A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ELABORAÇÃO DE SOFTWARE EDUCATIVO PARA ENSINO DE LIGAÇÕES QUÍMICAS Raquel Cristina Marques Canoas,Junho de 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ELABORAÇÃO DE SOFTWARE EDUCATIVO PARA ENSINO DE LIGAÇÕES QUÍMICAS Raquel Cristina Marques Canoas,Junho de 2008."— Transcrição da apresentação:

1 ELABORAÇÃO DE SOFTWARE EDUCATIVO PARA ENSINO DE LIGAÇÕES QUÍMICAS Raquel Cristina Marques Canoas,Junho de 2008.

2 Objetivos Geral: Aprimorar o ensino de ligações químicas dos alunos. Específicos: Relacionar o conteúdo de ligações químicas com situações práticas. Visualizar e contextualizar aos alunos o comportamento dos elementos químicos da tabela periódicas. Desenvolver uma metodologia de ensino para a compreensão dos conteúdos.

3 Problema Chave Como melhorar o rendimento escolar dos alunos de ensino médio em relação ao aprendizado de ligações químicas.

4 Hipóteses para o problema Baixos índices obtidos pelos alunos em avaliações escolares. Poucos recursos disponíveis nas escolas.Ex. Laboratórios para experimentação, livros, recursos audiovisuais. Pouca qualidade dos materiais disponíveis aos professores. Dificuldade de compreensão dos alunos em relação ao conteúdo de ligações químicas.

5 Justificativas Auxiliar o desenvolvimento cognitivo do aluno em relação a compreensão dos fenômenos naturais. Relacionar novas tecnologias ao conteúdo. Disponibilizar aos professores e alunos outro recurso que não seja o quadro negro ou as experiências. Mostrar que as ligações químicas não são apenas um modelo teórico apresentado nos livro.

6 Estudo dos currículos escolares Década de 60 os currículos tinham caráter neutro e absoluto, quanto mais conteúdo melhor era a aula. Década de 70 e 80 evidencia-se a necessidade de associar aos currículos temas que estimulem o desenvolvimento da tecnologia. A partir da década de 90 o ensino de química volta o seu pensamento para uma melhor compreensão do mundo e suas transformações, o estudo já não é mais tecnicista.

7 Referências para o currículo química Temos os PCNS onde estão dispostos pelo governo temas e conceitos que devem ser associados ao currículo.Ex: matéria, energia, transformação, organização e discussão dos fatos. Os parâmetros apontam para uma perspectiva democrática e participativa, formando cidadãos críticos e atuantes. Nas matrizes do SAEB encontramos os descritores de química. Ex. conceitos sobre ligações, fenômenos de transformação, símbolos, nomenclatura, etc..

8 Dificuldades encontradas pelos alunos Diferenciar ligação iônica de covalente, se são fracas ou fortes. As reações acontecem porque um dos reagente é mais reativo do que o outro. Reações exotérmicas são espontâneas, as moléculas se expandem com o calor. Confusão entre átomo e molécula. Não há movimentos de elétrons numa ligação química e no átomo. Os elétrons são igualmente compartilhados nas ligações químicas.(covalente)

9 Propostas metodológicas utilizadas Livros como Feltre(2001) e outros apresentam o conteúdo de ligações químicas de forma isolada, dogmática e mecanicista. A experimentação é uma das formas mais utilizadas para compreensão do conteúdo. Abordagem da teoria de repulsão dos pares de elétrons de valência. Geometria Molecular ( massa de modelar e palitos ). Polaridade das Moléculas.

10 Proposta metodológica do programa A partir da tabela periódica mostrar os elementos químicos e suas propriedades periódicas. Associar a tabela os tipos de ligações químicas que os elementos podem realizar associando os grupos e os períodos. Mostrar os tipos de interação que ocorrem através da representação gráfica a geometria da ligação formada. Associar conceitos como polaridade, teoria da repulsão de elétrons.

11 Proposta metodológica do programa

12 Molécula NH 3 Geometria da Molécula Molécula NH 3 Vibração da Molécula

13 Referências Bibliográficas SACRISTAM, J Gimeno. Compreender e Transformar.. Porto Alegre. 4º Edição. Artimed, FERREIRA, Maira. Currículo: Tendências Atuais. Caderno Projeto de Formação Continuada de Professores. Canoas: Colégio La Salle, PARAMETROS CURRICULARES NACONAIS (PCN). Ensino Médio. Ciências da Natureza, Matemáticas e suas Tecnologias. Brasília. Ministério da Educação, 1999 FERREIRA,Maira; SCHROEDER, Fátima B.; BUSATO, Márcia C. Educação em Ciências e as Tendências do Currículo na Contemporaneidade. In: Projeto de Formação Continuada de Professores. Ano Canoas: Colégio La Salle, V

14 Referências Bibliográficas EICHLER, Marcelo; DEL PINO, José Cláudio. Carbópolis um software para educação em química. Química Nova na Escola. Maio FERNANDEZ,Carmen; MARCONDES, Maria Eunice Ribeiro. Concepções dos estudantes sobre ligações químicas. Química Nova na Escola. Novembro BRITO, Sérgio Luiz. Um ambiente multimediatizado para a construção do conhecimento. Química Nova na Escola. Novembro MICHEL, Rosângela; SANTOS, Flávia Maria Teixeira dos; GRECA, Ileona Maria Rosa. Uma busca na internet por ferramentas para educação de química no ensino médio. Química Nova na Escola. Maio TOMA, Henrique E. Ligação química: uma abordagem clássica ou quântica. Química Nova na Escola. Novembro 1997.

15 Referências Bibliográficas TOSTES, José Glauco. Estrutura molecular o conceito fundamental da química. Química Nova na Escola. Maio MALEIRO, Alessandra; GIORDIN, Marcelo. Hipermídia no ensino de modelos atômicos. Química Nova na Escola. Novembro CURI, Denise. Polímeros e interações intermoleculares. Química Nova na Escola. Maio FERREIRA, Maira; DEL PINO, José Cláudio. Experimentação e modelagem: estratégias para abordagem de ligações químicas no ensino médio. Canoas. Dezembro FELTRE, Ricardo. Fundamentos da química. São Paulo: Moderna, 2001.


Carregar ppt "ELABORAÇÃO DE SOFTWARE EDUCATIVO PARA ENSINO DE LIGAÇÕES QUÍMICAS Raquel Cristina Marques Canoas,Junho de 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google