A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO PROFº JÚNIOR GEOGRAFIA DO BRASIL Fontes de Energia, Transportes, Urbanização e População Curso Preparatório Para Vestibulares Elaboração: Profº Msc.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO PROFº JÚNIOR GEOGRAFIA DO BRASIL Fontes de Energia, Transportes, Urbanização e População Curso Preparatório Para Vestibulares Elaboração: Profº Msc."— Transcrição da apresentação:

1 CURSO PROFº JÚNIOR GEOGRAFIA DO BRASIL Fontes de Energia, Transportes, Urbanização e População Curso Preparatório Para Vestibulares Elaboração: Profº Msc. Sandro Ivo de Meira

2 Fontes de Energia no Brasil Participação das diversas fontes no total da produção de energia primária no Brasil (em %)

3 Potencial Hidrelétrico das bacias hidrográficas brasileiras (2005) Potencial Total: MW Potencial Total: MW Potencial total: MW Potencial total: MW

4 Potencial total: 3402 MW Potencial total: MW Potencial total: MW Potencial total: MW

5 O petróleo no Brasil

6

7

8

9

10 Meios de transporte no Brasil

11 Custo do transporte de uma tonelada de mercadoria, por KM HidroviaFerroviaRodovia US$ 1US$ 4US$ 8 Geipot (Planejamento de transportes), 2004

12 Receita de pedágios e Investimentos nas Rodovias (em milhões de reais) Total arrecadado em 2002: R$ ,00

13 Total investido em 2002: R$ ,00

14 Transporte Ferroviário

15 ESPAÇO URBANO BRASILEIRO Países Desenvolvidos: Crescimento ordenado das cidades: respeito ao planejamento urbano. População mais abastada se auto-segregou: construção de subúrbios (condomínios fechados distantes dos problemas dos centros das cidades: guetos).

16 Países Subdesenvolvidos: Crescimento desordenado: formação de bairros clandestinos onde os lotes são vendidos sem o conhecimento do poder público. Não há licença para o comércio da terra. Os centros comerciais geralmente são antigos e mal estruturados. O processo de verticalização é uma realidade, mas não aproveita a infra-estrutura urbana como deveria (subutilização de recursos públicos).

17 Especulação Imobiliária Cumprimento dos artigos 2º e 39º da CF e art. 2º do EC 1)Função social da propriedade 2)Desenvolvimento sustentável 3)Funções sociais da cidade 4)Igualdade e justiça social 5)Participação popular

18 HIERARQUIA E ORGANIZAÇÃO ESPACIAL DAS CIDADES: METRÓPOLE: Cidade populosa que mantém uma grande influência (econômica, cultural, política etc.) sobre outras cidades de uma grande região REGIÃO METROPOLITANA: conjunto de cidades que se unem para promover um desenvolvimento urbano conjunto (planejamento integrado)

19 MEGACIDADES: aglomerados urbanos com mais de habitantes. CONURBAÇÃO: situação em que duas ou mais cidades crescem e não mantêm uma área rural entre si. Exs.: São Paulo e ABCD Paulista, Belo Horizonte e Betim, Curitiba e São José dos Pinhais. MEGALÓPOLES: encontro de duas ou mais metrópoles e/ou regiões metropolitanas. Exs.: Boswash (Washington a Boston nos EUA), Tóquio-Kyushu (no Japão), Milão-Londres (Europa, acompanhando o vale do Reno).

20 CIDADES GLOBAIS: pontos nodais que representam os interesses dos países e corporações multinacionais no mundo globalizado. São cidades que apresentam boa infra-estrutura urbana como: hotéis, aeroportos, comunicação, bolsa de valores, sedes de multinacionais e bancos etc.

21

22

23 São Paulo

24 Nova Iorque

25 Tóquio

26 TAXA DE CRESCIMENTO ANUAL Grandes regiões e UF Pop. em 1980Pop. em 1991Pop. em 2000Taxa crescimento anual ( ) % Taxa crescimento anual ( ) % Brasil ,931,63 Norte ,852,88 Nordeste ,831,30 Centro-Oeste ,012,36 Sudeste ,771,60 Sul ,381,41 São Paulo ,131,78 Fonte: IBGE, Censo Demográfico 1980, 1991 e 2000.A40:A41

27

28

29

30

31

32 Segmentos de atividade Distribuição de pessoas com mais de 10 anos de idade, ocupadas na semana de referência (%) BrasilGrandes Regiões NORTENORDESTESUDESTESULCENTRO-OESTE Agrícola 20,69,636,610,624,317,6 Indústria 14,213,09,017,117,410,8 Construção 7,18,85,97,96,57,7 Comércio e reparação 17,222,215,617,815,918,9 Serviços 40,645,832,746,435,645,0 Fonte: IBGE, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios,2002 DISTRIBUIÇÃO DA PEA DE ACORDO COM OS SETORES ECONÔMICOS

33

34 (Hab./Km 2 )

35

36

37 BRASIL

38

39

40

41

42

43 Total Total Branca Branca Parda Parda Preta Preta Amarela Amarela Indígena Indígena Sem declaração Sem declaração Fonte: Censo Demográfico 2000: Resultados do Universo COMPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA (POR RAÇA)

44

45 PAÍSESÍndice de GiniPAÍSESÍndice de Gini Panamá0,560Bolívia0,601 Brasil0,570Botsuana0,605 África do Sul0,578Rep. Centro-Africana0,613 Paraguai0,584Serra Leoa0,629 Colômbia0,586Lesoto0,632 Haiti0,592Namíbia0,743 Fonte: Folha de São Paulo, 28/11/2007, p. A20.

46 Obs.: os dados não fecham em 100% pois não são considerados os que não declararam renda.

47

48

49

50 Destino dos ImigrantesNúmero de Imigrantes EUA Paraguai Japão Europa Emigrantes brasileiros FONTE: Itamaraty e Ministério da Justiça, junho de 2004

51 Brasileiros na Europa Alemanha Portugal Itália Suíça França Inglaterra Espanha Holanda10.000

52 QUESTÕES 01) Desde a década de 1990, o Brasil vem incrementando a importância do gás natural na matriz energética nacional, abrindo-se, a partir daí, a possibilidade de integração econômica com países vizinhos. A prova disto está: a)No esforço do Brasil para aumentar a importação de gás natural do Paraguai, sendo que o enfraquecimento recente do MERCOSUL tem causado obstáculos para essa proposta. b)Nos novos acordos com o governo uruguaio, no âmbito do MERCOSUL, dobrando a importação de gás natural efetuada pelo Brasil, em troca do aumento de exportação de carros brasileiros para o Uruguai. c)Nos novos investimentos feitos pela Petrobrás em território venezuelano, constituindo parceria com a estatal da Venezuela, estreitando assim a relação do Mercosul com o Pacto Andino. d)Na construção do gasoduto Brasil–Bolívia, que, todavia, tem encontrado dificuldades, em função da recente nacionalização dos hidrocarbonetos, realizada pelo governo boliviano. e)No consórcio TRANSIERRA, empresa constituída pela Petrobrás, pela Repsol YPF e pela Totalfina ELF, com a finalidade de intensificar a exploração de gás natural em território peruano.

53 02) Dentre as fontes naturais de energia, existem as que são renováveis e as que não o são. Fazem parte da categoria não renovável as seguintes fontes: a)Urânio, gás natural, petróleo e carvão mineral. b)Petróleo, água, urânio e lixo orgânico. c)Gás natural, carvão mineral, gêiser e maré. d)Lixo industrial, petróleo, urânio e vulcão. e)Gêiser, maré, vulcão e madeira.

54 03) Observe com atenção a seguinte tabela acerca da produção e do consumo de petróleo: PaísesReservas provadas ProduçãoConsumo Arábia Saudita24,911,81,8 Iraque10,73,3--- Emirados Árabes 9,33,30,4 Kuwait9,22,90,3 Irã8,55,11,5 Venezuela7,44,90,6 Federação Russa 4,69,73,5 EUA2,99,825,5 Líbia2,81,9--- México2,64,92,4 China2,34,66,6 Nigéria2,32,9--- A partir da análise da tabela acima, podemos afirmar que: a)A China encontra-se numa situação confortável em relação ao petróleo, já que é auto-suficiente e a grandeza de suas reservas a coloca como futura grande exportadora de combustível. b)As reservas iraquianas foram irremediavelmente comprometidas pela guerra, já que não foram poupadas nem pelos iraquianos nem pelos americanos, o que provavelmente irá comprometer o futuro econômico do país. c)A posição ocupada por países com a Venezuela, Iraque e Irã no ranking dos produtores de petróleo, é um fator que nos ajuda a entender a política externa norte-americana em relação a esses países nos últimos tempos. d)A importância da Venezuela no cenário mundial se explica pela posição ocupada pelos países no ranking de produtores de petróleo, mas este encontra-se dominado pelas empresas norte-americanas, que fazem do petróleo venezuelano um bem de uso exclusivo pelos Estados Unidos. e)Com exceção do Iraque, agora em vias de ser controlado, os seis maiores produtores de petróleo são aliados incondicionais dos Estados Unidos, o que minimiza o fato de um país não ser auto-suficiente na sua produção.

55 04) Assinale a alternativa que não contenha apenas fontes de energia: a)carvão, xisto e urânio. b)Irradiação solar, petróleo e rios. c)Hulha, ventos e petróleo. d)Gêiseres, antracito e urânio. e)Ferro, alumínio e carvão.

56 05) (Investigador-SP-2000) A existência de indústria siderúrgica e a geração de hidroeletricidade no Brasil estão bastante vinculadas a - à participação de capitais externos. b - aos capitais privados nacionais. c - à iniciativa estatal. d - às atividades de exportação.

57 06) (Investigador-SP-2000) Nas importações, que produto(s) mais consome(m) divisas do Brasil ? a - Componentes eletrônicos. b - Trigo. c - Papel e celulose. d - Petróleo.

58 07) (Escrivão-SP-2001) O Estado brasileiro que mais produz e consome carvão vegetal é: a. São Paulo bEspírito Santo cParaná d Minas Gerais

59 08) A energia nuclear oferece altos riscos ambientais e humanos, por isso recebe a crítica de ambientalistas e de pacifistas. No Brasil há um único complexo de usinas nucleares que se localiza: a)em São Paulo. b)em Minas Gerais. c)no Rio de Janeiro. d)no Rio Grande do Sul. e)no Espírito Santo.

60 09) gasoduto Bolívia-Brasil inicia-se na localidade boliviana de Rio Grande e entra no território brasileiro por Corumbá (MS). No Brasil, o gasoduto atravessa 5 estados. O ponto final do gasoduto fica no estado: a)do Rio de Janeiro b)de São Paulo c)do Paraná d)de Santa Catarina e)do Rio Grande do Sul

61 10) A disponibilidade de recursos energéticos no Brasil apresenta-se como grande preocupação neste início de século. Sobre o assunto, assinale a afirmativa correta. a)As usinas hidrelétricas e termelétricas são as únicas fontes de energia elétrica do Brasil. b)A privatização do setor elétrico brasileiro solucionou os problemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. c)O Programa Nacional do Álcool – Proálcool, surgido em 1975, apresentou como aspecto positivo a produção de combustível menos poluente que a gasolina. d)O gás natural é uma excelente fonte de energia alternativa e o Brasil é auto- suficiente na sua produção. e)O estado da Bahia possui hoje a maior reserva nacional de petróleo.

62 11) De acordo com a afirmativa abaixo, marque a opção CORRETA, no que se refere às fontes alternativas de energia no mundo. Apesar de antiga, não afeta o meio ambiente e ainda desperta interesse, pois sua utilização vem crescendo. O maior problema está na própria fonte por ser irregular e dispersa. No Brasil, as zonas produtoras de Sal no Nordeste e de Cabo Frio – RJ, utilizam em excesso esta fonte alternativa. Tal afirmativa refere-se à fonte a)solar. b)Maremotriz. c)Geotérmica. d)biomassa. e)eólica.

63 12) As afirmativas a seguir referem-se ao tema "as fontes de energia". Assinale a INCORRETA. a)Dentre as chamadas fontes de energia alternativa, podemos destacar a biomassa, o sol, a geotérmica e o vento. b)As melhores condições geográficas para a utilização da energia eólica são os vales planos e extensos, expostos à direção dos ventos predominantes, e os terrenos planos de áreas costeiras. c)O biogás é o produto da fermentação anaeróbica de resíduos de origem orgânica; essa fonte de energia é de aplicação segura e tem um custo relativamente baixo. d)Dentre as principais vantagens proporcionadas pelas fontes de energia alternativas, podemos citar: não alteram as condições climáticas ambientais, não contaminam o meio ambiente nem produzem mutações nos seres vivos. e)No Nordeste brasileiro, a utilização da energia solar torna-se difícil, porque os valores regionais de insolação, em face do clima seco dominante no sertão, são baixos, comparados com os de outras regiões mais úmidas do país.

64 13) Programa de Integração Nacional (PIN), implantado pelo Governo Federal a partir de 1971, previa abertura de grandes rodovias e desenvolver um programa de colonização dirigida na Amazônia. Ao longo das rodovias, principalmente nos trechos Marabá-Altamira e Altamira-Itaituba deveriam ser implantadas propriedades individuais (100 ha) destinadas aos colonos assentados para atividade agrícola. Esse conjunto de lotes recebeu a denominação de: a)Minifúndio b)Agrópolis c)Agrovila d)assentamento e)rurópolis

65 14) O período comumente denominado de anos dourados marcaram uma etapa da recente história brasileira associada ao desenvolvimentismo (abertura de rodovias, expansão da rede hidrelétrica, implantação da indústria automobilística, descentralização da capital) e à atmosfera cultural marcada pelo surgimento da Bossa Nova. A que governo tal período está associado: a)Juscelino Kubistchek b)João Goulart c)Getúlio Vargas d)Eurico Gaspar Dutra e)Jânio da Silva Quadros

66 15) O sistema de transportes de um país é um dado do território que proporciona maior ou menos fluidez, dependendo de sua qualidade e quantidade. "As ferrovias brasileiras testemunharam o período pré-industrial do Brasil. Paradoxo histórico: o trem foi o maior símbolo da Revolução Industrial na Europa e nos Estados Unidos, enquanto aqui esteve a serviço da economia agrícola. OLIVA, J.; GIANSANTI, R. "Temas da Geografia do Brasil". São Paulo: Atual, p Quando a industrialização brasileira se consolidou, a ferrovia a)involuiu, sendo substituída, em grande parte, pela rodovia. b)expandiu-se por novas áreas do território nacional. c)consolidou-se a exemplo da ferrovia norte-americana. d)expandiu-se apesar da concorrência rodoviária. e)passou a ligar as principais cidades brasileiras.

67 16) O transporte rodoviário é o principal sistema de transporte no Brasil. Por ele passam aproximadamente 56% das cargas movimentadas no País, contra 21% por ferrovia e 18% por hidrovia, conforme dados do Ministério dos Transportes. Analisando o sistema de transporte rodoviário no Brasil: a)pode-se afirmar que, durante a década de 1950, houve grandes investimentos no setor. b)não é possível concluir que o Estado diminuiu sua participação no setor após o processo de concessões à iniciativa privada nas últimas duas décadas. c)conclui-se que, devido aos baixos investimentos privados, passou por um processo de estatização durante a década de d)é correto dizer que o país tem uma distribuição eqüitativa entre rodovias e hidrovias, dado o seu reduzido potencial hidroviário. e)é incorreto afirmar que seu potencial está esgotado, já que não existem novos investimentos na área desde os governos militares.

68 17) (Investigador-SP-2000) A expansão da Cidade de São Paulo na direção norte foi dificultada pela presença a.das represas Billings e Guarapiranga. b.da Serra da Cantareira. c.das várzeas do Rio Pinheiros. d.da Serra do Mar.

69 18) (Investigador-SP-2000) O mais destacado núcleo de colonização germânica no Brasil está situado na zona de a.Caxias do Sul, Garibaldi, Bento Gonçalves. b.Uruçanga, Ribeira do Iguape, Flores da Cunha. c.Blumenau, Joinvile, Brusque. d.Sabará, Itabira, Monlevade.

70 19) (Investigador-SP-2000) O Mercado Comum do Sul – Mercosul foi criado pelo Tratado a - de Assunção, em março de b - do Rio de Janeiro, em dezembro de c - de Buenos Aires, em 1º de janeiro de d - de Montevidéu, em maio de 1992.

71 20) Em relação ao espaço urbano brasileiro, identifique as assertivas corretas: I – a região metropolitana de São Paulo é maior que a sua área metropolitana II- o complexo urbano desenvolvido entre São Paulo e Rio de Janeiro já se constitui na primeira megalópole brasileira. III – São Bernardo do Campo e Osasco são cidades que compõem a área metropolitana paulistana, enquanto Nova Iguaçu e Nilópolis compõem a área metropolitana carioca. a)I e III,apenas. b)I, II e III. c)I e II,apenas. d)II e III, apenas. e)III, apenas.

72 21) Sobre as migrações internas do Brasil, pode-se afirmar que: a)A estagnação econômica causada pela baixa dos preços do açúcar, ajudaram as regiões auríferas de Minas Gerais a se tornarem pólo de atração de movimentos migratórios. b)As migrações para o Vale do Ribeira no estado de São Paulo ocorreram por causa da expansão da cafeicultura. c)As migrações para o Paraná ocorreram em duas etapas: primeiro para o Sudoeste do estado e depois para o Nordeste. d)O ciclo da borracha provocou, em fins do séc. XIX, grande fluxo migratório de Goiás para a Amazônia. e)As migrações para o norte do Paraná foram incentivadas, na primeira metade do séc. XX,pelo grande desenvolvimento da cultura de soja na região.

73 22) O fator responsável pelo êxodo rural é: a)A mecanização das lavouras b)A industrialização c)As secas periódicas d)A falta de terras aráveis e)O bom clima

74 23) Os fatores mais atuantes no processo de urbanização em nosso país são: a)O êxodo rural e as migrações internas. b)A incorporação de núcleos de povoamento urbanos às capitais c)O êxodo rural e a imigração d)A imigração e os movimentos migratórios internos e)Os imigrantes e a transumância

75 24) Assinale qual dos fatores explica o elevado crescimento vegetativo brasileiro: a)Alta mortalidade b)Alta natalidade c)Baixa esperança de vida d)Elevada taxa de mortalidade infantil e)Elevada esperança de vida da população brasileira

76 25) Os dados da tabela mostram uma tendência de diminuição, no Brasil, do número de filhos por mulher. Dentre as alternativas, a que melhor explica essa tendência é: a)Eficiência da política demográfica oficial por meio de campanhas publicitárias b) Introdução de legislações específicas que desestimulam casamentos precoces. c)Mudanças na legislação que normatiza as relações de trabalho, suspendendo incentivos para trabalhadores com mais de dois filhos. d) Aumento significativo da esterilidade decorrente de fatores ambientais. e) Maior esclarecimento da população e maior participação da mulher no mercado de trabalho. Evolução das Taxas de Fecundidade ÉPOCANúmero de filhos por mulher Século XIX , , , ,32

77 26) Distribuição da População Rural e Urbana – Brasil – 1940/2000: Assinale a alternativa que explica a tabela acima: a) Devido à grande industrialização nas cidades, o período de registrou as maiores taxas de crescimento da população urbana. b) O intenso processo de modernização do campo explica o acentuado esvaziamento da população rural entre c) A forte industrialização registrada, no campo e na cidade, explica as taxas iguais de crescimento da população urbana e rural entre d) Após 1950, o processo de industrialização gerou forte migração da população do campo para a cidade, praticamente invertendo sua distribuição no final dos anos 80. e) O avanço da industrialização no campo, interrompido nas duas últimas décadas, justifica a redução, pela metade, da população rural. ANOURBANA (%)Rural (%) ,2368, ,1663, ,6755, ,9244, ,6032, ,4724,

78 27) Segundo estimativas do Ministério da Justiça, cerca de 3 milhões de brasileiros viviam fora do país em As maiores concentrações estavam nos Estados Unidos (33%), Japão (13%) e Paraguai (12%). Portugal, Itália, Austrália e Canadá também figuravam entre os destinos procurados por brasileiros que optaram por viver no exterior. Sobre esse assunto, considere as afirmações a seguir: I - Muitos brasileiros residentes no país desempenham funções penosas e insalubres nas indústrias, vivendo em alojamentos próximos ao local de trabalho. II - Parte dos brasileiros vivem em situação ilegal no país. Não raro são profissionais qualificados que trabalham como garçons, baby-sitters ou engraxates. III - Trata-se de agricultores sem-terra ou pequenos proprietários que migraram em busca de alternativas no campo naquele país, vindos especialmente de estados vizinhos. As afirmações correspondem, respectivamente, a realidades encontradas por emigrantes brasileiros em países como: a)Portugal, Japão e Paraguai. b)Japão, Estados Unidos e Paraguai. c)Estados Unidos, Austrália e Canadá. d)Estados Unidos, Japão e Paraguai. e)Austrália, Canadá e Estados Unidos.

79 28) Segundo dados de 2005, coletados pelo Professor José Pastore, membro efetivo da Academia Paulista de Letras, em seu artigo Informalidade: estragos e soluções, cerca de 56% dos trabalhadores brasileiros, ou seja, da população ocupada, se encontram na informalidade. Considere as afirmações abaixo, a respeito das causas da economia informal no Brasil. I)A elevada carga tributária que recai sobre as pessoas físicas e para as empresas formais. II)As mudanças no mercado de trabalho com a crescente informatização e robotização. III)O fraco desempenho da economia nacional, que não tem gerado empregos em número suficiente. IV)A terciarização da economia que, de uma maneira geral, elimina uma boa parte dos empregos do setor formal. Estão corretas a)Apenas I e II. b)Apenas I, II e III. c)Apenas I, III e IV. d)Apenas II, III e IV. e)I, II, III e IV.

80 29) (Escrivão-Deinter-2005) Em relação aos movimentos imigratórios para o Brasil, na década de 30, podemos afirmar: a)Corresponde a uma fase de grandes estímulos oficiais. b)Notabilizou-se pela paralisação de imigração européia. c)Representou uma fase de apogeu. d)Coincidiu com um período de restrições e declínios. e)Foi marcada pelo início da imigração japonesa.

81 30) (Investigador-SP-2002) Movimento populacional sazonal que ocorre em certos períodos do ano e que sempre se repete, denomina-se: a)Transumância b)Migração pendular c)Êxodo rural d)Deslocamento programado


Carregar ppt "CURSO PROFº JÚNIOR GEOGRAFIA DO BRASIL Fontes de Energia, Transportes, Urbanização e População Curso Preparatório Para Vestibulares Elaboração: Profº Msc."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google