A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MEIOS DE EXPLORAÇÃO DO SN Disciplina: Enf. Neuropsiquiátrica Profª Dinamara Selbach.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MEIOS DE EXPLORAÇÃO DO SN Disciplina: Enf. Neuropsiquiátrica Profª Dinamara Selbach."— Transcrição da apresentação:

1 MEIOS DE EXPLORAÇÃO DO SN Disciplina: Enf. Neuropsiquiátrica Profª Dinamara Selbach

2 É na mácula que a imagem se forma. O nervo óptico se encarrega, a partir daí, de levar a imagem para o cérebro. É um processo instantâneo. EXAME DO FUNDO DO OLHO

3 O olho, que é observado com o oftalmoscópio, pode apresentar uma atrofia do nervo óptico, uma hipertensão intracraniana, anomalias dos vasos e da circulação, hemorragias, edema, degenerescências da retina. O fundo do olho normal tem a cor vermelho alaranjado. A papila é um círculo branco rosado, de bordas nítidas. Em seu centro surge a artéria central da retina e penetra a veia central da retina.

4 EXAME DO FUNDO DO OLHO Antes desse exame, a enfermeira, a pedido do médico terá feito uma dilatação pupilar com a instilação de atropina ou de um de seus derivados (1 gota em cada olho, quinze minutos antes do exame) Esse exame é indispensável após os traumatismos cranianos, em caso de hipertensão arterial, quando se suspeita de um tumor cerebral, uma meningite tuberculosa e de transtornos vasculares cerebrais

5 radiografias do crânio sem preparo As radiografias do crânio sem preparo são úteis para revelar anomalias congênitas e as fraturas. Os tumores intracranianos alteram a estrutura óssea da caixa craniana, causam descalcificações e a separação de suturas. São necessários, com freqüência exames radiográficos mais complexos. Exames Radiológicos: Radiografia do crânio sem preparo

6 Exames Radiológicos: Imageamento por tomografia computadorizada Utiliza um feixe estreito de raios X para escanear a cabeça em camadas sucessivas. Obtêm-se assim imagens transversais do cérebro. É realizado primeiramente sem contraste, em seguida, por contraste endovenoso. É invasivo e indolor O paciente deita-se em uma mesa ajustável, com a cabeça mantida em posição fixa, enquanto o sistema de escaneamento circula ao redor da cabeça e produz as imagens transversais. Ele deve deitar-se com a cabeça totalmente parada, sem falar ou mover a face, porque o movimento da cabeça distorcerá a imagem.

7 Exames Radiológicos: Imageamento por ressonância magnética A Ressonância Magnética e um dos métodos mais recentes e avançados no diagnóstico por imagem, com ampla utilização nas diversas áreas médicas. Apresenta ainda a vantagem de não utilizar radiação ionizante (Raios X). A imagem é formada com base em um potente campo magnético e ondas de radiofreqüência, que não causam nenhum risco de dano ao paciente, podendo ser utilizado mesmo em gestantes e crianças.

8 Exames Radiológicos: Imageamento por ressonância magnética Antes de entrar na sala, o paciente é orientado a deixar todos os objetos metálicos que possui, para não alterar o resultado do exame. O paciente entra em um tubo, ondas magnéticas perpassam seu corpo.

9 Exames Elétricos: EEG - eletroencefalograma O eletroencefalograma surgiu no início deste século e está cada dia mais moderno. É o exame capaz de captar a atividade elétrica gerada pelas células nervosas do cérebro. Como essa atividade elétrica é constante, quando há qualquer doença, o exame mostra-se alterado. Mas não é qualquer pessoa que é capaz de interpretar com segurança o resultado do exame: além da residência médica em neurologia, o profissional deve ter a formação em eletroencefalografia, que dura um ano, em média. O eletroencefalograma é um exame indolor e depois de realizá-lo o paciente pode voltar para casa ou ir trabalhar de imediato. As únicas recomendações para os pacientes são as seguintes: no dia do exame, vir com a cabeça limpa e seca. A alimentação deve ser normal.

10 Punção Lombar e Líquido Cefalorraquidiano Uma punção lombar (punção espinhal) é realizada através da inserção de uma agulha dentro do espaço subaracnóide lombar para coletar LCR. O teste pode ser realizado visando obter o LCR para exame, para medir e reduzir a pressão no LCR, determinar a presença ou ausência de sangue no LCR, detectar bloqueio subaracnóide espinhal e Administrar antibióticos por via intratecal - isto é, dentro do canal espinhal - em certos casos de infecção.

11 Em geral, a agulha é inserida no espaço subaracnóide entre a terceira e quarta ou quarta e quinta vértebras lombares. Como a medula espinhal se divide em um feixe de nervos na primeira vértebra lombar, a inserção da agulha abaixo do nível da terceira vértebra lombar impede a punção da medula espinhal. Uma punção lombar bem-sucedida exige que o paciente esteja relaxado; um paciente ansioso fica tenso, e isso pode aumentar a leitura da pressão.

12 O LCR deve ser claro e incolor. O LCR róseo, tinto de sangue ou nitidamente sanguinolento pode indicar uma contusão cerebral, laceração ou hemorragia subaracnóide. Por vezes, com uma punção lombar difícil, o LCR mostra- se, inicialmente, sanguinolento, por causa do trauma local, mas, em seguida, ele se torna mais claro. Usualmente, as amostras são obtidas para a contagem de células, cultura e testes de glicose e proteína. As amostras devem ser enviadas para o laboratório de imediato, porque ocorrerão alterações e o resultado será alterado, se as amostras ficarem aguardando para o exame. EXAMINADO O LÍQUIDO CEFALORRAQUIDIANO

13


Carregar ppt "MEIOS DE EXPLORAÇÃO DO SN Disciplina: Enf. Neuropsiquiátrica Profª Dinamara Selbach."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google