A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EQUIPES DE NOSSA SENHORA Movimento de Espiritualidade Conjugal Sessão de Formação Nível III Região São Paulo SUL I Mogi das Cruzes, 01+02 de setembro de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EQUIPES DE NOSSA SENHORA Movimento de Espiritualidade Conjugal Sessão de Formação Nível III Região São Paulo SUL I Mogi das Cruzes, 01+02 de setembro de."— Transcrição da apresentação:

1 EQUIPES DE NOSSA SENHORA Movimento de Espiritualidade Conjugal Sessão de Formação Nível III Região São Paulo SUL I Mogi das Cruzes, de setembro de 2012

2 A caminhada das ENS, face à crise do casamento A caminhada das ENS, face à crise do casamento

3 As EQUIPES DE NOSSA SENHORA As EQUIPES DE NOSSA SENHORA face à crise do casamento... Um questionamento... O que devemos e podemos fazer???

4 As EQUIPES DE NOSSA SENHORA face à crise do casamento... Amor sentimento... Amor fiel... X

5 A alma do casamento é o amor... Esquecer o amor é condenar o casamento. Padre Caffarel

6 As EQUIPES DE NOSSA SENHORA face à crise do casamento... O primeiro amor = PAIXÃO O segundo amor = O SIM de Jesus Cristo ao casal.

7 As EQUIPES DE NOSSA SENHORA face à crise do casamento... Toda a pedagogia do Movimento: pontos concretos de esforço, vida de Equipe e orientações de vida, se orienta ao ensino e à prática do amor -fiel.

8

9 Em relação as atividade de procriação e de educação dos filhos convém retomar a grande palavra: ministério. Com efeito, pela geração e pela apresentação dos filhos à Igreja para que ela os gere na vida da graça, pela transmissão da fé àqueles a quem transmitistes a vida, convertestes-vos em cooperadores eminentes do crescimento qualitativo e quantitativo do Corpo Místico: este é um ministério prioritário... Um ministério assumido imediatamente, diretamente de Deus... É, em sentido próprio, de direito divino, e ninguém vo-lo pode retirar nem contradizer. Em relação as atividade de procriação e de educação dos filhos convém retomar a grande palavra: ministério. Com efeito, pela geração e pela apresentação dos filhos à Igreja para que ela os gere na vida da graça, pela transmissão da fé àqueles a quem transmitistes a vida, convertestes-vos em cooperadores eminentes do crescimento qualitativo e quantitativo do Corpo Místico: este é um ministério prioritário... Um ministério assumido imediatamente, diretamente de Deus... É, em sentido próprio, de direito divino, e ninguém vo-lo pode retirar nem contradizer. Padre Caffarel Padre Caffarel

10 As EQUIPES DE NOSSA SENHORA face à crise do casamento... A Evangelização do casamento e da família no mundo de hoje passa indiscutivelmente pelo ensino do amor-fiel: o amor ao jeito de Cristo.

11 As EQUIPES DE NOSSA SENHORA face à crise do casamento... Além do ministério da educação na família, há três campos específicos de trabalho das ENS: Primeiro: Os casais jovens, que necessitam aprofundar sua espiritualidade e sua fé. É uma necessidade imperiosa que nos envolvamos no acompanhamento de sua caminhada;Primeiro: Os casais jovens, que necessitam aprofundar sua espiritualidade e sua fé. É uma necessidade imperiosa que nos envolvamos no acompanhamento de sua caminhada; Segundoos casais que vivem em união de fato, mas não são ainda casados;Segundo: os casais que vivem em união de fato, mas não são ainda casados; erceiroos demais casais (ex.: casados em segunda união).Terceiro: os demais casais (ex.: casados em segunda união).

12 O CHAMADO DEVE SER, SEMPRE, PARA TODOS OS CASAIS! O CHAMADO DEVE SER, SEMPRE, PARA TODOS OS CASAIS! O PRIMEIRO grupo faz a etapa da caminhada das ENS, destinada a casais com o sacramento do Matrimônio na Igreja Católica Apostólica Romana. É a nossa iniciação ao Movimento.

13 O CHAMADO DEVE SER, SEMPRE, PARA TODOS OS CASAIS! O SEGUNDO grupo é composto de casais sem o sacramento do Matrimônio, mas sem impedimento. Os casais que quiserem casar e entrar para o Movimento podem ser convidados para a etapa da Pilotagem, após cumprir experiência comunitária específica O SEGUNDO grupo é composto de casais sem o sacramento do Matrimônio, mas sem impedimento. Os casais que quiserem casar e entrar para o Movimento podem ser convidados para a etapa da Pilotagem, após cumprir experiência comunitária específica.

14 O CHAMADO DEVE SER, SEMPRE, PARA TODOS OS CASAIS! O TERCEIRO grupo é composto de casais recasados, em segunda união e até mesmo com dificuldades. Para estes, já existem excelentes documentos de apoio. É uma tarefa das Pastorais Familiares. (ver bibliografia)

15 1. Os Sacramentos trocados em miúdo José Ribolla, CSSR (Editora Santuário) 2. Casais em Segunda União Parte I – Uma experiência pioneira Parte II – Questões&Critérios João Bosco Oliveira e Aparecida de Fátima Fonseca Oliveira João Bosco Oliveira e Aparecida de Fátima Fonseca Oliveira Diocese de Jundiaí (Editora Loyola) BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

16 As EQUIPES DE NOSSA SENHORA face à crise do casamento... As palavras de Jesus são palavras de vida eterna:As palavras de Jesus são palavras de vida eterna: Não se acende a candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim em cima do candelabro, e assim alumia a todos os que estão em casa (Mt 5, 15). Não se acende a candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim em cima do candelabro, e assim alumia a todos os que estão em casa (Mt 5, 15). É a nós, seu pequeno rebanho, compete ser essa luz que alumia o mundo atual.É a nós, seu pequeno rebanho, compete ser essa luz que alumia o mundo atual.

17 O que ou quem nos move para um caminho...? Um chamado... Nosso PAI que nos chama

18 É preciso hoje, partir de uma realidade diferente: há uma falta de formação cristã de base que requer uma catequese de iniciação no campo conjugal e comunitário, além de formação religiosa propriamente dita. Ao final desta iniciação, os casais poderiam escolher o caminho que melhor lhes conviesse: as ENS ou outros movimentos de casais. (Guia das ENS, pg. 90) É preciso hoje, partir de uma realidade diferente: há uma falta de formação cristã de base que requer uma catequese de iniciação no campo conjugal e comunitário, além de formação religiosa propriamente dita. Ao final desta iniciação, os casais poderiam escolher o caminho que melhor lhes conviesse: as ENS ou outros movimentos de casais. (Guia das ENS, pg. 90)

19 O CHAMADO É PARA TODOS OS CASAIS ! O CHAMADO É PARA TODOS OS CASAIS ! Para o primeiro grupo as ENS propõem e oferecem a caminhada completa. Divide-se em várias etapas. A 1ª Etapa da formação inicial é a Experiência Comunitária. É a nossa iniciação ao Movimento.

20 Porque existe? Promover a expansão de quadros das ENS e prestar um serviço à igreja Católica, de evangelização e crescimento espiritual. Vencer e minimizar as dificuldades do desnivelamento de conhecimento e expectativa dos casais que queiram ingressar nas ENS. Assim, com o entendimento da vida em comunidade, criou- se o termo Experiência Comunitária. EXPERIÊNCIA COMUNITÁRIA (caminho para a Espiritualidade Conjugal)

21 Como está estruturada? 1.Os Casais Equipistas e/ou os Conselheiros Espirituais fazem a indicação de nomes de Casais interessados, fornecendo-lhes a Ficha de Inscrição; 2. Com as Fichas preenchidas em mãos, o Casal Informador programa visita ao(s) casal(is) interessado(s), para conhecer o casal e sua família, e buscar todas as informações necessárias para indicá-los para a Experiência Comunitária; EXPERIÊNCIA COMUNITÁRIA (caminho para a Espiritualidade Conjugal)

22 Como está estruturada? 3. Quando completarmos, um grupo com, no mínimo, OITO casais, as Fichas serão entregues ao Casal Responsável pela Experiência Comunitária, que em comum acordo com o CRS, constituirá um grupo de Experiência Comunitária, e designará um casal para iniciar o trabalho de formação; EXPERIÊNCIA COMUNITÁRIA (caminho para a Espiritualidade Conjugal)

23 Como está estruturada? 4. A formação deve ser realizada usando o Manual de Orientação e o Guia com os o roteiros das reuniões e procedimentos a serem seguidos. Esses documentos, caso o Setor não os tenha, estão disponíveis no Secretariado Nacional ; EXPERIÊNCIA COMUNITÁRIA (caminho para a Espiritualidade Conjugal)

24 Como está estruturada? 5. O grupo estuda e desenvolve os temas de vida em comunidade e evangelização em 14 reuniões, geralmente quinzenais; 6. Ao final será oferecida a possibilidade de ingressar nas ENS; 7. O Setor conhecendo as necessidades das Equipes de base, inserirá estes casais em Equipes montadas ou promoverá criação de uma nova; EXPERIÊNCIA COMUNITÁRIA (caminho para a Espiritualidade Conjugal)

25 Após a Experiência Comunitária, há outro momento de informação ( que deverá ser realizado pelo CRS com a participação do futuro Casal Piloto e do Casal que coordenou a EC ). Informar: - O que são as ENS; - Valor da vida em comunidade; - Equipe formada por 05 a 07 casais e um SCE; - O que é uma Reunião de Equipe; - Os PCE; - Vida de Equipe e de Movimento Movimento exigente - Oração do Magnificat; - Carta Mensal; - Contribuições; - O que é a Pilotagem ETAPAS POSTERIORES (caminho para a Espiritualidade Conjugal)

26 PILOTAGEM Pilotagem para Equipes novas Pilotagem paralela (inserção de casais) Repilotagem em Equipes que recebem novos casais ou que precisam de reciclagem SEGUNDA Etapa da Formação (caminho para a Espiritualidade Conjugal) Vem e Segue-me Usar o Vem e Segue-me em 10 livretos; tudo no tempo necessário (sem pressa...)

27 Experiência Comunitária – material próprio; 1º ano - Pilotagem – Vem e Segue-me; 2º ano – Reunião de Equipe (a partir de 2013) Amor Felicidade e Santidade; 3º ano – Amor Felicidade e Santidade; Temas adotados nas diversas etapas da caminhada para a Espiritualidade Conjugal

28 O que é a PILOTAGEM? Experiência Profunda de DEUS SEGUNDA Etapa da Formação (caminho para a Espiritualidade Conjugal) O Senhor nos forma no ponto em que estamos... (Segunda Inspiração, 1988)

29 A escolha do CASAL PILOTO Prática da PILOTAGEM Prática da PILOTAGEM REUNIÃO MENOS UM (-1); REUNIÃO MENOS UM (-1); REUNIÃO ZERO (0) AS REUNIÕES DA PILOTAGEM PILOTAGEM (caminho para a Espiritualidade Conjugal)

30 REPILOTAGEM PILOTAGEM PARALELA PILOTAGEM PARALELA PILOTAGEM (caminho para a Espiritualidade Conjugal)

31 Pós-Pilotagem (em até dois anos) Encontro das Equipes Novas – dois dias de formação intensa, para aprofundamento dos conteúdos da Pilotagem Com conteúdo de formação específico TERCEIRA Etapa da Formação (caminho para a Espiritualidade Conjugal)

32 Há que ir ao encontro dos que estão à beira da piscina, que são uma imensa maioria que não tem quem os ajude lançar-se à água! CONCLUINDO... Esta é e continua a ser, hoje mais do que nunca, a nossa missão específica.

33 EIS QUE VENHO FAZER, COM PRAZER, A VOSSA VONTADE SENHOR! (Salmo 39,8) E POR FIM...

34 Hermelinda&Arturo Hermelinda&Arturo Mogi das Cruzes, 01/09/2012


Carregar ppt "EQUIPES DE NOSSA SENHORA Movimento de Espiritualidade Conjugal Sessão de Formação Nível III Região São Paulo SUL I Mogi das Cruzes, 01+02 de setembro de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google