A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Elaborado por: www.auxiliofraternidade.com.br Seminário para trabalhadores de Casas Espíritas Sobre o: ATENDIMENTO FRATERNO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Elaborado por: www.auxiliofraternidade.com.br Seminário para trabalhadores de Casas Espíritas Sobre o: ATENDIMENTO FRATERNO."— Transcrição da apresentação:

1 Elaborado por: Seminário para trabalhadores de Casas Espíritas Sobre o: ATENDIMENTO FRATERNO

2 É uma tarefa social, que busca receber bem, orientar com segurança, esclarecendo o individuo à luz do Espiritismo. Igualmente visa, recep- cionar as pessoas que entram pela primeira vez na casa espírita, muitas vezes o nosso primeiro contato na casa espírita é no atendimento fraterno. ATENDIMENTO FRATERNO

3 Não se propõe a resolver os desafios, nem as dificuldades,nem eliminar doenças, nem os sofrimentos, mas propõe aos irmãos que buscam o Atendimento, os meios hábeis para a própria recuperação.

4 Apoiando-se nos postulados espíritas, abre perspectivas novas e projeta luz naqueles que se debatem nas aflições de toda ordem. O atendimento fraterno objetiva acender Luz na Treva, oferecer Roteiro no labirinto, proporcionar esperança no desencanto.

5 Jesus foi o exemplo superior do atendente fraterno, por Excelência. Não carregou o fardo das pessoas, porém ensinou-as A conduzir os próprios grilhões a que se prendem voluntariamente.

6 No momento do atendimento fraterno, os Espíritos Nobres, levam o socorro aos irmãos, e este terá que estar receptivo, tem início a ação fluídica, o auxílio-bioenergético, a inspiração, que lhe pro- porcionará a mudança de clima mental, facultando a transformação interior e a REARMONIZAÇÃO DA ALMA, que interagirá na aparelhagem orgânica.

7 O bom atendimento começa na recepção. A pessoa que chega, deseja detalhes da casa e também como deve proceder. Para isso o informante deverá ter conhecimento de todas as atividades da casa, bem como dia e horário em que são realizadas.

8 AOS ENCARREGADOS DA TAREFA DA RECEPÇÃO CABERÁ: # Tratar as pessoas com generosidade, simpatia, indulgência e segurança. # comunicar-se adequadamente. # se não souber dar a informação solicitada, encaminhar para outra pessoa da casa. # mostrar interesse em ajudar, auxíliar o irmão, concentrando no seu diálogo.

9 Orientar a todos, para que no recinto da Casa espírita, exige-se silêncio, O Melhor é manter-se em Prece, rogando a auxílio do alto. Orientar sobre o tempo de duração da palestra, sobre o passe no final etc…. Encaminhar para o atendimento fraterno, quando necessário, ou seja para uma conversa fraterna, de caráter privativo.

10 Com relação ao trabalhador, na tarefa do atendimento fraterno. -Deve estar plenamente consciente e preparado para a tarefa. -Deve ser portador de razoável conhecimento doutrinário e de conduta moral-evangélica. -A afabilidade e a brandura deverão os veículos do bom relacionamento, uma vez que o seu entrevistado carece de calor espiritual para seu amparo e segurança. -É seu dever moral não julgar e nem comentar, sobre os assuntos tratados.

11 Com relação ao local do Diálogo Este deverá se estabelecer em local dis- tante das demais pessoas, visto que é necessário preservar na intimidade as aflições, as dúvidas e os problemas do Entrevistado. Exige-se silêncio nas depedências da Casa espírita, para que o Entrevistador possa captar as intuições e as inspirações do alto.

12 Recomendações Práticas para os ATENDENTES. Não prometer curas ou estabelecer Certezas absolutas. *Evitar opiniões pessoais *Não interferir em Receituários Médicos *Manter privacidade, mas não vedação Absoluta da sala

13 Falar com simplicidade * Não fazer revelações * Não dizer ao Atendido: Você está obsidiado Você é Médium * Não atender Incorporado ( Transe Mediúnico)

14 Deve fundamentar suas respostas na doutrina espírita.para bem poder esclarecer sobre as dificuldades da vida, razões e justificativas de graves problemas…….assim como para oferecer consolo, apoio e orientação, em bases fraternas e cristãs.

15 Sugere-se recordar que o AMOR, PERDÃO, A SINCERIDADE e a SOLIDARIEDADE, São as bases para o equilíbrio espiritual, ao Contrário da INVEJA, do ÓDIO, do EGOÍSMO e do DESÂNIMO, que são as Portas do desequilíbrio.

16 Deve o orientador frisar que, apesar de sua Melhora depender de vários fatores, o mais Importante deles é o ESFORÇO PRÓPRIO.

17 Sugerir a frequência em reuniões de exposições doutrinárias, nas quais o assistido poderá receber esclarecimentos maiores, além da própria assistência Espiritual, e orientá-lo quanto ao programa disciplinar existente no ambiente de trabalho que irá participar. Encaminhar para grupo de estudos, quando for o caso.

18 FONTE DE PESQUISA. Atendimento Fraterno - Projeto M.P.de Miranda Como Fazer Atendimento Fraterno - FEP Atendimento Fraterno - FERGS Apostila Atendimento Fraterno, da internet, com Base em orientações de Joanna de Ângelis, Obras básicas, Manoel P.Miranda e outros.


Carregar ppt "Elaborado por: www.auxiliofraternidade.com.br Seminário para trabalhadores de Casas Espíritas Sobre o: ATENDIMENTO FRATERNO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google