A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Revisão Antiguidade Oriental A hidrografia foi um fator fundamental para a SEDENTARIZAÇÃO e foi nas margens de rios que se desenvolveram as primeiras civilizações,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Revisão Antiguidade Oriental A hidrografia foi um fator fundamental para a SEDENTARIZAÇÃO e foi nas margens de rios que se desenvolveram as primeiras civilizações,"— Transcrição da apresentação:

1 Revisão Antiguidade Oriental A hidrografia foi um fator fundamental para a SEDENTARIZAÇÃO e foi nas margens de rios que se desenvolveram as primeiras civilizações, isto é, formas de organização social comandada por um ESTADO. Tais civilizações são conhecidas como hidráulicas. HISTÓRIA – Professora Lygia Costa – 1º ano EM – Marista Rosário

2 Início da civilização nas margens de grandes rios Mesopotâmia – Rio Tigre e Eufrates Egito – Rio Nilo Índia – Rio Indo China – Amarelo

3 O Oriente Próximo O antigo Oriente Próximo – cujo núcleo era a região conhecida como Crescente Fértil, semi- círculo formado pela Mesopotâmia,Fenícia, Palestina e Egito, cercado de planaltos áridos, cadeias de montanhas e desertos, foi o berço das primeiras civilizações.

4 Estado Teocrático de Regadio Existiu nas sociedades hidráulicas, era responsável por toda a construção de canais, diques, represas. O governante era divinizado (Teo = deus) Tanto na Mesopotâmia como no Egito o Estado Teocrático de Regadio era dominante, pois ambas civilizações nasceram nas margens de rios.

5 Estado – Surgiu com a produção de excedente; período de transição entre a economia comunal para o aparecimento de cidades com comércio. O Estado além de controlador da economia apropriava-se do excedente agrícola. A acumulação de riquezas, rebanhos, terras, saques conduziu a dois caminhos: ao regime de servidão (Egito e Mesopotâmia ) e ao escravismo ( Grécia e Roma)

6 Modo de Produção Asiático Ocorreu em regiões que exigiam grandes obras de irrigação, sendo por isso estas sociedades chamadas de hidráulicas. Existe um poder centralizado forte e de base religiosa. As comunidades trabalham em regime de servidão coletiva e deviam o pagamento de impostos em serviços/e ou produtos.

7 MESOPOTÂMIA Estreita faixa de terra entre os Rios Tigre e Eufrates. Esta região foi invadida por diversos povos: sumérios, acádios, amoritas, assírios e caldeus.

8

9 Aspectos geográficos Alta Mesopotâmia – Montanhosa e desértica, menos fértil. Média e Baixa Mesopotâmia, eram constituídas de planícies muito férteis. Os rios Tigre e Eufrates correm de noroeste para sudeste, desaguando no Golfo Pérsico.Suas enchentes eram violentas.

10 INVASÕES SUMÉRIOS Os primeiros a ocupar a região. Não possuíam um Estado centralizado. Organizavam-se em cidades-estado, cada qual com seu governo autônomo. As cidades-estados eram governadas por um PATESI que exercia autoridade política e religiosa.

11 Os sumérios criaram: A escrita cuneiforme. Foram a base da civilização Divisão do dia em 24 horas, da hora em 60 minutos e do minuto em 60 segundos. Dividiram o círculo em 360 graus e elaboraram o calendário de 12 meses. Construíram zigurates.

12 Acádios – a.C Sargão I, Rei de ACAD, conquistou a s cidades sumerianas e unificou a MESOPOTÂMIA.

13 AMORITAS – babilônios – 2000/1600 a.C Babilônia era capital do Império. O apogeu do Primeiro Império Babilônico ocorreu com Hamurabi que criou o primeiro código de leis escritas. Primeiro código de leis – princípio olho por olho, dente por dente

14 ASSÍRIOS /612 a.C - Invadiram a Mesopotâmia, viviam ao norte e eram constantemente atacados. Época marcada pelo militarismo e expansionismo assírio estendendo seu domínio até ao Egito. Assírios ficaram conhecidos pelos massacres, torturas, mutilações e deportações praticados com os povos vencidos. CALDEUS ALIARAM-SE AOS MEDOS E DESTRUÍRAM Nínive, capital assíria.

15 CALDEUS – 612/539 a.C - Povo de origem semita ocuparam o sul da Mesopotâmia e que, após a destruição de Nínive, partilhou com os medos as saques do Império Assírio. Nabucodonosor conquistou o reino de Judá, destruiu Jerusalém e levou os hebreus como escravos para a Babilônia. Construiu a Torre de Babel e os Jardins Suspensos da Babilônia

16 FENÍCIA Estreita faixa de terra comprimida entre a Cordilheira do Líbano e o Mar Mediterrâneo. Organizada em Cidades-estados: Tiro, Sidon, Biblos e Ugarit. Comerciantes e marinheiros Fundaram colônias como entrepostos comerciais – Cartago no norte de África foi fundada por Tiro;

17 FENÍCIA

18 Regime político das cidades-estados era uma monarquia teocrática, onde o poder era exercido por um rei, assessorado por comerciantes da oligarquia comercial (talassocracia). DESCENTRALIZAÇÃO política é a marca desta civilização. A maior realização: ALFABETO – 22 símbolos convencionais.

19 HEBREUS Terra situada entre o Rio Jordão e o Mar Mediterrâ neo.

20 Patriarcas Abraão foi o primeiro patriarca a.C foram ao Egito onde o faraó os tornou escravos por 400 anos. O Cativeiro do Egito só terminou quando Moisés libertou os hebreus e os conduziu `Palestina – Êxodo – durou 40 anos.

21

22 JUÍZES A necessidade da guerra levaram a gradual centralização da autoridade nas mãos de líderes políticos e militares, que recebiam o título de juízes. Foi um período de transição.

23 REIS Davi foi sucessor de Saul.Derrotou os filisteus e os cananeus, conquistando a cidade de JERUSALÉM E TRANSFORMANDO-A NA CAPITAL DA MONARQUIA. Cisma – A morte de Salomão assinalou o declínio da monarquia, gastos excessivos, aumentos dos impostos provocaram a divisão.

24 RELIGIÃO HEBRAICA Monoteísmo de conteúdo ético. Judaísmo Torah Dez mandamentos Pentateuco O Judaísmo influenciou o ISLAMISMO E O CRISTIANISMO.

25

26 PERSAS Ciro dominou os medos e deu origem ao Império Persa, implementou uma política militarista, conquistando diversos territórios. Era o mais extenso do Oriente Antigo habitado por um mosaico de povos, cuja diversidade de usos e costumes, tradições era preservado pelos persas. Respeitavam a cultura dos povos vencidos.

27

28 DARIO Organizou o Império em 20 satrápias, governadas por sátrapa, criou os correios reais,inspetores reais, dárico e construiu estradas. Seu reinado assinalou o apogeu e o declínio do império persa, quando iniciou as Guerras Médicas 500/479 a.C

29 Guerras Médicas 500/479 a.c Pérsia X Grécia = Grécia Causas: disputas entre gregos e persas por espaços de comércio – imperialismo grego e persa. A Grécia saiu vitoriosa do conflito e iniciou a decadência persa. Ocorreram três batlhas: Maratona, Salamina (terrestre – 300 e a naval) e a Plateia.

30 Religião Persa. Fundador ZORASTRO ou ZARATUSTRA Religião conhecida como Zoroastrismo ou mazdeísmo. Possuía caráter dualista. Ormuz, deus do bem X Arimã, deus do mal. Crença no juízo final.

31 CRETA Maior ilha do Mar Egeu.

32 Creta 2000 a.C. – Civilização Minóica – 1400 a.C. – Chegada dos Aqueus – Formação da civilização creto-micênica, divulgação da Lenda do Minotauro a.C. – Invasão dos dórios – fim da civilização creto-micênica. Primeira diáspora grega.


Carregar ppt "Revisão Antiguidade Oriental A hidrografia foi um fator fundamental para a SEDENTARIZAÇÃO e foi nas margens de rios que se desenvolveram as primeiras civilizações,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google