A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL ADMINISTRAÇÃO - CONCEITO É O PROCESSO DE TOMAR E IMPLEMENTAR DECISÕES, É O PROCESSO DE TOMAR E IMPLEMENTAR DECISÕES,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL ADMINISTRAÇÃO - CONCEITO É O PROCESSO DE TOMAR E IMPLEMENTAR DECISÕES, É O PROCESSO DE TOMAR E IMPLEMENTAR DECISÕES,"— Transcrição da apresentação:

1 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL ADMINISTRAÇÃO - CONCEITO É O PROCESSO DE TOMAR E IMPLEMENTAR DECISÕES, É O PROCESSO DE TOMAR E IMPLEMENTAR DECISÕES, VISANDO-SE ATINGIR OBJETIVOS, VISANDO-SE ATINGIR OBJETIVOS, A PARTIR DA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS. A PARTIR DA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS. RECURSOS pessoas; espaço; tempo; informação e conhecimento; dinheiro; instalações; máquinas e equipamentos; tecnologia. DECISÕESplanejamentoorganizaçãodireçãocontrole OBJETIVOS resultados esperados

2 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL ADMINISTRAÇÃO - IMPORTÂNCIA administração pessoal; administração pessoal; familiar; familiar; de pequenos grupos sociais; de pequenos grupos sociais; de organizações; de organizações; social: cidade, estado, sociedade global. social: cidade, estado, sociedade global. EMBORA O PROCESSO ADMINISTRATIVO SEJA IMPORTANTE EM QUALQUER CONTEXTO DE UTILIZAÇÃO DE RECURSOS, A RAZÃO MAIOR PARA ESTUDÁ-LO É SEU IMPACTO SOBRE O DESEMPENHO DAS ORGANIZAÇÕES, AS QUAIS, ASSUMIRAM IMPORTÂNCIA SEM PRECEDENTES NA SOCIEDADE E NA VIDA DAS PESSOAS. A SOCIEDADE MODERNA É UMA SOCIEDADE ORGANIZACIONAL, EM CONTRASTE COM AS SOCIEDADES COMUNITÁRIAS DO PASSADO: VIVEMOS, HOJE, NUMA ALDEIA GLOBAL.

3 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - VISÃO HISTÓRICA MANUFATURAONE BEST WAYPRODUÇÃO SISTEMA ARTESANAL (TAYLOR)EM MASSA TOYOTA ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO - VISÃO TRADICIONAL MÁXIMA EFICIÊNCIA + MENOR CUSTO QUALIDADE QUALIDADE ENTREGA ENTREGA FLEXIBILIDADE FLEXIBILIDADE SERVIÇOS SERVIÇOS MEIO AMBIENTE MEIO AMBIENTE - HÁ VÁRIAS OUTRAS FORMAS DIFERENTES DE ORGANIZAR OS SISTEMAS OPERACIONAIS DE UMA EMPRESA INDUSTRIAL OU DE SISTEMAS OPERACIONAIS DE UMA EMPRESA INDUSTRIAL OU DE SERVIÇOS; SERVIÇOS; TAIS FORMAS DEVEM SER CONCEBIDAS E SELECIONADAS EM TOTAL SINTONIA COM A ESTRATÉGIA COMPETITIVA DA EMPRESA. SINTONIA COM A ESTRATÉGIA COMPETITIVA DA EMPRESA.

4 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL MUDANÇAS ASSUMIR RISCOS. NOVAS ESTRATÉGIAS. NOVAS ESTRATÉGIAS. NOVAS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO. NOVAS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO. NOVAS TECNOLOGIAS, PRODUTOS E PROCESSOS. NOVAS TECNOLOGIAS, PRODUTOS E PROCESSOS DESAFIOS DA PRODUÇÃO DESENVOLVER MÃO DE OBRA SÓLIDA E TREINADA DESENVOLVER MÃO DE OBRA SÓLIDA E TREINADA DESENVOLVER, GERENCIAR E USAR O CONHECIMENTO DESENVOLVER, GERENCIAR E USAR O CONHECIMENTO UTILIZAR SISTEMAS AVANÇADOS DE MANUFATURA, PROCESSOS, UTILIZAR SISTEMAS AVANÇADOS DE MANUFATURA, PROCESSOS, EQUIPAMENTOS E TECNOLOGIAS EQUIPAMENTOS E TECNOLOGIAS INTEGRAR AS DIVERSAS FONTES DE VANTAGEM COMPETITIVA DA INTEGRAR AS DIVERSAS FONTES DE VANTAGEM COMPETITIVA DA EMPRESA EMPRESA CADEIA DE VALOR: ATIVIDADES VANTAGEM COMPETITIVA É IMPOSSÍVEL SER BOM EM TUDO E PARA TODOS! O DIFERENCIAL COMPETITIVO VEM DE FAZER MELHOR E DIFERENTE DO QUE OS OUTROS; É ESTA A PRINCIPAL TAREFA DO GESTOR: - ESCOLHER, DENTRE AS DIVERSAS ALTERNATIVAS DE ATIVIDADES, AS QUE TÊM MAIOR POTENCIAL PARA AGREGAR VALOR À EMPRESA. AS QUE TÊM MAIOR POTENCIAL PARA AGREGAR VALOR À EMPRESA.

5 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL CADEIA DE VALOR REDE DE VALOR DE OPERAÇÕES (RVO) SUPRIMENTO SUPRIMENTO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS PRODUÇÃO PRODUÇÃO DISTRIBUIÇÃO DISTRIBUIÇÃO SERVIÇOS AGREGADOS SERVIÇOS AGREGADOS + + + ELO ENTRE AS ATIVIDADES FOCO ESTRATÉGICO -O GESTOR DE OPERAÇÕES PARTICIPA DA ESCOLHA DOS CRITÉRIOS ESTRATÉGICOS, DEFININDO COMO FOCAR SEUS RECURSOS OPERACIONAIS PARA DAR SUPORTE À ESTRATÉGIA COMPETITIVA DA EMPRESA, VISANDO TRANSFORMAR AS PRÓPRIAS OPERAÇÕES EM FONTE DE VANTAGEM COMPETITIVA CRITÉRIOS COMPETITIVOS CUSTO E QUALIDADE / FLEXIBILIDADE / INOVAÇÃO / DESEMPENHO DE ENTREGA / VELOCIDADE DE LANÇAMENTO DE NOVOS PRODUTOS + SERVIÇOS / CONTROLE AMBIENTAL / RESPONSABILIDADE SOCIAL

6 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL REDE DE VALOR DE OPERAÇÕES - RVO PRESSÃO DA CONCORRÊNCIA PRODUÇÃO SUPRIMENTO SERVIÇOS AGREGADOS DISTRIBUIÇÃO DESENVOLV. DE PRODUTOS EXIGÊNCIAS DO MERCADO

7 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL ESTRATÉGIA DE OPERAÇÕES (ESTRATÉGIA FUNCIONAL) - UM CONJUNTO DE DECISÕES DE COMO ORGANIZAR A RVO, CONSISTENTE E COERENTE ENTRE SI, QUE DARÃO SUPORTE À CONSISTENTE E COERENTE ENTRE SI, QUE DARÃO SUPORTE À ESTRATÉGIA COMPETITIVA DA EMPRESA (ESTRATÉGIA DE ESTRATÉGIA COMPETITIVA DA EMPRESA (ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS) E, NO LONGO PRAZO, PODERÃO TRANSFORMAR A NEGÓCIOS) E, NO LONGO PRAZO, PODERÃO TRANSFORMAR A OPERAÇÃO EM UMA FONTE DE VANTAGEM COMPETITIVA. OPERAÇÃO EM UMA FONTE DE VANTAGEM COMPETITIVA. A ESTRATÉGIA REPRESENTA UMA ADAPTAÇÃO ENTRE UM AMBIENTE DINÂMICO E UM SISTEMA DE OPERAÇÕES ESTÁVEL. - É UMA CONCEPÇÃO DE ORGANIZAÇÃO, DE COMO ESTA SE AJUSTA CONTINUAMENTE AO AMBIENTE EM QUE ESTÁ INSERIDA. OS TRÊS NÍVEIS ESTRATÉGICOS ESTRATÉGIACORPORATIVA ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS ESTRATÉGIASFUNCIONAIS

8 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL A ESTRATÉGIA CORPORATIVA - RELACIONA-SE COM O AMBIEMTE EM QUE O GRUPO EMPRESARIAL ATUA, SENDO FUNDAMENTAL NA SUA DEFINIÇÃO O RECONHECIMENTO DE SUAS FORÇAS E FRAQUEZAS, E DOS FATORES AMBIENTAIS QUE PODERÃO AFETAR O FUTURO DA EMPRESA: TECNOLOGIA, ECOLOGIA, ASPECTOS ECONÔMICOS, SETOR DE ATUAÇÃO, SOCIEDADE E ASPECTOS POLÍTICOS. +++ UMA SÓ UNIDADE DE NEGÓCIO EC = ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS A ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS - OS FATORES AMBIENTAIS, INTERAGINDO COM A UNIDADE DE NEGÓCIOS (A EMPRESA) CRIAM O CARÁTER DA UNIDADE, QUE SÃO OS COMPROMISSOS INTERNOS ADVINDOS DA FORMA COMO A ORAGMIZAÇÃO AGE NA RESPOSTA A ESSAS PRESSÕES, A QUAL DEFINE SUA COMPETÊNCIA DISTINTIVA (O QUE ELA PODE FAZER PARTICULARMENTE BEM). A ESTRATÉGIA (FUNCIONAL) DE OPERAÇÕES - DEVERÁ ESTAR ALINHADA À ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS, CONTRIBUINDO PARA O ALCANCE DOS OBJETIVOS E METAS DA EMPRESA, BUSCANDO TRANSFORMAR A OPERAÇÃO NUMA FONTE DE VANTAGEM COMPETITIVA

9 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL O MODELO DE PORTER; ESTRATÉGIAS GENÉRICAS -PARA ENFRENTAR AS CINCO FORÇAS COMPETITIVAS DE CADA INDÚSTRIA (PODER DE BARGANHA DOS CLIENTES, PODER DE BARGANHA DOS FORNECEDORES, CONCORRENTES, AMEAÇAS DE PRODUTOS SUBSTITUTOS E AMEAÇAS DE NOVOS ENTRANTES), A EMPRESA PODE UTILIZAR TRÊS ABORDAGENS DIFERENTES: 1. LIDERANÇA EM CUSTO 1. LIDERANÇA EM CUSTO 2. DIFERENCIAÇÃO 2. DIFERENCIAÇÃO 3. ENFOQUE 3. ENFOQUE ESTRATÉGIAS GENÉRICAS DE OPERAÇÕES DIFERENCIAÇÃOPURA NENHUMAESTRATÉGIAPRETENDIDALIDERANÇA EM CUSTO PURA CUSTO E DIFERENCIAÇÃO DIFERENCIAÇÃODIFERENCIAÇÃO EFICIÊNCIA EM CUSTOS ALTA BAIXA ALTABAIXA

10 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL NOVOS PARADIGMAS -PORTER: AS EMPRESA SÓ PODERÃO TER SUCESSO SE DEFINIREM QUAL DAS TRÊS ESTRATÉGIAS GENÉRICAS UTILIZARÃO, NÃO SE ENCONTRANDO EXEMPLOS DE EMPRESAS BEM-SUCEDIDAS QUE UTILIZAM ESSAS ESTRATÉGIAS SIMULTANEAMENTE; (???) -NOVAS ABORDAGENS COMPETITIVAS: A FLEXIBILIDADE E A CULTURA ORGANIZACIONAL RELACIONADO COM MELHORIAS CONTÍNUAS PERMITEM QUE SIMULTANEAMENTE A EMPRESA SE PREOCUPE COM CUSTOS E COM QUALIDADE. (!!!) NOVAS TECNOLOGIAS DE OPERAÇÕES VIABILIZAM MAIOR FLEXIBILIDADE EM PROJETOS E MIX DE PRODUTOS, RÁPIDAS RESPOSTAS ÀS MUDANÇAS DE MERCADO, MAIORES INFORMAÇÕES E MAIS RÁPIDA PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO. > ESSAS COMPETÊNCIAS EMERGENTES SE LOCALIZAM NA EFICIÊNCIA RELACIONADA COM MAIOR VARIEDADE (ECONOMIAS DE ESCOPO) E NÃO EM RELACIONADA COM MAIOR VARIEDADE (ECONOMIAS DE ESCOPO) E NÃO EM MAIORES VOLUMES (ECONOMIAS DE ESCALA). MAIORES VOLUMES (ECONOMIAS DE ESCALA). ECONOMIAS DE ESCOPO: MENORES CUSTOS SÃO OBTIDOS QUANDO SÃO PRODUZIDOS MÚLTIPLOS PRODUTOS COM OS PRODUZIDOS MÚLTIPLOS PRODUTOS COM OS MESMOS EQUIPAMENTOS; MESMOS EQUIPAMENTOS; ECONOMIAS DE ESCALA: QUANDO SE REDUZ O CUSTO MÉDIO UNITÁRIO COM O AUMENTO DO VOLUME DE PRODUÇÃO. O AUMENTO DO VOLUME DE PRODUÇÃO.

11 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL CRITÉRIOS COMPETITIVOS ESTRATÉGIAS DE NEGÓCIOS 1.CUSTOS: PRODUZIR COM MARGENS DE LUCRO MAIORES PRODUZIR GRANDES VOLUMES COM MARGENS REDUZIDAS PRODUZIR GRANDES VOLUMES COM MARGENS REDUZIDAS 2.QUALIDADE DOS PRODUTOS; 3.DESEMPENHO DE ENTREGA (RELAÇÃO ENTRE FORNECEDOR E CLIENTE):. MOBILIZAR RECURSOS PARA GARANTIR O TRABALHO PROMETIDO;. ENTREGAR DENTRO DO PRAZO;. CORRIGIR RAPIDAMENTE FALHAS OCORRIDAS;. TER PRAZOS DE ENTREGA MAIS CURTO QUE OS CONCORRENTES; 4. FLEXIBILIDADE: RELACIONADA A EQUIPAMENTOS E PROCESSOS. ABSORVER RAPIDAMENTE MUDANÇAS EM LOTES DE PRODUÇÃO (VOL);. ABSORVER MUDANÇAS NO TIPO DE PRODUTOS (MIX); 5. INOVATIVIDADE: HABILDADE DA EMPRESA EM LANÇAR NOVOS PRODUTOS E/OU SERVIÇOS EM CURTO ESPAÇO DE TEMPO E/OU SERVIÇOS EM CURTO ESPAÇO DE TEMPO

12 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL CATEGORIAS DE DECISÃO x ESTRATÉGIAS DE OPERAÇÕES CATEGORIALIDERANÇADIFERENCIAÇÃOCUSTOS E DE DECISÃOEM CUSTOPURADIFERENCIAÇÃ CAPACIDADEGRANDEVARIÁVELPEQUENA LOCALIZAÇÃOCENTRALIZADADESCENTRAL.VARIÁVEL EQUIP. E PROCESOS. TIPOS DE EQUIP.ESPECIAISUNIVERSAISUNIVERSAIS. INOVAÇÃO DE PROC.PEQUENAGRANDEGRANDE. NOVAS TECNOLOGIASPOUCASPOUCASMUITAS SISTEMAS GERENCIAIS. TAMANHO ESTOQUESVARIÁVELPEQUENOPEQUENO. TAMANHO DE LOTEVARIÁVELPEQUENOPEQUENO. TEMPO DE SET-UPVARIÁVELPEQUENOPEQUENO RECURSOS HUMANOS. ESPECIALIZAÇÃOVARIÁVELBAIXAVARIÁVEL. HABILIDADESRESTRITAAMPLAAMPLA. FLEXIBILIDADEPEQUENAGRANDEGRANDE


Carregar ppt "ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO SALES VIDAL ADMINISTRAÇÃO - CONCEITO É O PROCESSO DE TOMAR E IMPLEMENTAR DECISÕES, É O PROCESSO DE TOMAR E IMPLEMENTAR DECISÕES,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google