A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

VERRI. Um conjunto de atividades com começo meio e fim, dirigido por pessoas, (parte mais difícil) para cumprir objetivos pré estabelecidos dentro de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "VERRI. Um conjunto de atividades com começo meio e fim, dirigido por pessoas, (parte mais difícil) para cumprir objetivos pré estabelecidos dentro de."— Transcrição da apresentação:

1 VERRI

2 Um conjunto de atividades com começo meio e fim, dirigido por pessoas, (parte mais difícil) para cumprir objetivos pré estabelecidos dentro de parâmetros de Custo, Prazo e Qualidade

3 VERRI OBJETIVOS E ÁREAS DE CONHECIMENTO DO P.M.I. Gerenciamento Do Escopo Recursos Humanos Qualificados Contratação Ganha/Ganha Comunicação PRAZO CUSTO QUALIDADE (OBTIDA) MEIO AMBIENTE SEGURANÇA Gerenciamento Dos Riscos

4 GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1 – ESCOPO Clara definição do escopo Estrutura do projeto (E.A.P.) – W.B.S. Gerenciamento do Escopo 2 – TEMPO (PRAZO) Uso do diagrama PERT Uso de diagrama de barras Uso de curva S ( Earned Value) VERRI

5 MELHORES PRÁTICAS DE PARADAS ÊNFASE NO MÍNIMO TEMPO DE PARADA INTEGRAÇÃO DE TODOS OS NOVOS PROJETOS JUNTO AOS DEMAIS TRABALHOS GERENTE DA PARADA COM TODA A AUTORIDADE NECESSÁRIA GRUPOS DE CAMPANHA RESTRIÇÃO ABSOLUTA A PEDIDOS ATRASADOS IDENTIFICAR REVISÕES QUE PODERÃO MINIMIZAR O TEMPO DE FUTURAS PARADAS

6 VERRI SOLICITAÇÃO DE ALTERAÇÃO DE ESCOPO Causa b á sica da altera ç ão : A Esquecimento B Pedido não contemplado no planejamento C Falta de informa ç ão inicial D Fato novo SOLICITA Ç ÃO DE ALTERA Ç ÃO DE ESCOPO - SAE SAE N DATASOLICIT ANTE MATRICULASETOR Descri ç ão da altera ç ão/inclusão: A Esquecimento B Pedido não contemplado no planejamento C Falta de informação inicial D Fato novo E Outro (especificar Detalhamento da justificativa: Impacto no custo:Impacto no prazo: Outros impactos (descrever): APROVA Ç ÕES/DATAS Gerente Setor solicitanteCoor dena dor Para da Gerente DivisãoGerente Geral

7 VERRI EXEMPLO Levantar o carro João (2 min) Retirar parafusos João (4 min) Retirar a roda João (1 min) Montar o estepe João (4 min) Retirar o estepe Maria (1 min) Guardar pneu furado Maria (2 min) PERT - CPM

8 Levantar o carro Retirar parafusos Retirar a roda Retirar estepe Montar estepe Guardar pneu furado João Maria 2 min 4 min 1 min 4 min 1 min 2 min EXEMPLO (MODELO FRANCÊS) PERT - CPM

9 VERRI a) M.S. Project (± 75%) Software da Microsystem, Amigável; ambiente windows, Alguma dificuldade para nivelamento, Está sempre atualizado, Saída do diagrama Pert não muito apresentável. b) Primavera (± 20%) Diagrama Pert muito bem apresentado, Fornece curva S, Suporta qualquer tipo de empreendimento, Dificuldade de manutenção no Brasil. SOFTWARES – OPÇÕES

10 VERRI CURVA DE AVANÇO

11 VERRI MARCOS COMEMORATIVOS (MILESTONES)

12 VERRI CRONOGRAMA DAS FRENTES

13 CONTRATAÇÃO RISCO (DO CONTRATADO x DO TOMADOR DE SERVIÇOS) BÔNUS – Prazo & Segurança & Qualidade Condições higiênicas adequadas Reunião prévia com potenciais contratadas Exposição das experiências das contratadas Percentual ou totalidade de pessoal certificado

14 3 – CUSTO Estimativa Inicial (-25% a + 75%) – Analogous Estimativa Preliminar ( -10% a + 25%) – Parametric Estimativa Definitiva ( -5% a + 10%) – Bottom-up 4 – RISCOS Análise qualitativa (usual, porém com método) Análise quantitativa – vide formulas VERRI PARADA VISTA COMO UM EMPREENDIMENTO

15 VERRI EARNED VALUE – VALOR AGREGADO

16 Classificação:- Trabalhando - Em trânsito - Parado Somam-se todos as observações em cada categoria e calcula-se o percentual Escolhe-se o(s) roteiro(s) previamente O número de observações que dá um resultado confortável do ponto de vista estatístico é observações. Isto se consegue normalmente com a soma de 5 rodadas de observações na semana O simples fato de medir produtividade já a aumenta AMOSTRAGEM DE TRABALHO – GERAL

17 AMOSTRAGEM DE TRABALHO – EXEMPLOS

18

19 VERRI CONTROLE DE HORAS EXTRAS

20 VERRI RISCOS - FORMA ARTESANAL Controle de emissão e realização de RIs - Recomendar no detalhamento dos planos, medidas para evitar atrasos. Verri Falta de materiais - Solicitar ao SEMOP/SEST/SESUP análise crítica visando tomar ações pró-ativas. Fugiwara Atraso na pré-fabricação (SEMOP) - Coordenar reunião interna para tratar do assunto. Sérgio Atraso na paralisação/partida - Fazer estudo criterioso operacional, e levantar implicações que possam afetar o processo, informar SEPLAM. Simião/ Luís Augusto Acidente grave na parada - Fazer reunião com preposto das empreiteiras, sobre segurança. Fazer treinamento de segurança para supervisores e encarregados das empreiteiras Simião/Dipro Eng.Coords Providenciar plano de evacuação de área. Chamar atenção, das pessoas na área, na questão segurança se for o caso. Providenciar identificação de áreas críticas, solicitar colocação de avisos agressivos. Mapear áreas críticas para patolamento de maquinas de carga. Enfatizar, os serviços críticos, na APR com as contratadas. Proibir dobras consecutivas de empregados das empreiteiras. Propor palestra para ajudantes. Verri Gerente/ Supervisores Eng.Coords Sérgio Eng.Coords Verri

21 VERRI RISCOS - MATRIZ DE PROBABILIDADE x IMPACTO

22 VERRI MATRIZ DE PROBABILIDADE x IMPACTO

23 VERRI PLANO DE AÇÃO GREVE DE CONTRATADAS MEDIDAS PREVENTIVAS O QUEQUEM Exigências contratuais de boas condi ç ões de trabalho PM Demandar contratadas a assinar acordo pr é vio com Sindicato contendo avan ç os para a categoria GG Montar escrit ó rio m ó vel intitulado RH tira d ú vidas RH Montar sistema de inteligência – Boca mi ú da SO MEDIDAS MITIGAT Ó RIAS O QUEQUEM Contato pr é vio com o Sindicato para facilitar negocia ç ões RH Contato pr é vio com pol í ticos para negocia ç ão sem lideran ç as GG Contato pr é vio com Comandante da Policia Militar GG

24 VERRI RISCOS DE MÉDIO IMPACTO E MÉDIA PRIORIDADE

25 VERRI ANALISE QUANTITATIVA DE RISCOS

26 5 – QUALIDADE Garantia da Qualidade melhor do que Controle de Qualidade 6 – COMUNICAR Plano formal 7 – SUPRIR & CONTRATAR Decidir próprio x contratado Proteger a relação entre as partes Tipos de Contratos VERRI PARADA VISTA COMO UM EMPREENDIMENTO

27 VERRI RECURSOS HUMANOS X GARANTIA DE QUALIDADE Forma de gerenciamento (Taylorista Deming) Reuniões de Alinhamento e Motivação Motivação Intrínseca (Deming) Motivação Externa (Taylor) Hoje Poder das redes auto-organizadas Saída disponível Certificação da mão de obra - Aprendizagem - Sentir contribuição para o todo - Respeitados como seres humanos - Medo - Recompensa Baixa qualidade Greves Baixa produtividade

28 VERRI CÍRCULO VICIOSO BAIXA PRODUTIVIDADE BAIXA REMUNERAÇÃO BAIXA QUALIFICAÇÃO EMPRESAS OPERAM NO LIMITE * EXCESSO DE PESSOAS BAIXA MOTIVAÇÃO * O termo Empresas operam no limite se aplica a quase tudo. No limite físico de seus executivos de seus engenheiros, limite financeiro (é só observar quantos já saíram do mercado por maus resultados financeiros), limite das horas extras e por fim, limite de recursos para qualificação.

29 VERRI CONTROLE DE PESSOAL CERTIFICADO x CONTRATO DE PARADAS

30 VERRI CONTROLE DE QUALIDADE DE SOLDADORES

31 VERRI CANAIS DE COMUNICAÇÃO

32 VERRI COMUNICAÇÃO AGIL E TRANSPARENTE

33 VERRI COMUNICAÇÃO ENROLADA Boletim de Segurança: Intolerância Ortostática. A intolerância ortostática caracteriza-se pelos seguintes sintomas: atordoamento, palpitações, tremor, fadiga, náusea, tonteira, dor de cabeça, suores, fraqueza e desmaios. Suspensão prolongada por sistemas de detenção de queda pode causar intolerância ortostática que, por sua vez, pode resultar em danos físicos ou até levar à morte. Pesquisas sobre as causas da intolerância ortostática mostram que uma das causas é a suspensão por mecanismo de detenção de queda, levando à perda de consciência, seguida por morte em menos de 30 minutos. Para reduzir o risco relacionado à suspensão prolongada em sistemas de detenção de queda os empregadores devem implementar planos para prevenir suspensões prolongadas, identificando sinais e sintomas da intolerância ortostática e realizando o resgate e tratamento o mais rápido possível. Em testes, voluntários saudáveis ficaram suspensos e imóveis e perderam a consciência em apenas cinco minutos. Esse tipo de suspensão é um risco de morte e é necessário resgate urgente. Após o resgate, é essencial que as vitimas

34 VERRI COMUNICAÇÃO EFETIVA Sobreviver à queda não é o único perigo. Ficar pendurado pelo gancho e cinturão é perigoso também! Leve-o para baixo rapidamente. Ele não está bem Se ele estiver consciente, diga para ele continuar mexendo as pernas. Quando ele descer... Não Faça isso Pendurado assim, leva cerca de 5 minutos para ele ficar inconsciente. Menos de 30 minutos para morrer. As pernas são o problema: O sangue se acumula nas pernas. Se as pernas não se movem, o sangue fica lá. O coração não consegue bombear o sangue para a cabeça. Primeiro ele desmaia, depois ele morre Deixar este homem pendurado assim pode matá-lo

35 VERRI TENDA PARA COMUNICAÇÃO EM MASSA

36 VERRI COMUNICAÇÃO EM PALANQUE

37 CONTRATAÇÃO RISCO (DO CONTRATADO x DO TOMADOR DE SERVIÇOS) BÔNUS – Prazo & Segurança & Qualidade Condições higiênicas adequadas Reunião prévia com potenciais contratadas Exposição das experiências das contratadas Percentual ou totalidade de pessoal qualificado

38 8 – RECURSOS HUMANOS Grande influência Princípios motivacionais 9 – INTEGRAR Todos os planos (Gerenciamento de todas as áreas do conhecimento dos Empreendimentos) 10 – LIÇÕES APRENDIDAS No mínimo temos que aprender com a experiência VERRI PARADA VISTA COMO UM EMPREENDIMENTO

39 VERRI ATIVIDADESRESPONSABILIDADES C. G.E. C.T. E.F. G.F. C. 1.Fazer lista das firmas contratadas, contendo número do contrato, empresa, objeto, prazo, nomes do preposto, engenheiro coordenador, nome do fiscal geral, nome dos fiscais de campo, telefone e ramal interno. * 2. Analisar e liberar (ou não) o Boletim de Medição, assinando no campo Gerente. *x 3.Coordenar reunião inicial com a contratada. *x 4.Aprovar serviços extras que impliquem em aumento de custos ou de prazo. *x 5.Coordenar reunião Bissemanal com engenheiros coordenadores. *x 6.Manter o Gerente da Parada informado de todos os pontos relevantes. * 7.Autorizar subcontratações. *x 8.Decisão de aplicação de multa para Contratada. *xxxx MATRIZ DE ATRIBUIÇÕES

40 INTEGRAÇÃO VERRI

41 RESULTADOS DISCIPLINA PROATIVIDADE HARMONIA COMUNICAÇÃO PLANEJAMENTO A arte da Guerra Sun Tzu Prefácio:. James Clavell ELEMENTOS CHAVES PARA RESULTADOS

42 VERRI FIM Perguntas ?


Carregar ppt "VERRI. Um conjunto de atividades com começo meio e fim, dirigido por pessoas, (parte mais difícil) para cumprir objetivos pré estabelecidos dentro de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google