A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FUNGOS PRODUTORES DE MICOTOXINAS. Aspergillus sp. Aflatoxinas são as mais estudadas. Temperatura favorável de 23 a 26ºC. Produzidas em maior quantidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FUNGOS PRODUTORES DE MICOTOXINAS. Aspergillus sp. Aflatoxinas são as mais estudadas. Temperatura favorável de 23 a 26ºC. Produzidas em maior quantidade."— Transcrição da apresentação:

1 FUNGOS PRODUTORES DE MICOTOXINAS

2 Aspergillus sp. Aflatoxinas são as mais estudadas. Temperatura favorável de 23 a 26ºC. Produzidas em maior quantidade em substratos ricos em carboidratos, gorduras e proteínas. Freqüentemente encontradas no amendoim, semente de algodão, castanhas e grãos de outros cereais como milho. Podem ter atividade tóxica aguda em patos, coelhos, cachorros, cobaias. Pequenas quantidades são necessárias para causar danos no fígado e hemorragias no trato gastrintestinal, também têm propriedades hepatocarcinogênicas.

3 A. flavus

4 A. fumigatus

5

6

7 Pneumonia

8 ...diferentes hospedeiros...

9 Penicillium spp. Fungo produtor de muitas toxinas: - rubratoxina: doenças hemorrágicas em animais (aves, suínos, gado bovino. Produção de pigmentos vermelhos. Milho. - patulina: estável em condições ácidas, encontrada em sucos de frutas, principalmente maçãs. - citinina (afeta rins) e citreoviridina (convulsões, paralisia dos membros traseiros, vômitos, problemas respiratórios e cardiovasculares), encontradas em alguns alimentos fermentados consumidos pelos orientais (arroz amarelo).

10

11

12

13 Fusarium spp. Tricotecenos, fumonisinas, zearaleona. Produzidas principalmente no trigo, cevada, aveia centeio e milho. Produçào dependente das condições climáticas, ocorrendo principalmente na colheita feita nos meses de inverno. Vários casos após a segunda guerra Mundial, provocando a morte de centenas de pessoas devido ao consumo de produtos assados preparados com milho armazenado por longo tempo a baixa temperatura. Aleucina tóxica: doença grave, causa a destruição da medula óssea.

14 Poucas horas após a ingestão do cereal contaminado: queimação na boca, faringe, esôfago e estômago; vômitos e diarréia. Na fase seguinte; leucemia, anemia e redução de plaquetas. Necrose da pele e dos músculos, em seguida os pulmões são afetados, morte (80%). Tricocertenos não são destruídos pelo aquecimento a100ºC, podem permanecer ativos no grão por até seis anos. Zearalelona, problema em rações à base de milho, com risco à criação de animais. Produção favorecida por temperaturas alternadas (dias quentes, noites frias) e pelo excesso de umidade durante o armazenamento de grãos.

15

16

17

18

19 Claviceps spp. Micotoxicose ergotismo. Surtos comuns na história da humanidade e durante séculos sua ocorrência esteve associada ao consumo de cereais embolorados. Hoje são raros. Duas firmas de ergotismo: E. Gangrenoso: sensação de queimação nos pés e nas mãos (fogo-de santo-antônio, era encarada como castigo divino). Diminuição gradativa do fluxo sangüíneo para os pés e mãos resultando em gangrena. Em casos graves, é necessária a amputação E. Convulsivo:devido à ação neurotóxica.

20 A forma convulsiva inicia-se com alucinações e, em casos graves, pode levar à morte. Princípio ativo ergot; polipeptídeos derivados do ácido lisérgico (LSD). Ergotismo associado ao consumo de alguns cereais (centeio, aveia, cevada e trigo). Na planta, o fungo produz uma estrutura de aspecto granuloso, de coloração avermelhada que contém o material tóxico.

21

22

23


Carregar ppt "FUNGOS PRODUTORES DE MICOTOXINAS. Aspergillus sp. Aflatoxinas são as mais estudadas. Temperatura favorável de 23 a 26ºC. Produzidas em maior quantidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google