A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professora Thailise Maressa LÍNGUA PORTUGUESA. GRAMÁTICA MORFOLOGIA SINTAXE ANÁLISE MORFOSSINTÁTICA + =

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professora Thailise Maressa LÍNGUA PORTUGUESA. GRAMÁTICA MORFOLOGIA SINTAXE ANÁLISE MORFOSSINTÁTICA + ="— Transcrição da apresentação:

1 Professora Thailise Maressa LÍNGUA PORTUGUESA

2 GRAMÁTICA MORFOLOGIA SINTAXE ANÁLISE MORFOSSINTÁTICA + =

3 MORFOLOGIA Parte da gramática que estuda as Classes de Palavras. SINTAXE Parte da Gramática que estuda a organização das Classes de Palavras em Orações. É o estudo das funções das Classes.

4 SELEÇÃO DE FUTEBOL = SELEÇÃO DE PALAVRAS Vamos imaginar um time com vários jogadores... Cada jogador tem um NOME pelo qual ele é chamado. Cada jogador tem uma FUNÇÃO que ele exerce dentro de campo.

5

6 Os nomes dos Jogadores é como se fossem parte da nossa análise MORFOLÓGICA. Já as posições e funções dentro do jogo é como se fossem nossa análise SINTÁTICA. Dessa forma, comparando a gramática com um jogo de futebol, no jogo ocorre uma análise MORFOSSINTÁTICA, com a menção aos nomes e funções dos jogadores. ANÁLISE MORFOSSINTÁTICA

7 CORPO HUMANO = ORGANIZAÇÃO DAS ORAÇÕES Vamos imaginar a composição do nosso corpo humano... O nosso corpo possui vários ÓRGÃOS. Cada órgão tem uma FUNÇÃO que exerce dentro do corpo humano.

8 Cada órgão tem uma função no corpo Olho: para enxergar Boca: para falar Mão: para manusear as coisas Pé: para sustentar o peso do corpo e se locomover

9 COMBINAÇÃO DE PALAVRAS OraçãoAprofessora Thailiseadoraseusalunos. SeleçãoArtigoSubst. comum Subst. próprio VerboPronome Possessivo Subst. comum FunçãoSUJEITOPREDICADO As palavras se unem para formar frases. Depois cada grupo de palavras recebe uma função.

10 OBSERVE AS FRASES: Eduardo comeu um pote de doce de leite ontem. Ontem Eduardo comeu um pote de doce de leite. Um pote de doce de leite Eduardo comeu ontem. Um comeu ontem pote de Eduardo de leite doce. Estudar a sintaxe de um língua significa identificar e compreender as maneiras como se associam as palavras para formar frases. As relações sintáticas que se estabelecem entre as palavras definem as estruturas possíveis na sintaxe de uma língua. Cada elemento desempenha uma função sintática. Estudar a sintaxe de um língua significa identificar e compreender as maneiras como se associam as palavras para formar frases. As relações sintáticas que se estabelecem entre as palavras definem as estruturas possíveis na sintaxe de uma língua. Cada elemento desempenha uma função sintática.

11 FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO FRASE – Enunciado que, independente de sua estrutura ou extensão, traduz sentido completo em uma situação comunicativa. É delimitada por um dos pontos (ponto final, exclamação ou interrogação). Ex.: Silêncio! Três paixões governavam minha vida. Ex.: Silêncio! Três paixões governavam minha vida. FRASE NOMINALFRASE VERBAL É a frase construída sem nenhum verbo. Exemplos: Fogo! Cuidado! Que educação! Trabalho digno desse feirante. É a frase construída com pelo menos um verbo. Exemplo: Estudar é importante. Adoro comer no Mc Donalds.. Uma amiga está namorando o menino que eu gosto.

12 PERÍODO – Conjunto composto de uma ou mais orações, ou seja, conjunto de palavras com a presença de um ou mais verbos. Ex.: Corram! É bom que ela venha amanhã e traga os livros. Ex.: Corram! É bom que ela venha amanhã e traga os livros. ORAÇÃO – Enunciado caracterizado pela presença obrigatória de um verbo. Ex.: Corram! Esses exercícios parecem muito difíceis. Ex.: Corram! Esses exercícios parecem muito difíceis. Atenção! Nem toda frase é uma oração. Para ser oração tem que apresentar verbo

13 O Período pode ser: COMPOSTO – Quando apresenta mais de uma oração, ou seja, mais de um verbo. Ex.: Anseio aliviar o mal, mas não posso e sofro. Vim, vi e venci. Ex.: Anseio aliviar o mal, mas não posso e sofro. Vim, vi e venci. SIMPLES – Quando tem apenas uma oração, ou seja, um único verbo. Ex.: Três paixões governaram minha vida. Vou trabalhar cedo amanhã. Ex.: Três paixões governaram minha vida. Vou trabalhar cedo amanhã.

14 Resumindo... Nem toda frase é uma oração (há frases SEM verbo); Nem toda oração é uma frase (há orações SEM sentido completo); Há frases formadas por uma ou mais orações (período simples ou período composto) Todo período é uma frase porque tem sentido completo.

15 Nem toda frase é uma oração. Para ser oração a frase tem que ser verbal, ou seja, apresentar ao menos UM verbo.

16 TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO – É o elemento da oração a respeito do qual damos alguma informação. O verbo concorda com ele. PREDICADO – É a informação que é dada a respeito do sujeito. O verbo faz parte do predicado. estava tranquilo Godofrino Sujeito Predicado Ficaram velhas todas as minhas amigas Sujeito Predicado

17 COMO DESCOBRIR O SUJEITO? MÉTODO PRÁTICO Para se descobrir o sujeito de uma oração pergunta-se quem? ou o que? antes do verbo. Ex.: Ernesto quebrou o vaso. Quem quebrou o vaso? Ernesto (sujeito) Ex.: O vaso foi quebrado por Ernesto. O que foi quebrado? O vaso (sujeito) MÉTODO PRÁTICO Para se descobrir o sujeito de uma oração pergunta-se quem? ou o que? antes do verbo. Ex.: Ernesto quebrou o vaso. Quem quebrou o vaso? Ernesto (sujeito) Ex.: O vaso foi quebrado por Ernesto. O que foi quebrado? O vaso (sujeito)

18 Atenção para o NÚCLEO do sujeito! Um sujeito pode aparecer representado por várias palavras, mas há uma ou algumas palavras que são as mais importantes dentro do contexto. A essa(s) palavra(s) damos o nome de núcleo. O núcleo carrega a informação básica do (s) ser(es) que pratica(m) ou recebe(m) a ação. O que não impede que esse núcleo receba complementos. Aquela garota, linda, inteligente e educada olhou para mim. O colégio Sagrado Coração de Maria completa 50 anos. Ninguém faltou hoje.

19 CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO SIMPLES – É o que apresenta apenas um núcleo, ou seja, damos a informação sobre um elemento apenas. Ficou imunda a roupa da festa. Sujeito simples Predicado Faltou. Ninguém Predicado Sujeito simples Luis Inácio Lula da Silvaadoeceu. Predicado Sujeito simples Filho de Eike Batista vacilou. Predicado Sujeito simples

20 CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO COMPOSTO – É o que apresenta apenas mais de um núcleo, ou seja, damos a informação sobre mais de um elemento. Morreram ano passado Steve e Amy Sujeito composto Predicado Sujeito composto Saúde, educação e segurança são fundamentais. Predicado Sujeito composto Shrek e Fiona se casaram. Predicado Sujeito composto O Brasil do rico e o Brasil do pobre são diferentes. Eu e você Sujeito composto Seremos felizes Predicado

21 Cuidado com as orações na ordem INVERSA! Há orações que aparecem na ordem INVERSA, o que dificulta a análise do sujeito. Para isso, você deve ter mais atenção na hora de perguntar sobre quem o verbo fala. Exemplos: os alunos da 6ª e da 7ªChegaram atrasados Sujeito Simples Predicado Faltam duas páginas Para eu ler o livro todo Predicado Sujeito Simples

22 E agora… VAMOS TRABALHAR!

23 Construa um MAPA CONCEITUAL utilizando as seguintes palavras: Frase Oração Período Morfologia (as 10 classes) Sintaxe Sujeito e predicado Sujeito simples Sujeito composto Atividade para:

24


Carregar ppt "Professora Thailise Maressa LÍNGUA PORTUGUESA. GRAMÁTICA MORFOLOGIA SINTAXE ANÁLISE MORFOSSINTÁTICA + ="

Apresentações semelhantes


Anúncios Google