A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CTJ IN SCHOOL – O CAMINHO PERCORRIDO E OS MODELOS ADOTADOS ISABELA VILLAS BOAS PAULA PACHECO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CTJ IN SCHOOL – O CAMINHO PERCORRIDO E OS MODELOS ADOTADOS ISABELA VILLAS BOAS PAULA PACHECO."— Transcrição da apresentação:

1 CTJ IN SCHOOL – O CAMINHO PERCORRIDO E OS MODELOS ADOTADOS ISABELA VILLAS BOAS PAULA PACHECO

2 Tendências e fatos verificados no mercado de escolas regulares Maior exigência dos alunos e pais com relação à qualidade do ensino do inglês na escola: –Adoção de nivelamento lingüístico e de material didático similar ao das escolas de inglês Aumento do número de atividades extra- curriculares: –Atividades na escola no contra-turno, conflitando com o horário do inglês Tendência futura de adoção do Ensino Integral

3 Desejo de pais e alunos da CTJ Otimizar os custos com a educação de seus filhos, sem perda de qualidade Racionalizar o tempo de estudo de seus filhos Alegações: Despesas muito altas com educação (mensalidades da escola particular, mensalidades da CTJ, alimentação, transporte, material didático, uniforme e outros) Atividades Extra-Curriculares (Educação Física, Monitoria, etc) conflitando com o horário do curso de inglês

4 Transformando ameaça em oportunidade PROJETO PARCERIA – CTJ / ESCOLA REGULAR CTJ In School

5 O caminho percorrido 2000 Primeira parceria: turmas niveladas, mas maiores e na carga regular da escola; material diferenciado 2002 Parceria com uma escola maior: 1600 alunos 2005 Primeira parceria com Educação Infantil: mudança de paradigma 2007 Nova mudança de Paradigma: carga-horária maior e mesmo curso da CTJ na grade regular da escola 2008 CTJ In- School: Posto Avançado na escola

6 Lições aprendidas O aluno na escola regular tem um comportamento diferente daquele na escola de inglês. Nem todos os alunos da escola regular querem aprender a se comunicar efetivamente na língua inglesa. Ensino Médio: para o aluno iniciante, o inglês instrumental é mais interessante. Tivemos que aprender a ceder e a negociar com os atores das escolas.

7 Lições aprendidas Percebemos a importância de estreitar os laços com as escolas por meio das atividades extra- curriculares. Temos que conscientizar o corpo-docente da importância estratégica desse tipo de parceria e dar-lhe o suporte pedagógico necessário. Para o aluno com perfil CTJ, esse tipo de parceria não tem vantagens, pois ele continua tendo que frequentar aula de inglês paralela. Por outro lado, o aluno que jamais pensaria em estudar na CTJ não dava valor.

8 Projeto Atual de Parceria CTJ – Escola Base: Levar a CTJ para dentro da Escola Parceira (ou trazer os alunos da escola parceira para dentro da CTJ) Como? Implantando uma Unidade CTJ na Escola Parceira Mesmos cursos: kids, elementar, juvenil, básico, intermediário e avançado Mesma carga horária Mesma metodologia Mesmo material didático Mesmas turmas das Filiais da CTJ Mesmo corpo docente

9 Vantagens Principais para o Parceiro Ocupação do espaço ocioso espaço ocioso Associação de sua marca a uma marca líder marca a uma marca líder Maior tempo do aluno na escola Satisfazer desejos dos pais Agregar valor Aumentar Receita Melhorar rendimento aluno

10 Vantagens principais para os pais Menos deslocamentos do filho do filho Menos despesas Maior tranqüilidade filho na escola Satisfazer desejos dos pais

11 Atendimento aos desejos dos pais Expansão de seu mercado de atuação Liberação de vagas em suas unidades em horário nobre Aumento de receita Preparação para o cenário futuro Vantagens principais para a CTJ

12 Modelos atuais de parceria CTJ Terceirização do ensino de inglês - aulas dentro da grade curricular, no horário da aula de inglês Posto Avançado da CTJ - aulas fora da grade horária (de tarde ou no final de cada turno)

13 Terceirização do Ensino de Inglês CARACTERÍSTICAS Substitui o inglês da escola; As aulas acontecem durante o turno de aula dos alunos; Os alunos são submetidos a teste de classificação para compor os diferentes níveis de conhecimento em turmas de, no máximo, 18 (dezoito) alunos. Para possibilitar o nivelamento lingüístico, todos os alunos do 3º ao 5º ano (curso Elementar) e do 6º ao 9º ano (curso Juvenil) têm aulas no mesmo horário; Os alunos que não se encaixarem nas turmas fechadas, poderão freqüentar turmas abertas no turno contrário; As aulas ocorrem em ambiente da própria escola, que deverá prover todo o apoio administrativo necessário.

14

15 Terceirização do Ensino de Inglês CONDIÇÕES FINANCEIRAS O pagamento é feito pela própria escola; A remuneração é calculada por turma fechada ou por aluno; O valor por aluno costuma ser bem atrativo quando comparado aos valores de mensalidade em turmas abertas; Não há risco de inadimplência e nem de cancelamento ao longo do semestre; Turmas muito pequenas são inviáveis financeiramente.

16 Terceirização do Ensino de Inglês DIFICULDADES / RESTRIÇÕES Necessidade de um grande número de salas ociosas para que possa haver a separação dos alunos em turmas homogêneas reduzidas; Adesão de todos os alunos/pais; Problemas de disciplina; Resistência do corpo docente a dar aulas fora do seu ambiente; Risco de canibalização.

17 Posto Avançado CARACTERÍSTICAS Não substitui o inglês da escola; São aproveitadas as salas de aulas ociosas da escola nos turnos vespertino e noturno; Exemplo: Aulas segundas e quartas ou terças e quintas: 14h-13h30; 16h30-18h; 18h30-20h Necessidade de instalação de uma secretaria na escola pra apoio administrativo; Dependendo do número de alunos/turmas, é designado um supervisor de ensino para relacionamento com pais, alunos, professores, Escola parceira.

18 Posto Avançado CONDIÇÕES FINANCEIRAS O pagamento é feito pelo aluno/pai; O aluno da escola parceira faz jus a preço diferenciado para estudar nas turmas oferecidas no PA; A CTJ remunera a escola com uma parcela do seu resultado, como forma de compensação pela utilização das dependências da escola; A Escola provê apoio administrativo à CTJ (serviços de limpeza, manutenção e segurança dos alunos, despesas de energia e água).

19 Posto Avançado DIFICULDADES / RESTRIÇÕES Limitação de oferta de turmas; Risco de canibalização; Resistência do corpo docente a dar aulas fora do seu ambiente;

20 Considerações Necessidade da criação de vínculos / relacionamento com o aluno e sua família. Importância de um bom relacionamento com a escola parceira. Compreensão / definição do papel da escola parceira no relacionamento Thomas – aluno. Ações Realização de eventos e reuniões. Sempre tem uma pessoa responsável diretamente pelo relacionamento. Flexibilização dos procedimentos.

21

22 Constatações relevantes: No modelo de terceirização, o rendimento dos alunos e a disciplina ainda não chegaram ao patamar daquele dos alunos regulares. Temos que desenvolver competências para lidar mais fortemente com a inclusão. Ainda há resistência de alguns professores. Os professores passaram a se deslocar com maior frequência. Com as parcerias ampliamos a visibilidade do nosso nome. Com a maior demanda, tivemos que criar projetos de formação e prospecção de professores (monitor, trainee e bolsa-TDC).


Carregar ppt "CTJ IN SCHOOL – O CAMINHO PERCORRIDO E OS MODELOS ADOTADOS ISABELA VILLAS BOAS PAULA PACHECO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google