A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

16/4/2014Campinas - SP1 ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Prof. Carlos Alberto Rodrigues da Silva

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "16/4/2014Campinas - SP1 ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Prof. Carlos Alberto Rodrigues da Silva"— Transcrição da apresentação:

1

2 16/4/2014Campinas - SP1 ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Prof. Carlos Alberto Rodrigues da Silva MÓDULO 4

3 16/4/2014Campinas - SP2 Normas ISO - Visão Geral ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL

4 ISO História Normas Militares 1940/ Normas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) Normas de Defesa (Inglaterra) Normas de Sistema de Qualidade (BS 5750) ISO inicia preparação da Norma 9000 ISO publica Norma 9000 Europa adota ABNT adota NB 9000 – Jun 99 Mais 52 países adotam – Mar 92 1 a revisão 2 a revisão 3 a revisão

5 A necessidade de padronização - 2ª Guerra Mundial; Após o final da guerra - aumento da demanda por padronização; Fundada em 1947; International Organization for Standardization - Sede em Genebra, Suiça A ISO possui normas que vão desde a padronização de filmes fotográficos (ISO 100, ISO 200) até a ISO 9000; Mais de Normas publicadas; No Brasil é representada pela ABNT ( Associação Brasileira de Normas Técnicas ); ISO - História

6 Série das Normas ISO 9000 Publicada em 1987, revisada em 1994, 2000 e 2008 Normas que definem um Sistema de Gestão da Qualidade; Série das Normas ISO – Criação do Comitê Técnico em Meio Ambiente; Comitê técnico em Meio Ambiente – início dos trabalhos – 1994; Publicada em 1996, revisada em 2004; Normas que definem um Sistema de Gestão Ambiental; ISO - Detalhes

7 Foco no cliente; Liderança; Envolvimento das pessoas; Modelo de processo; Abordagem sistêmica para gestão; Melhoria contínua; Decisões baseadas em fatos; Relacionamento mutuamente benéfico com os fornecedores; Gestão de riscos; ISO - Princípios

8 ISO 9001: Qualquer empresa; Sistema de Gestão da Qualidade; ISO 14001: Empresas com potencial poluidor; Sistema de Gestão Ambiental; ISO - Utilizações

9 ISO 9000 no Mundo Dados do ano 2008 Mais de empresas certificadas; Mais de 176 países; País com maior número de certificados em China: certificados;

10 ISO no Mundo Dados do ano 2008 Mais de empresas certificadas; Mais de 155 países; País com maior número de certificados em China: certificados;

11 ISO no Mundo

12 ISO 9000 no Mundo

13 ISO 9001 no Mundo

14 ISO no Mundo

15 ISO no Brasil

16 Processos Conjunto de atividades inter-relacionadas ou interativas que transformam insumos (entradas) em produtos (saídas) – ISO 9000:2000 Processos de Apoio Processos de Realização Entradas Saídas Processos de Direção Clientes

17 16/4/2014Campinas - SP16 Requisitos do Sistema de Gestão Normas ISO

18 Requisitos

19

20

21 16/4/2014Campinas - SP20 SA 8000:2008 (Social Accountability) – Norma de Responsabilidade Social ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL

22 SAI - Social Accountability International; Foi criada em 1997, revisada em 2001 e 2008; Foco nas pessoas e no ambiente interno de trabalho; A SA 8000 não está associada a Ações Comunitárias ou Voluntariado. SA 8000 (Social Accountability)

23 SA Requisitos 1. Trabalho Infantil 2. Trabalho Forçado 3. Saúde e Segurança 4.Liberdade de Associação e Direito a Negociação Coletiva 5. Discriminação 6. Práticas Disciplinares 7. Horário de Trabalho 8. Remuneração 9. Sistema de Gestão

24 Trabalho Infantil 1.1 A empresa não deve se envolver com ou apoiar a utilização de trabalho infantil; 1.2 A empresa deve estabelecer, documentar, manter e efetivamente comunicar aos funcionários e a outras partes interessadas, as políticas e procedimentos escritos para reparação de crianças que forem encontradas trabalhando em situações que se enquadrem na definição de trabalho infantil acima, e deve fornecer apoio financeiro adequado e outros meios para possibilitar que tais crianças freqüentem e permaneçam na escola até passar a idade de criança, conforme definido acima;

25 Trabalho Infantil 1.3A empresa pode empregar trabalhadores jovens, mas eles somente podem trabalhar fora dos horários escolares. Em nenhuma circunstância o tempo somado de aula, trabalho e transporte desses trabalhadores jovens deve exceder 10 horas por dia, e em caso nenhum os trabalhadores jovens devem trabalhar mais do que 8 horas por dia. Os jovens trabalhadores não podem trabalhar durante horário noturno. 1.4A empresa não deve expor crianças ou trabalhadores jovens a quaisquer situações dentro ou fora do local de trabalho que sejam perigosas ou inseguras para sua saúde e desenvolvimento físico e mental.

26 Trabalho Infantil Trabalhador Infantil X Trabalhador Jovem: Trabalhador Infantil: toda criança com idade inferior a 16 anos Trabalhador Jovem: pessoa com idade entre 16 e 18 anos

27 2.1A empresa não deve se envolver com ou apoiar a utilização de trabalho forçado ou compulsório, conforme definido na Convenção 29 da OIT, nem se deve solicitar das pessoas que façam depósitos ou deixem documentos de identificação com a empresa quando do início do emprego. 2.2Nem a empresa nem qualquer entidade que forneça mão de obra à empresa devem reter qualquer parte do salário, benefícios, propriedade ou documentos de qualquer pessoa, a fim de forçar tal pessoa a continuar trabalhando para a empresa. Trabalho Forçado

28 2.3O pessoal deve ter o direito de deixar o local de trabalho após concluir um dia de trabalho padrão e deve ter liberdade para encerrar o contrato de emprego, desde que seja feita uma notificação ao empregador com prazo razoável. 2.4Nem a empresa ou qualquer entidade fornecedora de mão-de-obra deve se envolver ou apoiar o tráfico de seres humanos. Saúde e Segurança

29 3.1A empresa deve proporcionar um ambiente de trabalho seguro e saudável; 3.2A empresa deve nomear um representante da alta administração para ser responsável por assegurar um ambiente seguro e saudável; 3.3A empresa deve fornecer ao pessoal, instruções eficazes de saúde e segurança; 3.4A empresa deve estabelecer sistemas para detectar, evitar ou reagir às ameaças à saúde e segurança do pessoal; 3.5 A empresa deve fornecer ao pessoal, assumindo esses custos, equipamentos de proteção individual; Trabalho Forçado

30 3.6A empresa deve avaliar todos os riscos à mães recentes e grávidas, e assegurar que medidas sejam tomadas para remover ou reduzir riscos à sua saúde e segurança; 3.7A empresa deve proporcionar, acesso a banheiros limpos, acesso à água potável; 3.8A empresa deve assegurar que instalações de dormitório fornecidas ao pessoal sejam limpas, seguras; 3.9Todo o pessoal deve ter o direito de se retirar de local com perigo grave iminente, sem ter que buscar autorização da empresa. Trabalho Forçado

31 4.1Todo pessoal deve ter o direito de formar, se associar e organizar sindicatos de sua escolha e de negociar coletivamente a seu favor com a empresa; 4.2Quando o direito à liberdade de associação e o direito de negociação coletiva forem restritos por lei, a empresa deve permitir livremente aos trabalhadores eleger seus próprios representantes. 4.3Assegurar que os representantes dos trabalhadores e qualquer pessoal empenhado em organizar os trabalhadores não sejam sujeitos à discriminação, assédio, intimidação ou retaliação por motivo de serem membros de um sindicato; Liberdade de Associação e Direito a Negociação Coletiva

32 5.1Não deve se envolver ou apoiar a discriminação na contratação, remuneração, acesso a treinamento, promoção, encerramento de contrato ou aposentadoria, com base em raça, origem nacional ou social, classe social, nascimento, religião, deficiência, sexo, orientação sexual, responsabilidades familiares, estado civil, associação a sindicato, opinião política, idade ou qualquer outra condição que poderia dar ensejo à discriminação; 5.2 Não interferir com o exercício dos direitos do pessoal em observar preceitos ou práticas, ou em atender às necessidades relativas à raça, origem nacional ou social, religião, deficiência, sexo, orientação sexual, responsabilidades familiares, associação a sindicato, opinião política, ou qualquer outra condição que poderia dar ensejo à discriminação; Discriminação

33 5.3A empresa não deve permitir qualquer comportamento que seja ameaçador, abusivo, explorador ou sexualmente coercitivo, incluindo gestos, linguagem e, quando aplicável, nas residências e outras instalações fornecidas pela empresa para uso pelo pessoal; 5.4A empresa não deve submeter o pessoal a testes de gravidez ou virgindade, sob nenhuma circunstância; Discriminação

34 6.1A empresa deve tratar todo o pessoal com dignidade e respeito. A empresa não deve se envolver ou tolerar a utilização de punição corporal, mental ou coerção física e abuso verbal das pessoas. Não se permite tratamento rude ou desumano.; Práticas Disciplinares

35 7.1A semana de trabalho normal, não se incluindo horas extras, deve ser conforme definido por lei, mas não deve exceder a 48 horas; 7.2Pelo menos, um dia de folga, após seis dias consecutivos de trabalho. Outros arranjos serão permitidos, casos as duas condições existam: a)A legislação nacional permite horário de trabalho que exceda a este limite; e b)Um acordo de negociação coletiva, livremente negociado, está em vigor e que permite o cálculo da média do tempo de trabalho, incluindo-se períodos adequados de descanso; Horário de Trabalho

36 7.3 Todo trabalho em hora extra deve ser voluntário, exceto conforme disposto em 7.4 abaixo e não deve exceder a 12 horas por semana, nem ser requisitado com regularidade; 7.4Caso a hora extra seja necessária para atingir demandas de curto prazo e a empresa fizer parte do acordo de negociação coletiva, a empresa pode requerer tal trabalho em hora extra, em conformidade com tais acordos. Qualquer acordo deve estar em conformidade com os requisitos da Seção 7.1 acima; Horário de Trabalho

37 8.1 A empresa deve respeitar o direito a um salário de subsistência e assegurar que os salários por semana de trabalho satisfaçam os padrões mínimos e sejam suficientes para atender às necessidades básicas do pessoal e proporcionar renda extra; 8.2 A empresa deve assegurar que as deduções dos salários não sejam feitas por razões disciplinares. Exceções se aplicam quando existirem as condições abaixo: a) As deduções por razões disciplinares são permitidas por legislação nacional; e b)Um acordo de negociação coletiva negociado; Remuneração

38 8.3A empresa deve assegurar que a composição dos salários e benefícios do pessoal seja clara e apresentada por escrito. A empresa deve assegurar que os salários e benefícios sejam pagos em dinheiro ou cheque, de uma maneira conveniente para os trabalhadores; 8.4Toda hora extra deve ser remunerada em base especial, conforme lei nacional. Nos países onde hora extra não for regulamentada por lei, o pessoal deve ser recompensado por hora extra em base especial ou igual aos padrões prevalentes da indústria, a que for mais favorável aos interesses dos trabalhadores; Remuneração

39 8.5A empresa não deve utilizar somente contratos de mão-de-obra temporária, contratos consecutivos de curto prazo e/ou falsos esquemas de aprendizagem para evitar o cumprimento das obrigações para com o pessoal, sob a legislação aplicável pertinente às leis e regulamentações trabalhistas e de seguridade social. Remuneração

40 9.1 A alta administração deve definir, por escrito, no idioma dos trabalhadores, a política da empresa para a responsabilidade social. Tal política deve incluir os seguintes comprometimentos: a)Estar em conformidade com os requisitos da SA8000; b)Incluir um comprometimento com as leis nacionais e outros requisitos; c)Analisar criticamente sua política regularmente para sua melhoria contínua; d)Ser documentada, implementada, mantida, comunicada e acessível para todos os trabalhadores; e)Tornar esta política publicamente disponível; Sistema de Gestão

41 Representante da Alta Administração 9.2 A empresa deve nomear um Representante da Alta Administração o qual, independentemente de outras responsabilidades, deve assegurar que os requisitos desta norma sejam atendidos. Representante dos Trabalhadores para a SA Assegurar que todo o pessoal não gerencial tenha o direito de representação para facilitar a comunicação com a alta administração nos assuntos relativos à SA8000. O pessoal não gerencial pode eleger um representante do trabalhador para a SA8000 dentre os próprios trabalhadores; Sistema de Gestão

42 Analise Crítica pela Alta Administração 9.4A alta direção deve analisar criticamente a adequação, pertinência e a contínua eficácia da política da empresa, dos procedimentos e dos resultados de desempenho; Sistema de Gestão

43 Planejamento e Implementação 9.5 A empresa deve assegurar que os requisitos desta norma sejam entendidos e implementados em todos os níveis da organização. Os métodos incluem: a)Clara definição de papéis, responsabilidades; b)Treinamento de empregados novos, realocados e/ou temporários quando da contratação; c)Instrução periódica, treinamento e programas de conscientização para o pessoal existente; d)Monitoração contínua das atividades e resultados para demonstrar a eficácia dos sistemas implementados, visando atender à política da empresa e aos requisitos deste padrão. Sistema de Gestão

44 Fornecedores/Subcontratados e Sub-fornecedores 9.7Manter registros do comprometimento com a responsabilidade social de fornecedores/ subcontratados/subfornecedores: a)Estar em conformidade com os requisitos deste padrão e a exigir o mesmo de sub-fornecedores; b)Participar de atividades de monitoração; c)Identificar a causa raiz e implementar ação corretiva e preventiva para resolver não conformidades; 9.8Manter e documentar por escrito procedimentos apropriados para avaliar e selecionar fornecedores/subcontratados/sub-fornecedores; Sistema de Gestão

45 9.9Assegurar que os requisitos desta norma estejam sendo atendidos pelos fornecedores e sub- fornecedores; 9.10 Quando a empresa receber, manusear ou promover bens e/ou serviços de fornecedores/subcontratados ou subfornecedores, a empresa deve proporcionar um nível similar de proteção ao que seria proporcionado aos funcionários empregados diretamente; Sistema de Gestão

46 Tratando das Preocupações e Tomando Ação Corretiva 9.11 A empresa deve proporcionar meios confidenciais para todo o pessoal reportar não conformidades à alta administração e ao representante dos trabalhadores; 9.12A empresa deve identificar a causa raiz, prontamente implementar ação corretiva e preventiva, e alocar os recursos necessários; Sistema de Gestão

47 Comunicação Externa e Engajamento de Partes Interessadas 9.13A empresa deve estabelecer e manter procedimentos para comunicar regularmente a todas as partes interessadas dados e outras informações relativas à conformidade frente aos requisitos deste documento; 9.14A empresa deve demonstrar sua vontade de participar de diálogos com todas as partes interessadas; Sistema de Gestão

48 Acesso para Verificação 9.15No caso de auditorias programadas e não programadas da empresa, com o objetivo de certificação de sua conformidade com os requisitos deste padrão, a empresa deve assegurar o acesso a seu recinto e a informações razoáveis requeridas pelo auditor. Registros 9.16A empresa deve manter registros apropriados para demonstrar conformidade com os requisitos deste padrão. Sistema de Gestão

49 ABNT NBR Outras Normas de Responsabilidade Social

50 Elaborar um relação de evidências a serem procuradas por um auditor da norma SA8000, para cumprimento dos requisitos desta norma; Dinâmica


Carregar ppt "16/4/2014Campinas - SP1 ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Prof. Carlos Alberto Rodrigues da Silva"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google