A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A atuação do psicólogo jurídico e sua ética Alba Abreu Lima Psicanalista TJ SE

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A atuação do psicólogo jurídico e sua ética Alba Abreu Lima Psicanalista TJ SE"— Transcrição da apresentação:

1 A atuação do psicólogo jurídico e sua ética Alba Abreu Lima Psicanalista TJ SE

2 Definição de Psicologia Jurídica ou Forense Trata-se da psicologia aplicada no âmbito do Direito. Qual a relação que o sujeito tem com a lei? A norma é necessária, mas é apresentada no cotidiano dos tribunais como contingente. Cada vez mais, os Juizes exercem uma prática que leva em conta não somente a letra fria da lei, mas aplicando nas sentenças uma interpretação singular que depende das circunstâncias sociais, emocionais e econômicas. Com isso, a perícia se tornou vital na amplitude de visibilidade do julgador, para a compreensão plural e de acordo com sua época.

3 Objetivos da Psicologia Jurídica: assessorar o Juiz nas decisões, evitando rupturas emocionais profundas nas partes envolvidas no conflito; identificar e interpretar as motivações inconscientes das demandas, para mediar os interesses das partes; participar de planejamento, seleção e análise de perfil profissional, treinamentos e atendimentos aos operadores (construtores) do Direito.

4 Os desafios da prática A velha regra – pensar antes de agir – sofre alterações na realidade. A prática obriga freqüentemente a agir sem ter tempo para pensar. Por isso uma das qualidades que mais convém que o homem prático desenvolva é a de saber pensar à medida que age, a de ir construindo num caminho a própria direção do caminho. Fernando Pessoa Livro do Desassossego

5 Atuação no judiciário: Perito na elaboração de laudos de impasses psicológicos, na avaliação de seqüelas psicológicas, assédio moral e psicopatologias para subsidiar o Juiz nas decisões; do trabalho: seleção, treinamento, capacitação, oferecendo ferramentas que auxiliem a resolução de conflitos no ambiente de trabalho; Clínica: avaliação da condição emocional para licença médica, readaptação funcional; orientação e acompanhamento do servidor ( e seus dependentes).

6 Há histórias tão verdadeiras que às vezes parece que são inventadas Manoel de Barros A psicanálise não se furta à colaboração com a intervenção jurídica, porém visa a avivar a questão de Lacan em Televisão: como esperar que se prossiga o humanitarismo sentimentalóide de encomenda com o qual se vestem nossas atrocidades?

7 Deveres éticos do psicólogo: acolher o sofrimento psíquico dos sujeitos, suas demandas e oferecer um lugar para as palavras ausentes, escondidas atrás dos ditos, no insabido, que é inconsciente; provocar as partes a se responsabilizarem em seus atos a partir do referencial histórico de suas vidas; elaborar um diagnóstico da situação que respeite os limites e a singularidade dos sujeitos, abrindo espaço para a subjetividade e o exercício das diferenças; Reconhecer o limite de seu domínio, pois o Juiz tem sua convicção formada com várias perspectivas.

8 O psicólogo em tratamento É uma inegável virtude do Judiciário seu dever de focar a atenção no indivíduo, e isso até na era da sociedade de massas, em que todos os indivíduos são tentados a se considerarem um simples dente na engrenagem em alguma espécie de maquinaria – seja a maquinaria bem azeitada de algum imenso empreendimento burocrático, social, político ou profissional, seja o padrão casual mal ajustado e caótico das circunstâncias em que todos, de algum modo, levamos nossa vida. Hannah Arendt, em Responsabilidade e Julgamento Filme: a questão humana

9 Campo de trabalho do psicólogo jurídico: Direito de família: mediação, elaboração de laudos e perícias para subsidiar as decisões; ECA: estudos psicológicos para subsidiar situações de risco, violência, adoções, guardas e tutelas, assim como estudo para indicação de medidas sócio- educativas; Direito Penal: avaliação de transtornos psicopatológicos para elaboração de diagnósticos, responsabilização do ato criminoso; No Direito Civil: incapacidades legais, avaliação, de seqüelas psicológicas em vítimas de sofrimento.

10 Somos todos fal(t)antes: Desde cedo experimentamos a angústia de viver na relação em família, no estado e na sociedade. A teoria freudiana da família foi formulada como um complexo, o de castração, em que todo ser falante é traumatizado por uma perda originária e depende radicalmente do Outro para a sobrevivência. Como suprir a falta originária?


Carregar ppt "A atuação do psicólogo jurídico e sua ética Alba Abreu Lima Psicanalista TJ SE"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google