A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. A importância da informatização na administração pública Autonomia Qualidade de Serviços Transparência de gestão Inclusão Digital..

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. A importância da informatização na administração pública Autonomia Qualidade de Serviços Transparência de gestão Inclusão Digital.."— Transcrição da apresentação:

1

2 1. A importância da informatização na administração pública Autonomia Qualidade de Serviços Transparência de gestão Inclusão Digital..

3 2. Breve cenário da informatização pública no Brasil Serviços de qualidade são cada vez mais exigidos na administração pública; Mais de 5000 prefeituras apresentam informatização nula ou quase nula; Recursos destinados ao investimento em infra-estrutura continuam limitados; Software livre como alternativa; Apenas 63 prefeituras são usuárias de Software Livre.

4 SWL viabilizou economicamente a informatização ou ampliação de informatização; Mudança na composição dos custos relacionados à informatização; SWL como opção ao SWP - observado: - Infra-estrutura: viabilidade indiscutível para todos os casos - Desktop: viável economicamente, mas custos de capacitação - Gestão: um caso observado, custo dos legados e empresas inseguras (lucratividade, definição de regras, etc) - Relacionamento: viabilizado pela economia nos outros domínios 3. O Software Livre como alternativa 3.1 Impactos Econômicos

5 Melhoria da capacidade tecnológica da prefeitura ; Melhoria de segurança, qualidade, interoperabilidade, estabilidade, etc; Maior grau de liberdade tecnológica, por outro lado, dificuldades técnicas para migração e custos relacionados ao Legado ; Estímulo à autonomia e criatividade tecnológica - Exs: Piraí - Estreitamento de laços com universidades - aquisição do conhecimento e contato com fonte da tecnologia 3. O Software Livre como alternativa 3.2 Impactos Tecnológicos

6 Inclusão Digital: internamente à Prefeitura (todos) e no entorno: Libertas (BH), Telecentros (SP), Ilha Digital, rádio da cidade e fórum dos debatedores (Solonópole), Projeto Nossa Casa (Rio das Ostras), Saúde On-line – SOL (Campinas); Maior capacitação e valorização profissional dos funcionários públicos; Construção social da tecnologia - apropriabilidade - disseminação de conhecimentos; Ampliação da visão de mundo da comunidade local - oportunidades de crescimento pessoal, cultural, cidadania e mesmo profissional; 3. O Software Livre como alternativa 3.3 Impactos Sociais

7 Licenciamento: pouco conhecimento das licenças livres; Tecnológicas: desconhecimento de alternativas livres, ausência de centro de referência seguro e específico, legado, carência de profissionais, SL de Gestão ainda incipiente e interação com sistemas proprietários do Gov.Federal; Culturais: Inércia (decisores), dificuldades de disseminação para outros órgãos/secretarias, resistência dos usuários; Jurídicas: Legislação para aquisições públicas (8666) - dificulta participação de PMEs; Estrutural: baixa capacitação dos gestores públicos em captação de recursos 3. O Software Livre como alternativa 3.4 Principais Barreiras

8 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.2 Objetivo Informatização das prefeituras, através da criação de um ambiente favorável para o uso software livre, servindo como: Núcleo de fonte segura de informação; - Ambiente de troca de experiência - Capacitação Geração de negócios Realizadores GeNESS/UFSC UFCG Sociedade Softex CenPRA Apoio FINEP

9 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.1 Estímulos Constatação de vários benefícios na implantação de SL em prefeituras; Forte iniciativa do governo federal em intensificar o uso do SL nas instâncias públicas; Necessidade de ações para a quebra das barreiras constatadas: baixa capacidade de investimento; resistência a mudanças por desconhecimento tecnológico e jurídico; carência de mão-de-obra local.

10 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado Como? CENTRO DE REFERÊNCIAON-LINE

11 REFERÊNCIAON-LINE Sensibiliz ação Capacitaç ão Quadro Regulató rio Financia mento 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.3 Estratégia Biblioteca de Software Livre de Gestão Municipal Repositório + DesenvolvimentoCorpartilhado Prefeituras e Fornecedores Suporte Núcleo estruturante: biblioteca Construção de ambiente favorável: central de orientação on-line programa de sensiblização dos atores envolvidos programa de financiamento acompanhamento do quadro regulatório; - formação de pessoal qualificado e capacitação das empresas.

12 Recursos financeiros compartilhados; Incentivo a empresas a ingressar no setor; Fomento a novos empreendimentos; Informação adequada a gestores públicos e a empreendedores do setor de TI. 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.4 Projeto estruturante e multidisciplinar

13 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado Problema: Falta de informação Cenário: Desconhecimento, temores, legados Proposta: Central de informações - Questões jurídicas Licenciamento de software Contratos de prestação de serviços - Questões técnicas Biblioteca de estudos de casos, avaliações,etc Gestão de comunidades de desenvolvedores e usuários - Canal de acesso à capacitação 4.4 Projeto estruturante e multidisciplinar

14 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado Problema: Falta de profissionais Cenário: Desconhecimento, temores, legados e falta de organização formal Proposta: Empreendedorismo - Modelos de negócio em software livre - Apoio (incubadoras, Sebrae) - Questões legais (licenciamento, contratos, legislação) - Associativismo empresarial - Marketplace Canal de acesso à capacitação 4.4 Projeto estruturante e multidisciplinar

15 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado Problema: Falta de Soluções Cenário: Desconhecimento, temores, legados Proposta: Biblioteca de Software Livre Softwares completos e integráveis a outras soluções; Suporte às comunidades de desenvolvimento e de usuários; Avaliação de qualidade (CenPRA); Desenvolvimento compartilhado; Hospedagem, gestão de projetos, controle de versões e bugs, colaboração, discussão e votação 4.4 Projeto estruturante e multidisciplinar

16 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.5 Impactos esperados Tecnológicos: - Disponibilidade de software para prefeituras Econômicos: - Descentralização das oportunidades - Dinamicidade econômica regionalizada - Modelos de negócio sustentáveis - Surgimento de novos empreendimentos - Redução do uso de software ilegal Sociais: - Renda e desenvolvimento regional - Melhoria dos serviços e da produtividade nos serviços prestados pelas prefeituras informatizadas

17 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.6 Proposta de ação Visão tradicional dos modelos de negócios em software DEMANDA Empresa Plano de Negócios Mercado amadurecido: (Bélgica) Perfil do Cliente ($$), Tamanho do mercado Concorrente, Ciclo de vida do Produto, etc.

18 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.6 Proposta de ação Modelo de negócios SL para pequenas prefeituras no Brasil Gargalos demandam mais do que Plano de Negócios Gargalos de Mercado: $$??? Capacidade Técnica?? Legislação?? Cultura de uso?? DEMANDA Empresa Plano de Negócios

19 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.7 Fases do Projeto FASE 1: - Verba integral da FINEP de R$ ,00 - Objetivo: estruturação do modelo de negócio na prática - Casos piloto: seleção de 5 sistemas apropriados (prefeituras, empresas, profissionais e agentes) - Forma de seleção: enquete eletrônica, visando a escolha dos 5 sistemas Questionários estruturado Avaliação dos atributos dos atores Classificação dos sistemas Seleção dos sistemas

20 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado PrefeiturasAgentesEmpresas Imposição legal governo 4.7 Fases do Projeto FASE 1: Atributos de classificação

21 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado Prefeitura Capacidade Técnica Grau de Informatização Demanda/Motivação Capacidade de Articulação Capacidade Financeira Empresa Atributos Internos Capacidade Técnica Experiência com SL Demanda/Motivação Capacidade de Articulação Capacidade Financeira Agente Atributos Internos Capacidade Técnica Demanda/Motivação Capacidade de Articulação Capacidade Financeira 4.7 Fases do Projeto FASE 1: Atributos de classificação

22 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.7 Fases do Projeto FASE 2: - Objetivo: expansão do modelo criado - Apoio à informatização de um número muito maior de prefeituras - Necessita apoio de financiadores para garantir fortalecimento do processo Autonomia Qualidade de serviços Transparência Inclusão digital

23 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.8 Prêmio CONIP Prêmio CONIP de Excelência em Informática Aplicada aos Serviços Públicos candidatos 20 finalistas 1º lugar na categoria Projeto

24 4. Projeto FLOPREF – Brasil Informatizado 4.10 Informações Contatos: Prof. José Eduardo De Lucca Depto de Informática e Estatística Universidade Federal de Santa Catarina


Carregar ppt "1. A importância da informatização na administração pública Autonomia Qualidade de Serviços Transparência de gestão Inclusão Digital.."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google