A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A ÁGUA NOS SERES VIVOS. SOLVENTE E SOLUTO Em uma solução, sempre há dois componentes: o solvente,normalmente em maior quantidade, e o soluto, que vai.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A ÁGUA NOS SERES VIVOS. SOLVENTE E SOLUTO Em uma solução, sempre há dois componentes: o solvente,normalmente em maior quantidade, e o soluto, que vai."— Transcrição da apresentação:

1 A ÁGUA NOS SERES VIVOS

2 SOLVENTE E SOLUTO Em uma solução, sempre há dois componentes: o solvente,normalmente em maior quantidade, e o soluto, que vai dissolver no solvente.

3 Nem tudo se dissolve na água Uma mistura de água e óleo não pode ser chamada de solução, pois, por mais que mexamos com uma colher, o óleo não se dissolve na água.

4 Devido a essa propriedade a água é usada na produção de refrescos, refrigerantes, remédios e diversos produtos químicos do nosso dia-a-dia. A maioria das transformações químicas que ocorrem no organismo vivo ( ou mesmo em laboratórios) só acontece quando as substâncias estão dissolvidas em água.

5 COMO A ÁGUA É ENCONTRADA NA NATUREZA ÁGUA POTÁVEL A água potável tem um aspecto cristalino, é incolor e sem cheiro, e nela estão dissolvidos sais minerais em pequeníssimas proporções e ar( contendo gases). É usada para: beber, cozinhar os alimentos, usar na higiene corporal e na lavagem de roupas, utensílios domésticos e industriais e na irrigação do solo.

6 ÁGUAS MINERAIS Águas minerais são aquelas de aspecto cristalino, incolores, isentas de impurezas e contendo uma quantidade bem maior de sais minerais do que a encontrada na água potável. Conforme o sal predominante nessas águas, elas são classificadas em: Ferruginosas: ( sais de ferro). Seu emprego médico é no combate à anemia. Sulfurosas: ( sais de enxofre). São utilizadas para o tratamento de doenças da pele e das vias respiratórias. Aciduladas: ( além dos sais minerais, contém gás carbônico). Facilitam a digestão. Alcalinas: ( bicarbonato de sódio). São utilizadas para combater o excesso de acidez do estômago. Magnesianas: ( sais de magnésio). Utilizada para normalização das funções do estômago e do intestino. Todas essas águas são encontradas nas fontes hidrominerais.

7 COMO SE FORMAM AS FONTES HIDROMINERAIS

8 ÁGUAS TERMAIS As águas termais são as águas minerais cuja temperatura é superior à das águas do ambiente. Isso porque os lençóis subterrâneos dessas águas ficam próximos a rochas aquecidas. Essas águas são também utilizadas no tratamento médico para utilizar na cura de doenças de pele, dos nervos e dos ossos.

9 ÁGUA DESTILADA A água destilada é a água na forma pura, sem nada dissolvido nela. É constituída única e exclusivamente de hidrogênio(H) combinado ao oxigênio(O). A água destilada é um líquido cristalino, incolor, insípido(sem gosto) e inodoro(sem cheiro). A água destilada é usada nas baterias dos veículos automotores e empregada em laboratório para fabricação de medicamentos.

10 ESQUEMA DO PROCESSO DE CAPTAÇÃO,TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA NUMA CIDADE

11 ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA

12 Mesmo quem recebe água encanada, que vem de uma estação de tratamento, deve filtrá-la antes de beber porque pode haver contaminação nas caixas-dágua ou infiltrações nos canos.

13 POLUIÇÃO DA ÁGUA ESGOTO DOMÉSTICO:

14 A água usada nas atividades domésticas se transforma no resíduo líquido conhecido como esgoto, que pode causar sérios problemas tanto ao meio ambiente quanto à saúde das pessoas. O esgoto doméstico pode ser tratado com relativa facilidade antes de ser lançado no ambiente. Infelizmente, tratamento de esgoto nunca foi prioridade para o poder público e para a população em geral, o que resulta em baixos índices de coleta e tratamento no Brasil. Composição do esgoto As águas residuais contêm basicamente matéria orgânica e mineral, em solução e em suspensão, assim como alta quantidade de bactérias e outros organismos patogênicos e não patogênicos. Outros produtos podem ser indevidamente jogados descarga abaixo e lançados na rede de águas residuais, como estopas, chupetas e outros materiais relacionados a crianças, objetos de higiene feminina, tais como absorventes, ou ainda produtos tóxicos de origem industrial, preservativos usados, etc.

15 FERTILIZANTES E PESTICIDAS EUTROFIZAÇÃO

16 Denominamos Eutrofização ou Eutroficação o fenômeno no qual o ambiente aquático caracteriza-se por uma elevada quantidade de nutrientes – principalmente nitratos e fosfatos. Este fenômeno é resultante da poluição das águas por ejeção de adubos, fertilizantes, detergentes e esgoto doméstico sem tratamento prévio que provocam o aumento de minerais e, consequentemente, a proliferação de algas microscópicas que localizam-se na superfície. Desse modo, cria-se uma camada espessa de algas que impossibilitam à entrada de luz na água e impedem a realização da fotossíntese pelos organismos presentes nas camadas mais profundas, o que ocasiona a morte das algas, a proliferação de bactérias decompositoras e o aumento do consumo de oxigênio por estes organismos. Consequentemente começa a faltar oxigênio na água o que gera a mortandade dos peixes e outros organismos aeróbicos. Na ausência do oxigênio, a decomposição orgânica torna-se anaeróbica produzindo gases tóxicos, como sulfúrico (que causa o cheiro forte característico do fenômeno).A eutrofização causa a destruição da fauna e da flora de muitos ecossistemas aquáticos, transformando-os em esgotos a céu aberto. Esse cenário permite a proliferação de inúmeras doenças causadas por bactérias, vírus e vermes

17 ESGOTO INDUSTRIAL

18 Os mais nocivos resíduos tóxicos são os chamados metais pesados – chumbo, mercúrio, cádmio, crômio e níquel. Se ingeridos, podem causar diversas disfunções pulmonares, cardíacas, renais e do sistema nervoso central, entre outras.

19 POLUIÇÃO POR PETRÓLEO CAUSAS: ACIDENTES COM NAVIOS PETROLEIROS E PLATAFORMAS QUE EXPLORAM PETRÓLEO. O PETRÓLEO BLOQUEIA A PASSAGEM DA LUZ, IMPEDINDO A FOTOSSÍNTESE E A RESPIRAÇÃO DAS ALGAS E DE OUTRO SERES MICROSCÓPICOS QUE FLUTUAM NA ÁGUA. O PETRÓLEO ADERE AS BRÂNQUIAS DE PEIXES, IMPEDINDO SUA RESPIRAÇÃO, ÀS PENAS DAS AVES E AOS PELOS DOS MAMÍFEROS.

20

21 SANEAMENTO BÁSICO Definição Saneamento básico é um conjunto de procedimentos adotados numa determinada região que visa proporcionar uma situação higiênica saudável para os habitantes. Procedimentos Entre os procedimentos do saneamento básico, podemos citar: tratamento da água, canalização e tratamento de esgotos, limpeza pública de ruas e avenidas, coleta e tratamento de resíduos orgânicos (em aterros sanitários regularizados) e materias (através da reciclagem). Saneamento básico e saúde pública Com estas medidas de saneamento básico, é possível garantir melhores condições de saúde para as pessoas, evitando a contaminação e proliferação de doenças. Ao mesmo tempo, garante-se a preservação do meio ambiente.

22 ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO Esgoto, efluente ou águas servidas são todos os resíduos líquidos provenientes de indústrias e domicílios e que necessitam de tratamento adequado para que sejam removidas as impurezas e assim possam ser devolvidos à natureza sem causar danos ambientais e à saúde humana. Geralmente a própria natureza possui a capacidade de decompor a matéria orgânica presente nos rios, lagos e no mar. No entanto, no caso dos efluentes essa matéria é em grande quantidade exigindo um tratamento mais eficaz em uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) que, basicamente, reproduz a ação da natureza de maneira mais rápida.

23 ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO

24 ONDE NÃO HÁ ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO

25 A fossa séptica é um tanque subterrâneo de concreto com mais de mil litros de volume. A parte sólida e orgânica do esgoto que chega à fossa vai se decompondo e formando líquido com os resíduos da decomposição.

26


Carregar ppt "A ÁGUA NOS SERES VIVOS. SOLVENTE E SOLUTO Em uma solução, sempre há dois componentes: o solvente,normalmente em maior quantidade, e o soluto, que vai."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google