A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UrbisAmazônia Apresentação de Resultados Ano I Belém - Junho 2012 Ana Cláudia Cardoso Pesquisadora Associada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UrbisAmazônia Apresentação de Resultados Ano I Belém - Junho 2012 Ana Cláudia Cardoso Pesquisadora Associada."— Transcrição da apresentação:

1 UrbisAmazônia Apresentação de Resultados Ano I Belém - Junho 2012 Ana Cláudia Cardoso Pesquisadora Associada

2 Projeto de Pesquisa UrbisAmazônia Visão: Enfrentar o desafio e a oportunidade histórica de promover um modelo de desenvolvimento que responda às necessidades econômicas, sociais, ambientais e culturais da região Objetivos As cidades podem ser peças chave para a promoção do desenvolvimento sustentável na região? Entender o fato urbano na Amazônia e suas particularidades. Superar as dicotomias entre urbano (onde concentram-se as pessoas) e rural (onde concentram-se recursos naturais). Criar uma tipologia de redes que articule metrópole, cidades, localidades ribeirinhas, e apoie a tomada de decisão e a formulação de políticas públicas e privadas adequadas à Amazônia. Aplicações para a Sociedade e para Vale Planejamento de investimentos no território Elaboração de políticas públicas Consolidação das cidades Monitoramento de processos sócio-ambientais e dinâmicas econômicas Direcionamento de investimentos Identificação de parceiros Otimização de recursos Melhoria das condições de infra-estrutura

3 Sensoriamento Remoto&GIS (Inpe SJC e Amazônia, FGV, ITV DS): TerraClass: realizou levantamento de uso e ocupação da terra em áreas antropisadas da Amazônia Legal. Hoje Hoje: destaca municípios para detalhar classe mosaico de ocupações e detectar na escala da cidade eixos de estruturação urbana (rodovias, cursos dágua, pistas de pouso), áreas vulneráveis e vazios urbanos. O Urbis está contribuindo para a ampliação das categorias de análises de áreas urbanas com SR. Ocupação Densa Ocupação esparsa Interstícios urbanos (monitorament o de áreas verdes urbanas) Métricas para identificação de padrões de expansão urbana (FGV, 2011) (Inpe Amazônia, 2012) (D Asta et al., 2012)

4 Economia Regional (Cedeplar/UFMG, Inpe, ITV DS): EGCCentralina EGC e Centralina para Amazônia Legal, e AML + MA. EGC EGC (terra, capital, trabalho) está recebendo o choque de novas variáveis: uso e valor da terra, desmatamento, investimentos da Vale, dados do Censo 2010 entre outras. Hoje: EGC O Modelo EGC calcula a contribuição da floresta desmatada nesse período para o crescimento econômico na AML, ou o custo de oportunidade da redução do desmatamento da Amazônia Legal. Centralina O Modelo Centralina agrega novos clusters de variáveis para detectar novas centralidades no Pará e AML, atualizando as hierarquias apresentadas pelo IBGE (2008) com dados de 2010, e permitindo projeções até (Cedeplar, 2009) (Cedeplar, 2012 (Cedeplar, 2012)

5 Detalhamento da análise de centralidade através das microredes (Inpe SJC, FGV, ITV DS): Ponto de partida: Urbis 2 Hoje Hoje: Desenvolvimento de técnicas de representação de relações entre pequenas localidades (Teoria dos Grafos). (Pinho, 2012) (Amaral et al., 2009)

6 Demografia (Nepo/Unicamp) (Nepo, 2012)

7 Urbis 2 + Belém + Não Urbis Imigrantes (Urbis 2 + Belém + Não Urbis) = Urbis 1 Circulação entre municípios do Urbis 1 = Urbis 1 Urbis 2 Não Urbis Belém 3,8 % 59 % 28,7% 8,5 % Municípios Urbis 1 não naturais brasileiros natos Proporção de brasileiros não naturais do Pará, em relação ao total de brasileiros natos Censo 2010 (Nepo, 2012)

8 Urbis 2 Missão de campo Rio Tapajós (Arapiuns) (4 a 15 junho/2012) Equipe Equipe: 10 bolsistas e 2 pesquisadores Objetivo Objetivo: aprofundar o conhecimento dos fluxos e relações das localidades que compõem micro redes já investigadas. Urbis 1 Missão de campo Carajás: Marabá - São Félix do Xingu (20 julho – 5 agosto/2012) Equipe Equipe: 6 bolsistas e 3 pesquisadores Objetivo Objetivo: compreender a dinâmica de ocupação da fronteira agropecuária e mineral. Fieldwork Trabalhos de Campo 2012 (Fieldwork ) Produção Científica 2012: Tese defendida (1): Orientação As estruturas das redes de localidades ribeirinhas amazônicas no tecido urbano estendido (Carolina Pinho.Inpe, Orientação: Silvana Amaral e Leila Fonseca) Tese em andamento com defesa para 2012 (2): Orientação Desenvolvimento regional e fluxos migratórios no Brasil: uma análise crítica (Ana Carolina. Cedeplar, Orientação: Rodrigo Simões) Orientação Caracterização sociodemográfica de áreas de estudo do Projeto UrbisAmazônia (Ricardo Dagnino. Nepo/Unicamp, Orientação: Roberto do Carmo) Dissertação em andamento com defesa para 2012 (2): Análise do padrão migratório na Amazônia: trajetórias dos migrantes e redes sociais das Cidades-nós (Nepo/Unicamp, Orientação: Roberto do Carmo) Subsídios para estratégias de Desenvolvimento Urbano para a Amazônia Oriental, baseadas no paradigma da economia do conhecimento (ITV DS/UFPA, Orientação: Ana Cardoso) Relatórios Técnico-Científicos : Campo Marabá-SFX, Campo Arapíuns, Metodologia EGC-Amazônia, Metodologia Centralina, Metodologia Padrões de Paisagem Urbana, Metodologia TerraClas-URBIS Artigos submetidos: eventos (3 internacionais, 2 nacionais), periódicos (1). Artigos publicados: periódico (2) Newsletter internacional (1) Discussão Teórico-Conceitual: Urbanização Extensiva e Urbanização de Fronteira Urbanização Extensiva e Urbanização de Fronteira Teoria dos Sistemas (modelagem da complexidade) Teoria dos Sistemas (modelagem da complexidade) Teoria das Elites / Teoria Institucional (desenvolvimento regional) Teoria das Elites / Teoria Institucional (desenvolvimento regional) Economia do Conhecimento (discussão sobre cidades criativas) Economia do Conhecimento (discussão sobre cidades criativas)

9 UrbisAmazônia processo Funcate /11, vigência: 11/ /2013 UrbisAmazônia (processo Funcate /11, vigência: 11/ /2013). Coordenação Geral compartilhada Coordenação Geral compartilhada: INPE-SJC e ITV DS 18 Pesquisadores Principais, 20 bolsistas distribuídos em 13 instituições. Página Web do Projeto: Investimento TotalR$ 2,3 milhões Investimento - Total: R$ 2,3 milhões 2012: R$ ,00 Ano 1: 2012: R$ ,00 Ano 2: 2013: R$ ,00 Ano 3: 2014: R$ ,50 Ano 3: 2014: R$ ,50 Financiamento Financiamento: ITV DS (50%) e da Fundação Vale (50%) 1º Relatório Anual Previsão de avaliação do 1º Relatório Anual pelo Comitê Externo (CE): 05 de outubro de 2012 em Belém Gestão


Carregar ppt "UrbisAmazônia Apresentação de Resultados Ano I Belém - Junho 2012 Ana Cláudia Cardoso Pesquisadora Associada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google