instruções de elaboração do texto.

5 3) à leitura: é esperado que o candidato estabeleça pontos de contato com o(s) texto(s) fornecido(s) em cada tarefa. Ele deve mostrar a relevância desses pontos para o seu projeto de escrita e não simplesmente reproduzir o(s) texto(s) ou partes do(s) mesmo(s) em forma de colagem.

6 4) à articulação escrita: os textos produzidos pelo candidato devem propiciar uma leitura fluida e envolvente, mostrando uma articulação sintático-semântica ancorada no emprego adequado de elementos coesivos e de outros recursos necessários à organização dos enunciados. O candidato também deve demonstrar ter habilidade na seleção de itens lexicais apropriados ao estilo dos gêneros solicitados e no emprego de regras gramaticais e ortográficas que atendem à modalidade culta da língua. Fonte:

7 Retextualização Produção de texto moderna. A partir de um gênero, criar um outro. Para isso, deve-se compreender globalmente o texto original,porque nele está o conteúdo do gênero a ser produzido. Exemplos: de uma crônica faz-se uma notícia; de uma reportagem, um depoimento; de uma receita culinária, um conto.

8 Aposta Com certeza: gênero predominantemente argumentativo. Provavelmente: gêneros injuntivos, narrativos ou expositivos.

9 Imagem do interlocutor A UNICAMP certamente pedirá que seja produzido um gênero em que as imagens dos interlocutores devem ser criadas. Portanto, atenção a cartas, depoimentos, fale conosco e comentários.

10 Levantamento sobre as propostas da Unicamp

11

12

13

14 Cartas Lembre-se da estrutura da carta: Local e data Vocativo Corpo da carta Despedida Assinatura Linguagem formal sempre

15 Carta do leitor X Carta ao leitor Carta do leitor: geralmente argumentativa, circula em jornais e em revistas, já que o leitor a envia para manifestar seu ponto de vista sobre matérias que leu; Carta ao leitor: também chamada de editorial, artigo de opinião em que se discute uma questão ou assunto, apresentando-se o ponto de vista do jornal, da empresa jornalística ou do redator- chefe. Não vem assinado, diferentemente dos artigos de opinião.

16

17 Carta aberta Carta em que o interlocutor se dirige publicamente a alguém por meio dos órgãos de imprensa. Estrutura parecida com a carta pessoal, mas, na maior parte das vezes, é argumentativa. Tem título. Local e data podem vir no início ou no final.

18

19 Os verbos são empregados no presente do indicativo,na 1ª ou 3ª pessoa. Em relação ao conteúdo, identificamos na carta aberta: a exposição clara dos objetivos da publicação; a denúncia de um problema; a proposta ou a reivindicação de soluções; a apresentação de argumentos; o uso de linguagem persuasiva.

20 Outros tipos de Carta De reclamação/de solicitação: procura, por meio da rememoração de alguns fatos, reclamar direitos ou solicitar resoluções para problemas. O autor mostra o que está errado e reclama/solicita a solução. Convite: se for pedida, será uma carta em que o autor direciona um convite a um leitor. Nesse caso, o texto deve ser convincente/persuasivo, já que os convites são como cartões de propaganda/visita do autor. utilizar-se-á a mesma estrutura da carta, porém, com algumas diferenças. Observe se há uma folha diferenciada. Seu e- mail deve apresentar assunto, vocativo com saudação, texto, despedida.NÃO SE DEVE ASSINAR TEXTO NENHUM, A MENOS QUE O PAS O COLOQUE NA SITUAÇÃO DE UM PERSONAGEM ESPECÍFICO.

21 Gêneros jornalísticos Editorial DEFINIÇÃO: Gênero discursivo que visa apresentar o ponto do vista do veículo de comunicação do qual faz parte, bem como mostrar as matérias que compõem do jornal ou da revista. Na revista, costuma ser voltada para a apresentação, enquanto no jornal se assemelha mais a um artigo de opinião impessoal.

22 Artigo de opinião O artigo de opinião, como o próprio nome já diz, é um texto em que o autor expõe seu posicionamento diante de algum tema atual e de interesse de muitos. É um texto dissertativo que apresenta argumentos sobre o assunto abordado, portanto o escritor, além de expor seu ponto de vista, deve sustentá-lo através de informações coerentes e admissíveis. Logo, as ideias defendidas no artigo de opinião são de total responsabilidade do autor, e, por este motivo, o mesmo deve ter cuidado com a veracidade dos elementos apresentados, além de assinar o texto no final. Contudo, em vestibulares, a assinatura é desnecessária, uma vez que pode identificar a autoria e desclassificar o candidato.

23 Crônica Predominantemente narrativo; Rápido, leve; Fato corriqueiro; Pode apresentar crítica; Economia na descrição de cenário e de personagens; Brevidade, clareza, concisão; Assunto de natureza não ficcional; Aproximação da oralidade.

24 Notícia Narrativo ou expositivo Manchete Olho ou subtítulo Lide (resumo das informações) Desenvolvimento

25 Entrevista Título Introdução = apresentação do veículo e criação da imagem do entrevistado. Leve em consideração o público-alvo para direcionar os questionamentos. Perguntas= coloque no lugar do entrevistador. O interessante é que você já tem as respostas, assim é só elaborar as perguntas. Respostas= as respostas do entrevistado não precisam ser apresentadas fielmente ao que está exposto na carta. O importante é encontrar a essência.

26 Manifesto Varia conforme o estilo dos manifestantes, o público- alvo e o instrumento de divulgação. Quando divulgado em jornais, revistas e/ou até mesmo na Internet, atribui-se o padrão formal da língua.no vestibular, sempre no padrão formal. Título – Revela de modo sintético a ideia, o pensamento apresentado. Corpo do texto – Retrata de modo claro o posicionamento dos autores em questão, acompanhado dos argumentos convincentes que o justificam. Local, data e assinatura dos manifestantes.

27 Deixe bem claro: O problema discutido; A análise pessoal do autor a respeito do problema; Os argumentos-chaves que justificam a escrita do manifesto. Possíveis soluções para o problema, as quais podem vir marcadas por marcadores.

28

29 Relato pessoal DEFINIÇÃO: O relato constitui-se de um gênero base para outros, pois se trata de um texto de caráter pessoal, escrito em 1ª pessoa e, normalmente, não possui um interlocutor específico a não ser o próprio autor, como ocorre nos diários. Entretanto, pode-se encontrar no cotidiano relatos que visam, na verdade, a apresentar uma versão pessoal sobre um fato para outras pessoas. São exemplos desse gênero os subgêneros depoimento, diário, blog.

30 Texto Enciclopédico DEFINIÇÃO: É um gênero discursivo que apresenta de maneira organizada e sistemática as informações básicas sobre determinado conteúdo do conhecimento humano. A finalidade desse gênero discursivo é registrar e difundir o conhecimento acumulado, por meio da criação de uma obra de referência – a enciclopédia – que pode ser consultada por qualquer pessoa. Exemplo: verbete

31 Resumo – O RESUMO deve responder a duas perguntas: – O que o autor pretende demonstrar? – De que trata o texto ? – Portanto, devem constar do RESUMO : O assunto do texto O objetivo do texto A articulação das ideias As conclusões do autor do texto objeto do resumo. Importante: não há título em resumo.

32 Sendo um TEXTO CONCISO, o resumo deve ser redigido: em linguagem objetiva, suprimindo palavras desnecessárias (adjetivos e advérbios). evitando a repetição de frases inteiras do texto original (a serem sintetizadas e não transcritas). respeitando a ordem em que as ideias ou fatos são apresentados. É importante ficar atento ao encadeamento das ideias!!!!!!!!

33 E mais... Gêneros da internet, como Fale conosco, comentários de fórum, de blog, de notícia, mensagem do Facebook, tweet, são muito queridos pela UNICAMP. Leia muito bem a proposta e faça tudo o que foi pedido. Boa prova!


Carregar ppt "Unicamp. Importante Medida preventiva continua valendo: será proibido entrar nas salas de prova portando celulares. O candidato que for pego com celular."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google