A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CRIAÇÃO O Programa oferece Mestrado Profissionalizante e foi credenciado pela CAPES em novembro de 2004 estando vinculado à Área 46 - Ensino de Ciências.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CRIAÇÃO O Programa oferece Mestrado Profissionalizante e foi credenciado pela CAPES em novembro de 2004 estando vinculado à Área 46 - Ensino de Ciências."— Transcrição da apresentação:

1 CRIAÇÃO O Programa oferece Mestrado Profissionalizante e foi credenciado pela CAPES em novembro de 2004 estando vinculado à Área 46 - Ensino de Ciências e Matemática. A criação do Curso é conseqüência natural de uma série de atividades de pesquisa, ensino e extensão que privilegiam o Ensino de Matemática e a Formação de Professores de Matemática e que vêm se desenvolvendo no Instituto de Matemática, desde 1990, quando o Curso de Licenciatura adquiriu identidade própria e se tornou eixo articulador de projetos nestas linhas.

2 OBJETIVOS O objetivo mais amplo do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática da UFRGS diz respeito à melhoria da qualificação profissional de Professores de Matemática dos níveis fundamental e médio e da educação profissional técnica e pós-técnica, em plena atividade no sistema de ensino, em termos de conteúdos de Matemática, de aspectos teóricos, metodológicos e epistemológicos da Educação Matemática, e do uso de novas tecnologias no ensino de Matemática.

3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Ações que contribuam para desenvolver: a) conhecimento dos conteúdos da Matemática básica, com bom nível de abstração, estabelecendo relações dos conteúdos entre si e dos conteúdos com as outras áreas da ciência e do cotidiano; b) conhecimento de teorias de aprendizagem e de cognição, sabendo adequá-las ao conteúdo específico; c) competência no uso da tecnologia informática para ensino e aprendizagem da Matemática;

4 d) competências para desenvolver pesquisa na sala de aula, tomando o aluno como sujeito da aprendizagem, buscando entender as diferentes estratégias e variáveis didáticas envolvidas no processo; e) competência para se tornar agente de transformação dentro de sua escola, questionando os programas e as seqüências de ensino vigentes e multiplicando a formação recebida; f) competência para buscar a atualização permanente na área de Ensino de Matemática e Educação Matemática, estando em contato com pesquisas e experiências novas para realimentar permanentemente a dinâmica do ensinar e do aprender.

5 PÚBLICO ALVO Voltado exclusivamente para professores licenciados em Matemática com exercício nas escolas de nível fundamental e médio e de educação profissional técnica e pós-técnica, a primeira turma iniciou em março de 2005 e nova turma iniciará em CANDIDATOS INSCRITOS E VAGAS OFERECIDAS No primeiro processo de seleção inscreveram-se 215 candidatos para um total de 22 vagas. DURAÇÃO DO CURSO Dois anos.

6 PROCEDÊNCIA DOS ALUNOS DA PRIMEIRA TURMA

7 LINHAS DE PESQUISA Ensino de tópicos específicos de Matemática e abordagens alternativas Formação de professores de Matemática e novas tendências Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação Matemática Ensino de Matemática Aplicada com abordagem analítica e computacional

8 Ensino de tópicos específicos de Matemática e abordagens alternativas Projetos que tratam das questões de ensino/aprendizagem de Matemática com o principal objetivo de ampliar e consolidar o conhecimento matemático do professor, à medida que ele participa da elaboração e experimentação de propostas de ensino e/ou recursos didáticos que priorizam a construção dos conceitos, a indagação e o questionamento constantes e a busca de relações entre conteúdos que em geral não são conectados.

9 Formação de professores de Matemática e novas tendências Investiga questões relativas à formação de professores de Matemática; desenvolve projetos cujo foco é o conhecimento profissional docente, que inclui conhecimento de Matemática, conhecimento pedagógico e conhecimento prático; as indagações versam sobre: a) o conhecimento que o professor detém e aquele que seria desejável, planejando intervenções neste sentido; b) os significados que o professor atribui a determinadas noções matemáticas e como poderia ampliá-las; c) as relações da Matemática e do professor com o contexto, a cultura e o meio social da escola e do aluno; d) as práticas e seu papel na formação docente.

10 Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação Matemática Trata das questões relativas à integração das Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação Matemática; tem focos na reorganização dos espaços e tempos escolares, na reestruturação curricular; nas mudanças do contrato didático; e no potencial das tecnologias da inteligência na construção do conhecimento. Ensino de Matemática Aplicada com abordagem analítica e computacional Investiga e propõe relações entre Matemática Aplicada e Ensino de Matemática, em todos os níveis; inclui propostas e experiências de ensino que envolvam a metodologia da resolução de problemas de Matemática, com modelagem, desenvolvimento analítico e uso de ferramentas computacionais.

11 CARACTERÍSTICAS DA DISSERTAÇÃO Trabalho final de pesquisa profissional, aplicada, ou relatório técnico descrevendo o desenvolvimento de processos ou produtos de natureza educacional, visando à melhoria do ensino na área específica, sugerindo-se fortemente que, em forma e conteúdo, este trabalho se constitua em material que possa ser utilizado por outros profissionais.

12 COMISSÃO COORDENADORA Profa. Dra. Vera Clotilde Garcia (Cordenadora) Profa. Dra. Irene Maria Fonseca Strauch (Coordenadora Substituta) Prof. Dr. Alveri Alves SantAna Profa. Dra. Maria Alice Gravina Suplentes Profa. Dra. Maria Paula Fachin Profa. Dra. Cydara Cavedon Ripoll

13 CORPO DOCENTE Alveri Alves Sant´Ana (Inst. Matemática) Alvino Alves Sant´Ana (Inst. Matemática) Cydara Cavedon Ripoll (Inst. Matemática) Eduardo Brietzke (Inst. Matemática) Elisabeta Gallicchio (Inst. Matemática) Elisabete Búrigo (Inst. Matemática) Francisco Egger Moelwald (Faculdade de Educação ) Irene Strauch (Inst. Matemática) Jaime Bruck Ripoll (Inst. Matemática) João Feliz Duarte de Moraes (Inst. Matemática) Liliane Basso Barichello (Inst. Matemática) Marcus Vinicius Basso (Inst. Matemática) Maria Alice Gravina (Inst. Matemática) Maria Cristina Varriale (Inst. Matemática) Maria Paula Fachin (Inst. Matemática) Samuel Bello (Faculdade de Educação) Vera Clotilde Garcia (Inst. Matemática) Vilmar Trevisan (Inst. Matemática)

14 DISCIPLINAS Fundamentos de Matemática A (3 créditos) Fundamentos de Matemática B (3 créditos ) Fundamentos de Matemática C (2 créditos) Tópicos de Matemática Aplicada A (3 créditos ) Tópicos de Matemática Aplicada B (3 créditos ) Tópicos de Estatística Aplicada (2 créditos) Tópicos de Educação Matemática A (3 créditos) Tópicos de Educação Matemática B (3 créditos) Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação Matemática (3 créditos ) Estágio Supervisionado (3 créditos ) TOTAL DE CRÉDITOS: 28 obrigatórios

15 DISTRIBUIÇÃO SEMESTRAL DAS DISCIPLINAS

16 ENDEREÇOS PARA CONTATO - LOCALIZAÇÃO Instituto de Matemática - UFRGS Campus do Vale - Prédio B (43112) - Sala 220-A Av. Bento Gonçalves, Bairro Agronomia - CEP Porto Alegre, RS - Brasil Fone: (51) Fax: (51)


Carregar ppt "CRIAÇÃO O Programa oferece Mestrado Profissionalizante e foi credenciado pela CAPES em novembro de 2004 estando vinculado à Área 46 - Ensino de Ciências."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google