A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde Consultoria Técnica para a Gestão da Sinistralidade Suporte para Organização das Auditorias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde Consultoria Técnica para a Gestão da Sinistralidade Suporte para Organização das Auditorias."— Transcrição da apresentação:

1 Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde Consultoria Técnica para a Gestão da Sinistralidade Suporte para Organização das Auditorias Operadora Consultoria Técnica em OPME Auditorias, Pareceres e Juntas Médicas nas Esp. de Alto Custo Consultoria de Gestão na Rede Credenciada Gestão de Serviços em Saúde Capacitação para Profissionais da Área de Saúde Qualirede: gestão rede credenciada

2 II Jornada Norte e Nordeste de Auditoria em Saúde Indicadores de Saúde como Ferramenta de Gestão Irene Minikovski Hahn 31 de Julho de 2013

3 Irene Minikovski Hahn Formação em TI, com Especialização em Gestão de Saúde. 17 anos Executiva do Sistema Unimed, atuando na Unimed Santa Catarina, Unimed Curitiba e Unimed Vitória Mentora de projetos como negociação em OPME – Unimeds Mercosul Tabela Nacional de Materiais e Medicamentos Portal Unimeds Ajius- Sistema de ajuste de glosas eletrônicas no intercâmbio Histórico de sucesso nas Unimeds onde passou, com atingimento de metas ousadas na redução da taxa de sinistralidade e projetos de inovação voltados a sustentabilidade das Unimeds. 4 anos com empresa de Consultoria, Gestão e Software área de saúde: Saúde Suplementar e Qualirede Irene Minikovski Hahn Formação em TI, com Especialização em Gestão de Saúde. 17 anos Executiva do Sistema Unimed, atuando na Unimed Santa Catarina, Unimed Curitiba e Unimed Vitória Mentora de projetos como negociação em OPME – Unimeds Mercosul Tabela Nacional de Materiais e Medicamentos Portal Unimeds Ajius- Sistema de ajuste de glosas eletrônicas no intercâmbio Histórico de sucesso nas Unimeds onde passou, com atingimento de metas ousadas na redução da taxa de sinistralidade e projetos de inovação voltados a sustentabilidade das Unimeds. 4 anos com empresa de Consultoria, Gestão e Software área de saúde: Saúde Suplementar e Qualirede

4 Quem Somos?

5 Alguns clientes

6 Indicadores de Saúde como Ferramenta de Gestão

7 O modelo Pessoas que adquirem planos Clientes Integração da oferta Segurança Planos de Saúde Serviços de saúde Rede de Prestadores I N T E R M E D I A Ç Ã O Intermediação da Intermediação: Administradoras de Benefícios Intermediação da Intermediação: Administradoras de Benefícios MODELO ATUAL

8 ANVISA ANS JUDICIÁRIO SUS O maior desafio: falta de integração com os atores e na estrutura organizacional dos planos de saúde Médicos Prestadores de Serviços Beneficiários Empresários Sociedade Planos de Saúde Serviços de ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUS Recursos próprios Medicina Preventiva Departa- mentos... Auditorias Indústrias

9 Cenário Operadoras, segundo ANS Operadoras Médico- Hospitalares Total médico-hospitalares 81,483,081,282,4 Autogestão 87,894,289,291,4 Cooperativa médica 81,582,480,781,9 Filantropia 75,881,579,380,9 Medicina de grupo 75,979,178,779,3

10 O maior desafio: falta de integração com os atores e na estrutura organizacional dos planos de saúde Gestão com Informação: indicadores de Saúde

11 Que ou o que fornece indicações de pesos e medidas diversas (diz-se de instrumento, dispositivo, etc.) Ex.:. Informação: Conjunto de indicadores que analisados apontam para um caminho = informação. O que é indicador?

12 Qual estratégico? Lucro = Despesa / Faturamento

13 Padronização = ficha técnica Exemplo: Sinistralidade (plano de saúde) = Despesa assistencial / Receita/ Faturamento Pode ser simples ou complicado Ficha técnica: entra receita de recursos próprios? Entra despesas de medicina preventiva? Entra receita de produtos agregados (remoção)?

14 Seleção de indicadores Do MACRO para o DETALHE Resultado Geral Resultado por produto/ setor Ticket médio Custo médio per capita Idade, sexo, estado civil Tipo de contratação Intervalo de uso Resultados das ações

15 Exemplo: Seleção de indicadores

16 AUMENTO DE 30% NO CUSTO MÉDIO AUMENTO DE 6% NA FREQUÊNCIA AUMENTO DE 30% NO CUSTO MÉDIO AUMENTO DE 6% NA FREQUÊNCIA Exemplo: Seleção de indicadores

17 AUMENTO DE 14% NO CUSTO MÉDIO QUEDA DE 1% NA FREQUÊNCIA AUMENTO DE 14% NO CUSTO MÉDIO QUEDA DE 1% NA FREQUÊNCIA Exemplo: Seleção de indicadores

18 Seleciona curva A (menor quantidade com maior representatividade) – compara, analisa evolução Cidade, hospital, comp... Faz estudo por grupo (materiais, medicamentos, diárias, taxas, etc), comp... Faz estudo por solicitante, comp... Faz estudo por executante, comp... Faz cruzamento de dados

19 Exemplo: Seleção de indicadores Custos altos pagos a fornecedores de OPME -Quais fornecedores com custos + altos? -Quais procedimentos? -Quais prestadores executantes? -Quais médicos solicitaram? -Quais especialidades? -Aumentou qtde? custo médio? Valor de compra opme? -Quais clientes? Qual perfil – mais idoso? -Compara comportamento de procedimentos x médicos x prestadores -Compara frequência, custo médio, valor de compra com mercado -Analisa evolução -Análise resultado – quais tiverem reincidências?

20 Exemplo: Seleção de indicadores Custos altos pagos a fornecedores de OPME -De 30 fornecedores = 6 representam 56% do total -3 especialidades representam 62% do total -12 procedimentos causadores -8 médicos causadores -6 com CRM com menos de 3 anos -Aumento exagerado de frequência e acima da média de mercado 4 médicos em 1 prestador -Ingresso de novo material -Valores de OPME acima de mercado -Gastos 40% do total no refinamento acima Ações: ?

21 Curva A custos Clientes: quem usa o serviço 1000 beneficiários 1% gastaram em média 30% do total de custos dos planos de saúde Quais? Perfil? Idade? Sexo? Contrato? etc

22 O excel ajuda muito...

23 Seleção de indicadores Poucos Consistentes Comparáveis Que tenha efetiva e sistematização de análise Que seja personalizado e divulgado para cada tipo de público: compartilhar Que motive ação = aponte

24 Fazer o básico Focar o avançado Prestador A Custo baixo em diárias e taxas Média de mercado em mat/mat Gerenciamento pouco eficiente Pronto socorro: Média alta (mais de 30%) de pacientes que retornam com mesma patologia Taxa de uso de antibiótico de quinta geração em UTI Má qualidade na alimentação e rouparia Pouco comprometimento da equipe Faturamento desorganizado Prestador B Custo médio em diárias e taxas Média de mercado em mat/mat Gerenciamento eficiente Pronto socorro: Média baixa (menos de 15%) de pacientes que retornam com mesma patologia Taxa de uso de antibiótico controlado Qualidade na alimentação e rouparia Alto comprometimento da equipe Faturamento organizado O que os gestores negociam? Diárias? Taxas? Desconto no brasindice? Qual tem o menor valor no ciclo de atendimento?

25 "Quem não mede, não gerencia. Quem não gerencia, não melhora." (J. Juran).

26 Qual a nossa Ferramenta de Gerenciamento?

27 INFORMAÇÃO INCENTIVOS Caminhos para a Sustentabilidade do setor saúde

28 Gestão pela informação: Sustentabilidade do setor Redirecionar recursos: remunerar bem, quem faz melhor Ajudar as pessoas no auto cuidado: inicia com 1% Integrar saúde ocupacional com assistencial: gerir pessoas pela informação Investir em automação: qualidade da informação Integração e informação: mecanismos de regulação Compartilhar para alinhar objetivos e melhorar o todo

29 watch?v=Jjf-157Ev4U Lição de casa: ATITUDE Mudar depende muito de você.

30 Obrigada! Irene Minikovski Hahn Diretora Saúde Suplementar


Carregar ppt "Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde Consultoria Técnica para a Gestão da Sinistralidade Suporte para Organização das Auditorias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google