A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RELATÓRIO n° 01 ACOMPANHAMENTO DA EVOLUÇÃO DOS EVENTOS DO CENÁRIO MAIS PROVÁVEL (fev / mar / abr 2008) RELATÓRIO n° 01 ACOMPANHAMENTO DA EVOLUÇÃO DOS EVENTOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RELATÓRIO n° 01 ACOMPANHAMENTO DA EVOLUÇÃO DOS EVENTOS DO CENÁRIO MAIS PROVÁVEL (fev / mar / abr 2008) RELATÓRIO n° 01 ACOMPANHAMENTO DA EVOLUÇÃO DOS EVENTOS."— Transcrição da apresentação:

1 RELATÓRIO n° 01 ACOMPANHAMENTO DA EVOLUÇÃO DOS EVENTOS DO CENÁRIO MAIS PROVÁVEL (fev / mar / abr 2008) RELATÓRIO n° 01 ACOMPANHAMENTO DA EVOLUÇÃO DOS EVENTOS DO CENÁRIO MAIS PROVÁVEL (fev / mar / abr 2008) APLA – ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO maio 2008

2 Presidentes do Confea e dos CREAs Diretores da Mútua e Dirigentes do CDEN Coordenadores das CNCEs Lideranças Profissionais 1.Integrado ao Portfolio de Programas e Projetos do Confea, foi implementado no ano de 2007 o Projeto PES – Projeto de Planejamento Estratégico do Sistema Confea/Crea cujos principais resultados foram: a) a definição consensual de uma IDENTIDADE para o sistema profissional; b) a realização de um exercício de construção de cenários prospectivos, do qual resultou o estabelecimento do CENÁRIO MAIS PROVÁVEL para o Sistema; c) o estabelecimento de OBJETIVOS ESTRATÉGICOS; d) a elaboração dos PLANOS ESTRATÉGICOS do Confea e das demais organizações integradas ao Sistema; e) e, a partir desses elementos, a implementação do GPD – Gerenciamento Pelas Diretrizes. 2.O acompanhamento da evolução desse Cenário Mais Provável - que foi resultado de um intenso processo participativo, fundamentado na eleição, discussão e objetivação a partir de 10 eventos portadores de futuro escolhidos com base em metodologia própria – passou a constituir-se em meta estabelecida pela APLA em suas diretrizes para o ano de O Plano de Ação dessa meta - disponível na Árvore do Conhecimento - prevê que esse acompanhamento seja feito utilizando metodologia e ferramental apropriados e que as alterações acontecidas ao longo do tempo nos eventos considerados, capazes de influenciar a configuração do Cenário Mais Provável, sejam apresentadas pela APLA ao longo do corrente exercício, por meio de relatórios especiais. 4.É a que se propõe o presente documento: informar às lideranças profissionais sobre a evolução dos eventos do Cenário Mais Provável a partir de dados e informações coletados na mídia escrita, televisiva e falada e pelo depoimento de especialistas, bem como estimular as contribuições dessas lideranças para a sistemática atualização do cenário referencial capaz de orientar o desenvolvimento do sistema Confea/Crea. 5.Enfatizamos, outrossim, que o presente relatório é o primeiro de uma série, com todas as deficiências inerente a esta fase inicial, sendo muito bem vindas todas as sugestões para agregar valor ao trabalho, tanto em forma quanto em conteúdo. Atenciosamente, Assessoria de Planejamento - APLA Confea

3 Atenta à nova ordem mundial, e aos fatores que presidem o desenvolvimento nacional – em que as ações locais são cada vez mais dependentes de fenômenos globais e locais, a formulação estratégica foi construída a partir de um consistente estudo de cenários prospectivos, situando-se, finalmente, face ao cenário adotado como o mais provável para as condições particulares consideradas. A sua escolha e importância baseou-se nas informações geradas com base nos eventos estudados e devidamente avaliadas por peritos, e seus resultados - impulsionados pelas variações dos ambientes – orientaram a definição dos objetivos, auxiliaram os gestores na fixação das diretrizes e contribuíram para a correção dos rumos. Os resultados para o Cenário Mais Provável são: CENÁRIO MAIS PROVÁVEL NA OPINIÃO DOS PERITOS

4 1. CRESCIMENTO ANUAL DO PIB A questão se refere à probabilidade de que, até 2010, ocorra o crescimento anual do PIB acima dos 4%. 2. DESEQUILÍBRIOS ESTRUTURAIS DA ECONOMIA INTERNACIONAL A questão se refere à probabilidade de que, até 2010, ocorram instabilidades na economia internacional a ponto de manter o Produto Mundial Bruto – PMB em patamares inferiores a 5% ao ano. 3. AUMENTO DE INVESTIMENTOS EM INFRA-ESTRUTURA A questão se refere à probabilidade de que, até 2010, os investimentos em infra-estrutura (energia elétrica, ferrovias, saneamento, petróleo, gás e habitação) tenham um crescimento anual de 5%. 4. CRESIMENTO ANUAL DO AGRONEGÓCIO A questão se refere à probabilidade de que, até 2010, ocorra o crescimento anual do agronegócio a uma taxa de 1,5%. 5. AUMENTO DAS FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS NA MATRIZ ENERGÉTICA A questão se refere à probabilidade de que, até 2010, a oferta de energias renováveis do Brasil vai responder por mais de 50% da oferta da matriz energética. 6. AUMENTO DA OFERTA DE CRÉDITO DE CARBONO A questão se refere à probabilidade de que, até 2010, o Crédito de Carbono será um novo produto de exportação do Brasil, que obterá anualmente cerca de R$ 500 milhões por meio dos seus projetos. 7. AGILIDADE E MELHORIA NA VELOCIDADE AO ACESSO À INFORMAÇÃO A questão se refere à probabilidade de que, até 2010, 80% dos municípios do Brasil terão acesso aos serviços de internet em banda larga. 8. NOVO REGIME DE ENSINO A questão se refere à probabilidade de que, até 2010, haverá mais de 10% dos cursos regulares de formação de engenheiros sob o novo modelo Bacharelado em Ciência e Tecnologia (BC&T), a ponto de influenciar as ameaças externas, levando à desregulamentação das profissões do Sistema Profissional. 9. DESBUROCRATIZAÇÃO NA FORMALIZAÇÃO DE EMPRESAS A questão se refere à probabilidade de que, até 2010, haverá crescimento anual de 25% no número de empresas formalizadas de pequeno e médio porte. 10. AUMENTO DAS OPORTUNIDADES NO MERCADO DE TRABALHO A questão se refere à probabilidade de que, até 2010, haverá aumento das oportunidades de empregos para as profissões do Sistema Profissional, a ponto do índice de perspectiva profissional ficar acima de 0,6. EVENTOS e QUESTÕES

5 Presidentes do Confea e dos Creas Dirigentes das Entidades Nacionais integradas ao CDEN Coordenadores Nacionais das Câmaras Especializadas Diretores da Mútua e Lideranças Nacionais Caros Colegas, A partir de agora, como parte do trabalho de construção de Cenários Prospectivos para o Sistema Confea/Crea, passaremos a desenvolver uma atividade específica denominada Acompanhamento da evolução dos eventos do Cenário Mais Provável. Essa atividade é dependente da correlação indispensável dos eventos cenarizados com a evolução dos atos e fatos pertinentes divulgados pela mídia e, também, pela manifestação da opinião dos peritos sobre a evolução desses eventos nas diversas conjunturas. Os colegas que, em 2007, em memorável Seminário Nacional, participaram dos trabalhos de Planejamento Estratégico do Sistema Confea/Crea, bem como da definição dos eventos que iriam configurar seus cenários prospectivos, estão aptos agora a opinar sobre a evolução dos mesmos na dinâmica do tempo. Por isso estamos encaminhando a todos o presente relatório, como já foi dito o primeiro de uma série, para que possa ser enriquecido com as contribuições de cada um, a partir dos mais diferenciados lócus de acompanhamento da evolução dos atos e fatos pertinentes. O segundo relatório da série, por certo, será representativo do caudal de informações enviadas e das implicações das mesmas no comportamento dos eventos cenarizados. As contribuições serão recebidas pelo

6 ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES Aumento da massa salarial em função do incremento da renda. Tendência empresarial de incremento do processo de inovação tecnológico, com significativa agregação de valor à produção. PIB do Brasil cresceu 5,4% em 2007, devido à alta do consumo e dos investimentos. Crescimento da demanda internacional de alimentos. As vendas do comércio varejista cresceram 11,8% em relação jan Agilização das Bolsas Mercantil e Futuro. Anac anunciou crescimento do transporte aéreo em 12,9% em comparação a fev Modificações da rodada Doha que permita o fim dos subsídios. BNDES prevê recorde de investimentos para O agronegócio tem potencial para crescer pelos próximos dez anos, desde que a produção se fundamente na preservação dos recursos hídricos e do solo. Tendência a incluir a energia eólica, solar e bioenergia na matriz energética de forma consistente, política de governo. Investimentos no 1º. Bimestre cresce 46% e chega aos US$ 90 bilhões. Indústria de fertilizantes vai investir US$ 2 bilhões no Brasil nos próximos anos. Em abril o consumo de álcool no país superou o de gasolina após 20 anos. Grupo Gerdau vai investir US$ 6,4 bilhões até As novas medidas a serem aplicadas na Embrapa abrirão oportunidade de negócio e parcerias em todo mundo. Grupos europeus investem em energia renovável no país. Produção de veículos bate recorde em Crescimento do papel dos BRICS (Brasil, Índia, China, África do Sul) Reflexo da descoberta do pré-sal nas encomendas da indústria de base. EMBRAPA aguarda pacote de medidas que a transformará em uma empresa do agronegócio. Número de carros flex cresce no país. Grupo ítalo-argentino estuda a instalação de siderúrgica no país. US$ 3 bilhões o valor estimado do investimento. PIB da China tem o maior crescimento em 13 anos e chega a 11,4% em Efetivação das parcerias público privadas (PPP). Investimentos migram para as commodities. Fundos trocam aplicações em ações por investimentos em trigo e soja. Consórcio Rio Madeira entrega projeto básico ambiental ao Ibama. BNDES vai financiar exportação da Embraer. Já foram financiados US$ 425 milhões em Em 2004, a China tornou-se a terceira maior nação a negociar em dólares, atrás dos Estados Unidos e da Alemanha e logo à frente do Japão. Casa Civil solicita investimentos do BID em projetos de infra-estrutura. Safra recorde de cana-de-açúcar no MT. Diesel terá mistura de 3% de biodisel a partir de julho Deve chegar a 5% em Usiminas prevê investimentos de US$ 8,4 bilhões em 2008 De 1980 a 2004 o produto interno bruto (PIB) da China registrou uma média de crescimento real de 9,5%, tornando-a a sexta maior economia mundial. Concessionárias de rodovias assinaram documentos que permitem exploração de trechos arrematados, por 25 anos. CONAB e IBGE projetam safra recorde em Mercado de energia solar registrou em mar 2008 aumento de 56% em relação ao mesmo período Montadoras ampliam produção de motores. A produção de veículos deve crescer 8,9% em Índia mostra-se uma potência eminente com o surgimento de empresas bilionárias no país. PAC prevê R$ 503,9 bilhões em investimentos nas áreas de infra- estrutura social e urbana, energia e logística (2007 a 2010). PIB agropecuário deve crescer 5,8% em 2008 segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. Em 2007 o setor cresceu 7,89%. Empresa de São Bernardo do Campo SP inicia venda de painéis fotovoltáicos flexíveis. FAVORÁVEIS 1. CRESCIMENTO ANUAL DO PIB 2. DESEQUILÍBRIOS ESTRUTURAIS DA ECONOMIA INTERNACIONAL 3. AUMENTO DE INVESTIMENTOS EM INFRA-ESTRTURA 4. CRESCIMENTO ANUAL DO AGRONEGÓCIO 5. AUMENTO DAS FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS NA MATRIZ ENERGÉTICA DESFAVORÁVEIS O crescimento econômico do Brasil não chega nem à metade do anotado pelos países em desenvolvimento como um todo, estimado em 6,5% em Barril do petróleo bate recorde em Aporte de recursos privados da ordem de R$ 216,9 bilhões dependem da definição de marcos regulatórios e agências reguladoras. Mudanças climáticas afetam produção de alimentos em todo mundo. Lentidão na concessão de licenças ambientais pára construção de usinas hidroelétricas. Políticas monetárias freiam expansão do mercado interno. Sinal de recessão nos EUA afetam a economia mundial. Situação precária das estradas aumenta o custo brasil. A produção de biocombustíveis ameaça a produção de alimentos? Dificuldades na mudança de política. O crescimento do PIB brasileiro é menor que o crescimento do PMB (Produto Mundial Bruto). Riscos decorrentes da grande inadimplência dos financiamentos habitacionais nos EUA. Escoamento da safra de 2008 está ameaçada pelo congestionamento das estradas. Escoamento da safra de 2008 está ameaçada pelo congestionamento das estradas Problemas e dificuldades em conseguir as licenças ambientais. Violento aumento dos insumos agrícolas (fertilizantes e inseticidas). Marco regulatório para PPP não claramente definido. Permanência dos subsídios nos países desenvolvidos. EVENTOS DO CENÁRIO MAIS PROVÁVEL

7 ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES AS CAIXAS EM BRANCO SÃO ÁREAS PARA SUGESTÕES Lan House é o principal local de acesso à internet do país. Governo fechou em abril acordo com 5 empresas de telefonia fixa atuantes no país, para implantação de internet banda larga em todas as escolas públicas urbanas do país até Serão atingidos 37,2 milhões de alunos. Melhoria na venda de computadores reflete favoravelmente no aumento do número de internautas. Expandem-se os negócios com os RCEs (Redução Certificada de Emissão). Para 2008 estima-se um aumento dos internautas em 15%, chegando a 45 milhões. Cresce a oferta de emprego para profissionais super qualificados. Cresce o número de projetos MDL (Mecanismo de Desenvolvimento Limpo). 37% dos internautas são da classe C, 50% das classes A e B, e 13% D e E. A estimativa é de que a Classe C chegue a 40% no final de Efeitos da resolução 1010/2005.Construção civil é o setor que mais demandou mão-de-obra diz pesquisa da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados. O mercado de crédito de carbono movimenta US$ 30 bilhões em 2006 (PENUD). Classe C brasileira avança na internet. Crescimento do número de cursos de formação profissional integrada – Eng. Tronco. Programa de desoneração tributária do PAC. IBGE informa que emprego na indústria aumentou em 2,2% no ano de Melhor desempenho desde FAVORÁVEIS 6. AUMENTO DA OFERTA DE CRÉDITO CARBONO 7. AUMENTO DOS ACESSOS AO SERVIÇOS DE BANDA LARGA 8. NOVO REGIME DE ENSINO. 9. DESBUROCRATIZAÇÃO NAS FORMALIZAÇÕES DAS EMRESAS. 10. AUMENTO DAS OPORTUNIDADES NO MERCADO DE TRABALHO. DESFAVORÁVEIS Segundo pesquisa da Consultoria Everis, o Indicador da Sociedade da Informação (ISI) do Brasil (que relaciona o número de internautas, celulares e computadores), de 4,24 pontos, é menor que correspondente da América Latina – 4,26 pontos. Sucateamento das universidades públicas. O Brasil é o mais lento dos emergentes na criação de empresas, e mais lento ainda nos cancelamentos dos registros. Colheita mecãnica de cana-de- açúcar foi de 47% em Aviltamento salarial dos docentes.Cresce o número de pessoas que optaram pela informalidade. IPEA mostra que mão de obra com pouca qualificação perde novos empregos. Demora na incorporação nos currículos das mudanças demandadas pelo mercado de trabalho. Pesquisa da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados em SP afirma que 42% da mão-de- obra do estado é analfabeta ou não concluiu o ensino básico. Rigidez, ainda, na aquisição de atribuições adicionais. Dificuldades de recursos humanos apropriados (apagão das engenharias). EVENTOS DO CENÁRIO MAIS PROVÁVEL

8 ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES AS CAIXAS EM BRANCO SÃO ÁREAS PARA SUGESTÕES Planejamento estratégico do Sistema Confea/Crea define objetivos e metas. Prossegue a implantação do GPD nas organizações do Sistema Confea/Crea. Gerenciamento de Programas e Projetos no Confea entra no 2º. ano. De acordo com o 3º. Relatório de resultados do PAC em infra- estrutura (jan 2008), em quantidade, 86% das ações estão com ritmo de execução adequado, 12% em nível de atenção e 2% são considerados preocupantes. Nova estrutura organizacional do Confea. VIDE EVENTO 2Investimentos previstos de é de R$ 503,9 bilhões. FAVORÁVEIS 11. AGÊNCIAS REGULADORAS 12. FORTALECIMENTO ORGANIZACIONAL E GERENCIAL DO SISTEMA CONFEA/CREA 13. PERSPECTIVA DA ECONOMIA MUNDIAL 14. IMPLEMENTAÇÃO DO PAC (desenvolvimento da infra-estrutura) 15. RECUPERAÇÃO E FORTALECIMENTO DO COMPLEXO DE IPD + I DESFAVORÁVEIS Continua a indefinição quanto ao status das Agências Reguladoras. VIDE EVENTO 2Indefinição das Agências Reguladoras e falta de marcos regulatórios são obstáculos à participação privada. % destinado a Ciência e Tecnologia. Inexistência de marcos regulatórios claros afasta investidores. Dos R$ 17,2 bilhões destinados ao PAC este ano, só R$ 1,9 bilhão foi empenhado e só ínfimos R$ 13,7 milhões foram efetivamente gastos no primeiro quadrimestre de Prossegue o sucateamento dos IPD + I. É de R$ 216,9 bilhões o investimento privado previsto no PAC. Falta recurso para Embrapa. Manifestos de ONG´s de proteção ambiental. Necessidade de negociações com o Congresso Nacional. NOVOS EVENTOS

9 ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES AS CAIXAS EM BRANCO SÃO ÁREAS PARA SUGESTÕES Varejo bate recorde em vendas graças aos financiamentos mais acessíveis. Pesquisa em andamento para avaliar a implementação dos PDs. Instituições financeiras oferecem desconto em folha, carência para pagamento da primeira parcela e prazos de até 70 meses. Desenvolvimento da tecnologia médica. Mais de 2 mil municípios já dispõem de planos diretores. PAC prevê R$ 274,8 milhões em investimentos na área de energia elétrica (2007 a 2010). Aumento do poder de compra das classes baixas pela oferta de micro-crédito e aumento do número de parcelas (prazo). De acordo com o relaório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), para salvar o clima do nosso planeta, a humanidade terá de diminuir de 50% a 85% as emissões de CO2 até a metade deste século. Melhorias na qualidade de vida dos países em desenvolvimento. FAVORÁVEIS 16. PLANOS DIRETORES (PD) E DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES 17. EXPANSÃO DA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA 18. OFERTA DE CRÉDITO PARA POPULAÇÃO 19. MUDANÇAS AMBIENTAIS 20. AUMENTO DA LONGIVIDADE DESFAVORÁVEIS A participação da sociedade na elaboração dos PDs ainda é pequena. Depois dos problemas ambientais, os processos licitatórios atrasam a construção da usina do Rio Madeira. Maior endividamento da população pobre por falta de educação financeira. Relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) afirma com 90% de certeza que os homens são os responsáveis pelo aquecimento global. Maior consumo de alimentos, acarreta aumento dos preços. A participação institucional das representações do Sistema Confea/Crea ainda é pequena. Descontrole do orçamento familiar e endividamento a longo prazo. As temperaturas devem aumentar entre 1,8 e 4,0 graus ainda neste século. Aumento da base previdenciária. Maior déficit da Previdência. Governo estuda medidas para conter oferta de crédito receoso do aumento da inflação. Os gases das queimadas oriundas do desmatamento são responsáveis por 75% de todas as emissões nacionais. Cientistas afirmam que o crescimento da longividade está as margens do seu limite. Governo estuda medidas para proibir financiamentos muito longos na aquisição de bens não duráveis. Cresce o desmatamento no Brasil. NOVOS EVENTOS

10 ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES QUADRO INFORMATIVO

11 ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES

12 ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES Relatório do PAC jan 2008

13 ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES ESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕESESPAÇO RESERVADO PARA SUGESTÕES QUADRO INFORMATIVO Fonte: COMIC / FIESP do PAC


Carregar ppt "RELATÓRIO n° 01 ACOMPANHAMENTO DA EVOLUÇÃO DOS EVENTOS DO CENÁRIO MAIS PROVÁVEL (fev / mar / abr 2008) RELATÓRIO n° 01 ACOMPANHAMENTO DA EVOLUÇÃO DOS EVENTOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google