A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GESTÃO POR PROCESSOS. DEFINIÇÃO - Processo Conjunto de atividades inter-relacionadas ou interativas que transformam insumos (entradas) EM PRODUTO OU SERVIÇO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GESTÃO POR PROCESSOS. DEFINIÇÃO - Processo Conjunto de atividades inter-relacionadas ou interativas que transformam insumos (entradas) EM PRODUTO OU SERVIÇO."— Transcrição da apresentação:

1 GESTÃO POR PROCESSOS

2 DEFINIÇÃO - Processo Conjunto de atividades inter-relacionadas ou interativas que transformam insumos (entradas) EM PRODUTO OU SERVIÇO (SAIDAS) RESULTADO DE UM PROCESSO

3 PROCESSO Um conjunto de atividades que juntas criam valor para o cliente (Michael Hammer) CONCEITO

4 RECURSOS PROCESSO PRODUTO VOZ DO PROCESSO VOZ DO CLIENTE CONCEITO SERVIÇO

5 CONCEITO DONO DO PROCESSO - Tem perfeito conhecimento do que está sendo requerido pelo seus clientes - Tem o conhecimento adequado do processo para identificar impactos - Pode influenciar mudanças no processo - Pode fazer mudanças de procedimentos e orientações que afetam o processo

6 CONCEITO HIERARQUIA( EXEMPLOS) Macroprocesso Processo Sub-processo Atividade Processo Tarefa Atividade

7 CONCEITO VISÃO DE PROCESSOS UM RESULTADO DESEJÁVEL É ATINGIDO COM MAIOR EFICIÊNCIA QUANDO OS RECURSOS E AS ATIVIDADES RELACIONADAS SÃO GERENCIADAS COMO UM PROCESSO

8 PORQUE DA VISÃO DE PROCESSOS - Atender necessidades do cliente - Ter visão mais ampla e horizontal do negócio - Ter método disciplinado de análise - Implementar mais facilmente as mudanças - Possibilitar balanceamento dos recursos - Ter maior envolvimento dos funcionários - Permitir testar e avaliar mudanças por simulações

9 ORIENTAÇÃO PARA PROCESSOS - Processos projetados com cuidado - Processos mensuráveis - Processos compreendidos

10 ORIENTAÇÃO PARA PROCESSOS BENEFÍCIOS PARA A ORGANIZAÇÃO - Mais flexível - Mais ágil nas adaptações - Mais competitiva - Menor índice de retrabalho - Menores desperdícios

11 ENFOQUE SISTÊMICO- Características Típicas(outras) - As organizações são classe de sistemas sociais, que compreendem atividades padronizadas de uma quantidade de indivíduos.

12 ENFOQUE SISTÊMICO- Características Típicas(outras) A organização é uma estrutura de papéis, os quais são desempenhados pelos indivíduos no âmbito de suas responsabilidades.

13 ENFOQUE SISTÊMICO ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA SOCIOTÉCNICO Dois sub-sistemas: 1.- Social 2.- Técnico

14 ENFOQUE SISTÊMICO ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA SOCIOTÉCNICO 1.- Subsistema social - Pessoas que trabalham na organização - Todos os seus relacionamentos - Necessidades, valores, crenças - Compreensões sobre o trabalho e empresa - Conhecimentos, Habilidades, Atitudes ENFOQUE SISTÊMICO

15 ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA SOCIOTÉCNICO ENFOQUE SISTÊMICO 2.- Subsistema técnico - Tarefas a serem desempenhadas, - Instalações, equipamentos, instrumentos - Exigências das tarefas, - Utilidades e técnicas operacionais, - Ambiente físico e duração das tarefas

16 O subsistema técnico envolve a tecnologia, o território e o tempo e é responsável pela a eficiência potencial da organização. O subsistema social transforma a eficiência potencial em eficiência real. ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA SOCIOTÉCNICO ENFOQUE SISTÊMICO

17 As tecnologias afetam os tipos de insumos que entram na organização e os produtos ou serviços de saída do sistema. Entretanto, o sistema social determina a efetividade e eficiência da utilização da tecnologia ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA SOCIOTÉCNICO ENFOQUE SISTÊMICO

18 ENFOQUE SISTÊMICO - Esquema básico ENTRADAS (INSUMOS) MATERIAL ENERGIA INFORMAÇÃO (CUSTOS) ORGANIZAÇÃO PESSOAS PROCESSOS PROPRIEDADES PRODUTIV= F/C SAIDAS (PRODUTO OU SERVIÇO) CLENTES (FATURAM)

19 TEORIA DA CONTINGÊNCIA Relação entre variáveis ambientais e diferentes formas estruturais e processos organizacionais.

20 TEORIA DA CONTINGÊNCIA Variáveis que exercem influencia sobre o desenho organizacional: - Tamanho - Tecnologia - Natureza do ambiente

21 TEORIA DA CONTINGÊNCIA ENFATIZA O FATO DE NÃO EXISTIR UMA ÚNICA MANEIRA MELHOR DE ORGANIZAR AS ORGANIZAÇÕES PRECISAM SER SISTEMATICAMENTE AJUSTADAS ÀS CONDIÇÕES AMBIENTAIS

22 TEORIA DA CONTINGÊNCIA PARA A TEORIA DA CONTINGÊNCIA NÃO EXISTE UMA UNIVERSALIDADE DOS PRINCÍPIOS DE ADMINISTRAÇÃO E NEM UMA ÚNICA MANEIRA DE ORGANIZAR E DE ESTRUTURAR AS ORGANIZAÇÕES.

23 TEORIA DA CONTINGÊNCIA A tese central da abordagem contingencial é a de que não há um só método ou técnica válidos, ótimos ou ideais, para todas as situações

24 TEORIA DA CONTINGÊNCIA A TEORIA DA CONTINGÊNCIA É PORTANTO UM GRANDE FUNDAMENTO TEÓRICO PARA A GESTÃO, NA MEDIDA EM QUE PERMITE A CADA ORGANIZAÇÃO UMA GRANDE LIBERDADE NA DEFINIÇÃO DOS PROCESSOS PRINCIPAIS E DE APOIO

25 TEORIA DA CONTINGÊNCIA A GESTÃO POR PROCESSOS SE VALE DESSES CONCEITOS PERMITINDO QUE OS GESTORES POSSAM ANALISAR E SINTETIZAR O QUE MELHOR CONVÊM À CADA EMPRESA

26 PROCESSOS DE TRABALHO Conjunto de Recursos Humanos e Materiais para a realização das atividades necessárias à produção de um resultado final específico, independentemente de relacionamento hierárquico

27 PROCESSOS DE TRABALHO Atividades interdependentes Sem elas, teríamos tão somente uma determinada quantidade de atividades avulsas, orientadas para diferentes resultados, ou produtos finais. Características

28 PROCESSOS DE TRABALHO Receber produtos parciais mesuráveis (entradas, inputs). A impossibilidade de mensuração inviabilizaria a aferição do desempenho. Características

29 PROCESSOS DE TRABALHO Fazer algo, modificar o produto parcial recebido (agregar valor, value added). Características

30 PROCESSOS DE TRABALHO Gerar produtos também mensuráveis (saídas, outputs) Não pode haver garantia de melhoria na base do achismo Características

31 PROCESSOS DE TRABALHO Ter atividades repetitivas Se o conjunto de atividades não for repetitivo, teremos no máximo um projeto e não um processo Características

32 PRINCIPAIS PROCESSOS O número adequado de processos tem sido fixado de dois até mais de 100. (Thomas Davemport)

33 PRINCIPAIS PROCESSOS Três principais processos identificados por Rockart e Short: 1. Desenvolvimento de novos produtos 2. Entrega de produtos aos clientes 3. Administração das relações com o cliente

34 PRINCIPAIS PROCESSOS Pesquisadores de Harvard, trabalhando nas questões de administração por processos, defenderam apenas dois processos: (1) administração da linha de produtos (2) administração do ciclo do pedido.

35 PRINCIPAIS PROCESSOS A experiência leva a fixar o número adequado de processos importantes entre cinco e 20

36 A definição dos processos é mais uma arte do que uma ciência, e os limites são arbitrários: Quando deve começar e terminar a preocupação do dono do processo com o mesmo? Quando deve começar e terminar o envolvimento dos clientes com o processo? Onde começam e terminam os sub-processos? Está o processo totalmente embutido em outro processo? Será provável que venham vantagens da combinação do processo com outros processos ou subprocessos? Determinação dos Limites do Processo

37 IDENTIFICAÇÃO DE PROCESSOS - Enumerar os principais processos - Determinar os limites dos processos - Avaliar a relevância estratégica de cada um - Levantar as condições reais dos mesmos - Identificar a diretriz de cada processo ( Thomas Davemport)

38 CATEGORIA DE PROCESSOS Segundo David Garvin, existem 3(três) categorias básicas de processos: 1.- Processos de negócios 2.- Processos organizacionais 3.- Processos gerenciais Cada categoria se subdivide em tipos de processos, que se distinguem uns dos outros em função da sua capacidade de gerar valor.

39 CADEIA DE VALORES ( PORTER) A cadeia de valores é o instrumento utilizado pelas empresas para entender os seus processos e para delinear os caminhos para se atingir a vantagem competitiva.

40 CADEIA DE VALORES Como a empresa é composta por uma série de processos, as vantagens competitivas são setoriais, isto é, dependem do desempenho e da meta de cada setor.

41 CADEIA DE VALORES Existe uma interdependência no funcionamento de cada processo, e uma das funções do estabelecimento da cadeia de valores é justamente identificar as correlações entre as atividades que compõem as empresas.

42 CADEIA DE VALORES INFRAESTRUTURA DA EMPRESA RECURSOS HUMANOS DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIA AQUISIÇÃO ATIVIDADES DE APOIO LOGIS TICA INT. OPERA ÇÕES LOGIS TICA EXT. MKT VEN SERVIÇOS ATIVIDADES PRIMÁRIAS M A R G E M


Carregar ppt "GESTÃO POR PROCESSOS. DEFINIÇÃO - Processo Conjunto de atividades inter-relacionadas ou interativas que transformam insumos (entradas) EM PRODUTO OU SERVIÇO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google