A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PLANO INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO DO QUADRO DE DOCENTES – PLANFOR/CAPES Teresa Cristina Rodrigues dos Santos Franco Departamento de Pós-Graduação DPG - PPPG.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PLANO INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO DO QUADRO DE DOCENTES – PLANFOR/CAPES Teresa Cristina Rodrigues dos Santos Franco Departamento de Pós-Graduação DPG - PPPG."— Transcrição da apresentação:

1 PLANO INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO DO QUADRO DE DOCENTES – PLANFOR/CAPES Teresa Cristina Rodrigues dos Santos Franco Departamento de Pós-Graduação DPG - PPPG

2 Programa de Formação Doutoral Docente - PRODOUTORAL Legislação: Portaria CAPES No. 112 de 01 de agosto de Visão MACRO do Programa: Promover, em nível de doutorado, qualificação de docentes nas IFES, com vistas à formação e/ou consolidação de grupos de pesquisa em áreas estratégicas e prioritárias, para criação/consolidação dos seus programas de pós- graduação.

3 JUSTIFICATIVAS DO PROGRAMA Formação de doutores em situações de assimetrias inter e intrarregionais e em áreas do conhecimento; Formação de novos grupos de pesquisa em áreas estratégicas e prioritárias; Fomento à cooperação acadêmica entre programas e cursos; Incentivo ao planejamento de médio e de longo prazos.

4 PLANO INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO DE QUADROS DOCENTES (PLANFOR) Instrumento obrigatório, elaborado pelas IFES, para participação no Prodoutoral. Plano da instituição que define ações de qualificação do quadro docente ao longo de cinco anos.

5 Tópicos do PLANFOR 1.Bases do Plano Institucional de formação docente 2. Planejamento Acadêmico-Institucional 3. Plano de Gestão de Pessoas 4. Áreas Estratégicas contempladas pelo Programa 5. Definição de Metas e Objetivos do PLANFOR 6. Processo seletivo dos docentes participantes 7. Solicitação de apoio no âmbito do Programa 8. Plano de Avaliação e Acompanhamento 9. Condições de infra-estrutura, apoio e financiamento

6 Quadro Resumo de Indicadores do PLANFOR VariáveisIndicadores Ensino Vagas na Pós-Graduação Programas de Pós-Graduação Pesquisa Grupos de Pesquisa Linhas de Pesquisa ExtensãoProgramas de Extensão Quadros Docentes Quadros Docentes Formados Projetos da Lei das ICTS Projetos

7 Implementação dos Planos Institucionais (PLANFOR) Desenvolvimento e Benefícios do PRODOUTORAL Funcionamento do PRODOUTORAL

8 Implementação do PLANFOR

9 FASESOBJETIVOBENEFÍCIOSPERÍODOS Primeira Fase Integralização das disciplinas Até 18 meses de bolsas para o aluno Um ano e meio na IES de Destino Segunda Fase Desenvolvimento da tese Até 2 Passagens e 2 mensalidades de bolsa para o aluno Até 2 Passagens c/ 5 diárias para o orientador Dois anos na IES de Origem com Mobilidade Terceira Fase Processo de defesa da tese Até seis meses de bolsa para o aluno Meio ano na IES de Destino Fases e concessões do PRODOUTORAL

10 Dados Físico-financeiros do PRODOUTORAL Distribuição dos Recursos e das Mensalidades do Prodoutoral por Região, 2008 RegiãoMensalidadesRecursos Nordeste ,00 Norte ,00 Sudeste ,00 Centro-Oeste ,00 Sul ,00 Total ,00

11 Ranking das Dez Instituições que mais receberam recursos PRODOUTORAL em 2008 RankingInstituição Recursos Recebidos (R$) 1º UFPA ,00 2º UFPB ,00 3º UFT ,00 4º UFRB ,00 5º UFMT ,00 5º UFCG ,00 7º UFAC ,00 8º UFMA ,00 9º UFSE ,00 10º UFRR ,00

12

13 *: Levantamento institucional em maio/2009 COLUN: 16 mestres 416 mestres 24 mestrandos

14 Mestres e Mestrandos a capacitar em nível PRODOUTORAL* Valores absolutos Valores relativos % % % % % %

15 Com base nas demandas por formação de doutores, áreas/subáreas estrategicamente priorizadas no PLANFOR: Psicologia Filosofia Letras Artes Ciência da Informação Direito Turismo e Hotelaria Meio Ambiente Ciências do solo

16 Solicitações PRODOUTORAL encaminhadas no PLANFOR/UFMA Centro Acadêmico No. de Capacitações/anoTotal/ Centro CCBS CCSo CCH CCET CCAA CCSST COLUN TOTAL

17 Aumento percentual do número de doutores para os próximos 5 anos % % % % % % Solicitações PRODOUTORAL encaminhadas no PLANFOR/UFMA Centro Acadêmico Solicitações Prodoutoral enviadas no PLANFOR CCBS64 CCSo50 CCH46 CCET24 CCAA20 CCSST2 COLUN10 TOTAL216

18 VariáveisIndicadores Objetivos Específicos ANO I 2009 ANO II 2010 ANO III 2011 ANO IV 2012 ANO V 2013 ENSINO Vagas na Pós- Graduação Criar 90 novas vagas de Mestrado e 26 novas vagas de Doutorado ao ano na Pós-Graduação 15 novas vagas de Mestrado e 20 novas vagas de Doutorado 74 novas vagas de Mestrado e 27 novas vagas de Doutorado 137 novas vagas de Mestrado e 15 novas vagas de Doutorado 97 novas vagas de Mestrado e 25 novas vagas de Doutorado 127 novas vagas de Mestrado e 40 Novas vagas de Doutorado Programas de Pós- Graduação Implantar 13 novos Mestrados e 4 Doutorados Mestrado em Cultura e Sociedade 5 Novos Mestrados (Matemática, Ciência da Computação, História, Desenvolvimento Socioeconômico, Ciência da Linguagem) e 2 Novos Doutorados (Ciências Sociais e Ciências da Saúde) 3 Novos Mestrados (Geociências, Ciências Exatas e Produtos Naturais Bioativos) e 2 novos Doutorados (Educação e Física) 2 Novos Mestrados (Psicologia e Filosofia) e 1 novo Doutorado (Biodiversidade e Conservação) 3 Novos Mestrados (Design, Energia e Meio Ambiente e Ecotoxicologia) e 1 novo Doutorado (Química) Consolidar os Programas de Pós- Graduação existentes Consolidar todos os programas de pós-graduação existentes Aumentar para conceito 4 dois programas PG na IES Elevar para doutorado 2 programas PG na IES e Aumentar para conceito 4 dois programas PG na IES Aumentar para conceito 4 dois programas PG na IES Elevar para doutorado 2 programas PG na IES Áreas de concentração Criar novas áreas de concentração Criação de uma nova área de concentração em Química Criar cursos de pós-graduação em áreas ainda não contempladas e demandadas pa Criar cursos de pós- graduação em áreas ainda não contempladas e demandadas para o desenvolvimento regional Consolidar as áreas existentes Aumento em 10% no número de projetos de parceria METAS ESTABELECIDAS NO PLANFOR

19 AVALIAÇÃO e ACOMPANHAMENTO dos docentes no PRODOUTORAL/PLANFOR

20 Resultados do PLANFOR na CAPES 77,6 % 22,4 % Dados fornecidos pela CAPES em agosto/2009

21 (7)

22 Análise e Avaliação do PLANFOR/UFMA 1ª. Edição – maio/2009 PONTOS FORTES: Planejamentos acadêmico-institucional e de qualificação coerentes com as necessidades da instituição e de melhoria qualitativa e quantitativa no estado Consistência no diagnóstico da seleção das áreas estratégicas: CCSo, CCAA, CCH Apresentação de dados quantitativos que justificam a demanda de capacitação por unidade acadêmica Apresentação de modelos de relatórios de acompanhamento dos doutorandos por Comissão Gestora Institucional

23 PONTOS FRACOS: Melhor definição das diretrizes, princípios e bases do plano de gestão Como observado nas várias IES, planejamento induzido pelo REUNI, PDI, PPI, PLANFOR Áreas estratégicas embasadas nas necessidades de treinamento dos docentes dos 3 Centros Necessidade de encaminhar nome dos docentes, tempo de permanência, integração aos programas de pós-graduação da instituição Análise e Avaliação do PLANFOR/UFMA 1ª. Edição – maio/2009

24 Situação atual do PLANFOR/PRODOUTORAL UFMA: Plano aprovado com o envio das informações complementares Necessidade de definição/consolidação/integração com programas de pós-graduação existentes Necessidade de definição/consolidação/integração com novos programas de pós-graduação

25 Home page: Tel.: (98) (98) (98) UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Teresa Cristina Rodrigues dos Santos Franco Departamento de Pós-Graduação DPG/PPPG/UFMA


Carregar ppt "PLANO INSTITUCIONAL DE FORMAÇÃO DO QUADRO DE DOCENTES – PLANFOR/CAPES Teresa Cristina Rodrigues dos Santos Franco Departamento de Pós-Graduação DPG - PPPG."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google