A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ensino agropecuário na Argentina Dr. Eng°. Agr°. Alejandro Costantini Faculdade de Agronomia Universidade de Buenos Aires - Argentina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ensino agropecuário na Argentina Dr. Eng°. Agr°. Alejandro Costantini Faculdade de Agronomia Universidade de Buenos Aires - Argentina."— Transcrição da apresentação:

1 Ensino agropecuário na Argentina Dr. Eng°. Agr°. Alejandro Costantini Faculdade de Agronomia Universidade de Buenos Aires - Argentina

2 Visão geral da educação na Argentina Educação técnica Educação agropecuária Educação agropecuária superior

3 Escolas agrícolas Tipos de escolas Redes Nacionais, provinciais, particulares a FEDIAP

4 Quantidade de serviços educativos agropecuários médios na Argentina. 342 estabelecimentos em total Província de Buenos Aires: a maior concentração (83 públicos e 25 particulares) No setor público –50 escolas agropecuárias –20 centros de produção total (alternância) –13 centros de educação de curta duração (não formal)

5 Capacitação de Professores do ensino médio agropecuário Deficiências Necessidades

6 A necessidade de uma PG em ensino agropecuário Origem da PG Esquema curricular - A TIF –Objetivos –Eixos curriculares A parceria com a UFRRJ

7

8 EIXOS TEMÁTICOS: A. PEDAGÓGICO-DIDÁTICO B. TECNOLÓGICO C. EPISTEMOLÓGICO D.SOCIOLÓGICO E.HISTÓRICO, POLÍTICO E ECONÔMICO F.DE PESQUISA G.DE PRÁTICA DOCENTE E TECNOLÓGICA H.TUTORIA (COORDENAÇÃO DO CURSO)

9 Mudanças paradigmáticas nas Ciências Agrícolas Sistemas Naturais Sistemas Sociais

10 Interdisciplinaridade Organização epistemológica do conhecimento que articula as interações de diversas disciplinas em função de um objeto de estudo, que em geral é um problema complexo da realidade.

11 Interdisciplinaridade Esta interação constrói novos conhecimentos que articulam num nível superior os aportes de cada uma das disciplinas particulares e representa uma forma mais idônea de abordar problemas complexos da realidade que não podem ser explorados ou resolvidos desde o campo das disciplinas autônomas

12 Pós-graduação em ensino agropecuário e biológico. Projetos de Dissertações DUAS PERGUNTAS: –O que pesquisar? –Para que pesquisar?

13 O estado da pesquisa no âmbito do ensino agropecuário O ensino agropecuário de nível superior: fortalezas e fraquezas. Falta de inserção das universidades na formação de técnicos agropecuários.

14 Conseqüência da pós-graduação em ensino agropecuário Geração de pesquisa em ensino agropecuário no âmbito da Faculdade de Agronomia - UBA

15 PROJETOS DE TESE Objetos de estudo Dificuldades que se apresentam aos alunos Ajuda desde a coordenação do curso

16 ALGUNS PROJETOS DE TESE LA INSERCIÓN LABORAL DE LAS TÉCNICAS FORESTALES DE NIVEL SUPERIOR EGRESADAS DEL INSTITUTO AGROTÉCNICO VÍCTOR NAVAJAS CENTENO CALIDAD EDUCATIVA E IGUALDAD DE OPORTUNIDADES EN LAS ESCUELAS RURALES: BASE DEL DESARROLLO LOCAL EL INGLÉS COMO COMPETENCIA INDISPENSABLE EN LA ESCUELA AGROPECUARIA LA ARTICULACIÓN ENTRE LAS ESCUELAS TÉCNICAS MEDIAS AGROPECUARIAS Y LAS FACULTADES DE CIENCIAS AGRARIAS DEL PAÍS: EL CASO DE LA PROVINCIA DE BUENOS AIRES. TRANSFERENCIA DE TECNOLOGÍA AL PEQUEÑO PRODUCTOR DE LAS ZONAS RURALES DEL DEPARTAMENTO LAVALLE DE LA PROVINCIA DE CORRIENTES, ARGENTINA. LA CUESTIÓN DEL GÉNERO Y LA FORMACIÓN EN COMPETECIAS DEL TÉCNICO/A EN PRODUCCIÓN AGROPECUARIA. LA VINCULACIÓN DE LAS ESCUELAS TÉCNICO AGROPECUARIAS Y EL SISTEMA PRODUCTIVO AGRÍCOLA EN LA PAMPA HÚMEDA ROL DE LOS CENTROS DE EDUCACIÓN AGROPECUARIA EN LA ATENCIÓN DE PERSONAS CON NECESIDADES DE EDUCACIÓN ESPECIAL

17 Linhas de pesquisa em andamento Estudo de casos de diferentes escolas agrícolas Caracterização das escolas por –Alunos. –Nível de capacitação dos professores. –Infra-estrutura. –Capacidade de produção e elaboração de produtos. –Levantamento de dados das regiões onde estão inseridas. –Participação dos alunos nos processos de produção. –Atendimento das demandas do meio produtivo local e regional. –Estabelecimento de parcerias. –Sentido de pertença aos seus territórios.

18 Objetivos Gerais Analisar a inter-relação entre os sistemas produtivos locais predominantes e o perfil de formação do técnico médio agropecuário. Caracterizar a inserção regional de escolas agrícolas de gestão pública e privada do ponto de vista produtivo, sócio-político, cultural e educativo, a fim de determinar suas fortalezas y fraquezas.

19 Hipóteses das pesquisas em andamento.... Existência de heterogeneidade na vinculação escolas - sistema produtivo local. Presença de um potencial produtivo institucional nem sempre orientado ao desenvolvimento local. Existência de mudanças nos sistemas produtivos que modificam a demanda potencial de técnicos médios agropecuários e competências laborais.

20 O FUTURO.... DA PG NA ARGENTINA DA PARCERIA COM A UFRRJ –o que foi feito –o que ainda há para fazer

21 LIÇÕES APRENDIDAS A PARTIR DA PG INTERNACIONAL A vinculação científica e tecnológica internacional encontra-se favorecida pela confiança mútua e as trajetórias prévias percorridas pelos atores institucionais: dificilmente poda-se impor top-down, por simples império político. É possível estabelecer verdadeiras redes de conhecimento universitário internacional, partindo do princípio de complementaridade, da busca de fortalezas comuns e de um plano de trabalho acertado. Pode-se pensar em propostas de internacionalização da educação superior que transcendam as mega-tendências mercantis que assolam o panorama universitário internacional atual. Através de propostas como esta, se concretiza a missão essencial da universidade: a geração e construção do conhecimento, e o ineludível compromisso com a sociedade em seu conjunto.

22 Em colaboração com PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO AGROPECUÁRIO E BIOLÓGICO FACULDADE DE AGRONOMIA UNIVERSIDADE DE BUENOS AIRES


Carregar ppt "Ensino agropecuário na Argentina Dr. Eng°. Agr°. Alejandro Costantini Faculdade de Agronomia Universidade de Buenos Aires - Argentina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google