A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Objeto Central da Área de Ciências Humanas estudo das ações humanas construídas entre diferentes indivíduos, grupos, segmentos e classes sociais construções.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Objeto Central da Área de Ciências Humanas estudo das ações humanas construídas entre diferentes indivíduos, grupos, segmentos e classes sociais construções."— Transcrição da apresentação:

1 Objeto Central da Área de Ciências Humanas estudo das ações humanas construídas entre diferentes indivíduos, grupos, segmentos e classes sociais construções intelectuais construção dos conhecimentos necessários para viver em sociedadeindividuais ou coletivos O estudo das ações humanas no âmbito das relações sociais, que são construídas entre diferentes indivíduos, grupos, segmentos e classes sociais, bem como as construções intelectuais que estes elaboram nos processos de construção dos conhecimentos que, em cada momento, se mostram necessários para viver em sociedade, em termos individuais ou coletivos. Disciplinas nas quais o objeto acima está presente de forma implícita ou explícita: Filosofia, Geografia, História e Sociologia 1

2 FILOSOFIA– objetivo central da proposta – instrumento levar o aluno a compreender melhor as relações histórico- sociais e, ao mesmo tempo, inserir o educando no universo subjetivo das representações simbólicas, elevando a educação a um nível político-existencial, capaz de superar a mera transmissão e aquisição de conteúdos inconscientemente. capacidades de leitura, reflexão e escrita. FILOSOFIA– objetivo central da proposta – A disciplina deve funcionar como instrumento capaz de levar o aluno a compreender melhor as relações histórico- sociais e, ao mesmo tempo, inserir o educando no universo subjetivo das representações simbólicas, elevando a educação a um nível político-existencial, capaz de superar a mera transmissão e aquisição de conteúdos inconscientemente.Recomenda-se que o desenvolvimento de capacidades de leitura, reflexão e escrita.

3 Disciplinas de ensino metodologias específicas de pesquisa, modalidades peculiares de coleta de dados, uso de materiais e de instrumentos. Corpos de conhecimentos sistematicamente organizados (não são somente agregações mais ou menos sistematizadas de teorias e conceitos), expressam metodologias específicas de pesquisa, modalidades peculiares de coleta de dados, uso de materiais e de instrumentos. 3

4 FILOSOFIA - Objeto de estudos Relações sociais e manifestações do pensamento, que devem ser analisadas em sua historicidade. Dentre suas principais funções: ferramenta conceitual, produtora de síntese animando o debate e elevando os padrões do Ensino Médio. Enasdimensões temporaisatitudes de indivíduosgrupos povosconstrução e na reconstrução das sociedadesmeio de estudos das questões de diferenças e semelhanças entre culturas, das mudanças e permanências no modo de viver, de pensar e fazer. Relações sociais e manifestações do pensamento, que devem ser analisadas em sua historicidade. Dentre suas principais funções: ferramenta conceitual, produtora de síntese animando o debate e elevando os padrões do Ensino Médio. E nas múltiplas dimensões temporais, as atitudes de indivíduos, de grupos e de povos na construção e na reconstrução das sociedades, por meio de estudos das questões de diferenças e semelhanças entre culturas, das mudanças e permanências no modo de viver, de pensar e fazer. 4

5 DIMENSÕES DO CURRÍCULO Bittencourt, 2004, p.104 5

6 PLANEJAR prática é antecedida Toda e qualquer prática é antecedida por pensar e planejar um pensar e planejar sobre o que se pretende realizar. Percebe r conhecimentos e saberes acadêmicos saberes escolares competência profissional fazer didático e pedagógico dos professores. Percebe r as fronteiras existentes entre os chamados conhecimentos e saberes acadêmicos e os conhecimentos e saberes escolares é portanto, um pressuposto fundamental e uma competência profissional que necessita ser desenvolvida e aplicada no fazer didático e pedagógico dos professores.

7 PLANEJAMENTO e AVALIAÇÃO Procedimentos indissociáveis avaliaçãodecisão planejada e intencional. Toda avaliação pressupõe uma tomada de decisão planejada e intencional. subsidiam os procedimentos estratégias atendam as necessidades do aluno, Seus dados subsidiam os procedimentos, as estratégias específicas e as ações que atendam as necessidades do aluno, para que alcancem os objetivos e metas propostos. avaliar/planejar as ações necessidades identificadas No processo de avaliar/planejar a escola exercita sua autonomia, pois as ações a serem planejadas devem ser coerentes com as necessidades identificadas.

8 PLANEJAR: consolidação de identidades. PLANEJAR: exercício privilegiado de construção e consolidação de identidades. IDENTIDADE DA ESCOLAProposta Pedagógica. IDENTIDADE DA ESCOLA : explicitada na Proposta Pedagógica. IDENTIDADE DA EQUIPE GESTORAexecução do planejamento IDENTIDADE DA EQUIPE GESTORA : se consolida na execução do planejamento. IDENTIDADE DOS PROFESSORESefetivação do currículo aprendizagem de seus alunos IDENTIDADE DOS PROFESSORES : se concretiza na efetivação do currículo e se manifesta na aprendizagem de seus alunos. IDENTIDADE DOS FUNCIONÁRIOS formar os alunos nos múltiplos espaços da escola. IDENTIDADE DOS FUNCIONÁRIOS : se concretiza na participação da ação de planejar - se incluem como educadores, no papel de formar os alunos nos múltiplos espaços da escola. IDENTIDADE DA COMUNIDADEparticipante, assumindo a escola como sua. IDENTIDADE DA COMUNIDADE : sendo participante, assumindo a escola como sua. identidade dos alunos percebem sujeito de uma escolatodos os seguimentos estão articulados conhecimentos, valores e atitudes que os identifiquem como alguém competente A identidade dos alunos é construída quando se percebem sujeito de uma escola onde todos os seguimentos estão articulados com a finalidade de planejar um ensino que garanta a eles, além da formação para a autonomia, um projeto de vida plena, alicerçado em conhecimentos, valores e atitudes que os identifiquem como alguém competente na construção da própria história. 8

9 PLANEJAMENTO e REGISTRO PLANEJAMENTO e REGISTRO É preciso aprimorar essa prática Registros escolares Registros escolares: apoio no planejamento, orientam as ações a serem desencadeadas a partir do planejado. permite avançar com segurança desenvolver ações inovadoras O registro e sua análise nos permite avançar com segurança para além do realizado, sem perder a oportunidade de desenvolver ações inovadoras. Subsidiar as decisões Subsidiar as decisões tão necessárias na ação de planejar e executar o planejado. permite entender os condicionantes e as necessidades da escola A leitura dos registros já elaborados permite entender os condicionantes e as necessidades da escola. elaboração de novos registros durante o planejamento reflexãoindica os caminhos A elaboração de novos registros durante o planejamento possibilita a reflexão sobre os dados, bem como indica os caminhos para sanar as dificuldades detectadas. Documentam um compromisso escrito quanto às intenções. registro é o impulsionador da reflexão sobre a prática permite observar o realizadonão permitindo repetir equívocos O registro é o impulsionador da reflexão sobre a prática, possibilita a constatação da teoria na prática. Sua análise permite observar o realizado, não permitindo repetir equívocos bem como avançar além do realizado. 9

10 10 Contextualizar envolve uma relação entre sujeito e objeto Contextualizar o conteúdo que se quer aprendido significa, assumir que todo o conhecimento envolve uma relação entre sujeito e objeto, facilita a ponte entre a teoria e a prática pois: retira o aluno retira o aluno da condição de espectador passivo. permiteaprendizagemsignificativapermite que a aprendizagem seja significativa pois evoca áreas, âmbitos ou dimensões presentes na vida pessoal, social e cultural. mobiliza competências cognitivas já adquiridasmobiliza competências cognitivas já adquiridas. O cotidiano e as relações estabelecidas com o ambiente físico e social devem permitir dar significado a qualquer conteúdo curricular, fazendo a ponte entre o que se aprende na escola e o que se faz, vive e observa no dia-a-dia. recurso para tornar a aprendizagem significativa associá vida cotidiana ou com conhecimentos adquiridos espontaneamente. é um recurso para tornar a aprendizagem significativa ao associá - la com experiências da vida cotidiana ou com conhecimentos adquiridos espontaneamente. O jovem não inicia a aprendizagem escolar partindo do zero, mas com uma bagagem formada por conceitos já adquiridos espontaneamente.

11 APRENDIZAGEM CONTEXTUALIZADA Contextualizar vida real para a sala de aula (re)experienciem partir de múltiplas perspectivas Contextualizar propõe não apenas trazer a vida real para a sala de aula, mas criar condições para que os alunos (re)experienciem os eventos da vida real a partir de múltiplas perspectivas. propõe selecionarquestões que constituem debate na sociedade em que se está inserido Contextualizar propõe selecionar as questões principais que constituem o debate presente na sociedade em que se está inserido. 11

12 12 SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS Funcionam de forma parecida com os projetos e podem integrá-los, desenvolvem habilidades e competências mas não fornecem, necessariamente, um produto final predeterminado. Características fundamentais de uma sequência didática: ampliação do nível de dificuldade entre as suas diferentes etapas; foco voltado para aprendizagem de conteúdos conceituais; podem e devem integrar os projetos didáticos. São situações didáticas articuladas, que possuem uma seqüência de realização, cujo critério principal são os níveis de dificuldade.

13 13 É UMA SEQUÊNCIA DE ATIVIDADES SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA PROMOVER ENSINO/ APRENDIZAGEM COMOCOMO LEITURA AULA EXPOSITIVA AULAS PRÁTICAS ANÁLISE DE TEXTO TRABALHO EM GRUPO

14 Boa Situação de Aprendizagem Garante circulação de informação; Prevê desafios e tomada de decisão; Mantém as características sócio-culturais do objeto a ser aprendido; Favorece a reflexão sobre o conteúdo a ser trabalhado. 14

15 15 precisam por em jogo tudo o que sabem e pensam sobre o conteúdo 1.Os aprendizes precisam por em jogo tudo o que sabem e pensam sobre o conteúdo em torno do qual o professor organizou a tarefa; problemas a resolver decisões a tomar 2.Os aprendizes têm problemas a resolver e decisões a tomar em função do que se propõem a produzir; conteúdo trabalhadocaracterísticasobjeto sociocultural real; 3.O conteúdo trabalhado mantém as suas características de objeto sociocultural real; organização da tarefa garante a máxima circulação de informação possívelas situações devem prever o intercâmbio interação 4.A organização da tarefa garante a máxima circulação de informação possível entre os aprendizes, por isso as situações propostas devem prever o intercâmbio e a interação entre eles. PRINCÍPIOS DIDÁTICOS QUE DEFINEM UMA BOA SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM:

16 16 Que saberes o professor precisa ter para trabalhar uma S.A. de forma produtiva? Essa sequência didática valoriza o que os alunos já sabem? Os alunos têm problemas a resolver e decisões a tomar? Instiga a busca de novas informações e conhecimentos? Que conhecimentos são construídos pelo aluno nessa sequência didática? Essa S.A. valoriza o que os alunos já sabem? Que saberes o professor precisa ter para trabalhar uma S.A. de forma produtiva? Essa sequência didática valoriza o que os alunos já sabem? Os alunos têm problemas a resolver e decisões a tomar? Instiga a busca de novas informações e conhecimentos? Que conhecimentos são construídos pelo aluno nessa sequência didática? Essa S.A. valoriza o que os alunos já sabem? REFLEXÕES PARA O PROFESSOR:


Carregar ppt "Objeto Central da Área de Ciências Humanas estudo das ações humanas construídas entre diferentes indivíduos, grupos, segmentos e classes sociais construções."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google