A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO ESTATAL DIRECÇÃO NACIONAL DE PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO RURAL PROJECTO DESENVOLVENDO UM SECTOR FINANCEIRO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO ESTATAL DIRECÇÃO NACIONAL DE PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO RURAL PROJECTO DESENVOLVENDO UM SECTOR FINANCEIRO."— Transcrição da apresentação:

1 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO ESTATAL DIRECÇÃO NACIONAL DE PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO RURAL PROJECTO DESENVOLVENDO UM SECTOR FINANCEIRO INCLUSIVO EM MOÇAMBIQUE (BIFSMO )

2 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO I. INTRODUÇÃO II. PAPEL DA DNPDR III. COMPONENTES DO PROGRAMA IV. ACTIVIDADES REALIZADAS V. PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS VI. RESULTADOS OBTIDOS VII.ACTIVIDADES EM CURSO VIII. DESAFIOS XIX.PERSPECTIVAS PARA A 2ª FASE 2

3 1. INTRODUÇÃO 3 BIFSMO: Programa conjunto do PNUD/UNCDF e Governo de Moçambique (MAE/DNPDR); Objectivo: aumentar a capacidade do sector financeiro em providenciar serviços financeiros aos produtores e consumidores de baixa renda e melhorar o auto-emprego para jovens. Período do Programa: , prorrogação até 2011 Fundos Disponibilizados em 5 anos: USD. Meios: Fundo de investimento para PSF (co-parcipação) e fundos de formação

4 INTRODUÇÃO – Cont. I. INTRODUÇÃO – Cont. Fundos Disponibilizados 2 AnoValor do Projecto (USD) Apoio Institucional (USD) TOTAL (25%)

5 II. PAPEL DA DNPDR 1.Assegurar o estabelecimento: Quadro legal e regulador apropriado e Políticas e estratégia das MFS e FRs; 2.Disseminar Boas práticas de financiamento. 3.Garantir a coordenação entre diferentes actores; 4.Incentivar sector privado a prover serviços de MFs e bancarizar a economia; 5.Estimular a inovação através de pesquisas sistemáticas. 5

6 III. COMPONENTES DO PROGRAMA 1.Implementação da estratégia de nacional de Microfinanças e Finanças Rurais através de um mecanismo de coordenação apropriado; 2.Desenvolvimento da capacidade de formação profissional em Microfinanças e promoção da oportunidade de formação entre os provedores dos serviços financeiros; 3.Apoio a iniciativas de produtos e abordagens financeiras inovadoras, principalmente para as zonas rurais 6

7 IV. ACTIVIDADES REALIZADAS 1.Componente 1 (políticas e estratégias) i.Conduziu o processo de reflexão sobre o papel dos fundos públicos e possíveis cenários de fusão (apresentado por 2 vezes ao Conselho de Ministros); ii.Elaborou a Estratégia de Finanças Rurais em Moçambique (aprovada em 2011); iii.Lançou a Campanha Nacional de Promoção da Poupança no País (2011);

8 IV. ACTIVIDADES REALIZADAS 1.Componente 1 (Cont.) iv.Realizou 2 Conferências Nacionais de MFs, 2007 e 2011); v.Estudos Realizados: Diagnóstico de Micro-Seguros com vista ao apoio à inovação Impacto do HIV/SIDA nas IMFs Mapeamento do Sector Financeiros do País O Ambiente de Micro-Seguros em Moçambique e Plano de Acção para o País.

9 IV. ACTIVIDADES REALIZADAS 1.Componente 1 (Cont.) vi.Publicações: Diagnóstico de Micro-Seguros em Moçambique Impacto do HIV/SIDA nas IMFs Estratégia de Finanças Rurais Material de promoção da Campanha Nacional de Poupança Relatórios das Conferências Nacionais de Microfinanças;

10 IV. ACTIVIDADES REALIZADAS (Cont.) Componente 2 (Formação) i.Em parceria com UEM, UCM, ESUDER (Maputo 2007, Chimoio 2008, Cuamba 2008, Vilanculos 2009 realizaram-se 4 cursos de disseminação de Boas Práticas em MFs para ±200 formandos e participou na revisão curricular do MINED; ii.V. Em parceria com a OIT durante um desenvolveu um curso para formadores tendo formado 10 Experts nacionais.

11 IV. ACTIVIDADES REALIZADAS (Cont.) Componente 2 (Formação) – Cont. iii. Ministrado o curso sobre a Protecção do Consumidor nas MFs e Promoção da Transparência; iv.Financiado o Plano de Formação para AMOMIF e salário de um ano do Director Executivo. v.Treinados 5 técnicos nos cursos de Boulder, 3 da DNPDR e 2 dos operadores de MFs.

12 IV. ACTIVIDADES REALIZADAS (Cont.) Componente 3 (Apoio a Inovação) Capital de investimento partilhado (matching grant) para apoiar novos produtos/metodologias Subvenção para Gastos de funcionamento: durante 1 ano máximo, para implementação de novos produtos Subvenção para Melhoramento da capacidade do provedor de SF em fornecer novos produtos Empréstimos comerciais para fortalecer a base financeira dos PSF. 12

13 IV. ACTIVIDADES REALIZADAS (Cont.) Componente 3 (Apoio a Inovação) 13 PeríodoInstituiçãoObjectivoValor (USD) 2008BOMInstalou um banco móvel em Nicoadala (Zambézia) PROGRESSO HLUVUKUFinanciou jovens produtores 2010AMOMIF 2010TCHUMA 2010CCOM 2010SOCREMO TOTAL PeríodoInstituiçãoObjectivoValor (USD) 2008BOMInstalou um banco móvel em Nicoadala (Zambézia) FDMFinanciou jovens produtores(Gaza) PROGRESSOCapacitação Institucional (treinamento, SIG e reorganização da contabilidade e estudo de mercado) HLUVUKUCrédito para jovens produtores agrários AMOMIFPlano de Formação e salário D.Executivo TCHUMACartões de débito e linha de crédito para jovens CCOMLinha de crédito para jovens SOCREMOCampanha de consciencialização dos jovens para aderirem às MFs TOTAL

14 14

15 15

16 CONFERÊNCIA NACIONAL DE MICROFINANÇAS 16

17 CONFERÊNCIA NACIONAL DE MICROFINANÇAS 17

18 V. PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS 1.2 Cimeiras regionais de microcrédito em Nairobi, Kénia 2.Cimeira Mundial de Valladolid, Espanha; 3.2 Conferências regionais sobre a Protecção do Consumidor: Johanneburg (RSA) e Nairobi (Kénia) 4.2 Conferências do "Make Finance Working for Africa", Zâmbia e Gana; 5.Conferência de Microfinanças do Mali.

19 VI. ACTIVIDADES EM CURSO 1.Estabelecimento de uma Base de Dados sobre o sector; 2.Operacionalização das seguintes iniciativas: Campanha Nacional de Promoção da Poupança Estratégia de Finanças Rurais Estudo de Mercado de Micro-Seguros e revisão da legislação sobre a matéria; Mapeamento do sector financeiro nos níveis macro, meso e micro.

20 VII. RESULTADOS 1.Melhoria da coordenação e incremento de iniciativas de financiamento 2.Maior visibilidade do sector de Microfinanças; 3.Aumento de produtos e número de clientes, particularmente jovens e mulheres; 4.Melhoria do dominio de boas práticas e estruturação do sector, particularmente ao nível meso. 20

21 VIII. DESAFIO Visão holística do sector financeiro mas com uma abordagem sectorial a todos os níveis, designadamente: Financiamento Rural Financiamento Urbano Finaciamento por segmento social. 21

22 XIX. PERSPECTIVAS PARA Continuar a promover políticas e mecanismos de inclusão financeira: i.Coordenação do apoio ao SF e promoção de sinergias ii.Educação financeira e protecção do consumidor 2. Implementar: i.Plano de Acção de Micro-Seguros, ii.Base de Dados e iii.Campanha Nacional de Poupança e iv.Estratégia de Finanças Rurais. 22

23 23 3. Apoio a serviços de capacitação ao nível dos provedores e beneficiários; 4.Alargamento do financiamento PSF de Niassa e zona costeira de Nampula e Cabo Delgado. XIX. PERSPECTIVAS PARA (Cont.)

24 24

25 25 CARTAZ

26 26 MUITO OBRIGADO!


Carregar ppt "REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO ESTATAL DIRECÇÃO NACIONAL DE PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO RURAL PROJECTO DESENVOLVENDO UM SECTOR FINANCEIRO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google