A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EVOLUÇÃO BIOLÓGICA. Evolução é um processo de desenvolvimento dos seres vivos por meio da modificação de suas características em gerações sucessivas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EVOLUÇÃO BIOLÓGICA. Evolução é um processo de desenvolvimento dos seres vivos por meio da modificação de suas características em gerações sucessivas."— Transcrição da apresentação:

1 EVOLUÇÃO BIOLÓGICA

2 Evolução é um processo de desenvolvimento dos seres vivos por meio da modificação de suas características em gerações sucessivas. A evolução é um fato da natureza que se pode perceber, por exemplo, nos registros fósseis (espécies animais e vegetais extintas).

3 A comparação da estrutura das formas de vida atuais - anatomia, bioquímica, embriologia - também fornece provas da evolução. Para explicar esses fatos existem as teorias da evolução.

4 O conceito de Evolução vem sendo discutido pelos homens, de modo geral, desde Heráclito, passando por filósofos estoicistas já na era cristã e por Leibniz.

5 É no entanto com os estudos intensivos e de muitas viagens do famoso naturalista e biólogo Charles Darwin (que fundou com a teoria da Seleção Natural e a Evolução dos seres vivos o Darwinismo)

6 que este conceito ganhará grande absorção intelectual, influenciando poetas, antropólogos, filósofos, entre outros, com o princípio de que tudo está num processo de transformação, transmutação (para a Biologia) dos seres vivos em sua história natural.

7 Por exemplo: o homem é o resultado de um processo de transformação que o elevou da condição de macaco à condição de homo sapiens. Esta seria uma hipótese evolucionista claramente e, até hoje, é um argumento muito forte para os intelectuais a negarem.

8 Decerto não estamos aqui para formular problemas, mas para tentar esclarecê-los um pouco. Escritores, poetas e estudiosos do mundo todo viram-se influenciados por essa nova corrente, como dissemos atrás,

9 e os temas colocados em cheque pretendiam especialmente esclarecer as diferenças essenciais entre os seres vivos e os seres inertes, a matéria e o espírito, o mundo e Deus.

10 Teorias Evolutivas: em 547 a.C. Anaximandro de Mileto foi o primeiro a cogitar de um processo evolutivo ocorrendo na natureza, chegando afirmar que o homem descende de animais especificamente diferentes.

11 No ocidente, até a metade do século XVIII, dominou a hipótese fixista ou fixismo, segundo a qual todas as espécies vivas haviam sido criadas por ato divino, e o número de espécies era fixo e havia sido determinado por Deus no momento da criação.

12 Carl von Linné, morto em 1778, encerrou sua obra de classificação dos seres vivos com a seguinte observação: Deixo aos naturalistas a tarefa de verificar se as espécies não são obras do tempo.

13 De a muito comecei a alimentar tal suposição e ouso apenas acrescentar uma hipótese de que as espécies de um mesmo gênero não constituem na origem senão uma mesma espécie que se diversificou por via da hibridação.

14 Em 1809, Jean Baptiste Lamarck lançou a teoria lamarkista. Sua teoria fundamentava- se basicamente em duas leis:

15 a) a lei do uso e do desuso;

16

17 b) lei da transmissão dos caracteres adquiridos

18 De todos os seus estudos, sobressaem-se as suas teorias acerca do evolucionismo biológico, tendo sido um dos primeiros estudiosos a dar importância ao fato das variações entre indivíduos de uma mesma espécie..

19 Explicou as variações de características entre seres de uma mesma espécie como resultantes da diversidade de fatores e transformações ambientais apresentados nas diversas localidades onde subsistem

20 Assim, Lamarck formulou o chamado transformismo, em que os indivíduos de uma espécie adaptar- se-iam à ação e às transformações do meio ambiente em que vivem, sendo que o resultado de tais adaptações nos indivíduos seriam transmitidas para sua descendência.

21 A célebre exemplificação de Lamarck para demonstrar sua teoria valia-se da afirmação de que o comprimento do pescoço das girafas atingiu tal desenvolvimento a partir de uma necessidade imposta pelo meio em que vivem:.

22 as girafas precisavam alcançar os ramos mais altos das árvores para se alimentarem sem concorrência com outros animais que se alimentavam com os ramos mais baixos

23 As leis que regem o transformismo (ou Lamarckismo) foram estabelecidas por Lamarck em 1800: a primeira lei afirma que os órgãos dos seres cujo uso é evidenciado tendem a desenvolver- se, à proporção do uso; o contrário ocorre com os órgãos aos quais se aplica a falta de uso, tendendo portanto a desaparecerem.

24 A segunda lei de Lamarck afirma que as adaptações sofridas pelos seres de uma espécie por influência do meio ambiente são transmitidas e conservadas de geração para geração, desde que as adaptações ocorram em seres de ambos os sexos na espécie. Tendo enfrentado em vida, por suas teorias de evolução, o escárnio geral da comunidade científica, Lamarck e suas idéias caíram no esquecimento até o século XIX, quando foram redescobertas.

25

26 Atualmente, a Ciência tende de maneira geral a rejeitar o princípio da transmissão de geração a geração das características evidenciadas e potencializadas pelos fatores naturais, pois as modificações adquiridas ocorreriam em milhões de anos, não podendo ser comprovadas, enquanto, por outro lado, tende a aceitar a idéia da constância do uso de um órgão animal como um dos fatores de manutenção de sua existência e funcionalidade.

27 Não reconhecido pelos cientistas de sua contemporaneidade como Cuvier e o próprio Buffon, com quem rompera relações, pois este ainda aceitava as teorias então vigentes baseadas no princípio da geração espontânea, Lamarck foi reconhecido por sua importância num estágio evolutivo do conhecimento das leis que regem a evolução biológica somente tempos após sua morte.

28 Weissmam, em 1876, invalidou parte da teoria lamarkista : segundo ele em certas raças de cães, são lhes extirpada a cauda na ocasião do nascimento, mesmo assim os filhotes continuam a nascem com cauda.

29 DARWINISMO

30 Na segunda metade do séc. XIX, Charles Darwin lançou a teoria darwinista; que ressaltava dois fenômenos extremamente comuns e que podem ser observados com facilidade:

31 1º a tendência da natureza produzir variedades pássaros com tamanho e bico diversos, etc. Essas variantes, produzidas ao acaso, são inatas e freqüentemente transmitidas de pais para filhos.

32 2º a disparidade existente entre o grande nº de indivíduos que nascem e os poucos que alcançam a idade adulta e conseguem se reproduzir. A esse processo contínuo de eliminação dos indivíduos menos vigorosos, Darwin deu o nome de seleção natural.

33 Evolução das Espécies e Seleção Natural

34 O princípio da evolução postula que as espécies que habitaram e habitam o nosso planeta não foram criadas independentemente, mas descendem umas das outras, ou seja, estão ligadas por laços evolutivos

35 Esta transformação, denominada evolução das espécies, foi apresentada e explicada satisfatoriamente por Charles Darwin, no seu tratado A origem das espécies, em 1859.

36 A base da evolução biológica é a existência da variedade, ou seja, as diferenças individuais entre os organismos de uma mesma espécie.

37 Na grande maioria das vezes, os indivíduos produzem uma grande quantidade de descendentes, dos quais apenas uma parte sobrevive até a fase adulta. Assim, por exemplo, a cada ano, o salmão põe milhares de ovos, uma ave produz vários filhotes.

38 No entanto, as populações das espécies em um ecossistema em equilíbrio não crescem indiscriminadamente. Isto significa que os indivíduos são selecionados na natureza, de acordo com suas características. Freqüentemente menos de dez por cento da prole sobrevive.

39 Os indivíduos que apresentarem características vantajosas para a sua sobrevivência, como por exemplo, maior capacidade de conseguir alimento, maior eficiência reprodutiva, maior agilidade na fuga de predadores, têm maior chance de sobreviver até a idade reprodutiva, na qual irá passar estas características individuais vantajosas à prole. Isto ocorre porque todas as características estão imprensas nos genes do indivíduo. Este é o princípio da seleção natural de Darwin.

40

41 Darwin mostrou que a seleção natural tende a modificar as características dos indivíduos ao longo das gerações, podendo gerar o aparecimento de novas espécies.

42 A partir desta teoria, pode-se estudar, sob o aspecto evolutivo, todo o parentesco entre os seres vivos da Terra, o que culminou em uma árvore genealógica da vida.

43 Nela, os organismos unicelulares semelhantes às bactérias foram os primeiros seres vivos, surgidos há três bilhões de anos nos mares primitivos.

44 O Neodarwinismo:

45 Toda a informação genética dos seres vivos está registrada no DNA, a proteína que constitui os genes e cromossomos. Durante o processo de reprodução, a replicação destes genes sofre alterações denominadas mutações genéticas.

46 Quando as mutações começaram a ocorrer nos primeiros seres vivos do planeta, iniciou-se o processo de evolução, através do aparecimento das citadas variações individuais na mesma espécie. A evolução é, então, impulsionada pelo fenômeno da seleção natural, através das centenas de milênios do tempo geológico.

47 . A história da evolução da vida está documentada através do registro dos fósseis encontrados pelos arqueólogos e evolucionistas.

48 A pressão gerada pelo ambiente sobre os seres vivos representa uma das principais causas da evolução. Ambientes naturais geralmente apresentam fatores negativos e limitantes, além de realidades difíceis como a predação e a competição.

49 Ambientes hostis e instáveis impulsionam o processo evolutivo, uma vez que selecionam fortemente apenas a sobrevivência dos mais aptos.

50 Como conseqüência da pressão ambiental e da existência das mutações genéticas, a vida evoluiu e se especializou, criando toda esta gama de diferentes biomas e ecossistemas que constituem a biosfera.

51 Só o grupo dos animais conta atualmente com mais de um milhão de espécies descritas. No topo da linha evolutiva, encontram- se os animais mais complexos e elaborados, os vertebrados, representando apenas cinco por cento do total.


Carregar ppt "EVOLUÇÃO BIOLÓGICA. Evolução é um processo de desenvolvimento dos seres vivos por meio da modificação de suas características em gerações sucessivas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google