A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Economia da Saúde Conceitos Básicos & Avaliações Avaliações Dr. Renato Cavalcanti Pinto Mestre em Saúde Pública e Gestão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Economia da Saúde Conceitos Básicos & Avaliações Avaliações Dr. Renato Cavalcanti Pinto Mestre em Saúde Pública e Gestão."— Transcrição da apresentação:

1 Economia da Saúde Conceitos Básicos & Avaliações Avaliações Dr. Renato Cavalcanti Pinto Mestre em Saúde Pública e Gestão

2 Conceito A economia é o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza). Adam Smith, David Ricardo e John Stuart Mill Adam SmithDavid RicardoJohn Stuart MillAdam SmithDavid RicardoJohn Stuart Mill É a ciência das trocas ou das escolhas. (Pensamento econômico neoclássico)

3 Economia da Saúde Um sistema lógico e explícito para auxiliar trabalhadores da área da saúde, administradores, governantes ou a sociedade na escolha de como otimizar o uso dos recursos. Jefferson T, Demicheli V, Mugford M.

4 A Escolha e o Consumidor A ES é vista como um estudo da escolha do uso dos recursos escassos. A ES é vista como um estudo da escolha do uso dos recursos escassos. Na ES o indivíduo possui um papel dual como demandante e provedor de saúde. Na ES o indivíduo possui um papel dual como demandante e provedor de saúde. A saúde possui uma natureza única como Output do processo de produção e um determinante da capacidade de contribuir com este processo. A saúde possui uma natureza única como Output do processo de produção e um determinante da capacidade de contribuir com este processo.

5 Equilíbrio de Mercado Esquema de oferta e curva de oferta Esquema de oferta e curva de oferta Resina Composta/ Fabricantes Resina Composta/ Fabricantes Esquema de demanda e curva de demanda Esquema de demanda e curva de demanda Resina Composta / Pacientes Demandantes Resina Composta / Pacientes Demandantes Preços O D Pe Qe Quantidade 0

6 Excesso de Oferta Px Qx O 0 D Pe Qe P1P1 Q1oQ1o Q1DQ1D Excesso de oferta

7 Excesso de Demanda Px Qx O 0 D Pe Qe P2P2 Q1DQ1D Q1OQ1O Excesso de demanda

8 Eficiência e Excedente A curva demanda mede a disposição a pagar por cada unidade. O excedente do consumidor é a área abaixo da demanda e acima do preço de equilíbrio A curva de oferta mede o custo marginal de cada unidade O excedente do produtor é a área abaixo do preço de equilíbrio e acima da oferta Preços Excedente Consumidor ExcedenteProdutor Quantidade O D

9 Impostos Os governos levantam receitas para projetos públicos através de impostos. Impostos reduzem a atividade dos mercados. Vendedores e compradores compartilham o peso dos impostos. Os impostos alteram o equilíbrio do mercado. Independentemente de quem paga, os impostos reduzem a receita dos vendedores e elevam o preço para os compradores.

10 Imposto pago pelos compradores

11 Impostos pagos pelos vendedores

12 Efeito dos impostos nos mercados Excedente Consumidor Excedente Consumidor Impostos Impostos Peso Morto Peso Morto Excedente Produtor Excedente Produtor Preços Pe I Pe Pe I Pe Impostos Excedente Consumidor Excedente Produtor Peso Morto Quantidade

13 Elasticidade-Preço da Demanda e da Oferta Relação entre modificações percentuais nas quantidades demandadas, ofertadas e nos preços. Relação entre modificações percentuais nas quantidades demandadas, ofertadas e nos preços. Mede a sensitividade de uma variável em relação a outra. Mede a sensitividade de uma variável em relação a outra. Se |Ep|<1 (Ep entre 1 e -1) Preço inelástico. Se |Ep|<1 (Ep entre 1 e -1) Preço inelástico. Se |Ep|>1 (Ep 1 (Ep < -1) Preço elástico. Se |Ep|=1 Elasticidade Unitária. Se |Ep|=1 Elasticidade Unitária. Ep=ΔQ/Q:ΔP/P

14 Características do Mercado da Saúde e da Odontologia Oferta e demanda não interagem convencionalmente na saúde; Oferta e demanda não interagem convencionalmente na saúde; Conhecimento concentrado nas mãos dos profissionais; Conhecimento concentrado nas mãos dos profissionais; A presença de grandes empresas de seguro e medicina de grupo tende a transformar o setor em um oligopólio. A presença de grandes empresas de seguro e medicina de grupo tende a transformar o setor em um oligopólio. Mercado odontológico em parte controlada por preços: 1. Poder profissional de induzir novas necessidades; 2. Prestígio ou a sensação de confiança capaz de impor honorários acima do mercado sem redução de clientela; 3. Inexistência de controle governamental sobre preços; 4. Ausência de informação e divulgação sobre tipos, qualidade, e preços dos serviços ofertados; 5. Gap de conhecimentos entre paciente e profissional favorecendo aos últimos; 6. Impossibilidade de entrar e sair no mercado livremente.

15 Utilidade Duas maneiras de se ver a utilidade – Antiga: Mede quanto satisfeito você está. – Não operacional; – Muitos outros problemas. – Nova: Sumariza as preferências; Uma função de utilidade associa um número a cada cesta de bens, de modo que cestas mais preferidas estão associadas a números maiores; U(x1,x2,...,xn) > U(y1,y2,...,yn) se e somente se (x1,x2,...,xn) > (y1,y2,...,yn).

16 Como você usaria seu período de férias? Fazendo um tratamento odontológico Passando dias em Mallorca. Preferências 028 Indiferença

17 Curva da Indiferença A0 A1 A2 A0 A1 A A2 A2 A0 A0 A1 A

18 Maximização da utilidade entre duas entidades X1 e X2 Dias no Dentista X1 Dias no Dentista X1Toda Renda e Tempo em X1 Linha Orçamentária Linha Orçamentária Toda renda e tempo em X2 Dias em Mallorca X2 Toda renda e tempo em X2 Dias em Mallorca X2

19 Em Microeconomia O procedimento econômico de indivíduos é caracterizado por: O procedimento econômico de indivíduos é caracterizado por: 1. Maximização da própria utilidade expressada através do consumo de bens e serviços. 2. Renda e tempo disponível.

20 Maximização da utilidade para 2 entidades X1 e X2 X1 X1 Curva da Indiferença Curva da Indiferença Maximização Maximização X1 Linha Orçamentária X1 Linha Orçamentária X2 X2 X2 X2

21 Do indivíduo para o mercado, funções da demanda Preços Preços Preços Preços Preços Preços c g j c g j e h k e h k Demanda de Paulo Demanda da Bia Demanda de Mercado Demanda de Paulo Demanda da Bia Demanda de Mercado

22 Demanda

23 Por que a Avaliação Econômica é Importante? Sem uma análise sistemática, é difícil identificar claramente as alternativas relevantes. A avalia A avaliação é a análise comparativa deduas ou mais alternativas em termos de custos econseqüências.

24 Regras Básicas Nossa decisão e interpretação dos resultados são alicerçados em posições filosóficas. Nossa decisão e interpretação dos resultados são alicerçados em posições filosóficas. Nossa decisão é baseada em custos e efeitos. Nossa decisão é baseada em custos e efeitos. A avaliação economica objetiva eficiência e não redução de custos. A avaliação economica objetiva eficiência e não redução de custos. Visa o suporte ao processo de tomada de decisão. Visa o suporte ao processo de tomada de decisão.

25 Tipos de Análise Econômica Análises Quantitativas: Análise custo-minimização Análise de custo-efetividade Análise de custo-utilidade Análise de custo-benefício Análises Qualitativas: Análise usando técnicas de p preferências declaradas Análise usando técnicas de p preferências declaradas

26 Análises Quantitativas usando custo/... Análises Custo efetividade são as formas mais comuns de avaliação econômica. Análises Custo efetividade são as formas mais comuns de avaliação econômica. Fornece informação geral sobre custos relativos e benefícios em saúde de diferentes tecnologias, estratégias, intervenções e outros. Fornece informação geral sobre custos relativos e benefícios em saúde de diferentes tecnologias, estratégias, intervenções e outros. Fornece ao gestor opções de uso do orçamento para enfrentar constrangimentos éticos e polítiicos. Fornece ao gestor opções de uso do orçamento para enfrentar constrangimentos éticos e polítiicos. Enriquece o banco de dados e o debate setorial sobre alocação de recursos. Enriquece o banco de dados e o debate setorial sobre alocação de recursos.

27 Tipos de Custos Diretos (Medicamentos, consultas...) Indiretos (Horas sem trabalho...) Intangíveis (Dor...)

28 Métodos de Análise Econômica (Três Principais Etapas) Enumerar os prováveis custos e conseqüências Mensuração dos custos e conseqüências Expressão dos custos e conseqüências em unidades comparáveis

29 Medidas de Conseqüencias (Resultados) em saúde: identificação Componentes de resultados em saúde MortalidadeMorbidadeCompostos Expectativa de VidaDoença- específica DALYs Taxa de Mortalidade T. Mortalidade Segundo Causa T.Mortalidade Causa Específicas IPC CPO-D INTO Medidas de Morbidade Geral Debilidade, inaptidão e incapacidade Percepção Estado morbifuncional da saúde QALYs OHIP

30 Ferramentas para medir o estado de saúde e os resultados alcançados Ferramentas para descrição do estado de saúde EQ-5D EQ-5D SF-6D SF-6D Descrições Genéricas Descrições Genéricas Outros Outros Avaliação dos resultados obtidos em saúde Escala Análoga Visual Escala Análoga Visual Posições de empreendimento arriscado Standard Gamble Posições de empreendimento arriscado Standard Gamble Balanços de preferência/ tempo Time trade off Balanços de preferência/ tempo Time trade off

31 Análise usando técnicas de preferências declaradas Vão além do uso único das conseqüencias em saúde na avaliação dos benefícios mas incorporam outros benefícios além da saúde e atributos do processo; Vão além do uso único das conseqüencias em saúde na avaliação dos benefícios mas incorporam outros benefícios além da saúde e atributos do processo; Avaliam uma intervenção de saúde com a perspectiva do indivíduo ou da sociedade; Avaliam uma intervenção de saúde com a perspectiva do indivíduo ou da sociedade; São mais holisticas; São mais holisticas; Fornecem escolha para aperfeiçoar uma intervenção já existente; Fornecem escolha para aperfeiçoar uma intervenção já existente; Não é baseada na teoria da utilidade. Não é baseada na teoria da utilidade.

32 Tipos de Análises de Preferência Declarada Análises Qualitativas (Pesquisa Qualitativa). Análises Qualitativas (Pesquisa Qualitativa). Análises Conjuntas (PD nas análises de escolhas discretas, modelagens) usada para extraír a importancia relativa de diferentes atributos na provisão de um bem ou serviço. Análises Conjuntas (PD nas análises de escolhas discretas, modelagens) usada para extraír a importancia relativa de diferentes atributos na provisão de um bem ou serviço. Análises de vontade para pagar (Análises Contingentes) usada para medir o benefício de uma intervenção em termos monetários. Análises de vontade para pagar (Análises Contingentes) usada para medir o benefício de uma intervenção em termos monetários.

33 Os Resultados são Válidos? O ponto central na análise econômica de qualquer procedimento é a revisão sistemática da literatura. Apenas ela permite o mapeamento do conhecimento com uma menor probabilidade de viés. A triangulação em qualquer tipo de pesquisa ciêntífica aumenta muito a sua validade e reduz a probabilidade de viés.

34 Obrigado! Tel: (31)


Carregar ppt "Economia da Saúde Conceitos Básicos & Avaliações Avaliações Dr. Renato Cavalcanti Pinto Mestre em Saúde Pública e Gestão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google