A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INQUÉRITO POPULACIONAL SOBRE DOENÇA DIARRÉICA E INGESTÃO DE ALIMENTOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EPIDEMIOLOGIA DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS FSP/USP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INQUÉRITO POPULACIONAL SOBRE DOENÇA DIARRÉICA E INGESTÃO DE ALIMENTOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EPIDEMIOLOGIA DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS FSP/USP."— Transcrição da apresentação:

1 INQUÉRITO POPULACIONAL SOBRE DOENÇA DIARRÉICA E INGESTÃO DE ALIMENTOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EPIDEMIOLOGIA DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS FSP/USP e CVE/SES-SP Alexandra Zapparoli Amélia Dias Pereira Marcos César Prado Coordenação: Almério de Castro Gomes - FSP/USP Margarida M. M. B. de Almeida - FSP/USP José Cássio de Moraes - CVE/SES-SP Maria Bernadete de Paula Eduardo - CVE/SES-SP

2 I – INTRODUÇÃO Dentre alguns fatores que alteraram o perfil epidemiológico das doenças diarréicas, colocando o alimento como importante veiculador de patógenos temos: o desenvolvimento econômico e a globalização do mercado mundial; as modificações nas condições de vida; a intensificação da urbanização; as alterações nos hábitos alimentares com a crescente utilização de alimentos industrializados e consumidos fora de casa; o aumento do consumo de alimentos in natura; a intensa mobilização mundial das populações através de viagens internacionais; a introdução de medidas básicas de saneamento.

3 I – INTRODUÇÃO – cont. Atualmente o perfil epidemiológico das doenças diarréicas está muito modificado. Assim, o protótipo de surto não é mais necessariamente aquele restrito a uma instituição fechada, mas casos aparentemente isolados podem fazer parte de um mesmo surto. É nesta perspectiva que se inseriu a presente proposta de desenvolvimento de inquérito de população sobre a doença diarréica nas chamadas Áreas Sentinelas do Estado de São Paulo.

4 II - OBJETIVO Determinar a incidência de diarréia e a exposição de uma determinada população aos fatores de risco para doenças transmitidas por alimentos, estabelecendo-se assim a proporção de pessoas com doença diarréica e que procuram serviços médicos.

5 III - MÉTODOS Tipo de Estudo: Coorte Definição de Caso: Definiu-se como diarréia aguda aquela que apresenta 3 ou mais evacuações, com diminuição da consistência durante pelo menos 24 horas.

6 III – MÉTODOS – cont. População de Estudo: Pessoas residentes nas áreas sentinelas da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, sendo as cidades de Botucatu, Marília onde o questionário foi aplicado diretamente aos entrevistados, ou seja, porta-porta e, a cidade de São Paulo com foco nos seguintes bairros: Saúde, Vila Mariana, Consolação, Bela Vista e Jardim Paulista, nos quais os questionários foi aplicado via ligação telefônica. Critérios de inclusão: entrevistado aceitar fazer parte do estudo; Critérios de exclusão: pessoas que tiveram diarréia crônica, escritórios e comércio.

7 III – MÉTODOS – cont. Amostra Botucatu 123 bairros 15 bairros 15 quadras 3 residências/quadra 45 residências 71 questionários

8 III – MÉTODOS – cont. Amostra – cont. Marília 223 bairros 15 bairros 15 quadras 3 residências/quadra 45 residências 60 questionários

9 III – MÉTODOS – cont. Amostra – cont. São Paulo 300 ruas 50 sorteadas 426 números de telefones 68 residências 179 questionários

10 IV – RESULTADOS PRELIMINARES Análise Desenvolvida: A tabulação dos dados foi realizada mediante a utilização do programa Epiinfo. Foi aplicado um questionário com 56 itens buscando casos de doença diarréica, possíveis alimentos associados e procura por serviços médicos. Exemplos: ¨Nos últimos sete dias você consumiu ovos? Como foi o preparo deste? Você tem o costume de comer carne? Como? Você tem o costume de comer peixe? Como?¨

11 IV – RESULTADOS – cont. Tabela 1: Questionários aplicados por cidade nos meses de agosto e setembro de CidadeN o de Questionários Botucatu71 (22,9%) Marília60 (19,4%) São Paulo179 (57,7%) Total310 (100 %)

12 IV – RESULTADOS – cont. Quadro: Risco Relativo e intervalo de confiança das várias exposições nas cidades de Botucatu/SP e São Paulo/SP, 2000.

13 V – CONCLUSÃO PRELIMINAR Dos dados tabulados temos: 40 % dos casos procuraram serviços médicos 20% procuraram a farmácia; 10% foram ao hospital; 10% foram a convênio de saúde.

14 V – CONCLUSÃO PRELIMINAR – cont. SIMULAÇÃO: População das Áreas Sentinelas Pessoas estudadas Casos de diarréia Procura por médicos CVE


Carregar ppt "INQUÉRITO POPULACIONAL SOBRE DOENÇA DIARRÉICA E INGESTÃO DE ALIMENTOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EPIDEMIOLOGIA DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS FSP/USP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google