A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL DAS REFEIÇÕES SERVIDAS EM CRECHES PARTICULARES Débora Letícia Frizzi Silva - UFPR/TN Orientadora: Profª Márcia Aurelina de Oliveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL DAS REFEIÇÕES SERVIDAS EM CRECHES PARTICULARES Débora Letícia Frizzi Silva - UFPR/TN Orientadora: Profª Márcia Aurelina de Oliveira."— Transcrição da apresentação:

1 COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL DAS REFEIÇÕES SERVIDAS EM CRECHES PARTICULARES Débora Letícia Frizzi Silva - UFPR/TN Orientadora: Profª Márcia Aurelina de Oliveira Alves Colaboradoras: Lua Maria Crespo Anastácio, Juliane Milena Rocha INTRODUÇÃO E OBJETIVOS MÉTODO RESULTADOS E DISCUSSÃO CONCLUSÃO REFERÊNCIAS NUTRIENTES* INSTITUIÇÃO PNAE- 20% (2009) ABC 1º Dia (107,93g) 2º Dia (126,64g) 1º Dia (136,41g) 2º Dia (108,09g) 1º Dia (146,00g) 2º Dia (111,74g) 1-3 Anos 4-5 Anos Umidade(g)29,3725,7637,2123,5136,2333,08-- Energia (Kcal)233,72234,39239,02308,89183,82225, Proteína (g)7,015,7611,884,6313,485,086,38,4 Carboidratos(g)47,4948,5132,4056,0729,9847,6132,543,9 Lipídeos (g)1,751,926,887,341,111,695,06,8 F. Alimentar (g)12,4816,3412,787,718,8316,953,85,0 Sódio (mg)606,73594,76390,36198,64438,56580,40234,32 Cinzas (g)1,901,711,540,741,491,65-- As creches têm a responsabilidade de fornecer aos alunos uma alimentação equilibrada e adaptada às necessidades de cada idade 1, além de estimular práticas alimentares saudáveis. O estudo objetivou determinar a composição nutricional, através de análise química, das porções servidas no almoço às crianças de dois a cinco anos de idade matriculadas em creches particulares de Curitiba-PR e avaliar se a quantidade fornecida atende aos 20% das necessidades nutricionais recomendadas pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) 2. Período: outubro/2012 a maio/2013. Amostra: almoço de três creches A, B e C, em dois dias não consecutivos. Método: método de análise da duplicata das porções 3. Analises Químicas: umidade, cinzas, lipídios, proteínas, fibra alimentar e sódio de acordo com AOAC 4. O teor de carboidratos foi determinado pela diferença e o energético calculado pelos fatores de conversão de Atwater. Análise dos Dados: estatística descritiva, ANOVA e pelo teste T de Student. O estudo revelou que todas as creches não atenderam às recomendações nutricionais das faixas etárias estudadas, evidenciando a necessidade de ações corretivas para melhorar a qualidade nutricional das refeições servidas. Apesar das inadequações, o aporte nutricional preconizado pelo PNAE, utilizado para avaliar a adequação das refeições às necessidades nutricionais, não é obrigatório às creches privadas. TABELA 1 - TEORES DOS NUTRIENTES DAS AMOSTRAS DAS REFEIÇÕES DE ACORDO COM PER CAPTA DIÁRIO E VALORES DE REFERÊNCIA DO PNAE POR IDADE **análises realizadas em triplicata - Os per captas médios não apresentaram diferença estatística entre si. - Lipídios, sódio e energia apresentaram diferença significativa entre as creches, provavelmente pelo tipo de alimento e forma de preparação. - As fibras apresentaram teor elevado em comparação ao de outros estudos 5. - Todas as creches apresentam sódio acima da recomendação do PNAE. O excesso de sódio associa-se a doenças cardiovasculares e a hipertensão arterial, e decorre do hábito alimentar brasileiro 6, alto consumo de caldo industrializado e de sal de cozinha empregados na preparação das refeições 7. - A adequação da quantidade média de energia, lipídio e proteína variou de acordo com a faixa etária analisada. 1-BISCEGLI, T. S. et al. Estado nutricional e carência de ferro em crianças frequentadoras de creche antes e 15 meses após intervenção nutricional BRASIL, Ministério da Educação, Resolução do FNDE nº 38/2009. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar aos alunos da educação básica no Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE. 3-FISBERG, R.M et al. Inquéritos alimentares, métodos e bases científicos ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS (AOAC) Official methods of analysis of the Association of official analytical chemists DIAS, L. C. D. et al. Valor nutricional da alimentação escolar oferecida em uma rede municipal de ensino SARNO F. et al. Estimativa de consumo de sódio pela população brasileira, ALVES, G. et al. Avaliação Antropométrica e Consumo Alimentar de Pré-Escolares em Creches de Umuarama, Paraná.2008.


Carregar ppt "COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL DAS REFEIÇÕES SERVIDAS EM CRECHES PARTICULARES Débora Letícia Frizzi Silva - UFPR/TN Orientadora: Profª Márcia Aurelina de Oliveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google