A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Funções dos lobos cerebrais Lobo Frontal Córtex Motor Primário (A – 4) Córtex Pré Motor (A – 6) Área Pré Motora Área Motora Suplementar Funções Psíquicas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Funções dos lobos cerebrais Lobo Frontal Córtex Motor Primário (A – 4) Córtex Pré Motor (A – 6) Área Pré Motora Área Motora Suplementar Funções Psíquicas."— Transcrição da apresentação:

1 Funções dos lobos cerebrais Lobo Frontal Córtex Motor Primário (A – 4) Córtex Pré Motor (A – 6) Área Pré Motora Área Motora Suplementar Funções Psíquicas (anterior à área 6) Distúrbio do humor Distúrbio do caráter Distúrbio da atividade (perda da iniciativa, desinteresse pelo ambiente) Distúrbios intelectuais (memória se enfraquece, fixação, diminuição da atenção

2 Funções dos lobos cerebrais (cont.) Funções Psicomotoras Distúrbio de linguagem e da execução de atos complexos Funções Neurovegetativas Lobo Parietal Área sensitiva (Homúnculo sensitivo) Distúrbio de sensibilidades elementares, discriminativas e gnósicas

3 Funções dos lobos cerebrais (cont.) Lobo Temporal Três setores importantes Vias Acústicas Vias Ópticas Giro Hipocampal As estruturas mais profundas desempenham importante papel psíquico Lobo Occipital Área visual

4 Corpo Caloso Importante comissura que põe em conexão os dois hemisférios Distúrbios Psíquicos Apatia Pobreza de pensamento Diminuição da memória Modificação do caráter Grande fatigabilidade mental

5 Cerebelo Coordenador das atividades motoras, regulando as sinergias musculares, equilíbrio e tônus Características clínicas da disfunção cerebelar: Hipotonia Dismetria Desdiadococinesia Tremor Decomposição do movimento Desordens do deslocamento Ataxia Mistorgmo Astenia

6 Núcleos da Base Papel importante no controle postural: iniciação e regulação de movimentos intencionais Capacidade de concretizar movimentos automáticos Ajustamentos posturais Características Clínicas: Bradicinesia Rigidez Tremor

7 Traumatismo Cranioencefálico Etiologia Acidente de trânsito: 60-70% - TCE graves Quedas: 20-25% Mecanismo de Lesão Forças de: Aceleração Desaceleração Rotação Golpe Contragolpe

8 Traumatismo Cranioencefálico (cont.) Classificação Quanto ao tipo de traumatismo Traumatismo Craniano Fechado Concussão Simples Sem lesão estrutural encefálica Com destruição do tecido encefálico Relacionado com edema, contusão, laceração, hemorragia Fratura Craniana Simples Tecidos Pericranianos intactos Fratura Craniana Composta Tecidos Pericranianos lesados

9 Traumatismo Cranioencefálico (cont.) Classificação Quanto ao ponto de vista anatomopatológico Lesão Cerebral Focal Contusão Pia- máter e aracnóide íntegras Não há solução de continuidade do tecido nervoso Lesão primária que ocorre no momento do trauma Depende fundamentalmente da força do impacto Associação com LAD é de 62,6%

10 Traumatismo Cranioencefálico (cont.) Laceração Ocorre ruptura da pia- máter e aracnóide e do tecido nervoso subjacente Hematoma Epi ou Extra Dural Acúmulo de sangue entre a dura- máter e a tábua interna Efeito patológico - Compressão cerebral subjacente tumefação do hemisfério cerebral comprometido hipertensão intracraniana Depende do tipo e do grau de deformação do crânio

11 Hematoma Subdural Acúmulo de sangue entre a dura- máter e a aracnóide Pode agir como lesão expansiva Maior freqüência quando a aceleração ou desaceleração é abrupta e menos prolongada Hemorragia Intracerebral Coleção compacta de sangue situada dentro do parênquima cerebral, não apresentando proximidade com a superfície do cérebro (fator diferencial com focos de contusão e laceração hemorrágicas) Traumatismo Cranioencefálico (cont.)

12 Hemorragia Subaracnóidea Presença de sangue entre a aracnóidea e a pia- máter, no espaço ocupado pelo líquor Pode agir como lesão expansiva Maior freqüência quando a aceleração ou desaceleração é abrupta e menos prolongada Traumatismo Cranioencefálico (cont.) Lesão Cerebral Difusa Lesão Axonal Difusa Cisalhamento amplamente disseminado dos axônios no interior de suas bainhas degeneração difusa da substância branca cerebral Ocorre no momento do trauma coma

13 Esquema mostrando as possíveis localizações dos hematomas intracranianos

14

15 Lesão Cerebral Secundária Aumento da Pressão Intracraniana Hipóxia Edema Cerebral Hipotensão Arterial Infecção Obs.: Concussão Perda da consciência temporária ou permanente. Implica na redução das funções do sistema ativador reticular do tronco cerebral

16 Tipos Leve Perda momentânea da consciência ou confusão após a injúria Amnésia retrógrada Clássica Perda da consciência transitória e basicamente reversível dentro de 24 horas Amnésia retrógrada e amnésia pós – traumática Grave Perda da consciência por mais de 24 horas Está associada à lesão cerebral difusa

17 Escala de Coma de Glasgow Abertura dos olhos Espontânea À fala À dor Sem resposta Melhor Resposta Motora Segue comandos motores Localiza Retira Flexão anormal Resposta extensora Sem resposta Resposta Verbal Orientada Conversação confusa Palavras inadequadas Sons incompreensíveis Sem resposta SCORE

18 TCE – 7 fases (De acordo com GERTENBRAND) Situação Afetiva ConsciênciaMotor Sind. Apálica Sem reaçãoComa vigil Ritmo do sono alterado Movimento em massa Fase Psicomotora Primitiva Medos, sudorese, expressão pelo olhar e mímica Paciente faz algum contato com os olhos; o sono se adapta mais ao ritmo noturno e diurno Agitado, movimentos de se afastar, chutar. Rigidez diminui; alimentação oral possível Fase de Preensão Impaciente; fecha os olhos; sorri Fixa o olhar; segue pessoas, objetos; põe tudo na boca; emite sons Atividade motora mais elaborada; abre e fecha a mão; não consegue dosar a força muscular; hipertonia diminui; põe mão na comida

19 Situação Afetiva ConsciênciaMotor Fase Kruver Bauaj Emocional inconstante; agressão e logo após atitude carinhosa; surge sentimento de alegria e pesar Compreende parcialmente a conversa; comunica-se por código; começa a reconhecer pessoas; sim/não; surgem algumas habilidades (AVD) Melhora da coordenação; consegue dar a mão e soltar, leva mão à boca (ação motora voluntária); melhora do controle de tronco; anda com auxílio Fase de Korsakow Concretiza-se do seu estado: pesar, euforia, depressão; perigo de suicídio A fala se desenvolve; consegue se orientar no tempo e no espaço; identifica pessoas; exprime objetos Movimentos em massa diminuem; movimentos mais complexos são possíveis; conseguem andar só

20 Situação Afetiva ConsciênciaMotor Fase Psíquico Sindrômica Orgânica Estágio de integração; falta limites; alteração da memória Ficam déficits residuais Paciente começa a se relacionar com o ambiente, pensa no futuro Mais orientado Concentração Estágio Residual Pode apresentar problemas de comportamento (não mantêm distância ) Déficit motor

21 Seqüelas e Complicações Crises convulsivas Hidrocefalia Distúrbios Cardiopulmonares Disfunções Hipotalâmicas e Endócrinas

22 Déficit Físicos Disfunção dos Nervos Cranianos VII Facial bilateral, face inexpressiva III Oculomotor bilateral, ptose palpebral, paralisia dos músculos extrínsecos (exceto o reto lateral) e o oblíquo superior VI abducente e IV Troclear I Olfatório Perda parcial ou completa do olfato II Óptico Diminuição da acuidade visual o a visão pode ser perdida; Hemianopsia ou quadrantanopsia VIII Vestíbulo Coclear Vertigem ou tontura Seqüelas e Complicações (cont.)

23 Déficits Sensitivos Dor Tato Temperatura Posição Classificação Heterotrópica Hipertonia e Contraturas Desequilíbrios Motores Ataxia Tremores Bradicinesias Respostas motoras mais lentas

24 Regulação Cognitiva e Comportamental Comportamento Destruidor, Combativo e desinibido (Estruturas Fronto- Límbicas) Iniciativa Comprometida Depressão Alteração da função social

25 Nutrição Disfunção Vesical e Intestinal Lesão do lobo frontal Compromete o controle inibitório sobre a evacuação vesical e intestinal Mobilidade diminuída, má comunicação e comprometimento da iniciativa Déficits Cognitivos Alerta Sistema reticular ativador Estado geral de responsividade a estímulos ambientais

26 Atenção (hemisfério D) Seleção Concentração Atenção espacial Capacidade Atenção dividida Aprendizagem e Memória Comunicação Percepção e construção visuo- espacial Prosopagnosia Conseqüências funcionais importantes


Carregar ppt "Funções dos lobos cerebrais Lobo Frontal Córtex Motor Primário (A – 4) Córtex Pré Motor (A – 6) Área Pré Motora Área Motora Suplementar Funções Psíquicas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google