A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema Digestório. Mucosa – camada interna que forra o TGI formada por uma camada de células epiteliais, uma lâmina própria (tecido conjuntivo) e musculatura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema Digestório. Mucosa – camada interna que forra o TGI formada por uma camada de células epiteliais, uma lâmina própria (tecido conjuntivo) e musculatura."— Transcrição da apresentação:

1 Sistema Digestório

2

3 Mucosa – camada interna que forra o TGI formada por uma camada de células epiteliais, uma lâmina própria (tecido conjuntivo) e musculatura mucosa. As células epiteliais que forram o TGI possuem diferentes funções: - células epiteliais de transporte – levam íons e água para dentro do lúmen e absorvem íons, água e nutrientes. - células secretoras – na superfície apical da mucosa, esse grupo de células liberam enzimas, mucos e substâncias parácrinas; na serosa secreção de hormônios ou substâncias parácrinas. - células tronco – formação de novas células. Células epiteliais tem vida média de poucos dias.

4

5 Músculo externo e serosa – formada por duas camadas de músculo liso: camada interior circular e camada exterior logitudinal. A contração do músculo circular diminui o diâmetro do lúmen enquanto a contração do músculo longitudinal encurta o tubo.

6

7 Superfície do TGI

8 A digestão é realizada pelas enzimas intestinais e são auxiliadas por secreções exócrinas do pâncreas e do fígado. As secreções exócrinas do pâncreas e fígado são liberadas na parte inicial do duodeno e são controladas pelo esfíncter de Oddi. O TGI mede aproximadamente 450 cm, destes 395 cm formam o intestino grosso e delgado. A lâmina própria contém fibras nervosas, vasos linfáticos e vasos sanguineos.

9 O sistema digestório é coordenado por 4 processos básicos: Digestão – quebra química e mecânica dos alimentos em pequenas unidades para atravessar o epitélio intestinal. Absorção – processo de transferência (ativo ou passivo) das substâncias do trato GI para o fluido extracelular (FEC). Motilidade – movimento do conteúdo alimentar no trato GI através de contrações musculares. Secreção – (1) transferência de água e íons do FEC para o lúmen, (2) liberação do material sintetizado pelas células epiteliais do trato GI.

10 Processos do Sistema Digestório Lúmen do trato digestivo parede Fluido intersticial sangue

11 Processos do Sistema Digestório

12 Motilidade

13 Mastigação Funções: satisfação, mistura para deglutição, redução do alimento em partículas menores. No Homem, a força exercida pelos molares = 50 a 122 Kg (cão: até 165 Kg) e incisivos = 15 a 40 Kg É voluntária, porém contém componentes reflexos. Exige controle coordenado dos músculos da orofaringe, da posição dos lábios, bochechas e língua. Transforma o alimento em uma massa de tamanho, formato e consistência apropriados para o transito no TGI.

14 Deglutição Transporte de água, nutrientes, e substâncias da cavidade oral para o estômago. Lubrificação da orofaringe e esôfago. Remoção de ácidos do esôfago provenientes de refluxos do estômago. O início da deglutição (na cavidade oral) está sob controle voluntário mas os fenômenos motores da faringe e do esôfago são involuntários ou reflexos. Isto significa que, uma vez transmitidos os sinais ao SNC, as fases faríngea e esofágica são deflagradas reflexamente.

15 Deglutição

16 A) Fase oral ou voluntária: a língua separa parte do bolo alimentar (BA) e o comprime contra o palato duro, para cima e para trás da boca, forçando o BA contra a farínge, onde estímulos tácteis iniciam o reflexo da deglutição. B) Fase faríngea: fechamento das cordas vocais, da epiglote, levantamento da farínge e abertura do esfíncter esofágico superior (B e C). Logo após a passagem do BA, abrem-se as cordas vocais, a epiglote relaxa e o EES se fecha. C e D) Fase esofágica: podemos considerar a motilidade esofágica como sendo a continuação da deglutição: uma onda peristáltica começa logo abaixo do EES que desloca-se até o esfíncter esofágico inferior (EEI), relaxando-o e permitindo a entrada do BA no estômago (relaxamento receptivo). extraído de: Vander, Sherman & Luciano, 2002 – WEBsite original: Sherman & Luciano, 2002http://www.biocourse.com/mhhe/bcc/domains/quad/topic.xsp?id= Deglutição

17

18 Motilidade Desempenha duas funções: 1- movimentar o alimento da boca para o ânus, 2- misturar mecanicamente o alimento, quebrando-o em pequenas partículas A maior parte do TGI é composta por musculatura lisa e realiza dois tipos de contrações: 1- tônicas – sustentadas por minutos ou horas, ocorrem em esfíncteres de músculo liso e porção anterior do estômago. 2- fásicas – ciclos de contrações e relaxamento que duram poucos segundos. Ocorrem na porção posterior do estômago e intestino delgado.

19 Potenciais de ondas lentas

20 Limiar de contração Limiar elétrico

21 O músculo liso do TGI apresenta diferentes contrações Complexo de migração motora – atividade entre as refeições (vazio). Elimina o resto de alimentos e elimina bactérias. Cerca de 90 minutos. Contrações peristálticas– atividade durante e após as refeições (vazio). Contrações progressivas (efeito onda). Velociodade de 2 a 25cm/s Contrações segmentares– pequenos segmentos do intestino se contraem e relaxam. Envolvido na mistura do bolo alimentar.

22 Contrações no trato GI Ausência de movimentos para frente Contrações segmentares responsável pela mistura Direção do movimento Contrações peristálticas são responsáveis pelo movimento

23 Secreção Enzimas digestivas são secretadas na boca, estômago e intestinos. Proenzimas (zimógenos)

24 O muco é composto por mucina (glicoproteína). Função de lubrificar e proteger a mucosa do TGI. O muco é sintetizado por células mucosas (estômago) e células calciformes no intestino. O TGI secreta íons (Na +, K +, Cl -, HCO 3 - e H + ) e água.

25 Adaptações da mucosa intestinal (pregas, vilosidades e microvilosidades) aumentam a área de absorção

26 Área total do intestino delgado de humanos: 200m 2 É equivalente à área de uma quadra de tênis!!! Grande área de absorção

27 Polímeros de glicose Amido, glicogênio Amilase Dissacarídeos Digestão de carboidratos

28

29 Digestão de proteínas As proteínas são digeridas como proteínas ou longos peptídeos. Proteínas de plantas são menos digeríveis; proteínas do ovo estão entre as mais digeríveis. Entre 30% e 60% das ptn encontradas no lúmen intestinal são provenientes da degradação de células mortas, e de secreções como enzimas e muco. As enzimas de digestão de ptn são divididas em dois grupos: endopeptidases (proteases) e exopeptidases.

30 Digestão de proteínas

31

32

33 Digestão de gorduras A digestão é dificultada devido a hidrofobicidade dos lipídeos Secreções não enzimáticas ajudam a transformar as gotas de gorduras em partículas menores aumentado a área de contato. Digestao das gorduras feita pelas lipases.

34 Digestão de gorduras

35 Sais biliares São detergentes (não enzimáticos) que atuam na remoção das gorduras.

36 Digestão e absorção de gorduras

37 Regulação da Função Gastrintestinal Sistema nervoso entérico (pequeno cérebro) – o plexo nervoso entérico permite que alguns reflexos iniciem e terminem no TGI sem comunicação com o SN.

38 Sistema nervoso autônomo

39 Reflexos do sistema nervoso entérico

40 Os plexos gastrintestinais

41

42 Modulacao das atividades do sistema digestório pelo sistema nervoso simpático e parassimpático

43 ações fisiológicas VIP (peptídeo intestinal vasoativo) ( ) contração (ou relaxa) músculos lisos do TGI e das arteríolas Encefalinas (met- e leu-encefalina)(+) tônus (ou contração) dos esfíncteres neuromoduladores: NO (óxido nítrico) NPY (neuropeptídeo Y) ( ) contração (ou relaxa) músculos lisos da camada circular e dos esfíncteres GRP (peptídeo liberador de Gastrina)(+) liberação de Gastrina EXEMPLOS DE NEUROTRANSMISSORES OU NEUROMODULADORES DO TGI DO TIPO NANC (NÃO-ADRENÉRGICO/NÃO-COLINÉRGICO):

44 Hormônios digestivos controlam a função do TGI, metabolismo e comportamento alimentar Mudanças na atividade GI (atividade peristáltica, contração da vesícula biliar, retardo do esvaziamento gástrico, etc) são controladas por hormônios GI.

45

46

47 Funcoes dos peptídeos GI


Carregar ppt "Sistema Digestório. Mucosa – camada interna que forra o TGI formada por uma camada de células epiteliais, uma lâmina própria (tecido conjuntivo) e musculatura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google