A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Prof.: Arci Dirceu Wastowski UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Curso: Engenharia Ambiental Disciplina: EAM 1010 - Fundamentos de Química Orgânica 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Prof.: Arci Dirceu Wastowski UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Curso: Engenharia Ambiental Disciplina: EAM 1010 - Fundamentos de Química Orgânica 1."— Transcrição da apresentação:

1 1 Prof.: Arci Dirceu Wastowski UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Curso: Engenharia Ambiental Disciplina: EAM Fundamentos de Química Orgânica 1 o semestre / 2013 REAÇÕES DE ELIMINAÇÃO

2 2 REAÇÃO DE ELIMINAÇÃO Vejamos o esquema geral abaixo, que nos mostra as reações de eliminação: Estas reações ocorrem, em ácidos carboxílicos, álcoois, derivados halogenados

3 3 Desidratação de álcoois Os álcoois sofrem desidratação, formando alcenos ou éteres, conforme suas condições. A ordem decrescente de facilidade de desidratação é a seguinte: terciário > secundário > primário

4 4 Desidratação intermolecular de álcoois Vejamos o caso abaixo, onde obtemos o éter:

5 5 Desidratação intramolecular de álcoois Obtemos o alceno.

6 6 Desidratação de ácidos carboxílicos Os ácidos quando são aquecidos na presença de um desidratante (P 2 O 5, H 2 SO 4 ou H 3 PO 4 ), conseqüentemente eles irão se desidratam. Os ácidos dicarboxílicos se desidratam com mais facilidade.

7 7 A desidratação do ácido fórmico irá produzir monóxido de carbono. A desidratação do ácido oxálico irá produzir CO e CO 2.

8 8 Os derivados halogenados irão produzir alcenos quando reagirem com Hidróxido Potássio alcoólica (KOH dissolvido em álcool). A eliminação ocorre com a saída de uma molécula de HCl do derivado de halogenado Eliminação em derivados halogenados

9 9 Eliminação em derivados dialogenados Os derivados dialogenados com os átomos de halogênio em átomos de carbonos vicinais irão sofrer uma reação de eliminação quando tratados com metais ativos como zinco ou magnésio.

10 10 Mecanismo de eliminação: unimolecular (E1) ou bimolecular (E2). O nucleófilo tanto pode atacar nucleofilicamente o carbono do grupo migrante como os átomos de hidrogénio. O dupleto eletrónico (dois elétrons) deixado pelo H ataca intramolecularmente o outro átomo de carbono, expulsando substituinte e dando origem a uma ligação dupla C=C. Tal como a substituição nucleofílica, a eliminação também pode ocorrer por dois processos: a eliminação pode ser unimolecular (E1) ou bimolecular (E2).

11 11 Mecanismo - Eliminação E 1 A eliminação unimolecular realiza-se em dois processos elementares, sendo o primeiro comum às SN 1. O processo mais lento é a saída do grupo migrante: um processo unimolecular, cuja velocidade só depende da concentração de uma espécie.

12 12 Eliminacao E 1 : Exemplo:

13 13

14 14

15 15

16 16 A velocidade do processo depende da concentração da espécie atacada e da concentração do nucleófilo. A reação é facilitada pela presença de grupos atraentes de elétrons que tornam a substância mais ácida, facilitam a saída de H sob a forma de H +, como por exemplo o RSO 2 -. MECANISMO E 2 Realiza-se num único processo elementar, bimolecular. A saída de H e de X dá-se mais ou menos ao mesmo tempo:

17 17 Eliminação E 2 : Exemplo:

18 18

19 19

20 20

21 21 Regra de Zaitsev De um modo geral, forma-se de preferência o alceno mais substituído:

22 22

23 23

24 24 De que dependem os mecanismos E 1 e E 2 ? E 1 é favorecida pelos mesmos fatores que promovem as S N 1, uma vez que o passo limitante do mecanismo é o mesmo. E 2 é favorecida por : -bases volumosas (que devido ao seu volume não podem reagir por S N 2) -solventes menos ionizantes -presença de grupos na molécula que tornem os hidrogênios ácidos. As eliminações ocorrem preferencialmente quando as bases usadas são fortes (neste caso terão mais tendência a retirar o H + do que a atacar o carbono central). São normalmente realizadas a quente, uma vez que quando se aumenta a temperatura a velocidade das eliminações aumenta mais rapidamente do que a velocidade das substituições, aumenta a razão eliminação/substituição.

25 25

26 26

27 27

28 28

29 29

30 30 Substrato Tipo preferencial de reação SN1SN1SN2SN2E1E1 E2E2 RCH 2 XSN2SN2não ocorre altamente favorecida não ocorre ocorre com bases fortes R 2 CHX S N 2 com nucleófilos não básicos E 2 com bases fortes pode ocorrer com haletos benzílicos ou alílicos ocorre em competição com reação E 2 pode ocorrer com haletos benzílicos ou alílicos favorecida quando bases fortes são usadas R 3 CX E 2 (S N 1 e E 1 em solventes não básicos) favorecida em solventes hidroxílicos (-OH) não ocorre ocorre em competição com reação S N 1 favorecida quando bases são usadas

31 31 1) 2)

32 32 03) (Covest-2007) Observe as reações abaixo: H2OH2O + A) KOH (aq) HCl + B) CH 3 H 2 SO 4 (conc) OH H 3 C – CH 2 – CH 2 – CH – CH 3 I H 3 C – CH 2 – CH = CH 2 C)H 3 C – CH 2 – CH – CH – CH 3 A reação A é uma reação de substituição nucleofílica, devendo formar como produto principal o 2-hidroxipentano. A reação B é uma reação de adição, devendo formar como produto principal o 1-clorobutano. A reação B deve seguir a regra de Markovnikov. A reação C é uma reação de eliminação, em que o 2-metil-2-penteno deve ser o produto formado em maior quantidade.

33 33 04) (Covest-2002) No ciclo de Krebs, o ácido cítrico é convertido no ácido isocítrico tendo como intermediário o ácido Z-aconítico: Sobre esta reação, podemos afirmar que: a) O composto (1) é H 2. b) É uma reação de desidratação. c) O ácido Z- aconítico apresenta isomeria óptica. d) É uma reação de substituição. e) O composto (1) é O 2.

34 (CARLOS CHAGAS) Considere a reação: O composto X é um: a) hidrocarboneto b) aldeído c) álcool d) éster e) éter

35 (UNISA - SP) O etanol (composto A) foi submetido à desidratação com Al 2 O 3, resultando um composto B. Este composto B adiciona cloreto de hidrogênio, resultando um produto de adição C. O composto C é: a) eteno b) éter etílico c) propanona d) cloroetano e) cloreto de isopropila

36 (CESGRANRIO) Assinale o álcool que se desidrata mais facilmente em presença de H 2 SO 4 a quente: a) 1-propanol b) 2-metil-2-propanol c) 2-pentanol d) 2-metilpropanol e) 1-butanol

37 (U. C. SALVADOR - BA) A desidratação intramolecular de um álcool produz: a) éster b) alcano c) alceno d) cetona e) aldeído 09. (UFF - RJ) O etanol é o álcool industrial mais importante, sendo utilizado como ingrediente em bebidas fermentadas, solvente, antisséptico tópico etc. A desidratação intermolecular do etanol realizada a 130°C produz um importante produto orgânico: a) eteno b) etanal c) éter etílico d) ácido etanóico e) etanonitrila

38 (UNIP) A reação entre CH 3 CHCl CH 3 e KOH alcoólico ocorre por mecanismo de eliminação formando: a) propeno b) 2-propanol c) 1-propanol d) propanona e) propanoato de potássio 11. (UFRN) Éteres, anidridos e alcenos podem ser obtidos a partir de respectiva desidratação de: I. fenóis, ácidos carboxílicos e álcoois II. fenóis, álcoois e ácidos carboxílicos III. ácidos carboxílicos, fenóis e álcoois IV. ácidos carboxílicos, álcoois e fenóis a) I b) II c) III d) IV e) III e IV

39 Qual o álcool dos pares abaixo se esperaria sofrer desidratação com maior facilidade? Porque? a) 1-pentanol ou 2-pentanol b) 2-metil-2-butanol ou 3-metil-2-butanol c) 2,3-dimetil-2-butanol ou 2,3-dimetil-1-butanol

40 (UFRN) É teres, anidridos e alcenos podem ser obtidos a partir de respectiva desidrata ç ão de: I. fen ó is, á cidos carbox í licos e á lcoois II. fen ó is, á lcoois e á cidos carbox í licos III. á cidos carbox í licos, fen ó is e á lcoois IV. á cidos carbox í licos, á lcoois e fen ó is a) I b) II c) III d) IV e) III e IV

41 (UFJF - MG) Considerando o esquema e as informa ç ões abaixo, em que I e II representam compostos orgânicos, marque a op ç ão que apresenta a afirmativa correta: I = cadeia insaturada II = cadeia saturada a) 1-propanol e II são isômeros de posi ç ão. b) 1-propanol e II representam o mesmo composto. c) I e II possuem cadeias carbônicas arom á ticas. d) I possui cadeia arom á tica e II possui sp 2 em sua mol é cula. e) I possui três á tomos de carbono sp 2 em sua mol é cula.

42 Circule o próton que participa da reação E2: a) CH 3 CH 2 CHBrCH 3 b) CH 3 CH 2 CH(CH 3 )CH 2 Br c) (CH 3 CH 2 ) 2 CHI

43 43 9. Qual o composto de cada par abaixo sofre reação de E2 mais rapidamente? a)(CH 3 ) 2 CHCHBrCH 2 CH 2 CH 3 ou (CH 3 ) 2 CBrCH 2 CH 2 CH 3 b) (CH 3 ) 2 CHCHCICH 3 ou (CH 3 ) 2 CHCH 2 CH 2 Cl c) CH 3 CH 2 CH 2 Br ou CH 3 CH=CHBr

44 44 52) (Unifor-CE) A fórmula CH3CH2OH representa um composto: I. Combustível. II. Pouco solúvel em água. III. Que pode ser obtido pela hidratação do eteno. È correto afirmar: a) I, somente. b) II, somente. c) I e II, somente. d) II e III, somente. e) I, II e III.

45 45 81) A transformação do 1-propanol em propileno (propeno), como esquematizado a seguir, constitui reação de: a) hidratação. b) hidrogenação. c) halogenação. d) descarboxilação. e) desidratação.


Carregar ppt "1 Prof.: Arci Dirceu Wastowski UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Curso: Engenharia Ambiental Disciplina: EAM 1010 - Fundamentos de Química Orgânica 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google