A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Negócios Internacionais 1 Factor de Mobilidade e Investimento Directo Estrangeiro Docente: Prof. Doutor João Pedro Couto Discentes: Kwame Kapusu & Victor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Negócios Internacionais 1 Factor de Mobilidade e Investimento Directo Estrangeiro Docente: Prof. Doutor João Pedro Couto Discentes: Kwame Kapusu & Victor."— Transcrição da apresentação:

1 Negócios Internacionais 1 Factor de Mobilidade e Investimento Directo Estrangeiro Docente: Prof. Doutor João Pedro Couto Discentes: Kwame Kapusu & Victor Chissingui 21/ 04/2006

2 Negócios Internacionais 2 Factor de Mobilidade e Investimento Directo Estrangeiro OBJECTIVOS Aprender o porquê dos factores de produção do trabalho e do capital moverem-se internacionalmente Avaliar as relações entre as trocas internacionais e o factor mobilidade internacional Explicar porque é que os investidores e os governos vêem o investimento directo de modo diferente do investimento de portfolio Descrever as motivações empresariais e as vantagens do investimento directo estrangeiro Mostrar como as empresas fazem o investimento directo estrangeiro Apresentar os principais padrões do investimento directo estrangeiro

3 Negócios Internacionais 3 Factor de Mobilidade e Investimento Directo Estrangeiro Conceito: Designa-se por Investimento Directo a realização pela própria empresa da totalidade ou de parte das actividades da sua cadeia operacional nos mercados externos. Um processo que requer a transferência das suas práticas de integração vertical. Inclui a criação de joint-ventures, subsidiárias e aquisições.

4 Negócios Internacionais 4 Investimento Directo Estrangeiro e Controlo As empresas internacionais querem controlar as suas operações internacionais para que possam atingir os seus objectivos globais O controlo tem de ser acompanhado pelo investimento Definir o investimento directo é arbitrário As empresas são relutantes em transferir recursos vitais para outra organização sem fazer controlo Capital Ex: dadas limitações financeiras e humanas a empresa portuguesa FAMEL, optou por licenciar a sua tecnologia de motos à concorrentes estrangeiros em detrimento do seu aproveitamento pela sua própria empresa.

5 Negócios Internacionais 5 Investimento Directo Estrangeiro e Controlo As empresas são relutantes em transferir recursos vitais para outra organização sem fazer sem fazer controlo Patentes e marcas registadas Ex: Enquanto o Governo indiano obrigou os investidores estrangeiros a revelar as patentes dos seus produtos, empresa Norte-americana Coca-Cola recusou- se a fabricar o seu principal refrigerante na Índia uma vez que desejavam manter secreto a fórmula do seu concentrado. Mais tarde quando o Governo indiano liberalizou a política de investimento a Coca-Cola passou a produzir directamente a sua bebida na Índia. Gestão de know-how

6 Negócios Internacionais 6 Custos e Controlo O controlo inerente ao Investimento Directo pode diminuir os custos operacionais e aumentar a sua taxa de transferência tecnológica. Porque: - A empresa mãe e as subsidiárias partilham uma cultura empresarial comum - A empresa pode usar os seu gestores - A empresa pode evitar longas negociações com outras empresas - A empresa pode evitar conflitos quanto ao cumprimento de acordos

7 Negócios Internacionais 7 Motivos para FDI Expandir as vendas Adquirir recursos Minimizar o risco Assuntos políticos Ex: para evitar sujeitar-se às elevadas tarifas alfandegárias impostas aos veículos importados, o construtor de automóveis NISSAN optou por investir na construção de um centro de montagem na Austrália, apesar de incorrer em deseconomias de escala. Quando anos mais tarde o Governo australiano reduziu as tarifas alfandegárias a NISSAN reviu a sua política de internacionalização e passou apenas a exportar automóveis acabados para este país.

8 Negócios Internacionais 8 O Lugar do FDI

9 Negócios Internacionais 9 Factores de escolha do FDI para a expansão das vendas Transporte Falta de capacidade doméstica Baixos proveitos de economias de escala Restrições de troca Efeitos dos países de origem tais como as barreiras Baixo custo de produção no estrangeiro Mudanças em custos comparativos

10 Negócios Internacionais 10 Factores de escolha do FDI para a aquisição de recursos Poupança através da integração vertical Poupança através das produções racionalizadas Acesso a recursos mais baratos ou diferentes e conhecimento Necessidade de baixar os custos assim que o produto amadurece Beneficio dos incentivos de investimento governamentais

11 Negócios Internacionais 11 Factores de escolha do FDI para a minimização do risco Diversificação do consumidor base Diversificação do fornecedor base Fazer o seguimento do consumidor Prevenir a vantagem competitiva

12 Negócios Internacionais 12 Factores de escolha do FDI para objectivos políticos Influenciar empresas estrangeiras Motivos políticos para reduzir riscos de segurança Obter controlo dos recursos proporciona aos países anfitriãs algum controlo político

13 Negócios Internacionais 13 Recursos e métodos para a execução do FDI Bens empregues, são normalmente, um movimento de capital internacional que atravessa fronteiras. Aquisição: compra da empresa existente – Fácil de executar – Útil se a legislação local obriga que se opere no mercado interno - Colaboradores estrangeiros podem ser difíceis de contratar – Melhor se a empresa internacional está tentando adquirir conhecimento – Beneficia de boa vontade e identificação de marca Construção: utilizando recursos locais começando por construir infra-estruturas e construir uma base de trabalho

14 Negócios Internacionais 14 Vantagens dos Investidores Criar supremacia sobre empresas similares em países de interesse Pode ser capaz de emprestar capital a uma taxa de juro mais do que empresas de outros países A moeda de empresas estrangeiras pode ter um maior poder de compra Para terem uma venda mais eficiente as empresas estabelecem investimentos directos globais

15 Negócios Internacionais 15 Padrões de investimento Directo

16 Negócios Internacionais 16

17 Negócios Internacionais 17 Localização do Investimento

18 Negócios Internacionais 18 FDI nos Países Desenvolvidos A maioria dos FDI são de países desenvolvidos para países desenvolvidos Os mercados são maiores em países desenvolvidos Tumultos políticos em economias emergentes tem desencorajado os investidores Países desenvolvidos estão comprometidos em liberalizar investimentos directos entre os membros – Impostos – Acesso ao capital local – Incentivos governamentais

19 Negócios Internacionais 19 Considerações Finais Aprender o porquê dos factores de produção do trabalho e do capital moverem-se internacionalmente Avaliar as relações entre as trocas internacionais e o factor mobilidade internacional Explicar porque é que os investidores e os governos vêem o investimento directo de modo diferente do investimento de portfolio Descrever as motivações empresariais e as vantagens do investimento directo estrangeiro Mostrar como as empresas fazem o investimento directo estrangeiro Apresentar os principais padrões do investimento directo estrangeiro

20 Negócios Internacionais 20 FIM Obrigado pela atenção


Carregar ppt "Negócios Internacionais 1 Factor de Mobilidade e Investimento Directo Estrangeiro Docente: Prof. Doutor João Pedro Couto Discentes: Kwame Kapusu & Victor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google