A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UM RELATO SOBRE O PROGRAMA DE CONTROLE DO TABAGISMO EM UMA UNIDADE DE SAÚDE NO DISTRITO SANITÁRIO DO CENTRO HISTÓRICO HUMBERTO COSTA Odontologo Salvador-Ba,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UM RELATO SOBRE O PROGRAMA DE CONTROLE DO TABAGISMO EM UMA UNIDADE DE SAÚDE NO DISTRITO SANITÁRIO DO CENTRO HISTÓRICO HUMBERTO COSTA Odontologo Salvador-Ba,"— Transcrição da apresentação:

1 UM RELATO SOBRE O PROGRAMA DE CONTROLE DO TABAGISMO EM UMA UNIDADE DE SAÚDE NO DISTRITO SANITÁRIO DO CENTRO HISTÓRICO HUMBERTO COSTA Odontologo Salvador-Ba, 05 de setembro de 2011

2 Fonte: art/ Não me ative à sua proibição de fumar. Crês realmente que é uma grande sorte viver muitos anos uma existência miserável? Sigmund Freud

3 Introdução O Tabagismo é considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a principal causa de doenças e morte evitável e um dos maiores problemas de saúde pública, de proporções internacionais. O consumo de tabagismo pode causar dependência física, psicológica ou emocional e dependência comportamental ou de hábito (DUARTE, 2007).

4 Desde 1989 o Ministério da Saúde através do Instituto Nacional do Câncer (INCA) criou o Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNTC), com o objetivo de reduzir a prevalência do tabagismo e a morbi-mortalidade por doenças ocasionadas pelo tabaco no país.

5 Na Bahia, o Programa Estadual de Controle do Tabagismo e Outros fatores de Risco de Câncer (PECT) é desenvolvido pela Secretária de Saúde do Estado (SESAB) através da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVEP), vinculado a Superintendência de Vigilância e Proteção a Saúde (SUVISA) e coordenado nacionalmente pelo Ministério da Saúde por intermédio do Instituto Nacional do Câncer (BAHIA, 2010).

6 Objetivo Geral Descrever as características dos pacientes atendidos no Programa de Controle do Tabagismo no período de 2008 a junho de 2010 em uma unidade de saúde no distrito sanitário do Centro Histórico de Salvador- Ba, também reflito sobre os resultados que serão apresentados nos momentos finais da escrita. Foto By Daniela Gama

7 Revisão de literatura O tabaco é uma planta cuja espécie mais conhecida e a Nicotina tabacum, explorada comercialmente sob a forma de charutos, cigarros, cigarrilhas, fumo para cachimbo, tabaco mascável e rapé. Silverstein (2002) observou os efeitos deletérios destes, devido aos mais de 4000 constituintes tóxicos.

8 Destas substâncias, a nicotina é um dos componentes mais importantes do tabaco devido seu potencial tóxico. Seus efeitos estimulantes (o humor, melhora a concentração, diminui ansiedade e o peso), reforçam seu uso. A nicotina exerce também ações especificas sobre outros sistemas neurotransmissores, que dão origem à síndrome de abstinência.

9 Várias patologias são associadas ao cigarro, tais como: doenças coronarianas, doenças respiratórias, doenças cerebrovascular. Dos 24,6 milhões de dependentes, 33,9% fumam de 15 a 24 cigarros por dia. E nada menos do que 60,3% deles acendem o primeiro cigarro do dia no máximo 30 minutos depois de acordar. Dois de cada dez começam a fumar apenas cinco minutos após despertar (BRASIL, 2008).

10 Relato de Experiência A vivência diária do autor como profissional da equipe foi muito importante para facilitar a avaliação do programa. A população de estudo corresponde ao Distrito Sanitário do Centro Histórico, constituído de seis Unidades Básicas de Saúde (USB) e duas Unidades de Saúde da Família (USF). A Unidade Básica de Saúde do D.S.C.H, é a Unidade de São Francisco, localizada no bairro do Tororó

11 Instrumentos e métodos PPA (Planilha de Produção Ambulatorial) para registro semanal dos atendimentos em grupo; Planilhas de coleta de informações do tabagismo, planilhas de consolidação de informações do tratamento do tabagismo nos relatórios mensais e anuais de grupo; Analise dos dados destas planilhas considerando idade, sexo, terapêutica medicamentosa, quantidade de sessões freqüentadas, cessação ou não de fumar.

12 Funcionamento do programa de controle Programa de Controle do Tabagismo As ações educativas Campanhas de conscientização e mobilização da sociedade O atendimento das pessoas Terapia de reposição ou substituição com nicotina

13 Resultados Tabela 1: Consolidação das informações dos grupos de tabagismo anos 2008/2009/2010. Fonte: dados da amostra Numero de Participantes: 173 CaracterísticasDeixaram de Fumar Continuaram Fumando Não Concluíram Total Sexo Masculino Feminino Faixa Etária 20 a 41 anos a 50 anos Mais de 50 anos Sessão Primeira Quarta

14

15

16

17 Tabela 2: Quantidade de participantes que fizeram o uso da reposição da nicotina nos anos de 2008/2009/2010. Fonte: dados da amostra Numero de Participantes: 173 Características/SexoFemininoMasculinoTotal I Medicamento Adesivo de Nicotina Goma de Mascar Adesivo e Goma Total II

18

19

20

21 TESTE FAGERSTROM DE DEPENDÊNCIA DA NICOTINA (TFDN) O question á rio abaixo, batizado com o nome de um médico dinamarquês Karl Fagerstrom, oferece informa ç ões generalizadas sobre o grau de dependência f í sica, mas pode ajudar quem deseja escolher o melhor m é todo de desintoxica ç ão. (*) Quando você fuma o seu primeiro cigarro depois de acordar? ( ) Dentro de 5 minutos[3] ( ) Ap ó s 6 a 30 minutos[2] ( ) Ap ó s 31 a 60 minutos[1] ( ) Ap ó s 60 minutos [0] Você acha dif í cil respeitar as proibi ç ões de fumar? ( ) Sim[1] ( ) Não [0] De qual cigarro é mais abdicar? ( ) Do primeiro da manhã[1] ( ) Outros [0] Quantos cigarros você fuma por dia em m é dia? ( ) At é 10[0] ( ) 11 a 20[1] ( ) 21 a 30[2] ( ) 31 ou mais [3] Você costuma fumar mais de manhã do que durante o resto do dia? ( ) Sim[1] ( ) Não [0] J á aconteceu de você fumar quando est á doente e precisa ficar de cama? ( ) Sim[1] ( ) Não[0] Total de Pontos ________ (*) Avalia ç ão: 0-4 pontos: Baixa dependência; 5-7 pontos: m é dia dependência; 8-10 pontos: forte dependência

22 PontuaçãoGrauQuantitativoPercentual De 0 – 1Muito Baixo3319,76 De 2 – 3Baixo5029,94 De 4 – 5Médio5231,14 De 6 – 7Elevado2514,94 De 9 – 10Muito Elevado74,19 Total167100,00 Tabela 3: Consolidado Resultado Teste Fagerstrom Ano 2008/2009/2010 Fonte: dados da amostra

23

24 Relatos Foi gratificante a participação por buscar a abstenção e poder dialogar sobre os problemas do cigarro, alem do apoio do grupo; Hoje me sinto feliz e toda a minha família. Penso que não volto a fumar de novo, pelo que foi feito nas semanas que participei do grupo; Foi muito gratificante participar e ver os resultados. Alguns companheiros deixaram o vício, superaram os obstáculos. Eu ainda estou fumando, bem menos, mas meu desejo é deixar mesmo.

25 DISCUSSÃO: breves considerações A atenção básica é um campo propicio para aplicação do Programa do Tabagismo; A cobertura do programa no D.S.C.H é baixa; O Programa de Tabagismo na unidade básica São Francisco cumpre a sua finalidade e obtém resultados satisfatórios. A política municipal de controle do tabagismo deve ser fortalecida, com um caráter abrangente e agregador, envolvendo diretamente setores da sociedade, baseado na promoção e prevenção à saúde.

26 Referências ACHUTTI, Aloysio. Guia Nacional de Prevenção e Tratamento do Tabagismo. Rio de Janeiro: Editora Vitrô comunicação, ANDRADE, Tarcisio Matos. O uso de substâncias psicoativas no Brasil. Epidemiologia, Legislação, Políticas Públicas e Fatores Culturais. Supera SENAD. 46p Brasília. BAHIA SESAB, Acessado em jun 2010.www.saude.ba.gov.br/portalsesab/antitabagismo BRASIL, Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Tabagismo – Um Grande Problema de Saúde Pública. Ed. INCA, Rio de Janeiro, DUARTE, Paulina do Carmo; Org. Prevenção ao uso Indevido de Drogas. Curso de Capacitação para Conselheiros Municipais. Brasília, Presidência da Republica, SENAD – 288p FOCCHI, Guilherme Raulino de A; BRAUN, Ivan Mário. Tratamento Farmacológico do Tabagismo. Rev. Psiquiátrica Clínica, n° 32, 266p GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 4 ed. São Paulo: Atlas, QUEIROZ, Rejane Christine. Validade e confiabilidade das declarações de óbito por câncer de boca no município do Rio de Janeiro. [Mestrado] Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública; 2002.

27 Em algum momento de nossas vidas, por fantasia ou acharmos bonito, resolvemos optar pelo uso de alguma droga lácita e em alguns casos, ilícitas. A conseqüência é que formos tragados pela dependência e, hoje de forma consciente dos malefícios que elas nos trazem, queremos nos livrar das mesmas e para tanto buscarmos saúde promovida por pessoas que se encontram dispostas a nos ajudar sem nada de nós cobrar. A principio não consegui êxito total. Consegui apenas reduzir o numero de cigarros. No entanto, nas minhas próprias reflexões, quanto a redução, descobrir que estava trapaceando a mim própria. É até aceitável a infeliz condição de não livrar-me da dependência do tabagismo mas, trapacear a mim mesmo é uma condição inaceitável. Sobretudo por participar de terapias em grupos com tantos depoimentos deprimentes, infelizmente. É uma questão vital gozar de saúde e principalmente livrar-me de uma suicídio lento e silencioso. Portanto, não engane a si próprio: É tudo ou nada! Optei por tudo de bom ou seja gozar de uma vida prazerosa com a ausência do falso prazer causado pelas drogas, seja ela de qual tipo for, lícita ou ilícita. Agradecimento (Usuário)


Carregar ppt "UM RELATO SOBRE O PROGRAMA DE CONTROLE DO TABAGISMO EM UMA UNIDADE DE SAÚDE NO DISTRITO SANITÁRIO DO CENTRO HISTÓRICO HUMBERTO COSTA Odontologo Salvador-Ba,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google