A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula 1 – 01/08/2013 António Albano Baptista Moreira COSNTRUÇÃO DA CULTURA ORGANIZACIONAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula 1 – 01/08/2013 António Albano Baptista Moreira COSNTRUÇÃO DA CULTURA ORGANIZACIONAL."— Transcrição da apresentação:

1 Aula 1 – 01/08/2013 António Albano Baptista Moreira COSNTRUÇÃO DA CULTURA ORGANIZACIONAL

2 Dados do professor António Albano Baptista Moreira antonioabmoreira aabmoreira

3 Apresentação Formado em Administração e Pós Graduado em Gestão Estratégica; Executivo Sênior de TI em Multinacionais de Classe Mundial; Instrutor do Sebrae para o EAD e cursos de Empreendedorismo; Coordenador do Curso Gestão Estratégica de Pequenas e Médias Empresas; Professor de Empreendedorismo e Gestão; Coordenador de EAD; Consultor de TI, Gestão e BI; Palestrante; Cineasta, roteirista e fotografo.

4 Aula 1 – 01/08/2013 Apresentação pessoal A disciplina Organização Expectativas Calendário Filme Gestão, quais os desafios ? OBJETIVOS

5 Contrato Objetivos comuns, quais? Organização Integração Participação Crescimento Resultados a atingir? Avaliação

6 CARGA HORÁRIA 60 Horas de aulas presenciais (60 minutos) 20 horas de Projetos Integradores(Atividades/Workshos) 20 horas de atividades EAD

7 Horários 18:50 – 19:50 19:50 – 20:50 Intervalo 20:50 – 21:00 21:00 – 22:00

8 Avaliação Trabalhos individuais ou em grupo realizados no decorrer do bimestre: 25% 1º Bimestre trabalho manu escrito individual 15%, participação nas atividades em sala e integradoras 10%; 2º Bimestre trabalho em equipe com apresentação escrita e oral 15% e igual; Avaliação individual: 60% Avaliação discursiva EAD: 15%

9 Datas avaliação Entrega dos trabalhos 26/09 Avaliação escrita individual 26/09 Atividade integradora, a ser determinada pelo coordenador

10 Datas avaliação – 2º Entrega, apresentação dos trabalhos 21/11 Avaliação escrita individual 28/11 Atividade integradora, a ser determinada pelo coordenador Exame 12/12

11 Metodologia Aulas expositivas com apresentação de conteúdo teórico com auxílio de quadro negro, retroprojetor e data show. Debates, discussões e seminários em classe sobre assuntos pertinentes a disciplina. Aplicação de exercícios e apresentação de trabalhos.

12 Material de apoio Cópias de apostilas, indicação de capítulos de livros, sites, etc. Uso do site, meu ou público ks.com - Disciplinas FAEL ks.com Login e senha Como usar

13 Ao final o que levaremos ? APRESENTAÇÕES VISÃO DA DISCIPLINA FUNCIONAMENTO O PROCESSO DA GESTÃO INFORMAÇÕES CULTURA

14 De que se trata... - Gradativamente atribuir ao assunto estrutura organizacional um fator de sustentação da produtividade e do desenvolvimento das empresas. - Otimizar todos os aspectos que devem ser considerados dentro de um processo de estruturação organizacional nas empresas. Oportunizar e consolidar uma maior atratividade e adequado uso desse importante instrumento administrativo das empresas,representado pela estrutura organizacional.

15 Ementa Cultura como definição de crenças e valores organizacionais para o desenvolvimento, implementação e avaliação da estrutura organizacional. Delegação, Centralização e Descentralização.Perfil e atuação do profissional de estruturação organizacional. A organização total e o conceito de sistemas. Coesão nos grupos e diferenciação dentro dos grupos: estrutura interna como base de produtividade. Necessidades humanas básicas e recompensas. Relações inter grupais e Liderança. Começar a mudança. O ser humano como ator central da mudança pelo processo de transformação na busca contínua do conhecimento e da melhoria

16 Apoio bibliográfico Bibliografia Básica OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Sistemas, organização e métodos: uma abordagem gerencial. 17ª Ed. São Paulo: Atlas, OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Estrutura organizacional: uma abordagem para resultados e competitividade. São Paulo: Atlas, GHOSHAL, Sumantra; TANURE, Betania. Estratégia e gestão empresarial: construindo empresas brasileiras de sucesso. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

17 Apoio bibliográfico Bibliografia Complementar COHEN, Allan R.; FINK, Stephen. Comportamento organizacional: conceitos e estudos de caso. Rio de Janeiro: Campus MINTZBERG, Henry. Criando organizações eficazes: estruturas em cinco configurações. São Paulo, Atlas, ª. Ed. BAUER, Ruben. Gestão da Mudança: caos e complexidade nas organizações. São Paulo: Atlas, CHINELATO, João Filho. O&M Integrado a Informática. Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos e Científicos Editora S.A., ANDRADE, Rui Otávio B.; AMBORI Nécio. Teoria geral da Administração. São Paulo, Mbooks, ª Ed. LACOMBE, Francisco; HELBORN, Gilberto. Administração princípios e tendências. São Paulo, Saraiva, ª. Ed.

18 Apoio bibliográfico - Livros de trabalho TÍTULOAUTOR/EDITORA O monge e o executivoJames C. Hunter

19 Nossos encontros PREVISÃO DE DATAS ABORDAGEM TEÓRICA E PRÁTICA 1/08 Apresentação da Disciplina. Revisão Conceitual das Escolas da Administração. 08/08 DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL. CONCEITOS E IMPORTÂNCIA. 15/08 REVISÃO DA MATÉRIA DADA 22/08 TEORIA COMPORTAMENTAL 29/08 TEORIA DA CONTINGÊNCIA 5/09 Origens, aplicações da estrutura organizacional Evoluções da estrutura organizacional 12/09 Metodologia para o desenvolvimento e implementação da estrutura organizacional Metodologia para avaliação da estrutura organizacional 19/09 Unidades organizacionais Revisão para a Avaliação Bimestral 21/09 Revisão da matéria dada 26/09 Avaliação – Prova do primeiro bimestre

20 Nossos encontros 3/10 Unidades organizacionais Atribuições das unidades organizacionais 10/10 Delegação, centralização e descentralização Descentralização 17/10 Amplitude de controle e níveis hierárquicos Perfil e atuação do profissional de estruturação organizacional 24/10 Implementação da estrutura organizacional 31/10 Implementação da estrutura organizacional 7/11 Desenvolvimento da efetividade do grupo: processos emergentes 14/11 A fases do desenvolvimento do grupo Formação de equipes de alta performance 21/11 Seminário: Melhoria da relação de trabalho entre duas pessoas: processos e resultados 28/11 Avaliação – Prova do segundo bimestre 05/12 Entrega dos resultados – preparação para exame

21 Material adicional

22 Processo aprendizagem Mapas mentais / resumos / esquemas 5W3H Perguntas: Definição? O que é? Para que serve? Porquê? Qual a causa? Como surgiu? Quais conseqüências? Pontos +, vantagens? Pontos -, desvantagens? Contribuições, aplicações práticas? Como faz? Mensuração? Como posso uso pessoalmente? Ajuda

23 H - HOW How – como How much – Custo How Many – Quantos How measure -Como medir Ferramenta de Gestão 5w3h

24 Vamos ao conteúdo GENERALIDADES SOBRE ADMINISTRAÇÃO

25 Retomando...

26 O que responder

27 Sessão pipoca... Você sabia que....?

28 E AGORA JOSÉ ?

29 Debate O que o filme impacta nas nossa vidas? O que impacta profissionalmente? Qual a importância dos dados mostrados para o administrador e as empresas? Como é pensar mudanças? O que vem a ser estar preparado?

30 Mudanças estão acontecendo muito rápido !

31

32

33 Os 100 macacos Lyall Watson e as batatas doces...

34

35 Vamos tentar responder O que está por trás de tudo isso ? Simples, o ser humano !

36 Todo o ser humano é movido por uma dualidade constante, precisa ser uma estrela solitária e pertencer a um grupo vitorioso Ernest Becker

37

38 Amar Ser amado Ser reconhecido Deixar um legado

39 CADA UM ACHA SUA TURMA

40 Um propósito, um sentido sem comando, uma identificação !

41 41 PÁSSAROS COM A MESMA PLUMAGEM VOAM EM BANDO

42 O que responder O que é gestão? Importância da tecnologia da gestão? Ciclos da gestão? Processo de gestão? Processo de planejamento?

43 Vamos ao conteúdo O que é essa tal De Gestão ?

44 Gestão Processo ou resultado? Alocar recursos para atingir resultados Organizar com um propósito Fazer as coisas acontecerem Conhecimento em resultado Resultado, Resultado, Resultado...

45 Então... A melhor forma de organizar as pessoas e recursos para maximizar a produtividade, a inovação, a geração de valor.

46 Ciclo da Gestão Prever Planejar Organizar / liderar Controlar Avaliar

47 Prever... Planejar... Organizar... Controlar... Avaliar... Prever... Planejar... Organizar... Controlar... Avaliar...

48 Ou... P – Plan D – Do C – Check A - Act

49

50 Gestão de Excelência Classe Mundial

51 PADRÕES PRODUTIVIDADE QUALIDADE CRITÉRIOS EFICIÊNCIA EFICÁCIA EFETIVIDADE GERAR VALOR EXCELÊNCIA

52 Critérios de Excelência na Gestão Fundamentos 1. Pensamento sistêmico 2. Cultura de inovação 3. Geração de valor (resultado e cliente) 4. Orientação por processos e informações 5. Conhecimento sobre o cliente e mercado 6. Aprendizado organizacional 7. Liderança e constância de propósitos 8. Visão do futuro 9. Valorização das pessoas 10. Desenvolvimento de parcerias 11. Responsabilidade ética e social

53 Missão Visão Valores Estratégia Metas Pessoas Processos

54 Vamos nos organizar MissãoVisãoValoresProdutoProcessoEstruturaPessoasEstratégia

55 De outra forma... Toda a empresa ou indivíduo de sucesso se alicerça em algumas coisas importantes: 1. Missão 2. Visão 3. Valores 4. Produto 5. Processos/Estrutura 6. Estratégia 7. Pessoas ONDE ESTÁ A CULTURA ORGANIZACIONAL ? ALMA TÉCNICA HABILIDADES PESSOAIS

56 Permanecer Viva !!

57 Processo de Gestão Tomada de decisão que leve ao resultado desejado. Mais valor para a empresa através de mais valor para o cliente.

58 + Lucratividade + Rentabilidade + % de Mercado A Gestão É achar soluções mais criativas e diferentes que os concorrentes nas circunstâncias restritivas dos mercados atuais. Mais valor por real.

59 Empresa como um Processo

60

61

62 Posicionamentos empresariais Fase incial : Visão D/D - de dentro para dentro da empresa. EFICIÊNCIA – Fazer as coisas bem feitas. Posicionamento limitado: Visão D/F ou - de dentro para fora da empresa ou inverso. F/D Concorrente, Fornecedor, Cliente. EFICÁCIA – Fazer bem feito só o que precisa ser feito. Competetividade, visão estratégica : Visão F/F -de fora da empresa para fora da empresa. EFETIVIDADE – Manutenção da Eficácia no tempo. NECESSIDADE – Mudança de perfil conforme a evolução.

63 Posicionamento competitivo Cliente Percepção Empresa Oferece PreçoConcorrên cia Vantagem / Ação Estratégia Necessidade Atendida ProdutoBaixoAlta Processo Custos Controle e Melhoria ConfortoSoluçãoMédioMédia Organização Treinamento Atendi- mento Realização de Sonhos Prazer Acima Média Baixa Mercado Eficácia Diferencia- ção Ser ÚnicoConceitoAltoMuito baixa Pesquisa & Desenvolv. Inovação

64 Tomada de Decisão: Para agregar Valor e Gerar Vantagens Competitivas.

65 Gerir é... Tomar decisões !! Programadas e Não programadas

66 Estrutura e Fluxo da decisão Gerencial Estratégico Coleta e Controle dos Dados Análise Decisão Operacional Organização dos Dados Informação + Lucratividade + Rentabilidade + % de Mercado

67 Estrutura e Fluxo da decisão + Lucratividade + Rentabilidade + % de Mercado INDICADORES METAS LUCRATIVIDADE : CUSTO, EFICÁCIA, DESPERDÍCIO, ETC.

68 Tomada de decisão Problema Diagnóstico Alternativas Decisão Avaliação

69 Então temos que... Gerir com técnica; Buscar informações; Usar as informações ao tomar decisões.

70 Sem dados não há gestão... Gestão – Prever, Planejar, Organizar, Controlar e Avaliar Sem controle não há Gestão Não existe controle sem medir

71 Quais Dados ? Dados que reflitam a atividade; Dados que permitam prever o futuro; Dados que permitam planejar; Dados que permitam controlar a atividade.

72 Portanto... SEM INFORMAÇÃO CORRETA, NÃO HÁ TOMADA DE DECISÃO!

73 Fluxo das informações DADOS Componentes básicos influentes ao negócio INFORMAÇÕES Dados inseridos num contexto, numa situação em análise CONHECIMENTO, INTELIGÊNCIA Tomada de decisão com vantagem competitiva

74 Indicadores KPI – Key Performance Indicators BPM – Business Performance Management Balanced Score Card

75 SANTOGRAALSANTOGRAAL VIDAETERNAVIDAETERNA

76 MODELO ORGANIZACIONAL PROCESSOS TECNOLOGIA INTELIGÊNCIA HUMANA Foco nos produtos Sistemas não Integrados Estrutura funcional MERCADO Em busca do Santo Graal

77 Por Que Estudar Administração? 1. Melhorar o funcionamento das organizações. 2. Tirar as organizações do caos. 3. Compreender como se dá o processo administrativo e as peculiaridades de cada tipo de organização. Organizações bem administradas desenvolvem consistência, crescimento e prosperidade; as mal administradas declinam e, muitas vezes morrem. É bom notar que está cada vez mais difícil se recuperar de situações caóticas, o que vale dizer que, cada vez mais, o declínio significa a morte da organização.

78 Experiência simulada; Casos para estudo; Participação em eventos específicos, etc. Integração sistemática da teoria e prática nos meios significativos e úteis da administração. Definições; Fatos; Conceitos; Técnicas; Orientações; Palestras; Seminários, etc. O Processo de Aquisição da Habilidade de Administrar Teoria Aquisição da habilidade de administrar Prática Fonte: Reinaldo O. da Silva, 2004

79 O Que é Administração ?

80 Administração é um conjunto de atividades dirigidas à utilização eficiente e eficaz dos recursos, no sentido de alcançar um ou mais objetivos ou metas organizacionais. (SILVA, 2004)... o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos a fim de alcançar objetivos organizacionais. (CHIAVENATO, 2004)

81 Os Elementos do Conceito de Administração Recursos materiais Recursos financeiros Recursos humanos Recursos informacionais Alcance de Metas Atividades Administrativas Utilização eficiente e eficaz dos recursos Fonte: Reinaldo O. da Silva, 2004

82 Princípios da Administração CARACTERÍSTICAS: Dinâmicos; Generalizações; Relativos; Inexatos; Universais. Um princípio é uma afirmativa básica ou uma verdade fundamental que provê entendimento e orientação ao pensamento e à prática, na tomada de decisões. SERVEM PARA: Aumentar a eficiência; Cristalizar a natureza da administração; Melhorar a pesquisa em administração; Alcançar metas sociais. (George Terry) (Joseph L. Massie)

83 Divisão do trabalho; Autoridade e responsabilidade; Disciplina; Unidade de comando; Unidade de direção; Subordinação do interesse individual ao interesse geral; Remuneração do pessoal; Centralização; Cadeia escalar; Ordem; Equidade; Estabilidade do pessoal no cargo; Iniciativa; Espírito de equipe. Princípios Gerais da Administração de Fayol 14 Princípios Gerais da Administração de Fayol

84 Funções Administrativas São aquelas atividades básicas que devem ser desempenhadas por administradores para alcançar resultados determinados e/ou esperados pelas organizações. As funções administrativas constituem o processo administrativo. São elas: o planejamento, a organização, a direção e o controle.

85 Estabelecer objetivos e missão; Examinar as alternativas; Determinar as necessidades de recursos; Criar as estratégias para o alcance dos resultados. Estabelecer objetivos e missão; Examinar as alternativas; Determinar as necessidades de recursos; Criar as estratégias para o alcance dos resultados. Desenhar os cargos e tarefas específicas; Criar estrutura organizacional; Definir posições de staff; Coordenar as atividades de trabalho; Estabelecer políticas e prioridades; Definir a alocação de recursos. Desenhar os cargos e tarefas específicas; Criar estrutura organizacional; Definir posições de staff; Coordenar as atividades de trabalho; Estabelecer políticas e prioridades; Definir a alocação de recursos. Conduzir e motivar os empregados na realização das metas organizacionais; Estabelecer comunicação com os trabalhadores; Apresentar solução dos conflitos; Gerenciar mudanças. Conduzir e motivar os empregados na realização das metas organizacionais; Estabelecer comunicação com os trabalhadores; Apresentar solução dos conflitos; Gerenciar mudanças. Medir o desempenho; Estabelecer comparação do desempenho com os padrões estabelecidos; Tomar as ações necessárias para melhoria do desempenho. Medir o desempenho; Estabelecer comparação do desempenho com os padrões estabelecidos; Tomar as ações necessárias para melhoria do desempenho. PLANEJAMENTO ORGANIZAÇÃO 12 DIREÇÃO 3 CONTROLE 4 As Funções Administrativas e suas Características

86 O Processo Administrativo RECURSOS Humanos Financeiros Materiais Informação Tecnologia RECURSOS Humanos Financeiros Materiais Informação Tecnologia RESULTADOS Alcance de metas; Melhoria de desempenho Aumento de capacidades e recursos para metas futuras RESULTADOS Alcance de metas; Melhoria de desempenho Aumento de capacidades e recursos para metas futuras PlanejamentoDireção Organização Controle

87 Estabelecimento de objetivos, políticas e estratégias organizacionais. Alta administração (Diretoria) Média administração (Gerência) Administração operacional (Supervisão ou Chefia) Pessoal não administrativo (Pessoal de Operações) Implementação das tarefas administrativas, coordenação e solução de conflitos. Direção e supervisão do trabalho do pessoal operacional nos processos de produção. Uso das habilidades técnicas para realização das várias tarefas e atividades da organização. Os Níveis Administrativos e suas Funções

88 Habilidades e Papéis do Administrador Nível Institucional Nível Intermediário Nível Operacional Habilidades Conceituais (Idéias e conceitos abstratos) Habilidades Humanas (Relacionamento interpessoal) Habilidades Técnicas (Manuseio de coisas físicas) Alta Direção Gerência Supervisão Execução das Operações Fazer e executar

89 Conhecimento Saber. Know-how. Informação. Atualização profissional. Reciclagem constante. Perspectiva Saber fazer. Visão pessoal das coisas. Maneira prática de aplicar o conhecimento na solução de problemas e soluções. Atitude Saber fazer acontecer. Comportamento ativo e proativo. Ênfase na ação e no fazer acontecer. Espírito de equipe. Liderança e comunicação. As Competências Duráveis do Administrador

90 Conhecimento (Saber) Perspectiva (Saber fazer) Sucesso Profissional Habilidades Conceituais Habilidades Humanas Habilidades Técnicas += Atitude (Saber fazer acontecer) As Competências Pessoais do Administrador

91 Habilidades Habilidades Humanas: Relacionamento interpessoal e grupal Comunicação Motivação Coordenação Liderança Solução de conflitos pessoais e grupais Tem como objetivo o desenvolvimento da cooperação dentro da equipe, o encorajamento da participação, sem medos ou receios, e o envolvimento das pessoas.

92 Habilidades Habilidades Conceituais: Facilidade de Trabalhar com idéias, conceitos, teorias e abstrações; Compreensão profunda das varias funções da organização: Como ela se relaciona com o seu ambiente; Como uma mudança em uma parte da organização afeta seu restante; Planejamento de longo prazo, percepção de oportunidades e visão de novos negócios

93 Prof. Pedro Luiz Santos Serra93 Os dez papéis do administrador Os dez papéis específicos do administrador, identificado e estabelecido por Mintzberg, são divididos em três categorias: Interpessoal Informacional Decisorial Cada papel representa atividades que o administrador conduz para cumprir as funções de planejar, organizar dirigir e controlar.

94 Os dez papéis do administrador Papéis interpessoais: Representam as relações com outras pessoas e estão relacionados às habilidades humanas. Mostram como o administrador interage com as pessoas e influencia seus subordinados.

95 Os dez papéis do administrador Papéis informacionais: Descrevem as atividades para manter e desenvolver uma rede de informações. Um administrador no nível institucional passa em média cerca de 75% do seu tempo trocando informações com outras pessoas dentro e fora da organização. Mostram como o administrador intercambia e processa a informação.

96 Os dez papéis do administrador Papéis decisórios: Envolvem eventos e situações em que o administrador deve fazer uma escolha ou opção. Estes papéis requerem tanto habilidades humanas como conceituais. Mostram como o administrador utiliza a informação em suas decisões.

97 Os dez papéis do administrador CategoriaPapelAtividade Representação Interpessoal Assume deveres cerimoniais e simbólicos, representa a organização, acompanha visitantes, assina documentos legais Liderança Dirige e motiva pessoas, treina, aconselha, orienta e se comunica com os subordinados Ligação Mantém redes de comunicação dentro e fora da organização, usa malotes, telefonemas, reuniões.

98 Prof. Pedro Luiz Santos Serra98 Os dez papéis do administrador CategoriaPapelAtividade Monitoração Informacional Manda e recebe informação, lê revistas e relatórios, mantém contatos pessoais Disseminação Envia informação para os membros de outras organizações, envia memorandos e relatórios, telefonemas e contatos. Porta-voz Transmite informações para pessoas de fora, através de conversas, relatórios e memorandos.

99 Prof. Pedro Luiz Santos Serra99 Os dez papéis do administrador CategoriaPapelAtividade Empreendimento Decisorial Inicia projetos, identifica novas idéias, assume riscos, delega responsabilidades de idéias para outros. Resolução de Conflitos Toma ação corretiva em disputas ou crise, resolve conflitos entre subordinados, adapta o grupo a crises e mudanças. Alocação de recursos Decide a quem atribui recursos. Programa, orça e estabelece prioridades. Negociação Representa os interesses da organização em negociações com sindicatos, em vendas, compras ou financiamentos.

100 Fim da forma organizacional de hoje (organização burocrática); Surgimento de novas arquiteturas organizacionais adequadas às novas demandas da era pós-industrial. Perspectivas Futuras da Administração

101 1. Crescimento da organizações; 2. Concorrência mais aguda; 3. Sofisticação da tecnologia; 4. Taxas elevadas de inflação; 5. Globalização da economia e internacionalização dos negócios; 6. Visibilidade maior das organizações. Fatores que Provocam Profundos Impactos sobre as Organizações

102 Objetivos Gerais Conhecer as diferentes teorias administrativas e fundamentos filosóficos relacionados à dinâmica das organizações. Apreender as noções básicas e fundamentais da Administração e compreender a invariabilidade e validade dos principais conceitos formulados ao longo do desenvolvimento da Administração.

103 IMPORTÂNCIA Sociedade: Institucionalizada e composta por organizações Organizações: Produção de Bens (Produtos) Prestação de Serviços (Atividades Especializadas) Atividades Planejadas Organizadas Dirigidas Executadas Controladas

104 ORGANIZAÇÕES São constituídas por: Recursos Humanos: Pessoas Recursos Não-Humanos: Físicos Materiais Financeiros Tecnológicos Mercadológicos Etc.

105 Organizações A vida das pessoas dependem intimamente das organizações (atividade e trabalho): Pessoas nascem, crescem, aprendem, vivem, trabalham, se divertem, são tratadas e morrem dentro das organizações. As organizações são extremamente heterogêneas e diversificadas, de tamanhos, características, estruturas e objetivos diferentes. Elas podem ser: Lucrativas: empresas e Não-Lucrativas: Exército, Igrejas, Serviços Públicos, entidades filantrópicas, organizações não governamentais (ONGs), etc.

106 Organizações A administração das organizações requerem um aparato de pessoas estratificadas em diversos níveis hierárquicos que se ocupam de incumbências diferentes. A administração nada mais é do que a condução racional das atividades de uma organização seja ela lucrativa ou não-lucrativa. A administração de uma organização trata do planejamento (estruturação), da direção e do controle de todas as atividades diferenciadas pela divisão de trabalho que ocorram dentro dela.

107 Administração A Teoria Geral da Administração (TGA) consiste no estudo da Administração em geral, não se preocupando onde ela é aplicada, se nas organizações lucrativas ou se nas organizações não-lucrativas. A TGA trata do estudo da Administração das organizações. O administrador define estratégias, efetua diagnósticos de situações, dimensiona recursos, planeja sua aplicação, resolve problemas, gera inovação e competitividade. Um administrador bem-sucedido em uma empresa, pode não sê-lo em outra.

108 Referências Bibliográficas CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral da Administração. 7ª Edição, Revista e Atualizada. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2004.

109 Qual a importância? O que é? Como se cria e como muda? Cultura Organizacional

110 Qual a sua importância? É possível, por exemplo, através desses estudos, responder porque surgem tantas barreiras aos processos de mudança que as organizações implantam na busca pela solução de problemas. Porque valores, aparentemente sem importância na organização, podem, quando questionados, inviabilizar todo um trabalho bem planejado de reorganização. Cultura Organizacional

111 O que é? A cultura é o conjunto de significados compartilhados por um grupo, que permite a seus membros interpretar e agir sobre seu ambiente. Esse conceito, bastante simples em sua definição, revela dois elementos importantes: coletividade e comunicação. Para o desenvolvimento da cultura é necessário que, além dos grupos, existam as interações sociais entre seus membros. Cultura Organizacional

112 Como se cria e como muda? Dessas interações surgem os sistemas ideacionais que se expressam através dos valores, das crenças, dos mitos, das religiões, dos folclores etc. São esses sistemas de idéias, desenvolvidos no âmbito grupal e expressos por representações simbólicas, que classificam e dão sentido ao mundo natural das pessoas. Em qualquer sociedade deve existir um mínimo de participação do indivíduo no conhecimento da cultura. Aprender a agir em determinadas situações e a prever o comportamento dos outros e condição essencial para o relacionamento do indivíduo com os demais membros do grupo. Esse processo de aprendizagem é conhecido como socialização. Cultura Organizacional

113 Fechar os conceitos

114 Para a próxima aula... Pesquisar sobre Mapa mental e 5W3H. Baixar o livro O monge e o executivo Decidir (prof.): Material de apoio Bibliografia selecionada Disponibilizar

115 Obrigado

116


Carregar ppt "Aula 1 – 01/08/2013 António Albano Baptista Moreira COSNTRUÇÃO DA CULTURA ORGANIZACIONAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google