A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEXUALIDADE Na visão Espírita Ricardo Cordeiro. Conjunto de caracteres especiais, externos ou internos, determinados pelo sexo do indivíduo; qualidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEXUALIDADE Na visão Espírita Ricardo Cordeiro. Conjunto de caracteres especiais, externos ou internos, determinados pelo sexo do indivíduo; qualidade."— Transcrição da apresentação:

1 SEXUALIDADE Na visão Espírita Ricardo Cordeiro

2 Conjunto de caracteres especiais, externos ou internos, determinados pelo sexo do indivíduo; qualidade sexual. DEFINIÇÃO L.Espíritos q. 200: Têm Sexo os Espíritos? Não como o entendemos, pois que os sexos dependem da organização. Há entre eles AMOR e SIMPATIA, mas baseados na concordância de sentimentos.

3 A Energia Sexual é inerente ao SER Espiritual, se estruturando na longa viagem evolutiva:... do Átomo ao Arcanjo, que também começou por ser Átomo. Assim sendo a Energia Sexual está: NO REINO MINERAL NO REINO VEGETAL NO REINO ANIMAL NO REINO HOMINAL Na intimidade do átomo, nas forças de interação atômica, mantendo o agrupamento em matéria sólida. Na força gravitacional do Sistema Planetário, mantendo a Harmonia da Galáxia. Na Polarização Sexual ( Princípio Germinativo) que é levado pelos ventos, insetos e etc. No Instinto Humano; Na Diferenciação das Espécies ( Macho e Fêmea ). Como Energia Procriadora, conectada à Razão; Às emoções e à Moral. Dos mais complexos fenômenos na Organização Física do Homem, que tem como comando o Centro Genésico encarregado do Ministério Sagrado da Reprodução da Espécie. Em razão disso, junto a sua finalidade especificamente definida, o Sexo, e suas funções, são dignas de elevado respeito. Daí não ser concebível seu uso indevido. Devendo, desde o simples impulso pro criativo primário, obedecer a um código de Ética Moral Consciencial.

4 FUNÇÕES REPRODUÇÃO: Perpetuação das Espécies; PERMUTA ENERGÉTICA: Alimento magnético de sustentação das Almas que se enlaçam. Início da Responsabilidade Recíproca. Com isso, cai por terra a precariedade das relações estritamente genitais, necessitando da Complementação Magnética Plenificadora dos Seres. Fácil, pois, compreender o desperdício das energias da vida: Na Masturbação; Na Prostituição; Nos Encontros Promíscuos; No Sexo sem Respeito.

5 FUNÇÕES CANALIZAÇÃO DA ENERGIA CRIADORA: Para Obras Assistenciais. Na utilização do AMOR. Aqui o Potencial Criador pode ser bloqueado pela Castração. Mas bem canalizado é fonte de Saúde Integral, devendo obedecer ao referido código Ético-Moral Consciencial. A força não canalizada, deixada em desequilíbrio danifica e destrói: A de Natureza Sexual tem conduzido a história da Humanidade. Ex: Qualquer déspota exibia distúrbios na área do Comportamento na esfera da Sexualidade.

6 Pode-se, então, dizer que a SEXUALIDADE: -É um Estado de ESPÍRITO; -O Ser vive conforme as reminiscências fortes que lhe imprimiram na memória e condicionaram o vestuário orgânico de que ora se utiliza para o compromisso evolutivo. - O Ser Humano não é somente um animal sexual, mas também racional.. A Energia Sexual como recurso da Lei de atração, na Perpetuidade do Universo, e por natureza inseparável da própria Vida, gerando cargas magnéticas em todos os seres, em face das potencialidades de que se revestem. – Emmanuel – Vida e Sexo. - Através do pensamento é bem ou mal orientado, onde estiver o seu pensamento, aí estará a sua sintonia.

7 AMOR E SEXUALIDADE A Psicanálise, no início da Teoria Freudiana, colocou o problema do Amor, no plano patológico, permanecendo aí até hoje, não obstante o progresso da Teoria Freudiana. Na Cultura Religiosa o Sexo se tornou o pivô de todos os Sistemas Morais. A Sexualidade é uma manifestação do AMOR. Assim o Sexo quase conseguiu, nos domínios populares, apossar-se da palavra AMOR e reduzir a manifestação desse poder exclusivamente às suas funções. Hoje usamos, num eufemismo da língua italiana a expressão fazer amor, para nos referirmos ao ato Sexual. Na verdade, o AMOR pode e deve estar presente nesse ato, embora possa não estar, lamentavelmente é o que está mais comumente acontecendo. No Homem as manifestações do AMOR abrangem toda sua estrutura Vital, Existencial e Psicoafetiva.

8 AMOR E SEXUALIDADE A deturpação do sentimento pode chegar à sua extinção. Em seu lugar surge a paixão, que não é a exaltação do AMOR, mas sim a exaltação da SENSUALIDADE. O sexo tem sido examinado, apenas de fora para dentro, sem que os mais honestos pesquisadores estejam preocupados em estudá-lo de dentro para fora ( do Espírito para o Corpo). O Sexo não é nem pode ser pecaminoso. Sua função é necessária para o progresso dos Espíritos. A Pornografia assustadora de hoje, que fomenta a indústria das perversões sexuais dos diversos meios de comunicação, é por sua vez um novo eclodir da sensualidade sem freios, desvirtuando o sentido natural da Sexualidade. Com as emoções em desequilíbrio na Humanidade, a Ignorância Religiosa viu ali um adversário forte que deveria ser destruído a qualquer preço visto que o Ser em desequilíbrio rebela-se com as orientações religiosas pré-concebidas e recebidas.

9 AMOR E SEXUALIDADE Assim sendo, o Ciúme não procede do AMOR, mas do apego Animal no Plano Sensorial. O animal é que ataca e fere por ciúme, nunca o homem, pois nele o AMOR se manifesta em ternura, adoração e consciência do valor do SER AMADO. Assim os Crimes de Amor nada têm a ver com o AMOR. São conseqüências de desregramentos, com perda do Equilíbrio Emocional. A expressão o pecado do Amor nos parece, no contexto exposto, tão absurdo quanto matar por Amor, pois enquanto não formos capazes de discernir juízos opostos e continuarmos a confundi-los, não estaremos em condições de reformular nossa concepção do Mundo e muito menos da nossa função Nele.

10 AMOR E SEXUALIDADE A própria concepção do Homem como um horizonte, que por seus membros e órgãos inferiores se liga à Terra, e por seus membros e órgãos superiores se liga aos Céus, mostra-nos a constante relação do AMOR com a Sexualidade no Plano Religioso. Durante milênios cultivamos essas práticas na Terra, com requinte e paixão. Cabe-nos apenas agir com prudência e coragem para não aumentarmos a carga de iniqüidade no Planeta ao invés da aliviá-la. As acomodações e permissividades de que o Homem procura utilizar-se para justificar os desequilíbrios e deslizes morais, por mais que se apresentem aceitos e se tornem sociais, não desembaraçarão o SER das condições de atentado às funções da vida. É importante que lembremos que as viciações não são do Corpo, mas sim do Espírito que nele habita.

11 AMOR E SEXUALIDADE A ausência da maturidade emocional em muitos dos Educadores do Sexo, quase sempre levam a desequilíbrios nas mentes dos jovens a serem educados, visto que por sua imaturidade psicológica muitos desses Educadores Apressados são portadores de problemas de complexidade imensa, tornando-se incapacitados de formulações de elevado conteúdo. Qualquer estudo das questões da Sexualidade deverá ser feito mediante o exame da anterioridade da Alma ( O Sexo é sempre resultado, numa vida, das experiências cultivadas nas existências anteriores ). Por mais que se penetrem nas causas atuais dos seus distúrbios, defrontar-se-ão, em realidade, efeitos dos fatores reais que dormitam desde o Pretérito Espiritual.

12 AOS PAIS E JOVENS Na adolescência a Sexualidade defronta avultada carga de tormentos, a exigir-lha reparação. A Sexualidade explode neste período. As forças que estavam represadas emergem produzindo quase sempre danos e prejuízos. No passado a ignorância sobre o assunto forjou a criação dos chamados TABUS. A ciência conhece grande parte dos mecanismos fisiológicos, anatômicos e alguns resultantes emocionais das engrenagens sexuais. Falta, na atualidade, uma filosofia ética sobre a correta utilização do Sexo como normativa eficaz para o exercício das suas faculdades. O homem controla o fogo, os céus, administra empresas, mandatários organizam e sustentam uma cidade, todavia, quando se trata dos compromissos e das manifestações sexuais a Sociedade recorre aos referidos Tabus e a Atitudes de Cinismo, sem a sã preocupação de um comportamento sério, com vistas ao entendimento da questão. O problema do Sexo resulta, sem dúvida de atitude mental que se mantêm em relação a ele. Onde estiver o tesouro, ai se encontrará o coração. Jesus.

13 AOS PAIS E JOVENS Somente a utilização correta da Sexualidade, sobre a inspiração do AMOR e objetivando a Família, corresponde à harmonia da emoção e dom bem- estar do equilíbrio. As aquisições num corpo como noutro Sexo dão ao Espírito conhecimentos completos das vivências numa como em outra forma, preparando-o para libertar-se das complexidades decorrentes da sua morfologia terrena. (É importante lembrar que as viciações não são do corpo, mas do Espírito que nele habita.). A Doutrina dos Espíritos nos revela a Sexualidade sem a constatação pejorativa religiosa do sexo pecaminoso, sujo e demoníaco, embora não apóia a postura da Sociedade Contemporânea que nos apresenta o Sexo como: - Objeto de Consumo; - Libertino; - Vulgar.

14 AOS PAIS E JOVENS A Proposta Espírita é da Energia Criadora, toda ela direcionada pela: Razão e Amor; Respeito e entendimento; Fidelidade e Amor. Levando a plenitude e Paz. Um sexo para a vida, e não uma vida para o sexo Não proibição, mas educação. Não abstinência imposta, mas emprego digno com devido respeito aos outros e a si mesmo. Não indisciplina, mas controle. Não impulso livre, mas responsabilidade. Fora disso é teorizar simplesmente, para depois aprender ou reaprender com experiência.. Em pleno séc. XXI a Proposta Espírita é: Compreensão amorosa e educativa do ser humano: Nem apedrejamento, nem conivência culposa. Nem julgamento arbitrário; muito menos a omissão da indiferença.

15 REFLEXÃO FINAL Como está o nosso amadurecimento Afetivo-Sexual? Em que nível estamos? Numa perspectiva psicológica temos que passar pelos seguintes níveis... Amor infantilAmor AdultoAmor Sábio - Apego - Desejo - Posse. Paixão egóica. Sexo instintivo, Egoísta. Para mim -Carinho - Solidarização - Afeto Ego bem estruturado Sexo é Sentimento Sexo é Compartilhado Comigo -Desapegado -Renúncia -Sacrifício Ego Transcendente Sexo é Sublimação A partir de mim

16

17 Amemos um pouco mais cada dia e Cristifiquemos a nossa Sexualidade!"


Carregar ppt "SEXUALIDADE Na visão Espírita Ricardo Cordeiro. Conjunto de caracteres especiais, externos ou internos, determinados pelo sexo do indivíduo; qualidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google