A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia da Pesquisa Científica. Bases Filosóficas da Pesquisa Científica Referem-se aos fundamentos teóricos que embasam a pesquisa científica. Dentre.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia da Pesquisa Científica. Bases Filosóficas da Pesquisa Científica Referem-se aos fundamentos teóricos que embasam a pesquisa científica. Dentre."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia da Pesquisa Científica

2 Bases Filosóficas da Pesquisa Científica Referem-se aos fundamentos teóricos que embasam a pesquisa científica. Dentre os quais temos: Positivismo: propõe que os fenômenos devem ser explicados por teorias que os sustentem. Sendo o conhecimento científico possível a partir da análise de dados concretos (positivos) > raciocínio indutivo Racionalismo crítico: busca o conhecimento através da formulação de hipóteses e tentativas de refutação das mesmas. Partindo da premissa da falseabilidade: para uma teoria ser considerada científica, ela deve ser refutável

3 Estruturalismo: surgido de estudos da linguística, propõe gerar conhecimento a partir da análise dos elementos de um processo, ou seja, deve-se analisar o processo como um sistema em que as partes (estruturas) se relacionam. Dialética: é definida como uma forma de pensar que visa descrever e confrontar opostos a fim de conhecer os fenômenos.

4 Métodos Científicos Os Métodos Científicos referem-se à maneira de se fazer uma pesquisa no que diz respeito à postura do intelectual durante a investigação: abre-se mão do subjetivo e do senso comum para dar passagem ao conhecimento científico (objetivo). Os métodos podem ser classificados em dedutivo, indutivo e hipotético-dedutivo.

5 Método Dedutivo: parte-se do conhecido para o desconhecido. Utiliza-se de premissas (teoria e leis) para se encontrar uma resposta/conclusão. Tome-se como exemplo a teoria dos silogismos. Todo homem é mortal (Teoria) Sócrates é homem. Sócrates é mortal. (Hipótese) Sócrates é homem. (Observação) Sócrates é homem e, como tal, é mortal. (Confirmação)

6 Método Indutivo: parte-se do desconhecido (particular/específico) para o conhecido (geral). Através de evidências acerca do objeto de estudo, formulam-se leis e teorias. Marcio é homem. Daltro é homem. Rodrigo é homem. Guilherme é homem. Jorge é homem Thales é homem Vanderlei é homem (Observação) Marcio, Daltro,Rodrigo, Guilherme, Jorge, Thales e Vanderlei são homens. (Padrão) Marcio, Daltro,Rodrigo, Guilherme, Jorge, Thales e Vanderlei são mortais. (Hipótese Inicial) Todos os homens são mortais. Logo, Marcio, Daltro,Rodrigo, Guilherme, Jorge, Thales e Vanderlei são mortais. (Teoria)

7 Método Hipotético-Dedutivo: enfoca a formulação e testagem de hipóteses através do método de dedução. Parte do pressuposto de que o conhecimento relativo a leis e teorias não é universal, fazendo-se necessário, então, que hipóteses sejam formuladas e testadas, através do método de dedução, com o objetivo de mostrar a falseabilidade teórica dessas leis e teorias, ou seja, as teorias e leis podem ser refutadas (TOMICH; TUMOLO, 2011).

8 Técnicas de Pesquisa As técnicas de pesquisa são os procedimentos utilizados para a coleta, tratamento, análise e apresentação de dados. A análise documental: levantamento da literatura acerca do objeto de estudo; A análise de conteúdo: analisa as variáveis de maneira objetiva e sistemática com foco no objetivo geral da pesquisa; A análise instrumental: utiliza instrumentos como questionários e entrevistas para a coleta de dados.

9 Tipos de Pesquisa As pesquisas podem ser classificadas quanto à sua natureza (pesquisa básica e pesquisa aplicada); quanto à abordagem do problema (pesquisa quantitativa e pesquisa qualitativa); quanto aos seus objetivos (pesquisa exploratória, pesquisa descritiva e pesquisa explicativa);quanto o suas fontes de informação (pesquisa bibliográfica, pesquisa documental, pesquisa de laboratório e pesquisa de campo); e quanto aos procedimentos técnicos utilizados (pesquisa experimental, pesquisa ex-post facto, levantamento e estudo de caso)

10 Quanto à natureza: Pesquisa básica: ou pura objetiva gerar novos conhecimentos, sem preocupação com aplicação pratica ou imediata dos resultados (SCHWEIGERT, 1994; SILVA; MENEZES, 2000; ARAÚJO, 2008 apud TOMICH; TUMOLO, 2011). Sua motivação é de ordem intelectual, o pesquisador quer compreender um determinado fenômeno da natureza. Pesquisa aplicada: produz novos conhecimentos voltados para a solução de problemas específicos ou imediatos (SCHWEIGERT, 1994; SILVA; MENEZES, 2000; ARAÚJO, 2008 apud TOMICH; TUMOLO, 2011). Sua motivação é de ordem prática, o pesquisador busca a solução de um problema

11 Quanto à Abordagem do Problema: Pesquisa quantitativa: as informações obtidas são traduzidas em números que serão classificados e analisados com recursos e técnicas estatísticas. Utiliza- se de instrumentos padronizado (ALVES-MAZZOTTI, 2004 apud TOMICH; TUMOLO, 2011). Pesquisa qualitativa: dá ênfase na compreensão das intenções e do significado dos atos humanos. Sendo o foco definido no decorrer do processo de investigação (ALVES-MAZZOTTI, 2004 apud TOMICH; TUMOLO, 2011).

12 Quanto aos seus objetivos: Pesquisa exploratória: tem como objetivo principal familiarizar o pesquisador com o objeto de estudo. (GIL, 2009; PACHECO JUNIOR; PEREIRA; PEREIRA FILHO, 2007 apud TOMICH; TUMOLO, 2011). Geralmente, a pesquisa exploratória assume a forma de pesquisa bibliográfica ou de estudo de caso. Pesquisa descritiva: objetiva a descrição das características de determinada população ou fenômeno ou, então, o estabelecimento de relações entre variáveis (GIL, 2009, p.42 apud TOMICH; TUMOLO, 2011). Pesquisa explicativa: pode ser definida como aquela que tenta explicar os fenômenos, não se restringindo apenas a descrevê-los (ALVES-MAZZOTTI; GEWANDSZENAJDER, 2004 apud TOMICH; TUMOLO, 2011)). É considerada como a base do conhecimento científico. É em geral experimental.

13 Quanto às fontes de informação: Pesquisa Bibliográfica: Tem como objetivo familiarizar o pesquisador com a literatura que se relaciona com seu objeto de estudo. Portanto, está presente em todo tipo de pesquisa. Pesquisa Documental: é a pesquisa que se faz em cima de documentos não convencionais (literatura cinzenta) - documentos que são divulgados em seu local de origem, sendo mais dificilmente encontrados em bibliotecas e circuitos comerciais. Ex: fontes cartográficas; tabelas e fontes estatísticas; correspondência pessoal ou comercial...

14 Pesquisa de laboratório permite ao pesquisador criar uma situação considerada ideal, na qual ele pode manipular e controlar variáveis para testar suas hipóteses através de um experimento. Pesquisa de campo é feita pela observação atenta de um objeto que ocorre em um ambiente natural. Pode haver a manipulação e controle de variáveis (SCHWEIGERT, 1994 apud TOMICH; TUMOLO, 2011), ou simples observação de um determinado aspecto em uma realidade específica.

15 Quanto aos procedimentos técnicos utilizados: Pesquisa experimental: envolve dois (ou mais) grupos equivalentes de participantes que são tratados da mesma maneira, exceto em relação à variável independente. Pesquisa ex-post facto (depois do fato ocorrido): é utilizada quando não é mais possível se conduzir um estudo experimental, uma vez que a variável independente já ocorreu e não pode mais ser manipulada. Pesquisa de Levantamento: pesquisa em que os participantes respondem a uma série de perguntas sobre o assunto que se deseja investigar. Esse levantamento pode ser feito por meio de entrevista oral; entrevista feita por telefone; resposta a um questionário por escrito, através de um questionário enviado por correio normal ou por . Estudo de caso: pesquisa que permite ao pesquisador estudar com profundidade um ou poucos objetos, de forma ampla e detalhada, podendo esse objeto ser um contexto, um indivíduo, ou um acontecimento específico.

16 Pesquisa em Linguística Aplicada (LA) As pesquisas no campo da Linguística Aplicada incluem questões da Linguística, da Sociologia, da Antropologia, da Psicologia, da Educação, da Neurociência. Os conhecimentos em LA têm, portanto (geralmente) um caráter multidisciplinar, interdisciplinar e/ou transdisciplinar. E ainda, segundo Moita Lopes (2006 apud TOMICH; TUMOLO, 2011), um caráter de in-disciplina, ou seja, é praticamente impossível domar a LA separando suas pesquisas em categorias estanques, seja em relação à temática ou em relação às metodologias utilizadas.

17 As metodologias utilizadas nas pesquisas em LA, assim como as temáticas, são diversas, sendo que (em ordem decrescente) as que mais orientam os estudos presentes nos periódicos nacionais são: 1. Pesquisa de estudo de caso; 2. Pesquisa bibliográfica; e 3. Ensaio (tipo de texto); seguidos de: 4. Análise de corpus; 5. Análise de textos; 6. Pesquisa experimental; 7. Entrevistas; 8. Pesquisa etnográfica; 9. Pesquisa-ação; e 10. Questionários.

18 Principais temas e metodologias de pesquisa (de 1996 a 2006) em LA nos periódicos nacionais 1. Análise do Discurso; 2. Metodologia de ensino de línguas estrangeiras e Formação de professores; 3. Aquisição de segunda língua; 4. Tradução e Interpretação; 5. Tecnologia educacional e Aprendizagem de língua; 6. Letramento; 7. Linguagem e Gênero; 8. Educação em Língua Materna; 9. Autonomia do Aprendiz e Aprendizagem de Língua; 10. Lexicografia.

19 REFERÊNCIA: TOMICH, L. M. B.; TUMOLO, C. H. S. Pesquisa em Letras Estrangeiras. Florianópolis: LLE/CCE/UFSC, 2011.


Carregar ppt "Metodologia da Pesquisa Científica. Bases Filosóficas da Pesquisa Científica Referem-se aos fundamentos teóricos que embasam a pesquisa científica. Dentre."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google