A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Departamento de Odontologia Social e Clínica Infantil Disciplina de Saúde Coletiva II Avaliando Necessidades através de Abordagem Sócio-odontológica Avaliando.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Departamento de Odontologia Social e Clínica Infantil Disciplina de Saúde Coletiva II Avaliando Necessidades através de Abordagem Sócio-odontológica Avaliando."— Transcrição da apresentação:

1 Departamento de Odontologia Social e Clínica Infantil Disciplina de Saúde Coletiva II Avaliando Necessidades através de Abordagem Sócio-odontológica Avaliando Necessidades através de Abordagem Sócio-odontológica Referência bibliográfica: Sheiham,A.; Tsakos, G. Avaliando necessidades através de abordagem sócio-odontológica. IN: VITOR GOMES PINTO. Saúde Bucal Coletiva. 5ª. Edição. Cap. 6. p

2 O que se entende por Avaliação de necessidade? É uma abordagem sistemática que busca certificar que o serviço de saúde utiliza seus recursos para melhorar a saúde da população do modo mais eficiente. Princípio fundamental: capacidade de benefício. ninguém quer ser tratado com um tratamento ineficaz

3 Assistência Odontológica. Ações estratégicas individuais e coletivas: Vigilância e controle epidemiológico; Vigilância Sanitária; Educação para Saúde e orientação para Saúde Bucal; Monitoramento de Doenças Crônicas etc. Assistência odontológica ou Atenção odontológica?

4 Avaliando Necessidades através de Abordagem Sócio-odontológica Avaliando Necessidades através de Abordagem Sócio-odontológica Necessidade Normativa: Status de saúde geral; Limitações Clínicas: Exame, diagnóstico, promoção de saúde, prevenção de doença e plano de tratamento. Necessidade Relacionada com Impacto: Índice de Saúde Dental (T-HEALTH ) Impacto Odontológico no Desempenho Diário – IODD, IODD Infantil e CV-IODD: conteúdo e sistema de escore; Necessidade Relacionada com Propensão Comportamental: Tendência comportamental para o tratamento: Uso de pasta dental com flúor; Freqüência de escovação; Fumo e Álcool; Padrão de acompanhamento dentário.

5 Necessidades Necessidade normativaAquela onde o perito ou profissional ou cientista social define como necessidade em qualquer dada situação. Necessidade percebida (sentida) Reflete a avaliação pessoal do indivíduo de sua necessidade para assistência à saúde. Necessidade expressa (exigência) Necessidade sentida convertida em ação pela busca de assistência. Tipos e definições: (Bradshaw, 1972)

6 Necessidade normativa Necessidade percebida Necessidade expressa (exigência) Necessidades Tipos e definições: (Bradshaw, 1972)

7 Repousa na avaliação clínica feita pelos profissionais cirurgiões-dentistas: Subdivide-se em: Diagnósticas ou preventivas; Orientadas para doença, incapacidade ou disfunção. Avaliação Normativa de necessidades de assistência Podem ser: Necessidades iniciais; Necessidades de manutenção.

8 Índice de Saúde Dental (T-HEALTH) Escore de acordo com a situação do dente: Hígidos (sadios) = 4 Restaurados = 1 Cariados = 1. É um indicador de condição de saúde oral melhor que o CPO É mais sensível na identificação de fatores de riscos sociais e comportamentais do que o CPO-D

9 Principais deficiências: 1.Falta de objetividade e confiabilidade; 2.Negligência de aspectos psicossociais e conceitos de qualidade de vida; 3.Falta de consideração dos comportamentos de saúde e colaboração do paciente; 4.Negligência de direitos do consumidor; 5.Estimativas não realistas para planejamento de tratamento. Avaliação Normativa de necessidades de assistência

10 Definição de Saúde: Saúde é um completo bem-estar físico, mental e social e não apenas ausência de doença ou enfermidade. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE – OMS. Enfatiza os elementos não-clínicos de saúde.

11 Uma abordagem sócio- odontológica para avaliar necessidades em saúde bucal

12 Modelo Amplo de Saúde Saúde Biológico/fisiológicoStatus de sintomasStatus funcional Percepções de saúde geral Qualidade de vida em geral Saúde Biológico/fisiológicoStatus de sintomasStatus funcional Percepções de saúde geral Qualidade de vida em geral

13 Elementos-chave para melhorar a avaliação de necessidade: 1. Deve incluir os resultados que podem advir, compreendendo o risco de morbidade e complicações, dor e desconforto, incapacidade e disfunção, deficiência e mortalidade, a fim de produzir um resultado global aceitável.

14 Elementos-chave para melhorar a avaliação de necessidade: 2. Deve ser suplementada pela medição de disfunções funcionais, psicológicas e sociais, de forma que os impactos da doença na vida diária do indivíduo e na sociedade sejam considerados. Deve ser uma responsabilidade conjunta dos profissionais de saúde e cidadãos.

15 Elementos-chave para melhorar a avaliação de necessidade: 3. Deve compreender o potencial do indivíduo ou a propensão em responder à assistência odontológica.

16 Elementos-chave para melhorar a avaliação de necessidade: 4. Tanto a eficácia quanto o custo da assistência à saúde devem estar inclusos na consideração da necessidade.

17

18 Medindo a percepção subjetiva: impactos de condições bucais sobre a qualidade de vida da população

19 Definições atuais Saúde: Experiência subjetiva individual de seu bem-estar funcional, social e psicológico Experiência subjetiva individual de seu bem-estar funcional, social e psicológico (Locker, 1997) Saúde bucal: Uma dentição confortável e funcional que permita aos indivíduos continuar a desempenhar seu papel social desejado. Uma dentição confortável e funcional que permita aos indivíduos continuar a desempenhar seu papel social desejado. (Dolan, 1993)

20 Qualidade de vida e saúde bucal Qualidade de vida relaciona-se com o grau em que o indivíduo aprecia as possibilidades importantes da vidaQualidade de vida relaciona-se com o grau em que o indivíduo aprecia as possibilidades importantes da vida (Raphael e t al., 1994)

21 Classificação Internacional De Deficiência, Incapacidades E Desvantagens (OMS)

22 IODD- Impactos Odontológicos no Desempenho Diário Modelo Teórico

23 Níveis de necessidades de tratamento dental e fatores-chave relevantes Nível de Necessidade DentalFatores-Chave 1. Necessidade normativa Limitações clínicas Status de saúde geral 2. Necessidade relacionada ao impacto Limitações clínicas Status de saúde geral Impactos e necessidades percebidas de saúde oral. 3. Necessidade relacionada à propensão/tendência Limitações clínicas Status de saúde geral Impactos e necessidades percebidas de saúde oral. Tendência comportamental para tratamento

24 Conduta Clínica Adequada Temos duas abordagens possíveis: Condições de Risco de Vida e Condições Orais Crônicas e Progressivas; Demais condições.

25 Necessidade de tratamento normativo Necessidade relacionada com propensão Tratamentos mais apropriados + ESB / PSP Tratamento inicialmente planejado Propensão para tratamentos Baixa Média Alta Tratamento com base em evidências Modelo de Necessidades de Tratamento Dental para Condições de Risco de Vida e Condições Orais Crônicas e Progressivas.

26 DeficiênciaDeficiência Necessidade de Tratamento normativo Necessidade de Tratamento normativo Sem intervenção Investigação, aconselhamento/ encaminhamento ESB / PSP* Necessidade relacionada ao impacto Necessidade relacionada com propensão Tratamentos mais apropriados + ESB /PSP Tratamento inicialmente planejado Tratamento com base em evidências NãoSim NãoSim Impactos percebidos Impactos percebidos na qualidade de vida NãoSim Propensão para tratamentos Baixa Média Alta * ESB / PSP: Educação em Saúde bucal / Promoção de Saúde Oral Modelo Básico para Necessidades de Tratamento Odontológico, referente a todas outra condições.

27 Forma de cálculo: IODD = total obtido (freqüência X intensidade) Total possível Índice de Impactos Orais no Desempenho Diário (IODD)

28 Questionário de Saúde Bucal

29 BIBLIOGRAFIA BÁSICA ABROPEV: Promoção de saúde bucal: paradigma, ciência e humanização. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. ANDRADE, E.D. Terapêutica medicamentosa em Odontologia: procedimentos e uso de medicamentos nas principais situações da prática odontológica. São Paulo: Artes Médicas, p. ANUSAVICE, K.J. Phillips materiais dentários. 11.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. ARAUJO, M.A.M., VALERA, M.C., Soluções clínicas dos traumatismos dentários. Ed. Artes Médicas p. BUISCHI, Y.P. Promoção de saúde bucal na clínica odontológica. São Paulo: Artes Médicas; EAP - APCD, p. CHAVES, M.M. Odontologia Social. 3.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. FREITAS, A. ROSA, J.E., SOUZA, I.F. Radiologia odontológica. 5.ed. São Paulo: Artes Médicas, p. KRIGER, L. e colab. (coordenação) Promoção de Saúde Bucal: ABOPREV. São Paulo: Artes Médicas, p. LEONARDO, M.R. Endodontia: tratamentos de canais radiculares. Princípios técnicos e Biológicos. São Paulo: Panamericana v. LINDHE, J. Tratado de periodontia clínica e implante oral. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. MONDELLI, J. et al. Dentística: procedimentos pré-clínicos. São Paulo: Santos, p. NAVARRO, M.F.L.& PASCOTTO, R.C. Cimentos de ionômero de vidro: aplicações clínicas em odontologia. São Paulo: Artes Médicas, p. PEREIRA, A.C. & Col. Odontologia em Saúde Coletiva. Planejando ações e promovendo saúde. Porto Alegre. Art Méd, p. PINTO, V.G. Saúde Bucal Coletiva. 4.ed. São Paulo: Ed. Santos, p. - Complementar – OMS. Levantamentos básicos em saúde bucal. 4.ed. São Paulo: Ed. Santos, p.


Carregar ppt "Departamento de Odontologia Social e Clínica Infantil Disciplina de Saúde Coletiva II Avaliando Necessidades através de Abordagem Sócio-odontológica Avaliando."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google