A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p.520-532) Prof. Giácomo Balbinotto Neto TEORIA MICROECONÔMICA II ECONOMIA DA INFORMAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p.520-532) Prof. Giácomo Balbinotto Neto TEORIA MICROECONÔMICA II ECONOMIA DA INFORMAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) Prof. Giácomo Balbinotto Neto TEORIA MICROECONÔMICA II ECONOMIA DA INFORMAÇÃO

2 2 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) - Assumimos uma situação na qual os vendedores estão melhor informados do que os compradores num mercado de carros usados. - Os carros usados variam em termos de qualidade de modo que é difícil para os compradores detectar a qualidade do carro pela média.

3 3 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) - os vendedores sabem mais do que os compradores sobre a qualidade dos carros que vendem. - os carros usados podem ser tanto lemons (baixa qualidade) como jóias (alta qualidade).

4 4 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) - nós assumimos que, com base na experiência passada, 20% de todos dos carros usados são lemons; - o comprador se preocupa quando deseja comprar um carro usado, pois ele não deseja comprar um lemon;

5 5 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) - A fração de carros que são jóias dependem dos preços dos carros usados. Se os preços são relativamente baixos, os ofertantes de carros de alta qualidade não irão oferecer estes carros e o pátio de vendas estará povoado de limões.

6 6 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) - quando há assimetria de informação, a qualidade média dos carros oferecidos para venda diminuiu a medida em que o preço dos carros usados diminui. O preço e a quantidade dos carros usados vendidos estão positivamente correlacionados. Consequentemente, os carros oferecidos para venda são uma seleção adversa de todos os carros usados, pois somente os carros de baixa qualidade são oferecidos no mercado.

7 7 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) Quando há um problema de seleção adversa, não existe um mercado separado para carros de alta qualidade e pode ocorrer que não sejam oferecidos nenhum carro no mercado. Algumas vendas que podriam ter ocorrido se ambos os lados tivessem informação completa não irão ocorrer devido a existência de informação assimétrica. Assim, um ganho de troca, a qual poderia ter ocorido e se realizado quando os vendedores e compradores fossem igualmente informados, não se realizam.

8 8 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) - os proprietários das jóias estão dispostos a vender os seus carros usados por, no mínimo $11; - os consumidores estão dispostos a pagar $12 por uma jóia conhecida e $6 por um limão conhecido; - contudo, como os vendedores não tem condições de mostrar as diferenças entre os dois tipos de carros no que se refere a qualidade, ambos acabam por ser vendidos ao mesmo preço.

9 9 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) - um comprador neutro ao risco, mas desinformado, estaria disposto a pagar uma média ponderada do preço, isto é: $12 (0,80) + $6 (0,20) = $10,8 para carros usados comprados aleatóriamente neste mercado; - mas ao preço de $10,8 – o preço que o consumidor deseja pagar por um carro usado quando há informação assimética, é menor do que $11 – o preço que os proprietários de carros usados estão dispostos a vender.

10 10 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) Assim, como $11 > $10,8 – nenhum carro de alta qualidade (uma jóia) será colocado a venda e não haverá nenhuma transação neste mercado, mesmo que os compradores desejam pagar $12 por um carros usado de alta qualidade.

11 11 O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p ) Visto que somente lemons serão oferecidos no mercado, os compradores não irão, definitivamete pagar $10,8 pela certeza de comprar um lemon. Deste modo, como nenhuma jóia será colocada a venda e somente os lemons são ofertados, os compradores irão pagar somente $6 pelos lemons que aparecem para venda no mercado.

12 12 Modelo de Pashigian (1998, p ) – Pressupostos do modelo P1- é assumido que os compradores de carros não podem distinguir entre os carros usados de alta e baixa qualidade, de modo que ambos acabam por ser vendidos ao mesmo preço. - Esta é uma das conseqüências do problema de assimetria de informação – carros de qualidades diferentes acabam por ser vendidos ao mesmo preço. Nós desejamos determinar os preços e as quantidades de equilíbrio dos carros usados que são vendidos e mostrar como os carros usados que aparecem no mercado não são sempre uma amostra aleatória de todos os carros usado.

13 13 Modelo de Pashigian (1998, p ) – Pressupostos do modelo P2 – Há no mercado de carros usados um estoque de N carros, sendo que: (i) f - jóias; (ii) 1-f - limões

14 14 Modelo de Pashigian (1998, p ) – Pressupostos do modelo P3- os proprietários das jóias e dos limões tem, cada um deles, um preço mínimo ao qual eles estão dispostos a vender seus carros no mercado de carros usados: S g – preço mínimo das jóias. S l – preço mínimo dos limões. S g > S l

15 15 Modelo de Pashigian (1998, p ) – Pressupostos do modelo P4 – do lado da demanda, os não proprietários estão dispostos a pagar os seguintes preços pelos carros: B g - por uma jóia; B l – por um limão B g > B l

16 16 Modelo de Pashigian (1998, p ) - Implicação Se: B g > S g e B l > S l Ambos os mercados podem existir, o de jóias e o de limões.

17 17 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #1 – o equilíbrio com informação completa P6 – nós assumimos que as funções de demanda para jóias e limões são perfeitamente elásticas. - Isto significa que as funções de demanda para jóias é horizontal ao preço B g e para B l para os lemons. B g e B l – são os preços que os consumidores estão dispostos a pagar por cada tipo de carro quando sua qualidade é conhecida.

18 18 Modelo de Pashigian (1998,p ) – caso #1 – o equilíbrio com informação completa Quando a qualidade dos carros usados pode ser verificada antes da compra – isto é – quando não há informação assimétrica – emergem dois mercados para os carros usados – os de lemons e os de jóias. Alguns compradores compram lemons (1-f) N e pagam Bl e outros compram jóias (fN) e pagam Bg.

19 19 Modelo de Pashigian (1998,p ) – caso #1 – o equilíbrio com informação completa Com informação completa o mercado de carros usados é separado em dois mercados e temos dois preços de equilíbrio: B g e Bl.

20 20 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #1 – o equilíbrio com informação completa fN 0 p p 0 BlBl Sl Bl (1-f)N lemons jóias Bg Sg DlDl DgDg

21 21 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica - Aqui buscamos examinar o comportamento dos compradores e vendedores quando eles não puderem distinguir os dois tipos de carros existentes no mercado devido a assimetria de informação. - Nesta situação um consumidor estaria disposto a pagar por um carro bom o seguinte preço: P b = fB g + (1-f)B l P b = é o preço pago por um carro escolhido aleatoriamente.

22 22 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica V isto que os consumidores não conseguem distinguir os carros bons dos ruins, os consumidores (os não proprietários) agem como houvesse somente um mercado de carros usados. Neste mercado o preço que eles estão dispostos a pagar é $ P b.

23 23 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica A função de oferta de carros usados num contexto de informação assimétrica; - Se o preço de mercado quando existe informação assimétrica for menor do que Sl, então nenhum proprietário estará disposto a ofertar um carro usado no mercado.

24 24 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica - O proprietário de um lemon estará disposto a ofertar (1-f)N carros se o preço for igual ou maior do que Sl; - Se o preço for igual ou maior que S g, os proprietários das jóias também ofertam carros no mercado.

25 25 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica N Q 0 S c a b Sl (1-f)N l=g= 0 l l+g Sg SlabcS é uma função de oferta híbrida porque a qualidade média dos carros ofertados aumenta quando os preços se igualam ou excedem a Sg pois neste caso, as gemas também são ofertadas.

26 26 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Para descrevermos o equilíbrio neste mercado nós devemos distinguir entre duas situações: (i) onde tanto os lemons como as jóias são negociados; (ii) onde somente os lemons são negociados.

27 27 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica (i) onde tanto os lemons como as jóias são negociados. - Neste caso, a fração das gemas na população de carros é relativamente grande e Pb > Sg. - Assim temos que tanto os proprietários de jóias como lemons estão dispostos a ofertar carros no mercado.

28 28 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica (ii) onde somente os lemons são negociados. Neste caso, a fração das jóias é baixa, de modo que P b é menor do que S g e os proprietários das jóias não irão ofertar nenhum carro no mercado. - Assim temos que irão aparecer somente lemons no mercado e os carros vendidos serão uma seleção adversa de todos os carros usados.

29 29 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Os proprietários estão dispostos a ofertar as jóias somente se : S g P b = f(B g ) + (1-f)B l ou S g f(B g -B l ) + B l Resolvendo a equação acima para f e subtraindo Bl de ambos os lados e dividindo ambos os lados por (Bg-Bl) obtemos: f (S g -B l ) /(B g – Bl) Se os proprietários de gemas ofertam seus carros, f deve ser igual ou exceder a (S g -Bl)/(B g -B l )

30 30 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica A seleção adversa para os carros usados ocorre quando o preço que os consumidores estão dispostos a pagar for menor que o preço ao qual os proprietários estão dispostos a ofertar de gemas. Neste caso temos que os carros negociados não são uma amostra aleatória de todos os carros usado.

31 31 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Devido a assimetria de informação há um problema de seleção adversa porque os carros negociados no mercado não representam uma seleção aleatória, mas consistem somente de lemons.

32 32 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica N Q 0 S c a b Sl (1-f)N l=g= 0 l l+g Sg Bl Pb Bg

33 33 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica A fração de jóias é tal que S g > P b. Assim, temos que os consumidores se dão conta que somente os proprietários de lemons estão dispostos a ofertar carros usados no mercado e estaria dispostos a pagar somente B l. O preço de equilíbrio será B l e neste caso há seleção adversa por que somente lemons irão ser negociados no mercado.

34 34 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica - Neste equilíbrio ninguém é enganado - os compradores esperam encontrar somente lemons e, portanto eles estarão dispostos a pagar somente o preço de um lemon. - Este equilíbrio ocorre quando há muitos lemons na população de carros usados.

35 35 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica O caso em que lemons e jóias são ofertados.

36 36 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica N Q 0 S c a b Sl (1-f)N l=g= 0 l l+g Sg Bl Bg PbDD

37 37 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Na figura temos que f é tal que Pb> Sg. Isto implica que a participação das jóias na população de carros usados é tal que ela é alta e que o preço que os consumidores estão dispostos a pagar está acima do que os proprietários de algumas jóias devem receber para oferta-los. A demanda é dada por DD ao preço Pb. Neste caso temos que ambos os carros (lemons e jóias) são vendidos ao mesmo preço.

38 38 Modelo de Pashigian (1998,p ) –caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Dos carros vendidos – fN satisfazem aos novos proprietários. Contudo há um desapontamento com os que adquirem os carros remanescente (1-f)N. Os consumidores sabem que a probabilidade de comprar um lemon é (1-f) e esta é a razão pela qual eles estão dispostos a pagar somente Pb e não Bg por um carro usado.

39 39 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Neste equilíbrio, tanto as gemas como os lemons são negociados no mercado, e portanto, não há seleção adversa. Contudo, este equilíbrio é diferente do equilíbrio com informação completa, onde tanto as gemas como os lemons são negociados a diferentes preços. Aqui, ambos os carros são negociados aos mesmos preços e há um equilíbrio agregador (pooling equilibrium).

40 40 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Devido a existência de informação assimétrica neste mercado, a diferenciação de lemons e jóias mostra ser impossível ou não factível. Uma implicação desta análise é que alguns vendedores estão em pior situação quando os consumidores estão numa desvantagem informacional.

41 41 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Os proprietários das jóias iriam receber Bg se os compradores tivessem informação completa. Mas quando os consumidores estão em desvantagem informacional, os proprietários de jóias não se importam em oferecer seus carros para venda ou se eles recebem menos que Bg.

42 42 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Os proprietários das jóias estão em pior situação devido ao problema da informação assimétrica que não lhes permite separar seus carros dos limões. Já os proprietários dos lemons são recompensados por que eles recebem tanto Bl ou mais do que Bl por seus limões.

43 43 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Agora nós assumimos que as qualidades dos carros usados variam continuamente, sendo que uma qualidade elevada é ofertada a altos preços. Nós assumimos também que a curva de demanda não leva em conta apenas o efeito do preço sobre a quantidade demandada, dada a qualidade dos carros vendidos, mas leva em conta também as mudanças na quantidade demandada quando a qualidade do carro diminui porque o preço se reduz.

44 44 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Quando há informação assimétrica, os consumidores reconhecem que a qualidade média dos carros irá diminuir à medida em que o preço diminui porque poucos carros de alta qualidade serão oferecidos. Portanto, o preço e as quantidades se movem na mesma direção.

45 45 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Neste modelo o preço afeta a quantidade demandada de dois modos: (1) no primeiro modo temos que a quantidade demandada está relacionada inversamente ao preço, dada a qualidade do carro; (2) mas num mercado onde há informação assimétrica, o preço exerce um segundo efeito que implica que os carros de baixa qualidade média serão oferecidos por seus proprietários.

46 46 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Se o segundo efeito for grande o suficiente, a quantidade total demandada irá diminuir quando a função demanda tiver uma inclinação positiva sobre uma detrminada amplitude de preços. Se (D/) (/p) > D/p - a curva de demanda pode ser positivamente inclinada. Neste caso, a quantidade demandada pode diminuir quando os preços diminuem, se o segundo efeito dominar o primeiro sobre uma dada amplitude de preçcos. dD/dp = D/p + (D/) (/p) (-) (+) (+)

47 47 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica 0 Q p D(p, ) S(p) Q* Se a curva de oferta for S, não existe um preço de equilíbrio neste mercado e não há trocas. Aqui, o problema da AS é tão severo que que nenhuma venda é realizada.

48 48 Modelo de Pashigian (1998, p ) – caso #2 – o equilíbrio com informação assimétrica Conclusão: A presença de informação assimétrica cria problemas especiais para o sistema de preços descentralizados que, em alguns casos, o mercado pode não surgir de todo.

49 O Problema de Seleção Adversa O Modelo de Pashigian (1998, p ) Prof. Giácomo Balbinotto Neto TEORIA MICROECONÔMICA II ECONOMIA DA INFORMAÇÃO


Carregar ppt "O Problema de Seleção Adversa – O Modelo de Pashigian (1998, p.520-532) Prof. Giácomo Balbinotto Neto TEORIA MICROECONÔMICA II ECONOMIA DA INFORMAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google