A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Assistência ao Pré-natal Profª Vivian Zaboetzki Dutra.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Assistência ao Pré-natal Profª Vivian Zaboetzki Dutra."— Transcrição da apresentação:

1 Assistência ao Pré-natal Profª Vivian Zaboetzki Dutra

2 PRÉ-NATAL O período de assistência pré-natal deve ser iniciado quando a mulher percebe os primeiros sintomas da gravidez. Esse período tem início na concepção e termina quando a mulher entra em trabalho de parto.

3

4 Objetivos: Assegurar bom desenvolvimento fetal; Evitar complicações futuras tanto para gestante como para o feto; Proteger a saúde materna e fetal. Determinar a Idade Gestacional PRÉ-NATAL

5 Avaliação Pré-natal É o exame clínico, anamnese e exames. Toda a história da gestante deve ser relatada na 1ª consulta. É importante toda a equipe de saúde passar segurança e confiança à gestante. Avaliação continua em todo o período. – Mensal: até 29ª semana. – Quinzenal: da 29ª semana em diante. – Semanal: no último mês de gestação. PRÉ-NATAL

6 A periodicidade deve variar de acordo com a rotina local, orientação e conduta médica e de enfermagem, principalmente quanto ao estado clínico e geral da gestante. Além da anamnese, o exame físico e os exames laboratoriais fazem parte da rotina do pré-natal. PRÉ-NATAL

7 História da saúde É a primeira parte da coleta de dados. Deve ser abordado toda a vida da gestante. Avaliar as condições físicas e comunicação não-verbal. PRÉ-NATAL

8 HOSPITAL MATERNIDADE 1. Dados Pessoais Nome: Idade:Data de Nascimento: Endereço: Nível Socioeconômico: Emprego atual:Tipo: Profissão: Viagens nos últimos anos:Local:

9 2. História familiar Doença do sangue:Tipo: Doenças congênitas:Tipo: Diabetes: Hipertensão: Doenças Cardíacas:Tipo: Neoplasias:Tipo: Doenças Infecciosas: Infertilidade: Distúrbios de comportamento:Tipo: Doenças endócrinas:Tipo: Doenças renais:Tipo: Doenças Pulmonares:Tipo: Doenças sexualmente transmissíveis:Tipo: Outros:

10 3. História clínica da paciente/gestante Acidentes anteriores ou recentes:Tipo: Alergias:Tipo: História de varizes: Transfusão sanguínea:Última data: Internações HospitalaresMotivo e Data: Tratamento Clínico:Motivo e Data: Uso crônico de medicação:Tipo: Tabagismo:Frequência e Quantidade: Consumo de alcoolQuantidade diária: Outros:

11 4. História ginecológica: Menarca:Data e Idade: Última menstruação:Data: Fluxo:Duração em dias: Contracepção:Tipo: Frequência das relações: Número de parceiros sexuais: Doenças sexualmente transmissíveis:Tipo:

12 5. História obstétrica: Gestação anteriores:Número: Abortos:Número: Partos: Normal:Fórceps: Cesários: História Gestacional atual: Queixas: Sinais e Sintomas visíveis: Data:Enfº

13 Exame físico da gestante É o segundo passo de avaliação. Deve ser realizado em sala adequada, reservada à gestante, sem interrupções, preferencialmente acompanhada de algum membro da família. PRÉ-NATAL

14 6. Exame físico Sinais Vitais: PA:Tax: FC:FR: Peso:Altura: Inspeção da pele e das mucosas: Palpação da Tireóide: Ausculta cardíaca:Ausculta Pulmonar: Exame do abdome: Palpação dos gânglios inginais: Exame dos membros inferiores: Exame das mamas: Medida da altura uterina: Ausculta do batimentos cardiofetais: Toque vaginal:

15 Exames Diagnósticos Exames de sangue: – Hemoglobina e Hematócrito: Anemia; – Leucometria: detectar quadro infeccioso; – Tipo sanguíneo, grupo ABO e triagem para anticorpos: Indica grau de risco para doença hemofílica; – Sorologia para rubéola: avalia contato de imunidade da gestante; – Teste para VDRL: triagem para sífilis; – Sorologia para HIV: triagem para AIDS; – Triagem para TORCH: exposição à: toxoplasmose, clamídia, sifílis, varicela, herpes, citomegalovírus. PRÉ-NATAL

16 Exames de Urina Exame qualitativo de urina: – Avalia as condições urinárias da gestante. Urocultura: – Detecta a presença de germe ou bactéria na urina, auxilia na escolha do melhor antibiótico. PRÉ-NATAL

17 Outros Exames Ultra-sonografia: do útero e do feto. Realizada para detectar a idade gestacional, a posição do feto, a integridade e maturidade da placenta, as condições do líquido amniótico, o tamanho e atividade fetal. PRÉ-NATAL

18 Esquema de vacinação A gestante não deve tomar nenhuma vacina sem o conhecimento do seu médico. A maioria das vacinas é contra-indicada. Somente é realizada para prevenção do tétano no recém-nascido e para a proteção da gestante, com a vacina dupla tipo adulto (dT) ou, na falta desta, com o toxóide tetânico (Tf). PRÉ-NATAL

19

20 Gestante não vacinada: Obs.: 2ª dose deve ser aplicada até 20 dias antes da DPP Gestantes Vacinadas: Esquema básico: na gestante que já recebeu uma ou duas doses da vacina contra o tétano (DPT, DT, dT ou TT), deverão ser aplicadas mais uma ou duas doses da vacina dupla tipo adulto (dT) ou, na falta desta, com o toxóide tetânico (TT), para se completar o esquema básico de três doses. Obs.: Reforço a cada dez anos! Se gravidez em menos de 5 anos, antecipar reforço. PRÉ-NATAL

21 Data Provável do Parto (DPP): – Objetivo: Estimar o tempo de gravidez e a idade do feto. Os métodos para esta estimativa dependem da data da última menstruação (DUM), que corresponde ao primeiro dia de sangramento do último período menstrual referido pela mulher, levando-se em consideração a duração média da gestação normal (280 dias ou 40 semanas depois da última menstruação). PRÉ-NATAL

22 Deve-se salientar a diferença entre a idade embriológica da gestação e a idade obstétrica da gestação. A idade embriológica é contada a partir da fecundação do óvulo. Por não ser possível, na maioria das vezes, determinar a data correta da ovulação e, portanto, da fecundação, convencionou-se datar a gravidez pelo primeiro dia da última menstruação (DUM), sendo esta chamada de idade obstétrica ou idade menstrual da gestação. PRÉ-NATAL

23 Uma outra forma de calcular a dpp é somar sete dias ao primeiro dia da última menstruação e subtrair três meses ao mês em que ocorreu a última menstruação (ou adicionar nove meses, se corresponder aos meses de janeiro a março) – Regra de Naegrele. Nos casos em que os números de dias encontrado for maior do que o número de dias do mês, passar os dias excedentes para o mês seguinte, adicionando 1 ao final do cálculo de mês.

24 DUM: 15/09/2012 – +7 dias, -3 meses = 22/06/2013 DUM: 06/01/2013 – + 7 dias, + 9 meses = 13/10/2013 DUM: 31/12/2012 – + 7 dias, - 2 meses ou -3 meses +1 mês = 07/10/2013 DUM: 01/05/2012 – + 7 dias, -3 meses = 08/02/2013


Carregar ppt "Assistência ao Pré-natal Profª Vivian Zaboetzki Dutra."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google